História DADDY - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Justin Bieber
Tags Daddy
Exibições 275
Palavras 1.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, gostaria de deixar algums avisos:

☆ " DADDY" é da minha TOTAL autoria, então se vocês encontrarem algum repostamento sem a minha autorização, por favor me informem.

☆ Esse livro contém conteúdos para maiores de 18 anos, como linguagem imprópria e insinuação de sexo.

☆ Eu irei TENTAR postar 4 capitulos por semana. Os dias ainda não reslovi, mas assim que tiver resolvido informo a vocês.

☆ Essa fanfic também é encontrada no Wattpadd.

Espero que gostem do livro.

Capítulo 1 - Foi uma visão maravilhosa.


Kelsey Young P.O.V

— vem ficar aqui com a gente, Kels - escutei a voz de Stephanie, minha melhor amiga.

Nesse momento estou na sala de aula esperando a chegada do novo professor, um pouco distante dos outros alunos.

Não que eu goste de ficar sozinha, eu só não acho a melhor companhia adolescentes que tentam ao máximo se aparecer para os outros.

Nessa sala você pode ver varias garotas, usando blusas super decotadas e pedaços de panos que elas chamam de saia, (que eu também estou usando, pois é uniforme) quase se jogando em cima dos garotos, com a intenção de chamar a atenção deles.

Eu sempre fui tímida, eu não gosto nem um pouco de chamar atenção. Então eu prefiro ficar longe delas e de seus decotes.

— prefiro ficar aqui, Ste - respondi a minha amiga.

Eu e Stephanie somos amigas desde sempre, ela sempre tenta fazer eu me aproximar das outras pessoas, mesmo eu não querendo.

Resolvi pegar meu celular, coloquei em um jogo que costumo jogar quando não tenho nada pra fazer.

— Bom dia, turma - ouvi uma voz rouca, provavelmente o novo professor. Guardei rapidamente o meu celular e virei na direção que ele estava vindo.

Eu esperava ver um velho barrigudo, ou algo assim, mas oque eu vi foi um jovem que aparenta ter uns 21 anos, vestindo uma regata branca, com uma jaqueta preta por cima, uma calça um pouco caida que deixavam a mostra a barra da sua cueca. Um Deus grego.

O novo professor sentou na sua carteira, e a maioria das garotas formaram uma rodinha ao redor de sua mesa fazendo perguntas do tipo:

"Qual a sua idade ?"

"Você é mesmo o nosso novo professor ?"

— meninas, setem-se. Eu irei me apresentar - o professor disse um pouco alto.

As garotas voltaram pra seus lugares, e eu revirei os olhos. Que ridículas, não aguentam ver um homem

— Bom, eu me chamo Justin Bieber, e vou ser o novo professor de ciências, de vocês - se apresentou.

Seu olhar foi direcionado apenas para mim. Senti minhas bochechas esquentarem, e abaixei um pouco a cabeça. Eu sempre me senti assim com alguns olhares.

— como eu ainda não conheço vocês, quero o nome e a idade de cada um, e se tiverem alguma pergunta, podem perguntar - o professor sorriu...e que sorriso.

Seu olhar foi direcionado a mim novamente, e só ai eu percebi que era a primeira da fila, então me apresentei.

— Eu me chamo Kelsey Young, e tenho 17 anos.

— alguma pergunta, Kelsey ? - Justin mordeu o lábio, e eu juro que vi malícia nesse ato. Senti minhas bochechas esquentarem mais ainda.

— n-não - gaguejei.

Os outros se apresentaram, e descobri que o  professor tem 22 anos. E também outras coisas desnecessárias, que as garotas perguntaram. O sinal bateu, e não deu tempo de mais nada, pois todos os alunos se levantaram, e sairam indo para outra sala. Menos eu, porquê sou lerda demais e deixei que o meu celular caísse da minha bolsa quando estava quase saindo.

— droga - murmurei baixo, e me iclinei pegando o celular.

Escutei uma tosse fingida, e me levantei rapido encarando o professor que tinha um sorriso completamente malicioso nos lábios.

— oque houve ? - olhei pra baixo, tentando ver oque havia de errado comigo. Ai meu Deus, eu tô de saia e o professor viu minha calcinha. Senti minhas bochechas queimarem tanto, que foi como se estivessem pegando fogo.

— ai meu Deus, me desculpe - levei minhas mãos ao meu rosto, escondendo-me.

— não precisa se desculpar, foi uma visão maravilhosa. - Justin riu.

Sai as pressas daquela sala sem nem responde-lo. Como vou olhar pra cara dele novamente ? Ai que vergonha, se pudesse abriria um buraco, entraria nele e nunca mais iria sair.

— onde você estava, Kels ? - Stephanie estava fechando o seu armário, quando eu cheguei abrindo o meu e guardei o meu material.

— eu deixei o meu celular cair, e acabei demorando um pouco - falei baixo, até demais.

— oque houve com você ? Porquê está assim ? - ela agora me observa atentamente.

— nada, só... estou um pouco cansada - forcei um sorriso.

Eu não poderia contar oque me ocorreu para a Ste, ela com certeza iria espalhar pra todos naquela escola. Já me sinto constrangida só de imaginar.

Dei graças a Deus por ela ter acreditado.

Fomos para a nossa proxima aula, que por sorte, também fazemos literatura juntas, então sentamos uma ao lado da outra.

— você viu o novo professor ? - Stephanie falou baixo, para o nosso professor não nos ouvir.

— não - a ironia era presente na minha voz.

— mentira, está ficando cega ? - ela balançou um pouco a cabeça, fazendo seus fios ruivos se balançaram.

— talvez - balancei a cabeça, como ela fez.

A ruiva revirou os olhos

— ele é  gato, né ? - ela mudou totalmente de assunto, me fazendo lembar do ocorrido a minutos atrás.

— ele é bonito - obvio que eu achei ele gato, gostoso, e outras coisas mais, mas eu não deixaria ela saber.

— estou achando que realmente está ficando cega - havia um pouco preocupação na voz da ruiva.

— pois é, tão cega que estou vendo essa espinha que você tentou esconder com maquiagem - rolei os olhos.

— meu Jesus, está mesmo dando pra perceber ? - ela arregalou os olhos.

— está - eu ri.

— ain e agora ? Depois da escola vou sair com o Richard - ela pegou um espelho em sua bolsa e começou a olhar a espinha, sem se preocupar com o professor.

Eu ri e comecei a prestar atenção na aula.

(...)

As aulas finalmente acabaram por hoje e eu já estou a caminho de casa. Não vejo a hora de chegar e tomar um banho bem relaxante para poder esquecer os ocorridos desagradáveis.

É só falar em ocorridos que vem o novo professor na minha cabeça, com aquele sorriso malicioso enquanto me olhava.

Sinto minhas bochechas esquentarem só de lembar do que ele me disse.

"Não precisa se desculpar, foi uma visão maravilhosa"

Oque será que ele quis dizer com aquilo ?

Gostei da sua calcinha cor de rosa ou gostei do teu rabo ?

Ai meu Jesus, olha oque eu estou pensando, eu acho que estou ficando louca.


Notas Finais


Heeeeeey, oque acharam desse primeiro capítulo? Espero realmente que vocês tenham gostado.

Comentem oque acharam, compartilhem com amigos. (Se quiserem).

Xoxo

LaisSD


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...