História Daddy Styles. - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Daddy Styles, Harry Styles, Papai Styles
Exibições 230
Palavras 1.322
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey pessoal!
Como vão?

Hoje chegou o dia do casamento!
Não dei muitos detalhes, pelo fato da história girar em torno de Vitoria, então o casamento fica por conta da imaginação de vocês!

Na capa é a Amélia, Vitoria, Henry e Harry.

Espero que gostem e comentem, hein?
Beijos!

Capítulo 14 - Can I Call You Mom?


Fanfic / Fanfiction Daddy Styles. - Capítulo 14 - Can I Call You Mom?

Autora •Point Of View On

Dois anos depois do encontro arranjado que Vitoria havia tramado junto com suas amigas e os novos amigos médicos, Amélia e Harry começaram a planejar o casamento. Eles começaram a namorar praticamente no dia do 'encontro'. Três meses depois Amélia ficou grávida. Esse foi um baque e tanto para ela, quanto foi para Harry. 

De início eles ficaram cada qual em sua casa, mas com o passar dos meses, Harry e Amélia se mudaram para uma casa maior, já que além de Vitoria, estaria vindo um novo integrante na família. 

Henry nasceu dia vinte de janeiro de dois mil e quinze. Vitoria tinha cinco anos e um mês quando Henry nasceu. Para ela, ele foi seu presente de natal. Ela o amou desde que ficou sabendo de sua existência.

A vida de todos foram seguindo tranquilamente. A banda funcionou mais um ano, porém, em dois mil e dezesseis ela se separou de vez. A saída de Zayn foi um grande obstáculo na vida de todos.

Niall encontrou uma namorada, seu nome é Heloísa, Louis engravidou uma mulher, seu filho nasceu em vinte e um de janeiro de dois mil e dezesseis, seu nome é Freddie. Louis começou a namorar alguns meses depois, seu nome é Esme. Liam também está namorando, ela se chama Saphira, e Zayn namora com Gigi até hoje. Gemma começou a namorar com Dylan, tio de Matheus. Os dois estão noivos. April e Jackson tiveram seu lindo bebê Samuel, que hoje está com um ano e onze meses. Callie e Arizona tiveram além de Sophia, Alina. A garotinha tem sete meses de vida. Maggie está namorando e Meredith é viúva e nao namorou mais desde a morte de Derek. 

A família toda está animada com o casamento de Amélia e Harry. Anne e a mãe de Amélia estão no salão junto das madrinhas do lado de Amélia e do lado de Harry e a noiva para dar suporte. As irmãs de Amélia estavam na casa do casal se arrumando, já que não havia mais espaço ali. Três babás foram contratadas para cuidar das crianças que não poderiam ficar com os pais e estavam na igreja. Já estava quase na hora.

As madrinhas do lado de Amélia, Gemma, Callie, April, e Meredith vão usar vestidos rosa claros, pois as primeiras rosas que Harry deu a Amélia, foram rosas de cor rosa claro. Amélia nunca havia visto rosas tão lindas. Os padrinhos usariam um terno preto com a gravata rosa claro. As madrinhas do lado de Harry usariam vestidos verdes, pois a primeira vez que Harry e Amélia se encontraram, ela usava um tênis verde bem chamativo, e foi por isso que Harry olhou para ela e ela sorriu. Os padrinhos usariam um terno preto com a gravata verde.(1)

 

Vitoria e Matheus estavam juntos com as madrinhas, e ficavam observando a correria. Eles ainda não entendiam, mas sabiam que hoje haveria comida e doces à vontade. Ambos estavam combinando suas roupas e estavam incrívelmente fofos.(2)

-Por que nós temos que ficar mofando aqui e não mofando no salão ao lado da mesa de doces?

Matheus perguntou enquanto apoiava o rosto na mão e apoiava o cotovelo na perna. Esse ato fez seu rosto se amassar um pouco, e assim que Vitoria viu, começou a rir.

-Você está parecendo um bobo assim.

-Assim como?

-Seu rosto está amassado.

Ele se endireitou e sorriu. Vitoria gostava do sorriso de seu amigo. Ssmpre gostou. Ele passou um braço nos ombros dela e a puxou. 

-Espero que no meu casamento, você esteja ao meu lado.

-Eu vou estar ao seu lado sim. Vou ser tipo a tia Gemma para a tia Amélia no seu casamento. O que ela é mesmo?

-Mmm... Madrinha?

-Isso. Vou ser sua madrinha.

-Eu não quero que você seja minha madrinha.

Vitoria arqueou uma sobrancelha e apenas assentiu chateada. Okay, não seria madrinha.

-Então vou ser uma simples convidada sua.

-Você não vai ser minha convidada.

-Se você quer que eu fique ao seu lado, eu tenho que ir ao casamento, idiota.

-Você vai.

-E eu vou ser o que então? O padre?

-A noiva.

A garotinha parou e abriu a boca levemente e em poucos segundos suas bochechas ficaram vermelhas. Matheus tinha um sorriso nos lábios e as bochechas um pouco coradas. Matheus nunca escondeu o quanto gostava de sua amiga. 

-Eu... Uh...

-Crianças, vamos? Já está na hora.

Vitoria se virou para a Amélia e assentiu aliviada. Ela estava com vergonha pelo que Matheus havia dito. Matheus ainda tinha seu sorriso marcado nos lábios. Amélia estranhou o rosto vermelho das duas crianças, mas resolveu não perguntar. 

A mulher estava realmente deslumbrante. Seu vestido tinha um caimento perfeito, as mangas longas de rendas contrastavam com a pele da mulher. Quem a visse, nem imaginária que ela já teve um filho.(3)


[...]

 

Os padrinhos, do lado de Harry, Niall, Liam, Louis e Zayn já estavam na igreja junto de Harry. O noivo estava andando de um lado para o outro, desesperado pela demora, quando avistou seus padrinhos irem para o lado de fora. Chegou a hora.

Todos os convidados se levantaram e então os padrinhos entraram. Logo após Matheus e Vitoria de mãos dadas. Isso fez Harry sorrir. E então ela entrou. O mundo de Harry parou por segundos e as lágrimas vieram em seus olhos. Seu amor estava ali, e ela estava linda.

[...]

Após o casamento, todos estavam no salão de festas. As crianças corriam para todos os lados, e uma observação, havia realmente muitas crianças. 

Amélia estava conversando com os convidados, enquanto Harry comia loucamente os doces que sobraram e não foram devorados pelas crianças. 

Vitoria havia despistado Matheus e correu até Amélia. Ela puxou a mão da mulher que a olhou e sorriu.

-O que foi pequena?

-Eu posso conversar com você, tia?

Amélia assentiu e acenou para os convidados que estava conversando. Segurando a mão de Vitoria, seguiu a garotinha para fora do salão, caminhando até um banco branco ao lado de roseiras vermelhas.

-Sobre o que você quer conversar comigo, meu anjinho?

Vitoria olhou nos olhos azuis de Amélia e suspirou. Agora a ideia que havia passado em sua cabeça, parecia sem pé e cabeça. Sentia-se envergonhada.

- Tia, eu conheço você a bastante tempo, você já me deu um irmão e agora é casada com meu papai.

-Sim meu anjo. Mas o que que tem?

-Você, meu papai e o Henry estão formando uma família... Mas eu não faço parte dela.

-Claro que é meu anjo. Você é muito inportante para nós. Para mim.

-Henry tem papai e mamãe. Eu não. Minha mãe verdadeira é malvada. Papai não gosta dela. E eu só tenho um papai. Todos os meus amiguinhos tem papai e mamãe. Sophia tem duas mamães, Zola tem mamãe e já teve papai. Mas eu só tenho papai...

-Oh meu amor. Não fique triste. Você queria desabafar comigo?

-Não...

-Então o que quer querida?

-Eu posso te chamar de mamãe?

Amélia arregalou os olhos e ficou congelada. Nunca pensou que Vitoria um dia iria perguntar se podia chama-lá de mãe. 

-Eu sei que só o Henry é seu filho, mas eu também queria ser. Você é uma boa mãe e sei que se tiver mais uma filha será melhor ainda... Mas se não quiser também, tudo bem. Eu vou continuar te amando e te chamando de tia Amélia. 

Amélia tinha os olhos marejados e então sentiu a primeira lágrima cair. Ela puxou a garotinha para um abraço e sentiu a pequena soluçar. 

-Eu queria tanto que você fosse minha mãe de verdade, mesmo.

-Meu amor. Você já é minha filha... Eu esperei tanto por essa pergunta. É claro que você pode me chamar de mamãe. Eu vou ficar tão feliz.

Vitoria soltou um gritinho e a abraçou ainda mais forte.

-Mamãe Amélia! Eu ganhei uma nova mamãe! 

-Na verdade meu anjo, eu que ganhei uma filha!

[...]


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...