História Daddy day – imagine Kim Yugyeom (especial dia dos pais) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens Personagens Originais, Yugyeom
Tags Amor, Filha, Hot, Incesto, Pai, Romance, Sexo
Visualizações 394
Palavras 1.252
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Bishoujo, Ecchi, Famí­lia, Ficção, Hentai, Josei, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Presente para o papai


— e como você quer fazer isso ?

Beijo a Yugyeom de modo impulsivo, encaixando minha língua em sua boca, o mesmo excitado e carregado de prazer me retribui de maneira quente, perdendo o controle daquele simples e talvez inofensivo beijo.

Yugyeom pega em minhas pernas, trilhando seus beijos molhados e quentes por minha pele lisa, sua boca se põe em meu abdômen o beijando de modo doce, até sua expressão mudar e seu semblante sacana transparecer.

— Quer que eu continue ? – diz meu appa soltando um sorriso malicioso, mordiscando levemente seu lábio inferior de maneira sexy.

— Se eu dissesse que não, eu estaria mentindo.

Ele adentra com suas mãos por baixo de minha camisa gigantesca, a retirando.

Com suas mãos ambas em um lado de meu quadril ele abaixa devagar, a jogando longe.

Yugyeom aproxima seu rosto de minha intimidade, curvando sua língua em meu clitóris e a mexendo de modo vulgar, ele lambe minha entrada de cima a baixo, de boca aberta ele suga minha buceta a deixando vermelha.

— Ahh… vai… vai mais forte ! – digo em tom de prazer, com minha voz um pouco rouca.

Com força ele faz secções, ele parecia sentir um imenso prazer fazendo aquilo. Adentrando com sua língua rápida, ele a move por dentre mim enquanto trata de aprofundar dois de seus dedos grandes e grosso em meu íntimo, fazendo movimentos circulares deixando que meu líquido se alastre em sua boca.

— ahhhh… isso… – estava quase a gozar e Yugyeom sente isso.

Ele termina de chupar e lambe seus dedos melados, um a um;

— Não quero que goze tão rápido… assim perde a graça – ele sorri safado, retirando aos poucos sua calça e eu termino por o ajudar com aquilo, seu pau se sobressaía naquela boxer branca, que agora molhada transparecia.

— Agora acho que vou ter que pagar seu bom trabalho...

Retiro meu sutiã molhado revelando meus seios ao mesmo, eu já estava nua e brincava com meus seios em sua frente o deixando mais excitado ainda, via seu membro latejar dentro daquela boxer.

Enfio minha mão em sua peça íntima, o apertando, Yugyeom cerra os olhos soltando um longo suspiro, beijo sua boca de modo quente, mordiscando seu lábio para mim, adentro com minha língua sapeca, engolindo seus lábios por tamanha vontade de estar com Yugyeom.

— sabe que se mexer aí, não tem mais volta não é ?

Ele volta a encarar-me com os olhos ávidos nos meus, de maneira sexual sorrio assentindo com sua pergunta.

— Vamos ver até onde você aguenta daddy.

Retiro sua boxer dos dois lados não medindo minha força apenas queria o despir de uma vez, beijo de seu peito trilhando até seu membro onde lambo sua extensão, chupo sua glânde fazendo uma deliciosa sucção.

— Ah… come ele inteiro, já não estou aguentando – ele sorri, grudando sua mão em meu cabelo fazendo eu descer até seus testículos, aquele pau grande e grosso adentrava com mais rápidos em minha garganta, suas veias pulsavam em minha língua de modo que eu tentava lhe causar mais prazer sugando com mais força.

Eu vou e volto rapidamente, apertando sua extensão com a mão já que não alcançava com a boca.

Ele goza por dentro, e eu retiro aquele membro de meus lábios, melado ele se tornava cada vez mais atraente.

Yugyeom se deita ao meu lado de modo que não demonstrava estar tão cansado, eu também procuro me deitar em seu peito.

— Se eu não sair daqui agora, vou acabar fazendo uma besteira – diz ele se levantando e procurando suas roupas.

Ele fita-me de modo que eu abro minhas pernas ao máximo, as arreganhando, ele arfa vendo meu interior que eu trato de mexer com meus dedos apenas para provocá-lo.

— se você sair agora vou ter que terminar essa noite assim – aprofundo meu dedo indicador em minha buceta — Mas meu dedo é muito pequeno não acha ?

— Quer fazer isso ?

— Não posso te responder, não é com a cabeça que eu quero pensar agora.

Ele joga suas vestimentas ao chão, então joga seu corpo contra o meu, esfomeado, ele arreganha minhas coxas, ambas ele as separa ao máximo, e direciona seu pau em minha buceta, adentrando ele me molha apenas com sua glânde dura.

Indo por completo até o fim, solto um suspiro apertando sua cintura, Yugyeom mantém seus olhos encontrados com os meus.

Ele penetra com força indo e vindo, dando uma estocada que termina em desvirginar meu sexo, o sangue escorre assim, Yugyeom se assusta retirando seu membro devagar.

Eu volto a encaixar seu pênis em minha intimidade e ele continua a entrar, em silêncio, apenas entre os meus e seus gemidos arrastados.

Yugyeom termina, e se joga contra a cama arfando em busca de ar; a chuva ja estava por cessar.

— por quê não me disse que era virgem ?

— não queria que pensasse que sou uma menina boba.

— Eu jamais teria feito isso se você tivesse dito.

— Me desculpa.

— Será que já podemos voltar ?.

— podemos fazer isso amanhã.

— Vamos agora.

— Eu quis perder com você, isso não foi um erro, foi o meu presente de dia dos pais.

— Está falando sério ?

— Sim – puxo sua mão até para perto de mim, roubando-lhe um beijo molhado e carregado de luxuria — Ainda falta muto para o dia amanhecer… podemos brincar um pouco mais.

— Eu te deixei tão safada assim ?

— Pode deixar muito mais.

Me coloco por cima de Yugyeom direcionando seu membro até minha intimidade, sento por cima dele, descendo devagar e indo outra vez, meu quadril se choca contra o seu, que se remexe para penetrar com mais rapidez, tornando aqueles movimentos fodidamente gostosos, rebolo meu corpo por cima dele, jogando minha intimidade para frente e para trás, aquela vez estava sendo muito melhor do que a anterior.

Ele retira antes de gozar e retorna com seu pênis duro em meu íntimo, onde sento por cima dele até o final, conseguindo uma penetração mais profunda.

— Ahhh…– Yugyeom geme outra vez.

Apenas sorrio vendo seu agrado, ao chegar em meu ápice, cavalgo de maneira mais lenta para durar mais aqueles toques, mas o inevitável e gostoso orgasmo me atinge, fechando meu interior por completo e apertando assim o membro de Yugyeom que fica prensado por mais alguns segundos em mim.

Me coloco cansada ao seu lado, totalmente satisfeita assim como ele.


[…]


Assim que o dia amanhece, voltamos a estrada para ir à minha casa, apesar do bom entendimento durante a noite, eu e ele apenas trocavamos olhares estranhos.

Ao chegar em casa, minha mãe recepiona-me de modo carente, me acolhendo de braços inteiros.

— Ah eu fiquei tão preocupada com aquela chuva ! – diz minha mãe.

— não se preocupe, eu estava em boas mãos.

— Eu sei, mas mesmo assim eu senti sua falta.

— Bom, eu acho que vou indo.

— É claro que não, você tem que comer algo, acabei de preparar um café delicioso – diz minha mãe fitando à Yugyeom com olhares esperançosos.

— Tudo bem.

Nós adentramos e assim que minha tende à ir para cozinha, Yugyeom segura meu braço.

— nós podemos nos encontrar no próximo fim de semana ?

— se arrependeu e quer ser um pai mais presente ? – sorrio o encarando sacana.

— muito.

— Vocês já podem vir, o que estão esperando ? – grita minha mãe da cozinha.

Ele rapidamente rouba-me um beijo nos lábios, selando-os de modo calmo, assim de mãos dadas vamos até a cozinha onde pela primeira vez temos uma refeição em família, mas eu não via a hora de chegar o dia de ficar com o papai.


Notas Finais


Gostaram ?? Mereço um favorito ??? O que acharam ??

Próximo imagine : GOT7 ou MONSTA X ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...