História Daddy? [Yoonmin] - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, HyunA, INX
Personagens HyunA, Jackson, JB, Ji Nam, Jimin, Jungkook, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bdsm, Jikook, Yaoi, Yoonmin
Exibições 823
Palavras 2.031
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ecchi, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


FUJOSHIS \0/ 💙

Primeiramente: Peço mil perdões por não ter postado na data combinada (aos sábados). Tive um imprevisto chamado: preguiça e bloqueio.

Além do mais fiquei ontem o dia todo sem internet e só pude publicar hoje (justo hoje terminei o capítulo, depois de apagar a metade dele e reescrever algo decente).

Peço desculpas novamente pela demora, mas prometo que não perderei a data mais (assim eu espero, pois tenho festa essa sexta para ir).

Segundamente: Nesse capítulo tivemos o passado doloroso do Jimin de volta ㅡ Mas qual passado? ㅡ, exatamente.

Estive pensando em duas coisas (irei falar sobre elas na nota final, então leiam).

Ainda estou apaixonado pelo comeback das minhas meninas do Ladies Code (inclusive estou ouvindo agora. Assistam The Rain no youtube akakkaka vou panfletar elas sim) 💙 Fora que agora vai ter comeback do Bastarz (pra quem não conhece, é a unit do Block B), também tem do 24k e estou esperando o debut solo da Jiyoon (sendo feito de idiota), dentre outros (poha).

MINHA MENINA POSTOU FOTO NO INSTAGRAM, SERÁ QUE VAI TER COMEBACK DO 2NE1?

Enfim... Boa leitura, fujoshis. E até as notas finais. 💙

Capítulo 5 - II - Pesadelos de um passado doloroso


Fanfic / Fanfiction Daddy? [Yoonmin] - Capítulo 5 - II - Pesadelos de um passado doloroso

Sua boca beijava cada canto do meu pescoço, enquanto seu pênis abria espaço dentro de mim. Rompendo minha lucidez e dissipando minha calmaria, ele me esquentava ao máximo, me fazia gemer, agarrar o tecido fino da cama, cravar minhas unhas em suas costas, tudo por um brado de prazer. Eu tentava, mas o gemido estava entalado em minha garganta.

 

O prazer que estava sendo proporcionado a mim era incomparável com qualquer outro que já me deitei, não que seja um número grandioso, porém Jeon não havia sido o único e invadir o meu interior e arrancar de mim gemidos de prazer.

 

Yoongi mordia minha pele a marcando com chupões, cujo ficariam roxos daqui a alguns minutos. Sentia o calor tomar meu corpo rapidamente o os jatos quentes caíram sobre minha barriga, logo depois tendo meu interior preenchido com o líquido quente que havia sido ejaculado de Yoongi.

 

Ele me encarava satisfeito, um sorriso safado estampado em sua cara, gritava baixarias apenas com um olhar. Ele me satisfazia da forma que nenhum outro conseguiu.

 

Min Yoongi me fodeu em todos os sentidos, literalmente.

 

xxx

 

 

Abri meus olhos me sentando rapidamente na cama. Meu coração estava acelerado, meu corpo banhado em suor. O que havia sido esse sonho?

 

Sinto o resultado do maldito vinho que havia bebido na noite anterior. A dor causada pela ressaca das várias doses de vinho me atingem em cheio. Fazendo com que um gemido de dor escapasse de meus lábios. 

 

Lembro-me das cenas do sonho e sinto meu pênis latejando dentro da cueca, mordo o lábio e tento desviar os pensamentos. Não poderia deixar isso me afetar, não, eu não poderia. O desejo pelo chefe é algo que sempre dá merda no final. Ou acaba em demissão, ou em um coração destruído. 

 

Não poderia me manter preso a essa ilusão, precisava distrair minha mente. Ninguém melhor que Kim HyunA para isso.

 

Busco pelo meu celular na cama, logo depois na cômoda e não o encontro. Porra. As cenas da noite anterior invadem minha mente. Minha cueca se torna um local desconfortável e logo em seguida a dor de cabeça me atinge novamente, uma ressaca infernal. Porra, Jimin. Maldito vinho que decidi tomar.

 

Meu telefone volta a tocar e o encontro caído no chão do banheiro, uma interrogação sobre como ele foi parar ali surge na minha testa. Caminho até ele e um número desconhecido se encontra na tela, fiquei um tempo o encarando e logo o mesmo parou de tocar.

 

Fico curioso para saber quem estava me ligando a essa hora e penso em retornar a ligação, porventura não estava em um estado aceitável para falar ao telefone. Não com um possível estranho.

 

Começo a discar o número de Kim e fico esperando aquela vaca atender o telefone. Pela demora, é possível que tenha dormido com algum macho e ainda esteja dormindo após uma longa noite enchendo a cara, como sempre.

 

ㅡ Bom dia, princesa ruiva. ㅡ ela disse do outro lado da linha

 

ㅡ Preciso da sua ajuda.

 

ㅡ Todos precisam.

 

ㅡ É sério, HyunA! ㅡ rolei os olhos ㅡ Venha aqui agora.

 

ㅡ Mas estou ocupada fazendo o almoço!

 

Fiquei em silêncio. O que estava acontecendo? HyunA cozinhando, fazendo a linha fina e educada, dentre outras coisas. Isso estava demasiadamente estranho, havia uma única resposta para ela estar agindo dessa forma esses dias.

 

ㅡ Me fala o nome dele agora!

 

ㅡ Do que está falando, ruivinha? ㅡ ela falou indiferente

 

ㅡ Não faça a egípcia para cima de mim. ㅡ falei rapidamente ㅡ Eu não sou idiota! Você vai apagar o fogão e vai vim para a minha casa agora. Nós iremos almoçar fora e você vai me contar tudo.

 

ㅡ Vai pagar para mim? Preciso de mais amigos assim!

 

ㅡ Você precisa é da minha mão na sua cara! ㅡ rolei os olhos ㅡ Vem agora.

 

ㅡ Okay, vagabunda! ㅡ um barulho de panelas caindo surge do outro lado da ligação e ela murmura algo sem nexo ㅡ Vou tomar um banho e já apareço aí.

 

ㅡ Apenas não demore. 

 

Finalizei a ligação ao abrir as portas do armário em busca de remédios para dor de cabeça, porém encontrei apenas uma cartela vazia. 

 

Respirei fundo e voltei a discar alguns números no celular. Teria de ligar para a farmácia e pedir medicamento para ressaca, pois ela estava se tornando insuportável. E convenhamos que dor de cabeça causada pela consumo excessivo de bebida alcoólica é horrível, talvez uma das piores dores que nos são permitidas sentir.

 

Fiz o pedido e logo em seguida findei a ligação, bloqueando a tela do celular. Ainda dentro do quarto, comecei a procurar por alguma roupa para me vestir após tomar um longo banho frio. Rolei os olhos pelo quarto e respirei fundo.

 

Peguei a primeira roupa que encontrei: Uma bermuda jeans, acompanhada de uma blusa longa da cor preta.

 

Estava seguindo rumo a cozinha quando a campainha tocou. Murmurei baixo e fui até a porta, dando de cara com o entregador, que de alguma forma era familiar, muito familiar.

 

ㅡ Park Jimin? ㅡ ele disse estático 

 

Ai porra.

 

ㅡ Sim. ㅡ mordi o lábio por não saber de quem se tratava ㅡ Desculpa, mas não sei quem é você.

 

Sendo direto como sempre.

 

ㅡ Já era de se esperar. ㅡ ele sorriu ㅡ Sou eu, Jinam! Fizemos o ensino médio juntos.

 

Então a lembrança me atingiu de forma certeira, um soco no meu estômago. Eu sabia quem era ele e também me lembro do que aconteceu entre nós naquela noite fria de inverno. Meu coração parou por alguns sentésimos e voltou a bater rapidamente. Senti o gosto de bile subir pela minha garganta e corri imediatamente para o banheiro, o largando plantado na porta. Abri a tampa da privada e vomitei tudo o que estava no meu estômago, de relance o vi parado na porta.

 

ㅡ Pelo visto se lembrou. ㅡ ele disse envergonhado ㅡ Espero que não exista ressentimentos.

 

O encarei sem expressão. Não sabia como lidar com essa situação tão repentina.

 

ㅡ O dinheiro está em cima da mesa. Deixe o remédio lá e pode ficar com o troco.

 

ㅡ Jimin...

 

ㅡ Deixe o medicamento lá e pegue o dinheiro, não me importo com o troco. Apenas saia da minha casa!

 

Ele respirou fundo e assim o fez. Ouvir o som da porta se fechando me trouxe um alívio gigantesco.

 

As lembranças começaram a se manifestar. Tudo aquilo que tanto lutei para esquecer veio a tona novamente. Eu estava sem chão. 

 

Me levantei e tentei me recompor ao sentir a água fria cair sobre minhas costas. A paz me atingindo e os problemas se dissipando. 

 

Eu não me abalava mais com aquilo. O passado ficou no passado, junto a tudo e todos. 

 

A paz me abraçou novamente, juntamente a calma.

 

xxx

 

ㅡ Você tem sérios problemas mentais, precisa ser estudado.

 

Kim disse enfiando o garfo com comida na boca.

 

ㅡ Eu já disse que quero saber o nome dele!

 

ㅡ Não tem nenhum ele, seu louco! ㅡ ela revirou os olhos

 

ㅡ Revira os olhos para mim novamente que arranco eles da sua cara! ㅡ murmurei

 

ㅡ Ai garoto, deixa de ser agressivo.

 

ㅡ Se continuar mentindo, você verá o que é agressividade.  

 

ㅡ Você me respeita ou eu vou dar na sua cara. ㅡ ela disse com a sobrancelha arqueada 

 

ㅡ Depois eu que sou agressivo. ㅡ murmurei

 

ㅡ Eu quero que você me fale do gostoso do seu chefe!

 

ㅡ Não tenho nada a declarar sobre.

 

ㅡ Isso aí! Esconde de mim as coisas.

 

ㅡ Você está me escondendo seu macho!

 

ㅡ Não tem macho, porra!

 

ㅡ Fala direito comigo, garota.

 

ㅡ Então para de me encher.

 

ㅡ Você não vai acreditar quem eu vi hoje.

 

ㅡ Um fantasma do passado? ㅡ ela disse sarcástica

 

ㅡ Exatamente, mãe Diná.

 

ㅡ Quem?

 

ㅡ Mãe Diná, é...

 

ㅡ Não seu idiota! ㅡ ela disse revirando os olhos ㅡ Quem você viu.

 

ㅡ Jinam, do ensino médio.

 

ㅡ Aquele filho da puta. O que aconteceu? Onde você o viu?

 

ㅡ Na minha casa.

 

ㅡ Oi?

 

ㅡ Pedi remédios para dor de cabeça na farmácia e ele era entregador.

 

ㅡ Puta merda, Jimin.

 

ㅡ Eu corri para o banheiro e vomitei quando reconheci ele.

 

ㅡ Isso ainda te machuca?

 

ㅡ Não é machucar, mas você sabe o como foi difícil de lidar com aquilo. Levei anos para esquecer. Meus pesadelos duraram anos, se lembra?

 

Ela apenas assentiu em silêncio.

 

ㅡ Mas aquilo é passado.

 

ㅡ Exato. ㅡ falei com um sorriso no rosto

 

ㅡ O que será que ele veio fazer em Seul? ㅡ ela ficou em silêncio ㅡ Veio lá da puta que pariu!

 

ㅡ Eu gostaria de saber, mas não consigo encarar ele sem ser atormentado com lembranças, ou a vontade de vomitar.

 

ㅡ Te entendo.

 

ㅡ Você acha que eu deveria?

 

ㅡ Talvez, princesinha ruiva. ㅡ ela mordeu o lábio inferior  ㅡ Como você mesmo disse, é passado. Mas se isso te atormenta, você deve se afastar. Quero o seu bem, amor.

 

ㅡ Você tem razão. Prefiro me afastar, do que me machucar novamente. ㅡ ela apenas assentiu com um sorriso ao acariciar minha mão

 

Na época do ensino médio após toda a confusão que Jinam causou por influência de seus amigos excrotos, Kim foi a única que permaneceu ao meu lado. Como tanto diz aquela frase verídica: É na dor que se conhece o amigo. 

 

Desde então nunca mais me abandonou, passou a maior parte do tempo me protegendo de tudo e todos. Kim era de fato mais velha do que eu e cresceu cuidando da sua irmã mais nova, que na época no colegial faleceu de leucemia. Sua proteção sobre mim, era o reflexo dos cuidados que tinha com sua irmã, praticamente sua filha.

 

Ela fora uma das poucas pessoas que permaneceu ao meu lado, após aquele escândalo. 

 

HyunA, Taehyung e Hoseok. Ambos me receberam de braços abertos quando eu mais precisei. Enquanto todos me viravam as costas e faziam piadas, eles me defenderam. Eu era o mais novo entre os três (ainda sou na verdade), o maknae do grupo no ensino médio.

 

ㅡ Você está distante hoje. ㅡ Kim disse estalando os dedos na frente dos meus olhos ㅡ Terra chamando princesinha ruiva.

 

Rolei os olhos e comecei a rir.

 

ㅡ Estava relembrando na época do Ensino Médio. Em como você, Tae e Hoseok me receberam. Sou tão grato a vocês.

 

ㅡ É para isso que servem os amigos. ㅡ ela sorriu ㅡ Precisamos marcar algo com aqueles dois viados, pois não se lembram mais de nós.

 

ㅡ Tae estava dormindo na minha casa por duas semanas, aquele cretino nem para ajudar na limpeza.

 

ㅡ E você nem me avisou, sua ameba.

 

ㅡ Eu estava ocupado demais!

 

ㅡ Transando com o Jungkook? ㅡ ela disparou as palavras ㅡ Sonsa.

 

ㅡ Na verdade era relacionado a faculdade, dentre outros assuntos.

 

ㅡ Você realmente vai voltar para Tóquio e me abandonar?

 

ㅡ Você vai junto sua anta. ㅡ rolei os olhos

 

ㅡ Me esqueci disso.

 

ㅡ Percebi.

 

Eu tinha uma das melhores pessoas do mundo ao meu lado.

 

Com Kim eu me sentia bem, não tinha medo e nem me sentia frágil para enfrentar as coisas. Ela era a pilastra que sustentava todo o meu ser.

 

Tive meus devaneios interrompidos com o meu celular tocando. Novamente aquele número desconhecido apareceu na tela do mesmo.

 

ㅡ Alô?

 

ㅡ Jiminnie?

 

Não ouço esse apelido desde o ensino médio. Senti um calafrio tomar meu corpo.

 

ㅡ Sim. Quem está falando?

 

ㅡ Sou eu, Jae-Bum.

 

Sabe aquela sensação de impotência? Pois bem, ela retornou. Acreditei que meu coração saltaria pelo meu tórax de tão rápido que batia.

 

Não podia ser, tudo e todos estavam retornando. As lembranças cruéis voltaram e as zombarias e xingamentos voltaram a me atormentar. 

 

As lágrimas começaram a cair e Kim me encarava assustada, perguntando o que estava acontecendo, porém estava fraco para responder aquilo que ela suplicava, eu estava em choque.

 

ㅡ O que você quer? ㅡ eu disse de forma praticamente inaudível

 

ㅡ Quero conversar com você.

 

O meu pesadelo estava retornando, o medo, o pavor, a tristeza. 

 

Eu não tinha forças para lutar.


Notas Finais


Comentem o que vocês acham que aconteceu ㅡ NAQUELA NOITE ㅡ.

~ idéia ~

Eu estava pensando em publicar apenas um flashback sobre o que aconteceu naquela noite, mas iria ficar algo muito resumido e resumo sempre fica meio ~an?~.

Então pensei em fazer um spin-off do Jimin no colegial, aqui na fic mesmo. Seriam uns 10 capítulos (2/3 por semana), contando o que aconteceu e como isso se desencadeou.

Mas você decidem: Apenas o flashback ou o spin-off?

A voz do leitor é a voz de Deus auhsuauu

E aproveitem para comentar o que acham que aconteceu entre Jinam (do INX, OUÇAM ALRIGHT AKAHUAHSU) e nosso gostoso do Jiminnie.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...