História Daddy's Fuck Her Little Baby Girl 2 - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Orange Is the New Black
Personagens Alex Vause, Piper Chapman
Tags Vauseman
Exibições 307
Palavras 1.059
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Voltei <3
Ignorem erros
Aah
*Feliz Dia das Crianças ;)

Capítulo 6 - Capítulo 6


ALEX
   Eu estava com uma preguiça gostosa... Me empreguicei mais uma vez e me virei, queria sentir ela em meus braços de novo, como se fosse uma confirmação de que nada vivido no dia anterior tivesse sido um sonho.

Rapidamente, abri os olhos e varri o quarto a procura dela, mas nada encontrei. Tomei um banho rápido e fui para o armário e dela tirei uma calça de moletom e um top, vesti pra logo em seguida sair a procura da minha Baby.
*~*~
Logo que desci as escadas comecei a ouvir uns sons vindos da cozinha. Terminei de descer os degraus lentamente. Assim que pude avista -lá de costas para mim, meu coração disparou no peito... Ali na cozinha, ela estava na pia, picando alguma coisa com a faca, de costas pra mim, e vestindo uma das minhas camisetas. E se essa imagem já não fosse o suficiente para mexer comigo, eu ainda percebi que ela usava somente a camiseta. Nada mais.

Piper estava completamente nua da cintura abaixo. Eu ofeguei com isso, meu centro já estava completamente encharcado com essa visão.

Engoli seco e continua andando bem devagar, queria surpreende-la. Assim que cheguei um pouco mais perto, enlaço sua cintura.

- Sabe, já estava me perguntando quando você viria a meu encontro.

E ao terminar a frase de costas pra mim,  ela vira-se e enlaça meu pescoço.

- Bom dia Daddy.-ela falou, já me beijando e se roçando no meu corpo.

-Bom... Bom dia...
E vendo que eu mal conseguia formular uma frase, ela ousou mais e escorregou sua coxa para o meio de minhas pernas.

-Porra Piper... Você quer acabar comigo assim. Falei meio que rosnado e já a puxando para um beijo.
Nos beijamos até ficarmos sem ar.
- Adorei seu Bom dia sabia?!.
Falei fazendo carinho em seu rosto. E a puxei pra mais um beijo quente. E olhando para seu corpo coberto apenas por minha camiseta eu tive que acrescentar

- Você esta tão linda e gostosa usando somente minha camisa.

- Você gostou?

- Claro que sim bebê.
Eu a beijei querendo demonstrar a ela toda minha admiração por ela.
Ela parou o beijo ainda arfando. Eu passei meus lábios rapidamente para seu pescoço..eu a mordia e a apertava contra mim. A empurrei contra a parede mais próxima.
Eu mexia meus quadris de forma que simulava os movimentos do sexo. E ela ia cada vez mais se desmanchando em meus braços.

- Daddy... Seu café... Você precisa comer.
Ela falava em meio a gemidos.

- Baby eu estou com fome...mas fome de você...eu preciso desesperadamente comer você e vai ser agora.
Então eu a puxei para meu colo e entendendo o que eu queria,ela enroscou suas pernas em meu quadril

- Ah Daddy.
Ela falou enquanto eu a beijava. Eu ia andando com ela em meu colo e sentia sua humidade molhando meu abdômen enquanto eu andava. Fui andando com ela para o meio da cozinha e a coloquei sentada na mesa.
E tirei rapidamente a única peça de roupa que ela usava. Ela de uma maneira que eu nunca vida,tirou o meu top, e sem esperar mais,eu a penetrei com meus dedos.

- Ahhh Ela soltou um gemido alto.

Comecei a estocar dentro dela com força e rapidez, enquanto sugava seus seios
Eu estava com tanta vontade dela, que parecia que eu iria sugar sua alma. Ela estava literalmente quente, seu corpo parecia febril assim como o meu. Suas pernas ainda rodeavam minha cintura, prensando nossos corpos ainda mais,fazendo com que meus dedos fossem ainda mais fundo nela.
Fui subindo meu lábio lambendo e beijando, seu colo,seu pescoço e finalmente cheguei em sua boca. Nossas ínguas e dançavam uma dança erótica aumentando muito nosso desejo. Quando finalmente me separei dela um pouco para levar seus olhos, eles estavam um verde mais escuro e seus lábios um vermelho vivo
- Linda...
Eu murmurei antes de voltar a beija-la.
Ela arqueou seu corpo de encontro ao meu querendo mais contato.
E então a mesa da cozinha já não era mais suficiente pra mim.. Eu queria mais.
A levantei ainda enroscada em mim e a levei até a parede. Com força eu a encostei na parede... não, eu a arremecei na parede e com a mesma força eu enterrei meus dedos mais fundo nela.
Ela deu um grito delicioso de puro prazer, parecia que estava em êxtase.
— Mais... mais forte...
Seus lábios tremiam de tesão ao falar. Eu a penetrava com toda minha força.
Piper ronronava deliciosamente no meu ouvido, falando coisas desconexas e excitantes.
Eu não aguentaria muito tempo. Voltei a lamber e sugar seu seio, e diminui um pouco o ritmo das investidas. Ouvi um resmungo dela e a senti rebolando em meus dedos, tentando ela mesma voltar ao ritmo que estávamos.
Eu a prensei mais forte na parede e olhei em seus olhos.

— Sou eu quem esta no controle aqui entendeu?
E estoquei com força dentro dela.

— Ah... sim.
E aumentei mais uma vez a velocidade.

— Assim... E mais uma vez diminui o ritmo. Eu queria torturá-la. Queria ela gritando de prazer... queria enlouquecê-la ali . Queria provar mais uma vez a mim mesma que eu podia satisfazer ela.
— Por favor... por favor... preciso de mais... preciso de você.
Ela choramingava lambendo meu pescoço.
Suas mãos arranhavam meu pescoço, e minhas costas. Então sem aguentar mais eu voltei a investir nela com toda força.
Eu e ela gritávamos de prazer a plenos pulmões, pois o prazer dela era o meu prazer. Eu gritava. Ela rosnava.
Então sem aguentar mais, ela alcançou o prazer apertando e sugando meus dedos para dentro dela, o que me fez vir logo depois dela. Eu tentando não gritar tanto, a mordi fortemente no ombro. Quando finalmente a deliciosa onda de prazer deixou nossos corpos e nossas respirações já estavam mais normalizadas, ela me beijou e eu a desci do meu colo. Ela nunca esteve mais linda.... descabelada devido a nosso sexo meio animal..... nua.... cheirando a sexo misturado a sua essência de canela... céus eu estava parecendo uma ninfomaníaca, eu já estava a querendo de novo.
Ela apenas se abaixou pegando a minha blusa no chão e a vestiu se virando para mim depois.

— Agora que você já matou sua fome de mim... que tal tomar o café da manhã?


Notas Finais


Até logo
:*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...