História Daddy's Bunny - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bts, Jikook, Jimin!tops, Jungkookbottom!, Pwp
Visualizações 676
Palavras 2.353
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Último capítulo e finalmente e foda! Beijos.

Capítulo 3 - Papai... Ash... Oh papai


"Acho que vou gostar mais quando papai me foder."


Jimin sentiu uma fisgada assim que ouviu as palavras do moreno, belas palavras, palavras fodidamente excitantes de se ouvir.


O loiro ainda tinha seu membro ereto, e pareceu que ficou ainda mais duro quando Jungkook jogou o corpo para trás, assim, ficando com a costa colada na cama, e as pernas jogadas para o alto, dando a visão do plug em sua entrada. "Papai, gostou?" o moreno perguntou apontando para o plug que tinha uma pequena bolinha de pelos no topo, um coelhinho mesmo.


Park nem respondeu, apenas assentiu mordendo o lábio inferior com força para não pular sobre o moreno e fode-lo e acabar com todo o prazer rápido demais. Iria aproveitar cada instante, cada segundo, se deleitando com o corpo delicioso de seu namorado atrevido.


Iria fazer o que tem em sua mente faz um bom tempinho.


"Baby, de quatro." Jimin ordenou, curto e com a voz levemente rouca. Sabia que Jungkook gostava desse tom de voz, sabia que o moreno sentia arrepios.


Jungkook prontamente obedeceu a ordem do loiro. Se sentou na cama para depois se virar, ficando com os joelhos e os cotovelos apoiados sobre o colchão, se empinou e balançou o quadril, sorriu fraco quando ouviu um murmúrio do Park dizendo o quanto ele é gostoso.


O moreno soltou um gritinho quando um estalo pode se ouvir, a pele da parte de trás da coxa direita de Jungkook estava vermelha com a marca da mão do Park. O moreno balançou mais uma vez o quadril, pois, sabia que o loiro adorava vê-lo fazer isso. "Oh, baby." Jimin levou a mão até onde havia desferido o tapa, passou os dedos por alí para depois subir, indo de encontro com as nádegas redondinhas e branquinhas.


Park queria morder aquela bunda.


Apertou forte a nádega direita do bumbum branquinho, e Jungkook gemeu baixo e manhoso. "Assim está bom, uh?" perguntou e logo depois segurou o plug pela bolinha de pelo e o remexeu, fazendo Jungkook gemer manhoso, jogando o quadril para trás em busca de contato, "Gosta, baby?"


Jungkook balançou a cabeça positivamente. Jimin levou as mãos até as bandas e as abriu, fazendo o plug se mexer mais uma vez no interior do moreno, arrancando-lhe gemidos manhosos.


Park sentia que seu membro iria explodir, já que não recebia nem um tipo de contato. Mas primeiro queria brincar um pouquinho o moreno.


"Consegue empinar mais um pouco?" Não demorou muito e Jungkook deitou a cabeça no colchão e empinou mais ainda, deixando Jimin ver como é belo vê-lo por trás desta forma, as curvas perfeitas. As orelhinhas de coelho se remexendo. Os dedos dos pés inquietos. Maravilhoso.


Jungkook sentiu o plug ser retirado de dentro de si, e gemeu baixinho mais uma vez. Jimin levantou um pouco a saia preta que Jungkook usava, e o mesmo sorriu ladinho sabendo que estava totalmente exposto para Jimin. "Por que tão gostoso, baby?" deferiu um tapa no bumbum já avermelhado.


O moreno fechou os olhos quando sentiu a língua de Park lambendo suas bolas, e logo subindo para o períneo, Jungkook quase gritou de prazer quando sentiu a maravilhosa língua do loiro rondando sua entrada. "Papai!" ele gemeu alto, e sentiu mais um tapa em sua coxa.

Jimin continuou a rondar com o músculo esponjoso ao redor da entrada de Jungkook. Apertado as bandas, deixando as marcas de suas mãos, a pele branquinha agora está vermelha e em alguns lugares levemente roxas, por conta da força que Jimin fazia.

O moreno girava a cabeça, sentindo o prazer que era estar recebendo o que é chamado de beijo grego. Porra, ele sentia todos os pelos de seu corpo arrepiados, seu membro já estava pulsando faz um bom tempinho.

Jungkook levou a mão até o próprio membro, mas não pode se tocar, pois Jimin lhe deu um tapa na mão no mesmo instante. "Não se toque, baby, apenas me sinta." O moreno assentiu com um bico nos lábios.

O loiro colocou o braço no peito de Jungkook, o erguendo, o mesmo ficou de joelhos na cama, sentindo a costa nua batendo no tronco de Jimin, que ainda estava coberta pela blusa social. "Eu quero ouvir seus gemidos enquanto eu me delicio. Tudo bem, baby?" Perguntou o viu assentir com os olhos fechados.

Se levantou da cama, deixando o moreno ajoelhado sobre a mesma, com os olhos lhe seguindo, vendo cada movimento seu. "Levante a saia, amor.", Jimin ordenou. Jungkook rapidamente levantou a mesma, tendo que colocar as mãos na cintura para que a mesma não caísse. " Muito bem... Gema bem alto, meu baby."

Jimin estava louco para chupar todo o corpo do moreno. Louco para deixar a pele branca bem marcada. Louco para fode-lo bem forte. Aquela com certeza seria sua melhor noite com o namorado.

Jungkook gemeu tão manhoso enquanto sentia a língua quente de seu papai em suas bolas. Porra, caralho, isso é tão bom. Era só isso que se passava em sua mente, enquanto de sua garganta saía gemidos roucos e longos. "Papai... Ash... oh papai."

O loiro estava muito precisando de contato, suas bolas já estavam ficando aroxeadas por conta do prazer enorme acumulado alí. Mas, iria só gozar dentro do moreno de saia. Prometeu isso para si mesmo. No momento está ocupado demais chupando o pênis rosado do namorado. Tem que admitir que é uma delícia o gosto dele.

Jimin estava com uma camada fina de suor pelo seu corpo, assim como Jungkook. Então, acabou retirando a blusa social logo, ficando agora, completamente nú.

"Papai... Deixe-me gozar..." Jungkook implorou, pois, já sentia que iria explodir de prazer a qualquer momento. Jimin para o torturar mais ainda, passou a rodear a entrada de Jungkook, apenas com um dedo que estava melado com o pré-gozo do mesmo. "Por favor... Aah papai!"

"Ainda não, amor." disse sorrindo safado assim que parou de chupar o pênis de Jungkook quando o sentiu que estava quase para gozar. "Vai gozar quando seu papai deixar!" Jungkook que ainda tinha as mãos na cintura segurando a saia, resmungou.

Jimin deu uma risadinha quando viu a cena de Jungkook com um bico adorável, o cenho franzido e as orelinhas de coelhinho, é tão estranho o achar fofo em uma momento quente desses.

O loiro mordeu os lábios enquanto andava para trás do moreno na cama. "Sua bunda é uma delícia." desferiu um tapa na mesma, fazendo o moreno gemer e sorrir ladinho. Ele era sim um masoquista, mas só de leve. "Eu vou fode-lo tão bem, amor."

Se ajoelhou no chão e abriu novamente as bandas do bumbum do moreno, chupou o anel e depois lambeu. Jungkook só sabia gemer alto como um virgem tendo sua primeira vez.

Caralho, o quarto parecia uma sauna de tão quente. E já havia um certo cheiro de sexo.

"Papai... Eu te imploro!" Jungkook falava gemendo alto demais, e Jimin estava adorando isso, queria mesmo que os vizinhos ouvissem o quão prazeroso era seus momentos loucos com o namorado. "Me fode logo!"

Ah, Kookie é tão apressadinho!

"Agora, goze para mim, baby." Apertou a glande do pênis do moreno, que logo veio em jatos curtos, o mesmo acabou deixando o corpo caindo para trás enquanto fechava os olhos e sentia espasmos no corpo. "Bom, garoto." beijou carinhosamente o topo da cabeça do moreno.

Jungkook gozou, mas Jimin queria o ver fazer mais uma vez isso, antes de colocar seu pau nele. Então rapidamente o loiro tocou na extensão do moreno mais uma vez, antes que ele ficasse completamente flácido.

Jungkook não vai ter descanso esta noite.

"Vai ter que gozar mais vezes antes de ter meu pau dentro de você, baby." Jimin mordeu o lóbulo da orelha do moreno, que estremeceu mais uma vez, mas, não sabe se é pela masturbação maravilhosa que Jimin está fazendo novamente, pelas mordidas e beijos no pescoço, ou pela voz rouca de Jimin.

É um misto de tudo que está acontecendo com sigo que está o fazendo estremecer.

"Nhaw, papai... Oh... Aah!" O último gemido fora mais alto que os outros, já que Jimin enfiou um dígito em sua entrada melada.

Jimin parou com os movimentos no pênis de Jungkook, agora só seus dois dedos estimulam sua entrada. O moreno não aguentou e acabou se jogando cama, agora ficou novamente de quatro para Jimin, que mantinha um movimento rápido no braço, para conseguir o máximo possível enfiar seus dedos naquela entrada já devidamente alargada.

“P-or favor... Me fode!” Jungkook nem sabe como conseguiu completar a frase, já que não parava de gemer loucamente. Seus dedinhos do pé não paravam quietos. Sentiu seu pênis latejar. Sua entrada se fechou ao redor dos dedos ágeis de Jimin.

E então ele atingiu o orgasmo. Apenas com os dedos de Jimin.

Seu corpo que estava apoiado nos cotovelos acabou indo em meio as lençóis do colchão. Seu corpo estava molinho. Jimin deixou sair um arfar de sua boca, enquanto, finalmente, se masturbava e contemplava a cena que era: Jungkook cansado pelo recente orgasmo, empinado para si e ofegante.

Tão lindo.

Jimin se pôs à frente do moreno, o erguendo pelos braços, o deixando sentado nos próprios calcanhares. Seu pênis ainda estava completamente ereto. Afinal, ele atingiu o orgasmo estimulando apenas a próstata. Seu pau ainda precisa de contato.

“Papai... ”, O moreno tinha um fio de voz enquanto chamava pelo loiro. “Pode me foder agora? Fode logo seu baby.”

Park fica impressionado como Jungkook ainda tem forças para mais ainda.

Jimin se sentou na cama, ainda se masturbando, deixou a costa encostada na cabeceira e sorriu ladinho para Jungkook. “Senta no colinho do papai, baby.” chamou pelo outro com um dedo, e o mesmo foi,as antes de se sentar, teve que passar sua língua pela extensão do pau de Jimin, que gruniu por ter um pouco de contato com algo que não fosse sua mão.

Jungkook se sentou no colo de Jimin, com as coxas uma de cada lado do quadril do que estava por baixo. “Papai.” chamou pelo loiro, que o olhou, ele estava com um olhar de pura luxuria, mas, quando viu os olhos inocentes de Jungkook, teve que sorrir. “Eu te amo.”

Park sentiu um arrepio por seu corpo, era esse o efeito daquelas palavras que Jungkook proferida para si. É tão bom ouvir isso do seu amado. “Eu também te amo, meu baby.” beijou os lábios finos e avermelhado do namorado, com delicadeza e amor.

Mas, Jungkook mordeu levemente os lábios carnudos do outro, assim, criando agora um beijo afoito. “Aah, agora me fode logo!” Jimin ria um pouco enquanto o moreno posicionava em seu colo.

“Promete sentar bem gostoso para o papai?” Jimin perguntou com ambas as mãos nas nádegas do moreno, que apenas assentiu enquanto sentava no pau que pulsava.

Enquanto Jungkook subia e descia no pau de Jimin, o mesmo admirava as expressões perfeitas do namorado. As expressões de prazer dele são tão lindas.

Jimin gemia arrastado, e alto, enquanto sentia a entrada do moreno apertando seu pau em movimentos de sobe e desce.

Nesses movimentos de Jungkook, as orelinhas de coelhinho se remexiam. E sua saia cobria seu pênis que também precisava de contato.

Quase havia esquecido o quanto isso era bom, pois, ficara quase um mês sem tocar intimamente no namorado. Mas, antes de hoje, claro.

Park ficava impressionado toda vez que Jungkook cavalgava. Ele era tão rápido e bom. O loiro revirou os olhos em prazer quando sentiu rebolados gostosos em seu pau. Porra!

Sentiu que já estava quase lá, então levantou a saia do moreno que quicava em seu pau. Então o pênis de Jungkook saltou. Jimin começou a o masturbar, primeiro com o polegar rodeando a glande rosada e cheia de sêmen. Era meio difícil fazer isso, pois, Jungkook estava em um movimento frenético indo para cima e para baixo.

No quarto só podia se ouvir os gemidos de ambos. O som que era feito quando Jungkook sentava no pau de Jimin. E a cama que batia contra a parede cada vez que era feito um movimento brusco da parte de Jimin.

Park não aguentava mais. Segurou com força a cintura de Jungkook e o virou na cama, o deixando deitado, e ficou por cima. O moreno soltou um gemido manhoso, por que esse movimento foi feito com Jimin ainda dentro de si.

O loiro começou a estocar forte e fundo no namorado, assim como ele gosta. O ponto doce de Jungkook era atingido tantas vezes que nem era possível contar. E seus gemidos altos toda vez que seu ponto era atingido, só incentivava mais ainda Jimin.

Jimin colocou uma perna de Jungkook em seu ombro direito, para que ficasse mais fácil com as estocadas rápidas. Os dois iriam explodir com o orgasmo a qualquer momento. Assim, Jimin começou a estimular o pênis de Jungkook com a mão. O moreno tinha a boca aberta em um perfeito 'O', enquanto seus gemidos altos e manhosos saiam pela mesma.

“Caralho Jungkook!” Jimin disse quando sentiu as unhas do moreno arranhando sem dó sua costa suada.

“Mais rápido, papai!” Jungkook quase gritou com Jimin para que ele fizesse logo o que tinha mandado. E foi isso que o mesmo fez, nem sabia de onde tirou mais energia para ir ainda mais rápido, fodendo a entrada de Jungkook tão bem.

Em poucos minutos o corpo de Jungkook foi blindado com um orgasmo ainda melhor que o anterior. Puta merda, Jungkook pensava enquanto ainda sentia as estocadas de Jimin prolongando ainda mais seu recente orgasmo. E de sua boca saia um último gemido.

“Porra!” Jimin xingou quando também sentiu o orgasmo, e seus jatos de sêmen indo para dentro do moreno abaixo de si que ainda tinha espasmos.

Park acabou deixando seu corpo cair um pouco sobre o de Jeon. Estava exausto com tudo isso. Na verdade, ambos estavam exaustos.

Jimin tinha a respiração ofegante, assim como Jungkook. Mas, Jimin nem sabia se conseguiria sair de dentro do moreno para ambos se limparem.

E Jungkook não sabia se ainda conseguiria andar pelo resto da vida.

“Jimin... ”

“Uh?” resmungou sentindo uma ardência nas costas por conta dos arranhões ferozes de Jungkook.

“Eu te amo tá, mas, assim... Eu ainda queria poder andar!”

Jimin soltou uma pequena gargalhada, sendo acompanhado por Jungkook.

“Eu te amo, porra!” Jimin disse parando de rir e dando um selinho no namorado, agora, paraplégico.

“Eu te amo, caralho!”


Notas Finais


Espero que tenham gostado,,,, beijos! Obrigada pelos favoritos! Fico muito feliz que teve gente lendo! Beijos e talvez mais uma fanfic nessa minha conta do Spirit.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...