História Daddies - taeyoonseok - Capítulo 1


Escrita por: ~

Visualizações 124
Palavras 1.725
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


eu sei, eu sei
sinto muito, mas eu não consigo ficar sem postar fanfic nova
podem me odiar, eu deixo
prometo atualizar as minhas outras, esperem mais um pouquinho :3

MAS ENFIM, olá meus leitores lindos
voltei com uma taeyoonseok gostosinha pra vocês, não se por que né, já que eu nem shippo os três juntos hehe

nos vemos lá embaixo

Capítulo 1 - ❀ prologue ❀


Fanfic / Fanfiction Daddies - taeyoonseok - Capítulo 1 - ❀ prologue ❀

Os dois garotos estavam com tédio, o mais velho deles vagando pelos vários sites que o Google dispunha.  Seus nomes eram SeokJin e Hoseok, respectivamente. Enquanto o amigo pesquisava links aleatórios, Hoseok estava procurando algo na televisão pequena do seu apartamento para assistirem, mesmo não assinando nenhum pacote de filmes ou séries, ele ainda podia encontrar bons programas de entretenimento.

— Você não acredita no que eu achei, Hoseok-ah! — SeokJin corta o silêncio, puxando o amigo pelo braço, fazendo-o deitar-se ao seu lado — Aqui diz que ganharemos dinheiro só por sairmos com pessoas.

— Não é isso que prostitutas fazem? — perguntou, franzindo a sobrancelha — Sem ofensas hyung, mas eu não quero isso pra minha vida. Pode até ser que eu esteja precisando de dinheiro rápido, mas...

— Aish, cale a boca Hobi. Expressei-me mal, sinto muito — SeokJin revirou os olhos castanhos, lendo os conteúdos do site —“O site ‘Sugar Sugar” é uma página online com o objetivo de fazer o ‘Sugar Baby’ encontrar um bom ‘Sugar Daddy ou Mommy’; oferece a homens e mulheres jovens, decididos, inteligentes e atraentes a oportunidade de conhecerem um parceiro(a) maduro, bem-sucedido e cavalheiro”. Hm, soa interessante.

— Por favor, Jin, me diga que não pensa em fazer isso...

— “O ‘Sugar Daddy e Sugar Mommy’ como assim chamamos, tem a obrigação de fazer com que seu ‘sugar baby’ se sinta mimado e adorado”. Oh meu Deus, é tudo que eu quero pra minha vida!

— SeokJin, vai saber se não é um velho tarado procurando um novinho para... Aish, que nojo. — exclamou, sentindo-se arrepiar-se com o pensamento que cruzou sua mente.

— “O Sugar Baby é um indivíduo que busca orientação, apoio financeiro ou companheirismo geral”, cada vez mais isso se adequa ao seu caso, uau.

Hoseok suspirou cansado, vendo que seria difícil fazer o amigo sair do site. Voltou sua atenção a televisão, vendo que tinha acabado de iniciar o seu programa favorito.

Escutou o amigo digitando algo rapidamente em seu computador, atiçando sua curiosidade.

— O que está fazendo?

— Hm... Nada.

— Jin...

— Sério, eu juro. — o amigo deu uma risada. — Quer que eu peça algo para comer? Pode ser pizza hoje?

— É, pode ser.

— Ah não, não vou poder ficar, sinto muito Hoseok. — exclamou ele de repente, fechando o notebook rapidamente e ficando de pé — Nos vemos segunda, sim? Até mais Hobi-ah.

— Até logo, hyung. Bom final de semana...

Ou SeokJin tinha um compromisso urgente, ou ele estava aprontando alguma... Hoseok jurava de pés juntos que era a segunda hipótese.

 

Segunda-feira de manhã, Hoseok esperava SeokJin na entrada da faculdade, com sono por ter dormindo tarde demais. Avistou o loiro vindo ao seu encontro com um sorriso estranho no rosto, e isso fez com que franzisse o cenho.

— O que você fez?

— Hm, nada. Por que a pergunta? — mesmo tendo cursado dois anos de teatro, ele era péssimo em mentir.

— SeokJin hyung, conte-me logo.

— Eu meio que... Te cadastrei naquele site...

—Você o quê?!

— E essa nem é a pior parte: você está sendo solicitado por cinco daddies. — murmurou, envergonhado pelo peso do olhar do amigo. Se olhar matasse, com certeza Hoseok já teria assassinado seu amigo metido. — Mas há um deles que chamou a minha atenção e...

— Então por que você não sai com ele?

— Não sou eu quem precisa de dinheiro. — SeokJin disse, e Hoseok ficou bastante irritando com aquilo. —Relaxa, eu pesquisei mais sobre isso o final de semana inteiro. Eu nunca iria colocar meu melhor amigo em perigo ou algo do tipo.

— Mas...

— Confie em mim. — cortou-o — E é bom arrumar-se hoje de noite, pois você terá um encontro com o seu futuro papai.

— Ya! Fique quieto hyung.

— Eu irei te ajudar com sua roupa, não se preocupe. Passo na sua casa antes para te deixar mais lindo ainda.

— E você?

— Eu o que?

— Inscreveu-se nessa coisa...?

— Não. Por que eu faria isso?! — perguntou, olhando para Hoseok com uma careta.

— Aish, eu te odeio.

— Ya! Eu sou mais velho, me respeite  — deu risada da cara de Hoseok — Agora ande e vá até a sua sala.

 

— Ainda dá tempo de desistir. — murmurou Hoseok, olhando o amigo colocar as peças de roupa que ele gostava em cima da cama de solteiro do mais novo — Eu não quero ir nisso, Jin.

— Hobi, pense pelo lado positivo: você poderá conversar com seu sugar daddy para que ele pague a mensalidade da sua faculdade. — disse, concentrando-se em arrumar as roupas e montar combinações — Além do mais, você não precisa ir morar na casa dele, ao menos que ambos queiram. — dá de ombros — Ele não fará nada que te faça desconfortável ou que não seja do seu desejo.

— Eu nunca vou te perdoar se algo acontecer.

— Eu também não. — sorriu calmo, dando um beijo na testa do amigo, que estava sentado numa parte livre do colchão. — Acho que escolhi o que irá usar, me diga o que acha.

Sua vestimenta consistia em uma calça preta bem justa, sapatos da mesma cor e uma blusa cheia de estampas, nas cores preta e branca. Hoseok parabenizou mentalmente Jin, já que o amigo tinha um senso de estilo bem melhor que o seu.

— Enquanto se veste e arruma seu cabelo, eu vou te explicar algumas coisas gerais e explicar um pouco sobre o cara do seu encontro.

SeokJin sentou-se na cama, com o celular em mãos. Hoseok logo pôs-se a trocar de roupas.

— Fale limpo e claro, sugar daddies gostam de assuntos com conteúdo e babies que mostrem seu vasto conhecimento. Então é a chance de mostrar que você tem um cérebro enorme, fale coisas inteligentes. — Jin dita — Evite fazer piadinhas ou rir muito alto, pelo menos no inicio. Ambos sabemos que a sua risada é... Espalhafatosa.

— Como se a sua não fosse. — revirou os olhos castanhos, vendo o mais velho lhe mostrar a língua.

— E agora, você quer ver uma foto do seu provável daddy? — perguntou, mostrando uma foto ao mais novo pelo celular. — O nome dele é Siwon e ele tem 40 anos.

— Aigoo, ele é conservado. — disse surpreso, realmente atraído por aquele homem.

— Lindo, não é? Ele foi o que mais chamou me a atenção. — SeokJin disse com orgulho, um sorriso belo enfeitando seu rosto — Li sobre seus gosto pessoais, e vocês dois até que tem muito em comum... Talvez a relação de vocês dê certo.

— Pode ser. — respondeu, terminando de arrumar seus fios ruivinhos.

— Pronto? — assentiu — Então venha, vamos chamar um táxi.

 

O restaurante ficava em um hotel era cinco estrelas, uma refeição lá provavelmente custava o aluguel de seu pequeno apartamento. Sentia-se deslocado e envergonhado, tudo o que queria no momento era bater na cara simétrica de seu melhor amigo.

O recepcionista o levou até a mesa, onde Siwon o esperava. Aquele homem era um dos homens mais lindos que já havia visto, olhos castanhos escuros, cabelos bem cortado e arrumado perfeitamente em um topete, barba rala e um sorriso de tirar o folego, sem contar com seu físico invejável para alguém com quase 50 anos.

— Você deve ser Jung Hoseok. — levantou-se e arrumou o terno preto, curvando-se levemente para o menor. — Sou Choi Siwon.

— Muito prazer, hyung. — deu um leve sorriso, sentando-se a frete do homem.

— Li em seu perfil que cursa medicina veterinária — sorriu fraco — Um belo curso, se me permite dizer.

— Realmente. — concordou com a cabeça, vendo que o garçom se aproximava com a comida.

— Tomei a liberdade de fazer nosso pedido, se não se importa.

— De jeito algum.

— Por que decidiu se cadastrar no site?

— Preciso de dinheiro para pagar a minha faculdade. — deixou de lado todo o drama com Jin e falou logo o que necessitava. — A mensalidade aumentou e eu estou com dificuldades financeiras.

— Interessante. Por isso quer um Sugar Daddy?

— Sim, hyung.

O homem deu um sorriso... Difícil de decifrar, para então mudar de assunto.

O resto do jantar correu tranquilo, Hoseok só abrindo a boca para falar quando achava que era necessário, mas mesmo assim tiveram uma conversa agradável. Tinha certeza que aquele homem seria um bom sugar daddy.

O homem lhe estendeu um montinho de folhas. Um contrato disponibilizado pelo site Sugar Sugar. Antes de assinar, olhou para o homem com um sorriso tímido, vendo o mais velho piscar para si.

— Vamos subir para o hotel, sim?

Assentiu timidamente com a cabeça, pondo-se ao lado do homem alto e forte e seguindo-o pelos corredores.

— Eles ficaram muito interessados em você, Hoseok-ah.

— Eles? — olhou-o de maneira confusa.

— Seus daddies, quem mais?

— Eu achei que o senhor seria meu daddy, hyung.

— O quê? — o homem soltou uma gargalhada, fazendo com que Hoseok sentisse vergonha. — Eu sou casado, Hoseok. Meus senhores estavam ocupados com um jantar de negócios nesse mesmo restaurante hoje a noite, e temendo que você escolhesse outro daddy logo, pediram para que eu conversasse com você, mas eles nos observaram a noite toda. Estão nos esperando em um dos quartos, não se preocupe.

— Eu... Fui enganado?

— Não se preocupe, — repetiu com calma — não poderia estar em melhores mãos.

O homem abriu a porta do quarto 222, dando espaço para ele entrar primeiro. Hoseok sentiu um arrepio ao avistar dois homens — deslumbrantes, para deixar claro — sentados nas poltronas, ambos lhe olhando de cima abaixo, o avaliando.

Olhou com receio para Siwon, vendo-o colocar o contrato assinado em cima da cama de casal arrumada.  

— Vou deixa-los sozinhos, foi um prazer conhecer-te Hoseok. — curvou-se para Jung, preparando-se para sair da sala. — Nos veremos mais vezes — a porta foi fechada.

— Jung Hoseok — um dos homens se pronunciou, a voz incrivelmente rouca — sou Kim Taehyung e esse é meu namorado, Min YoonGi, nós somos seus sugar daddies.

Hoseok só tinha certeza de uma coisa no momento: Ele mataria Kim SeokJin. 


Notas Finais


obrigado por terem lido
sério mesmo, muito agradecida

o hoseok se deu mal, não é? que nada, se deu muitooo bem, imaginem ter o suga e o v como daddies, meu sonho de princesa hauhauah

COMENTEM E FAVORITEM, eu gosto de saber que estão gostando do que eu escrevo, assim eu ganho incentivo e posto mais rápido kekekek

amo vocês


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...