História Da Ficção a Realidade - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Laura Prepon, Orange Is the New Black, Taylor Schilling
Personagens Alex Vause, Piper Chapman
Tags Amizades, Drama, Revelaçoes, Romance
Visualizações 230
Palavras 6.970
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Orange, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 37 - Los Angeles


Fanfic / Fanfiction Da Ficção a Realidade - Capítulo 37 - Los Angeles

 

Entrei no portão de embarque sem olhar para trás, eu não queria, nem podia ver Tay chorando, eu já estava péssima, ver ela chorando ia ser muito mais difícil, desde que soube que minha viagem tinha sido antecipada, troquei inúmeras mensagens com Natasha implorando que ela mantivesse Carrie longe de Tay, apesar da Carrie ter dando um tempo desde nossa viagem para Berlim, sei que logo logo ela aprontará...

 

Tasha ironizou um pouco, perguntou se eu teria ciúmes de saber que ela estaria com Taylor, olha em relação a isso, tenho que ser bem sincera, eu não tenho ciúmes por achar que elas teriam um caso, sei que isso nunca aconteceria, tanto Tay vê Natasha como sua irmã, como Natasha vê Tay da mesma forma , elas passaram por muitas coisas juntas, eu respeito isso, até porque Taylor só tem a Natasha e Sam, já eu, bem eu tenho a Jodi a Teresa, meu irmão, minhas três irmãs e minha mãe, mas meu ciúmes de Natasha é pela cumplicidade que ela tem com Tay, elas se entendem por um olhar, uma respiração diferente já chama atenção da outra.

 

Mas enfim eu precisava que Natasha cuidasse de Taylor, só assim conseguiria ficar tranquila, Tay e eu somos muito ciumentas, mas eu acho que sou bem mais que ela, afinal até de amizades eu tenho ciúmes, não gostava quando eu via o camarim dela cheio gente, as meninas se trocavam e corria para o camarim da Tay, o ciúmes com certeza será um ponto a ser trabalhado nesse período que ficaremos afastada.

 

Eu prometi para Tay tentar adiantar o máximo as gravações, Jenji disse que se eu conseguisse,  voltar antes do término da segunda temporada, daria um jeito de colocar Alex de volta a série.... combinamos de não contar a Taylor, para que ela não criasse expectativa, mas o fato é que eu vou dar o máximo de mim para poder voltar antes... não pela série, mas por ela, eu a amo de uma maneira que chega a doer, eu  tenho muito medo do que Carrie pode fazer contra ela, sei que aquelas ameaças não foram em vão...

 

Durante todo o voo até Chicago fiquei com pensamento na Tay, logo o irmão dela e eu partindo no mesmo dia... sei o quanto ela sente falta da família, incluindo sua mãe e seu pai, Tay é uma mulher muito forte, passou por muita coisa, mas está sempre com aquele lindo sorriso no rosto, sempre cativando a todos ao redor, sendo amiga, companheira, amorosa...

 

Logo que chegamos em Chicago, liguei para ela, embora eu estava com receio de estar dormindo, mas como prometi que ligaria... ela logo atendeu, pelo jeito estava com o celular na mão, afinal mal deu o primeiro toque e ela já atendeu... 

 

Para meu desespero, eu comecei a falar com ela e Tasha roubou o seu celular, falando que Tay está com medo de eu a trocar... se caso eu fizer isso, ela começaria a namorar com Taylor... dela para falar a verdade levei na brincadeira, mas o comentário de Jack não... lembrei da conversa que tivemos um dia antes de irmos a casa de campo, onde ela falou que iria respeitar meu namoro, mas caso eu pisasse na bola ela faria de tudo para conquistar a Tay, procurei afastar essa lembrança de minha cabeça, afinal eu jamais faria qualquer coisas que pudesse machucar meu amor, com muito custo Tasha devolveu o celular.

 

Era estranho escutar a voz dela e saber que durante seis meses nosso contato seria apenas assim, eu comecei a me sentir culpada por ter aceito esse trabalho, eu acabei colocando minha carreira na frente da minha vida com Tay, eu comecei tudo de maneira errada, primeiro porque não contei a ela sobre a proposta, segundo eu assinei o contrato escondida dela e terceiro, ela descobriu durante uma entrevista... sabe que hoje parando para analisar, se fosse ela que tivesse feito isso comigo eu jamais a perdoaria...

 

Mas enfim, eu sugeri, na verdade eu impus que tudo que ela fizesse ou fosse fazer ela me comunicaria, e eu faria o mesmo, eu já me envolvi com muitas pessoas, mas nunca senti por ninguém o que sinto por Taylor, depois de um bom tempo desligamos... Tê adormeceu na cadeira Jodi e eu ficamos conversando.

 

- Amiga toma cuidado com a Tê, não entra muito na dela, sabe como ela se empolga nas baladas

- É claro que sei, mas não estou interessada em baladas, quero adiantar o máximo para voltar logo para a Tay, nem saímos e eu já estou morta de saudades

- Eu fico feliz por te ver assim tão apaixonada, ainda mais por ser ela seu amor, a Tay é uma pessoa incrível... torço muito por vcs

- Eu sei Jodi, eu te amo por isso, por me apoiar sempre, por ser meu ombro amigo... sou muito sortuda por ter vcs duas e ter minha família me apoiando em tudo

- Lau desde que você esteja feliz, nós sempre iremos te apoiar, na verdade você tem cinco irmãs e um irmão... pois Teresa e eu somos suas irmãs

- Claro que são Jodi... sempre vão ser... ( respondi dando um abraço nela)

 

Enquanto conversávamos meu celular tocou, era uma mensagem de Tay, nossa as 3:00 da manhã e ela ainda está acordada, só espero que não esteja bebendo, começamos a trocar mensagens, a hora acabou passando era 3:30 quando anunciaram nosso voo, Jodi acordou Tê e embarcamos... dormi a viagem inteira, já Jodi e Teresa não... Jodi não é fã de aviões, até me lembrou a Tay, a cada viagem de divulgação que fazíamos da série ela grudava na mão de Natasha que reclamava que ela ainda iria quebrar sua mão....

 

Acordei com avião pousando, enquanto pegávamos nossas malas liguei para Tay, torci para Jenji ter encerrado a reunião... e Graças a Deus havia encerrado... quando ela atendeu foi inevitável não abrir um sorriso, eu estava louca para saber as novidades, e mais ainda para saber se Jenji tinha tido a ideia de fazer Piper voltar com o Larry, só de pensar nisso sentia náusea.
 

- Oi amor acabei de chegar em Los Angeles, como vc está? dormiu? ( já fui falando logo)

- Oi amor, Graças a Deus vc chegou bem, não, eu não consegui dormir, acabei de sair da reunião com Jenji, vou tomar um café com as meninas...( ela estava com uma voz de cansada e choro, mas era possível notar que estava feliz, por escutar minha voz) 

- Hum, vc deve estar cansada né vida? como foi a reunião? ( eu queria saber tudo que estava acontecendo, eu queria me sentir mais próxima a ela)

- O sono ainda não bateu... mas a tarde vai ser cruel... e vai ser bem corrido temos que dar uma entrevista hoje, mas enfim a reunião foi boa, vamos viajar essa semana para mais divulgação da série, e logo que voltarmos vamos dar inicio as gravações da segunda e da terceira temporada, vai ser bem corrido.

- Vamos viajar? quem vai Tay? ( Não gostei de Vamos viajar)

- Eu, Tasha, Uzo, Danni e Jason

- Jason? bem já vi que não vou conseguir dormir bem com essa noticia ( não menti para ela, Jason não esconde que ele é super afim de Tay, já cansou de dizer ao Matt e a Lea, que sempre se empolga nas gravações)

- Para amor... para de pensar besteira, vc sabe que eu te amo néh? e que eu odeio traição? confia em mim.

- Eu confio em vc amor, eu não confio nele, eu sei que ele baba por você, me incomoda... mas enfim... queria estar aí com vocês... estou torcendo para Jenji matar o Larry, e trancar a Piper na solitária pelo resto da série. 

- Que horror amor... credo ( ela deu uma risada gostosa)

- Credo o que? Só assim eu não corro o risco de ver a Piper beijando outra pessoa, e automaticamente não vejo você, tendo que dar beijos técnicos ( cai na risada, mas estava falando sério, Jodi e Teresa estavam mandando eu desligar que precisávamos ir embora logo para elas dormirem de verdade) - Amor, Jodi e Teresa estão de mal humor aqui do meu lado... vou desligar, vou dormir um pouco, hoje a tarde já temos reunião, e amanhã cedo começamos com as produções, amo vc.

- Também te amo, e tenha juízo... não vai me trocar por ninguém... e tomara que sua parceira de cena seja uma mulher muito feia ( Dessa vez foi Tay que confessou que também está na torcida de não ver eu beijando ninguém, foi impossível segurar a risada).

 

Chegamos ao hotel, havia três quartos reservado para nós, um do lado do outro... eu confesso que amei... durante seis meses aquele quarto seria minha casa... logo entrei no banho me dando ao direito de relaxar... enquanto a água caia sobre meu corpo, fiquei lembrando de como foi receber a noticia de Jodi e Te sobre o teste para Piper... elas chegaram em minha casa já comemorando... e no fim, não passei para Piper mas para Alex, e graças a Deus que eu fui a Alex, pois conheci meu grande amor...

 

Dormi a manhã toda... só acordei próximo ao horário da reunião, iria conhecer todos com quem vou trabalhar nesses 6 meses... coloquei uma calça jeans e uma camisa verde musgo, enquanto me trocava lembrei que teria que fazer compras de roupas, pois não quis fazer uma mala grande para não dar a sensação de estar saindo de casa... eu trouxe comigo algumas roupas da Tay, assim sentiria seu cheiro...

 

Tê foi quem me acompanhou na reunião, chegando lá fui recebida por um senhor muito simpático ele era o roteirista do filme, conversamos um pouco sobre o que ele quer do filme, enquanto conversávamos uma mulher veio toda sorridente para o nosso lado, não pude deixar de notar como ela é bonita, loira, com um olhar marcante.

 

- Cindy, seja bem vinda meu amor, deixa eu te apresentar essa é Laura Prepon, bom vou sair para que vocês possam conversar e se conhecerem melhor, Laura seja muito bem vinda e Cindy, faça Laura amar L.A. e não querer mais ir embora ( ele disse sorrindo, me fazendo sorrir também)

- Ok Seu Roberto, prometo que vou tentar... Prazer Laura ( ela disse me puxando para um abraço) - Nossa eu sabia que você era linda, mas não imaginava que fosse tanto, tenho muita sorte em ter você como parceira.

- Oi, eu quem digo que tive sorte, nossa você quem é muito bonito... ( de fato fiquei admirada com sua beleza) - Mas confesso que uma coisa, vc não vai conseguir.

- O que? ( ela perguntou curiosa)

- Me fazer querer ficar em L.A. mal cheguei e já quero voltar ( respondi sorrindo a ela)

- Hum, deixa eu adivinhar, deixou algum homem lá?

- Quase isso, eu deixei minha noiva mesmo ( não sei o que aconteceu comigo, mas logo fiz questão dela saber que sou bi- sexual)

- Olha noiva??? que mulher de sorte sua noiva é 

 

Ela falou rindo, ficamos conversando um pouco, não sei mas me senti super a vontade com ela, como é de costume, todo o trabalho que inicio, tiro foto do elenco, dessa vez não foi diferente, enquanto conversávamos Teresa se aproximou, falando que tínhamos que ir comprar minhas roupas ou amanhã gravaria pelada, Cindy logo caiu na risada, e se ofereceu para ir conosco, ela disse que conhecia as melhores lojas de Los Angeles, e claro eu aceitei.

 

Não vou negar que Cindy tem ótimos gostos e conhece de fato as melhores lojas... acabamos jantando juntas Teresa eu e Cindy, adorei a companhia dela, descobrimos que temos praticamente os mesmo gostos, ela adora assistir UFC e MMA, quem não gostou nada dessa amizade foi Jodi, que me reprendeu, disse que Tay não iria gostar nada, de fato não iria mesmo... mas lógico que não iria contar isso a ela...

 

A noite Tay e eu trocamos mensagem, ela insistiu tanto para ver a foto da Cindy, eu sabia que ela não ia gostar quando visse, eu até tentei evitar... mas conheço minha noiva, acabei mandando, senti que ela não gostou, logo encerrou a conversa com uma mensagem Juízo.

 

Quando amanheceu o dia corri para gravação, Jodi dessa vez foi comigo, Cindy logo que me viu veio em meu encontro, me elogiando dizendo que eu estava linda, mas a verdade é que quem estava linda era ela, Jodi torceu o nariz para ela... após duas cenas gravada com ela, Jodi me puxou pelo braço.

 

- Lau, abre teu olho, essa Cindy cheira encrenca

- Credo Jodi por que vc diz isso?

- Ela te conheceu ontem, já foi com vc escolher roupa, toda hora acha um motivo para encostar em vc te tocar... e vc tá cheia de sorrisinhos para o lado dela.

- Vc está viajando Jodi ( respondi irritada)

- Olha só pensa na Tay ok?

- Eu amo a Tay, não esqueço ela um minuto se quer.

- Acho bom amiga, acho bom mesmo.

 

2 Semanas depois

 

Estava completando duas semanas de gravações, Cindy e eu estávamos muito amigas, sempre almoçávamos juntas, Tê e ela se deram super bem, mas Jodi não ia com a cara dela, sempre que estávamos juntas ela falava da Tay, Cindy ficava sem graça e eu lógico a repreendia, eu amo a Tay, não tenho duvidas disso, mas já que estou em Los Angeles não vai adiantar eu ficar chorando em um quarto de hotel... vou conviver aqui por 6 meses, que esses 6 meses pelo menos faça eu ter recordações boas para suprir a saudade que sinto de Tay, durante um intervalo de uma gravação recebo uma mensagem de voz da Natasha, eu escutei na frente de Cindy e de Jodi, Tasha dizia assim:
 

" Escuta aí Prepon'  era uma voz de uma adolescente que dizia para Tay " Deixa eu ser sua Alex? vc é muito linda, amo vc" eu sorri e Jodi também logo respondi 
 
" Adoro os carinhos que os fãs nos dão, mas essa menina é muito abusada, só espero que Tanto Tay como a Piper, recuse educadamente esse convite... rsrs"


 

Tay e eu conversávamos sempre por mensagem, eu sempre arrumava um jeito de ficar sozinha e fazer uma vídeo chamada para Tay, quando ela atendia sentia meu coração disparar de felicidade, eu estava com saudades dela, era visível que ela estava abatida, triste, ela disse que desde que viajei tem dormido pouco, cada dia ela dormia com uma peça de roupa minha sentindo meu cheiro... não importa o tempo, sempre que vejo Tay me apaixono mais por ela.
 

1 mês depois

 

Graças a Cindy, esse primeiro mês passou de forma tranquila, lógico que sentia muita saudade de Tay, do seu corpo da sua voz, de acordar com ela... mas eu estava curtindo Los Angeles, o ritmo de gravação aqui está uma loucura, divido meu tempo entre gravar e dirigir... 

 

Nesse período tenho me aproximado mais de Cindy, esses dias eu entrei no camarim dela para conversar e ela estava trocando de roupa, fiquei super sem graça, mas não vou mentir, acabei reparando em seu corpo, ela era de fato muito linda, e Tay e Jodi que não me escute, mas ela é gostosa também... eu saí do seu camarim para que ela pudesse se trocar... acabei rindo da cena que vi, e imaginando a reação de Tay se sonhasse com isso, enquanto pensava nisso Tay me ligou.
 

- Oi amor. (atendi ela feliz, pois estava pensando nela nesse exato momento, tudo bem que estava pensando como ela ficaria puta comigo se soubesse a cena que eu vi)

- Oi amor, atrapalho? ( ela me perguntou)

- Não estou na pausa das gravações, e você está no intervalo também? ( nesse momento esqueci tudo que havia acontecido, e me concentrei apenas na saudade que eu estava sentindo dela)

- Não amor, eu estou em Boston no hospital

- Boston? Hospital? o que aconteceu? ( não nego que me preocupei)

- Jéss está internada com meningite, Sam me ligou ontem avisando corri para cá... nem falei com Natasha, ela está puta de raiva comigo ( Porra a preocupação dela era Natasha estar com raiva? era só o que me faltava... tentei ignorar esse fato e continuei conversando com ela)

- Nossa amor, tadinha, mas como ela está agora?

- Está sendo medicada, apesar de ser meningite, ela vai ficar bem Graças a Deus, volto amanhã mesmo 

- Queria estar aí com você, mas aqui está uma loucura, estamos gravando sem pausas...( eu queria mesmo estar com Tay, sinto falta dela)

- Imagino amor, nós também estamos, chego em casa louca pela nossa cama e por você.

- Sinto sua falta ( foi como encerrei a ligação)

 

Não nego que depois de falar com a Tay, senti muita saudade dela, lembrei de como ela ficou no aeroporto, e de todas as vezes que converso com ela pelas chamadas de vídeo, ela anda bem abatida triste... mas como sempre continua linda...

 

- É impressão minha ou tem alguém triste aqui?

- É só saudades Cindy, acabei de falar com minha noiva, ela está com a sobrinha internada, queria estar ao lado dela ( falei suspirando)

- Poxa amor, sinto muito vem cá ( Cindy me puxou para um abraço, confesso que gostei, e só me separei quando Jodi fingiu uma tosse, ela se afastou de mim, dando um beijo em meu rosto e saindo, Jodi não poupou bronca)

- Que porra é essa Laura?

- Que foi Jodi foi só um abraço, eu estava com saudades da Tay, ela me abraçou consolando só isso.

- Vc está com saudades da Tay e abraça outra? Cindy por acaso vai matar a saudade que vc está sentindo da Taylor?

- Jodi, vc está viajando, chega tá ( falei irritada)

- Olha Laura, essa daí está doidinha para dar para vc, abre seu olho, porque Tay não merece isso.

- Vc está viajando ( respondi deixando Jodi sozinha, nessa hora prefiro a companhia de Teresa, ela e Cindy pelo menos se dão bem)

- Olha Laura eu não sou cega muito menos burra, só não faça nada que possa se arrepender, e muito menos faça algo que possa magoar a Taylor porque ela não merece sofrer... e diríamos que você costuma fazer muita merda.

- As vezes você parece mais amiga dela, do que minha ( Falei irritada)

- Eu te amo, e amo a Tay por estar te fazendo feliz, só não quero nenhuma das duas machucadas.

 

Eu sai e larguei Jodi, poxa do jeito que ela está colocando as coisas parece que eu não me importo com a Tay, eu não vou negar que acho Cindy uma mulher muito linda e atraente, mas uma coisa não tem nada a ver com outra, Cindy está me fazendo super bem, criamos uma amizade rápida... sinceramente eu achei que fosse sofrer mais com a distancia, mas graças a Cindy tudo está sendo bem mais fácil.
 

2° mês

 

O ritmo aqui está bem mais intenso, gravamos de segunda à segunda, depois da discussão que tive com Jodi, quem mais me acompanha nas gravações e na direção é a Teresa, Jodi sempre que vem faz o clima ficar tenso, sempre colocando Tay na conversa.

 

Mas o motivo de minha discussão com Jodi foi o fato de que durante essas três ultimas semanas todas as sextas feiras, eu estava indo a um barzinho beber acompanhada de Jeff, Roberto, Teresa e Cindy, eu não nego que estava sem tempo de ficar ligando para Taylor, então era mais fácil falar com ela por mensagem.

 

Jodi ficou puta comigo quando eu estava conversando com Cindy e Tay ligou, eu entreguei meu celular a Jodi e pedi para ela dizer que eu retornava depois, Cindy não estava em um momento muito bom, e eu estava consolando, não poderia largar ela para falar com a Taylor.

 

Eu me senti muito mal em ver o estado que Cindy estava, como ela sempre me animava resolvi fazer o mesmo com ela... dessa vez a convidei para ir beber comigo,  Teresa amou a ideia já Jodi... bem Jodi odiou.

 

- Laura você está passando dos limites, você está interessada nela????

- Jodi para, só vamos beber

- Beber Laura???? desde que viemos para cá, vc e ela estão grudadas, até da Tay vc está esquecendo.

- Não viaja Jodi, eu só não preciso ficar colada na Tay 24 horas por dia.

- Não acredito que vc está me dizendo isso ( a voz de Jodi era de indignação) Ela tem te ligado e vc nunca atende, qual é? vê se pelo menos seja sincera com Taylor e fala que vc está louquinha para comer outra.

- Escuta aqui Jodi, ( segurei em seu braço com força) Vc não tem o direito de falar assim comigo, eu amo a Taylor

- Mas está desejando outra Laura.

- Olha não vou mentir, Cindy é uma mulher atraente sim ( nessa hora eu larguei o braço de Jodi, coloquei meu cabelo para trás respirei fundo e falei), Ela é linda e  gostosa, curte as mesmas coisas que eu, mas eu amo a Taylor.

- Só escuta o que vou te falar, vc vai fazer merda, e tanto você como Tay irá sofrer, só que você vai sofrer pelos seus próprios atos.
 

Eu estava tão irritada pela discussão que tive com Jodi que dei graças a Deus quando ela me disse que não iria... fui para casa tomar um banho, quando meu celular tocou, era mensagem da Taylor dizendo que estava com saudades de mim, começamos a trocar algumas mensagens, mas quando ela me questionou sobre o que eu achava de Cindy, um sorriso brotou em meus lábios, acho que acabei exagerando nos elogios que fiz, e Tay logo percebeu me questionando, mas consegui contornar a situação, não queria ter uma briga com Tay, por esse motivo, acabei mentindo a ela, falando que iria ficar em casa.

 

Chegamos ao barzinho, vi o sorriso de Cindy se ascender novamente, depois de algumas caipirinhas, tequilas Cindy me puxou para dançar eu logo fui sorrindo, ela dançava de uma maneira tão atraente que era impossível não sentir tesão... pela primeira vez desejei beijar ela... acho até que teria feito, se não fosse o fato de Tê ter ido até a pista, mostrando o visor do celular escrito Taylor, ela falava sem emitir som que Tay sabia que eu estava no bar, fui para fora do bar já sabendo que minha noite tinha acabado aí.
 

- Amor olha eu posso explicar. ( foi como já atendi a Tay)

- Então começa pelo fato de por que você mentiu dizendo que estava no hotel quase dormindo quanto na verdade está dançando ao lado de outra? outra essa por sinal que é sua companheira de cena. ( sua voz possuía um tom de raiva e decepção

- Tay, se eu falasse para vc, com total certeza você iria surtar pensar besteira, e como você sabe que estava dançando? ( logo pensei que pudesse ter sido Jodi, mas Jodi não estava conosco)

- A foto de vocês duas está estampado na internet, dando a entender que vocês tem um caso

- Amor não temos nada eu juro, confia em mim... foi só uma reunião de elenco o pessoal encheu o saco para eu ir... ( acabei mentindo para ela, e nessa hora me toquei do que eu faria caso Tê não tivesse me chamado bem na hora)

- Laura combinamos que não teria mentira entre nós, como posso confiar se você me fala uma coisa e faz outra? ( Tay praticamente cuspiu essa pergunta)

- Amor me desculpa? estou indo embora ok?

- Laura quer saber, curte sua festa, estou cansada boa noite.

 

Taylor desligou na minha cara, ela estava com raiva de mim, tentei ligar diversas vezes para ela mas sem sucesso, enchi seu celular de mensagem, mas nem visualizou... liguei novamente e só dava caixa postal...

 

- Mas que Porra Tay! ( gritei quando vi que não iria adiantar, Cindy logo se aproximou com Tê)

- Algum problema meu amor? ( Cindy perguntou)

- Postaram uma foto de nós duas dançando e minha noiva viu, agora está puta de ciúmes e não quer me atender mais.

- Nossa sua noiva também é o "O" o que tem de mais, você não tem o direito de se divertir?

- Olha Cindy, a Tay é ciumenta, assim como Laura, e convenhamos ela está com razão de se incomodar né...

- Mas não estávamos fazendo nada ( Cindy retrucou)

- Olha Lau, se fosse você quem pegasse Tay em uma mentira ainda mais com fotos exposta na internet não iria prestar, vamos embora é o melhor que temos a fazer.

 

Tê estava certa, me despedi de Cindy e vim embora com Teresa, pedi a ela para não comentar nada com Jodi, muito menos tocar nesse assunto hoje... 

 

Cheguei no hotel, logo me joguei na cama e dormi.... quando amanheceu o dia corri para o banho me troquei e fui para o estúdio, tinha dois meses que eu estava gravando, até o momento Cindy e eu não gravamos nenhuma cena mais quente... pelo que o Senhor Roberto havia me dito é que seriam as últimas cenas a ser gravada.

 

Eu fiquei o dia inteiro tentando ligar para a Taylor, mas ela não me atendeu... ela devia estar precisando de espaço para pensar... resolvi conceder a ela esse tempo.

 

A noite fui direto para o hotel, até cheguei recusar o convite de Cindy para jantar, entrei em meu instagram para postar algumas fotos, acabei vendo uma foto de Tay ao lado da Krysten, Natasha e Jack, eu aqui dando espaço a ela e ela na farra com as amigas... era só o que me faltava, o ciúmes tomou conta de mim, porra a Tay sabe que eu não gosto dessas amizades e mesmo assim ainda mantém, eu ia ligar para ela quando Jodi bateu na porta do quarto.

 

Ela se desculpou por ter perdido a cabeça, eu aproveitei e desabafei com ela, falei do que aconteceu, ela disse que entendia o lado da Tay, e que era para eu começar a pensar um pouco nela, ou parar para analisar de fato o que eu estava sentindo, não nego que me sinto atraída pela Cindy, mas é pelo jeito dela, por ser linda... mas em nenhum momento pensei em largar a Tay, gosto da Cindy, mas não tenho duvidas que é a Tay quem eu amo.

 

Depois de uma boa conversa com Jodi, liguei para Tay, é inevitável não sorrir ao escutar a voz dela, meu corpo reage na hora... Tay estava chateada comigo, mas me perdoou, trocamos algumas juras de amor.
 

3° mês
 

Fazia três meses que eu estava morando no hotel, Tay e eu nos desentendemos, ela a cada dia estava mais abatida, queria a todo custo vir para cá, mas eu apesar da saudade grande que sinto por ela, não estava com tempo para curtir meu amor, por várias vezes dormi no próprio estúdio para facilitar as gravações dos dias seguintes, Tay lógico não gostou de saber disso.

 

 Era inevitável não me aproximar de Cindy, até porque ela me chamou para assistir uma luta de UFC, eu topei na hora, Jodi para variar ficou irritada.

- Laura você está brincando com fogo.

- Jodi eu te amo, vc assim como Tê são minhas melhores amigas, mas está me irritando ok?

- Você não está com tempo para ver a Tay, mas está para sair com Cindy??? Laura não estou te reconhecendo.

- Eu é quem não estou te reconhecendo Jodi, eu só estou saindo, ou você prefere que eu fique 6 meses trancada em um quarto de hotel chorando pela porra da saudade que estou sentindo da Taylor? eu durmo todo dia cheirando a roupa dela.... só porque fiz amizade com Cindy não quer dizer que eu esqueci a Taylor, eu a amo.

- Laura, eu sei que você não está apaixonada por Cindy, nem que ama ela, porque sei que vc não ama, sei que você a Tay, mas vc está atraída por ela sim, e pode acabar fazendo uma besteira por conta disso, amiga, eu só não quero ver vc meter os pés pelas mãos.

- Jodi não quero mais ter essa conversa com você, será que você pode respeitar isso??? ( Perguntei irritada)

- Ok Laura, não vou falar mais nada, mas saiba que terá meu colo quando se tocar da merda que está fazendo.
 

Mesmo com essa conversa desagradável que tive com Jodi, minha noite com Cindy foi maravilhosa, conversamos sobre várias coisas, não sei se foi de tanto Jodi falar na minha cabeça, mas por diversas vezes senti vontade de beijar ela, automaticamente vinha na minha cabeça a lembrança da Tay no aeroporto, e das últimas videos chamadas que fizemos onde ela estava bem triste.

 

Eu teria uma semana tranquila nas gravações e Tay também, então combinamos dela vir para cá, para matarmos a saudade, que estava grande...mas por ironia do destino, Natasha sofreu um acidente de carro, onde passou uma semana no hospital, e Taylor resolveu acompanhar a Natasha nesse período, ela me trocou para ajudar a Natasha???

 

- O que foi Laura?

- A Tay não vai vir mais Tê

- Por que?

- Natasha perdeu o controle do carro e acabou batendo em um poste, está no hospital.

- Meu Deus como ela está?

- Segundo a Tay, ela se machucou bastante, você acredita que Taylor escolheu ficar com ela do que me ver?

- Lau, a Tasha é como uma irmã para ela, imagina como ela deve estar se sentindo.

- Não importa, ela deveria largar ela lá e vir me ver ( eu estava com raiva da Taylor) - Tem três meses que não nos vemos, mal nos falamos

- Vocês mal se falam por sua culpa Laura, eu adoro a Cindy, mas ultimamente você vive colada nela, esqueceu até de nós da Tay.

- Não começa vc também... não vem dar uma de Jodi.

- Lau, eu estou começando a concordar com Jodi, mas você é maior de idade vacinada... só não culpe a Tay por se preocupar com a Natasha, se fosse eu ou a Jodi vc faria igual.

De fato faria mesmo, mas o problema é sinto ciúmes de Natasha, do carinho e cuidado que elas tem uma pela outra, e eu estou com saudades dela também, queria muito poder abraçar beijar, mas sei que grande parte dessa distancia é minha culpa... eu realmente estou saindo muito com Cindy, chego no hotel tarde, por muitas vezes quando Tay liga, para mentir para ela prefiro nem atender... 
 

4° mês

 

Esse mês começaria as gravações das cenas quentes com Cindy, eu estava super tranquila em relação a ter que beijar ela,  a amizade que desenvolvemos me deixava tranquila, a primeira cena que eu tive que beijar ela, me deixou bem confusa, o gosto dos lábios dela me excitava, acho que ficar quatro meses sem transar estava começando a me afetar, a cada beijo que dávamos sentia vontade de sentir ela por completo, mas sempre me controlava.

 

Comecei a reparar que Cindy andava muito triste, as vezes chorava em seu camarim, aquilo estava me incomodando... 

 

- Oi posso entrar? ( perguntei a ela parada na porta do seu camarim)

- Oi Lau pode claro

- O que foi meu amor? 

- Nada Lau

- Cindy, reparei que vc anda triste, distante aconteceu algo? ( perguntei acariciando seu rosto)

- Ai Lau, é bobeira

- Se está te fazendo mal não é bobeira 

- É que sou uma decepção para minha família

- Por que decepção?

- Veja só eu, 35 anos solteira, meus pais vão vir passar uma semana aqui, crente que a filha deles arrumou uma mulher ou um homem que vai ficar noiva.... 

- Você mentiu para eles? disse que estava prestes a ficar noiva? ( perguntei sem entender o motivo daquela mentira)

- Lau, cansei de ficar sendo o assunto da minha família sabe, "olha lá a solteirona" então fingi que tinha encontrado alguém e que esse alguém me amava, só que fiquei sabendo a três dias que eles estavam vindo para cá para conhecer essa pessoa, imagina agora a cara que ficarei e a decepção deles se eu falar que não existe ninguém.

- Ai meu amor, eu queria poder te ajudar, mas realmente não sei como ( fiquei super chateada de  ver Cindy assim)

- Lau!!! não deixa, esquece...

- Não fala, o que foi?

- Bobeira

- Bobeira nada, pode falando o que vc pensou Cindy ( falei sorrindo e batendo de leve nela)

-  Eu sei que vc tem noiva, mas ela não está aqui, topa fingir que é minha namorada? apenas para que meus pais não se decepcionar tanto comigo.

 

Esse pedido dela me deixou super confusa, eu queria poder ajudar ela, mas ao mesmo tempo imaginar a reação da Tay se descobri-se.

 

- Amor, eu queria poder ajudar, mas se minha noiva sonhar com isso, ela me mata.

- Mas ela nunca vai descobrir... por favor Lau... estou cansada de ser um fracasso ( ela começou a chorar)

- Não chora.... olha se não tiver fotos, eu topo... mas não pode ter foto nenhuma, eu amo a Tay, e não quero confusão com ela.

- Prometo ( ela sorriu me dando um abraço) Então se prepara, você vai pedir minha mão em casamento daqui a uma semana.

 

Eu sabia que não era boa ideia, Jodi e Teresa quiseram me matar quando eu contei, mas sei lá, gosto da Cindy, ela sempre foi tão carinhosa comigo, era uma maneira de eu retribuir... dessa vez escutei os sermões das minhas duas amigas... ambas tinham certeza de que eu faria merda....

 

Enfim, desde que Cindy me pediu isso, tenho evitado falar com a Tay ou responder suas mensagens, tenho medo dela acabar descobrindo algo e surtar... mas corta meu coração ler todas as mensagens que ela me manda, sinto falta dela... o lado bom é que estou conseguindo adiantar as gravações, vou voltar antes do previsto... e quando eu voltar Tay e eu vamos recuperar todo o tempo perdido... com Cindy seria penas uma encenação, era como se eu fosse atuar em algum filme.

 

Chegou a noite do jantar, reservei uma mesa em meu nome, informei que era um jantar de noivado, Cindy logo chegou com sua mãe e seu pai, e nossa ela estava linda, em um vestido cumprido preto, a conversa com sua família fluiu de forma tão gostosa, que até havia esquecido que tudo era uma farsa para um noivado... só lembrei quando o pai dela perguntou quando iriamos dar um passo mais sério ( mal sabia ele que eu já tinha dado esse passo, mas com outra mulher). 

 

Como Cindy já havia comprado as alianças e me entregado, eu tirei da minha bolsa, e fiz o pedido ( o falso pedido) deixando seus pais mega emocionados, e em um ato totalmente inesperado para mim, Cindy me beijou, a principio fiquei sem reação, mas logo cedi e retribui o beijo... 

 

Não demorou muito o jantar, Cindy e eu saímos abraçadas rindo... foi uma atuação digna de óscar... Cindy foi até comigo ao meu quarto, ficamos conversando e rindo por um tempo, até que ela se aproximou para me abraçar e dar um beijo em meu rosto, nessa hora acabei perdendo a cabeça e a beijando, me deixei levar pelo meu desejo...

 

As coisas com Cindy passaram do controle... eu fui ajudar minha amiga na mentira e acabei transando com ela, e o pior é que eu gostei e logo que acordamos transamos novamente... ela era linda e gostosa, me deixei ser seduzida por ela, nós duas estávamos no banho quando bateram na porta... 

 

- Quem é? ( ela perguntou vestindo um roupão)
 

- Serviço de quarto, café da manhã especial para as noivas.
 

- Hum seu pai e sua mãe devem ter gostado muito de mim ( disse dando um beijo nela) Deixa só eles descobrirem que tudo não passou de uma mentira ( disse rindo)
 

- Nossa nem me fala, que loucura fizemos aqui ( ela disse abrindo a porta e pegando o carrinho com um lindo café da manhã).
 

- Pois é foi loucura sim, mas o pior é que eu amei ( falei rindo )
 

- Laura, acho que gostaram mesmo de vc até tem um envelope com seu nome...
 

- Hum deixa eu ver ( Ao abrir não podia acreditar no que eu via, a corrente que eu dei a Tay caiu junto com a aliança).
 

- O que foi Laura? 
 

- A Tay nos viu ( falei assustada).
 

- O Que? ( apenas li para ela, o bilhete que Tay deixou, dava para ver que ela tinha chorado, pois algumas palavras estava borradas devido as lagrimas).
 


" Parabéns pelo noivado, mas acho que talvez você prefira dar essa aliança e esse colar a ela,  sabe vocês formam um lindo casal, e depois de terem dormido juntas e por favor não se dê ao trabalho de negar ou inventar algo, porque eu pedi que ligasse no quarto confirmando, talvez vcs queiram tomar café da manhã juntas ... Felicidades ao novo casal... com carinho Taylor"

 

- Putz Laura e agora???
 

- Ela viu tudo...  
 

Quando eu fui sair do quarto, ao abrir a porta dei de cara com Jodi e Tê, elas ficaram chocadas quando viram Cindy no meu quarto, antes que eu pudesse falar qualquer coisa Jodi disse.

 

- Agora eu entendi o motivo da Tay ter saído daquele jeito

- Você a viu? onde ela está? ( perguntei nervosa)

- Entrou no táxi e saiu, sem falar conosco, nos aproximamos dela, ela estava chorando, mas agora entendo o motivo ( Tê falou aparentando estar decepcionada comigo)
 

Eu passei o dia tentando falar com a Tay, mandei mensagem e nada... sem ao menos pensar duas vezes  fui até o aeroporto e comprei uma passagem Nova Iorque. cheguei lá depois de horas de voo fui direto para o apartamento dela, mas ela não estava, então fui para casa da Natasha, espanquei a porta até ela abrir assustada:
 

- Kd a Taylor? eu preciso falar com ela, por favor Natasha não me impeça.... TAYLOR'!!! TAYLOR!!! ( gritei pelo apartamento de Tasha)
 

-  Ela não está aqui, alias ela estava com vc, o que aconteceu ela foi te ver em Los Angeles?????? ( Tasha perguntou completamente assustada)
 

- Tasha liga para ela por favor, depois eu explico. ( eu implorei para Tasha).
 

- Laura, o que está acontecendo? o celular dela está dando caixa postal, eu to tentando o dia todo ligar para ela, olha só ( Tasha soltou uma risada irônica e completou) ... Eu dou de presente de aniversário para ela uma passagem e hospedagem para ela ir até vc para que você pudessem ter a foda de vocês e ela não me atende.... que amiga...( Tasha falou com indignação na voz)
 

- Ai Meu Deus o aniversário!!!!  o aniversário dela é hoje.... Droga... ( Puta merda, como eu pude ser tão idiota???)
 

- Putz Prepon... esqueceu o niver dela???? mancada hem... mas ela está com tanta saudade que te perdoa.. mas vem cá ela foi embora de L.A por isso???? ( Tasha começou a coçar a cabeça tentando entender) Logico que ela deve estar puta... mas pelo menos a foda foi boa néh????
 

- Tasha eu fiz merda!!! ( falei me jogando no sofá e baixando a cabeça)
 

- Laura vc está gravando demais só esqueceu o aniversário dela, relaxa eu te ajudo... ( Tasha falou com um tom de voz tão tranquilo)
 

- Eu nem lembrei dela, muito menos de seu aniversário, mas dei um presente a ela, ela nunca vai me perdoar...
 

- Laura o que vc fez? ( Tasha mudou a expressão no olhar).
 

- Eu a trai, e ela viu tudo. ( falei chorando).
 

- VOCÊ O QUE?????????????? QUE PORRA VC FEZ???? KD A TAYLOR??????
 

- Tasha foi algo que aconteceu, (eu contei tudo a ela, tudo mesmo, quando eu terminei ela falou).
 

- Sai do meu apartamento antes que eu te mate.
 

- Tasha por... ( antes de eu terminar)
 

- LAURA É SÉRIO, SAI DAQUI, EU TO TENTANDO ME CONTROLAR MAS ESTÁ DIFÍCIL SAI DAQUI, EU VOU PROCURAR MINHA AMIGA.
 

- Não eu preciso falar com ela 

 

- Laura, vou tentar ser educada com você, ela passou 4 meses péssima por estar longe da mulher que ama, nesse último mês ela ficou pior ainda pois você a ignorava de todas as maneiras, então Ted e eu resolvemos dar de presente de aniversário a ela, as passagem para que ela pudesse comemorar o aniversário dela, ao lado da mulher que ela ama, e que achava que a amava, e o que você faz? Enquanto ela está aqui sofrendo vc está fodendo outra???? você sabe por tudo que ela vem passando, das ameaças de Carrie, você prometeu cuidar dela. e faz essa merda toda Laura? Ela te ama, você simplesmente arrancou o chão dela, e eu não faço a menor ideia da onde ela pode estar agora, ela com toda a certeza deve estar destruída e sozinha, e eu nem posso dar um colo para ela, porque não faço a menor ideia da onde ela está, então me faça um favor, saia daqui e VAI SE FODER LAURA PREPON".
 

Eu não sabia para onde ir, o que fazer... então peguei um táxi e pedi que seguisse para Nova Jersey cheguei na casa da minha mãe, todos meus irmãos estavam lá, e se surpreenderam com minha chegada, antes que eles pudessem dizer qualquer coisa, abracei minha mãe e chorei...
 


Notas Finais


Confesso que estou decepcionada com a Laura


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...