História Daddy's kitty - Jikook - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Daddykink, Estrupo, Incesto, Jikook, Jungkookbottom!, Menção Namjin, Menção Taegi, Menção Taeyoonseok, Menção Yoonseok, Sexo Pesado, Shotacon, Top!jimin
Exibições 302
Palavras 1.324
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Sci-Fi, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Super Sentai, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Como prometido e o cap mais esperado de todos...
LEMON
Curtam, sintam o orgasmo e..
Aproveite porque é um de mais 6!
(Sim terá 6 lemons ainda então aquietem o fire no cu)

Boa leitura <3

Capítulo 5 - Capítulo V


Fanfic / Fanfiction Daddy's kitty - Jikook - Capítulo 5 - Capítulo V

– Appa depressa está doendo muito! A-ahh... – O maior soltou um gemido sofrengo, fazendo o membro do mais velho pulsar, aquilo era tão errado!

Jimin pegou o maior e seguiu desparado até a cama, jogou o mais novo nela e ao mesmo tempo com delicadeza. Começou a desferir chupões no pescoço do menor de idade, enquando brincava com um de seus mamilos, fazendo o outro gemer. Nunca imaginaria que estaria fazendo algo do tipo com seu filho. Desceu os beijos para os mamilos umedecendo-os e brincando, fazendo o mais novo gritar. “Achei seu ponto fraco...” – Pensou Jimin, ao começar a estimular os mamilos do mais novo com foça o fazendo arquear as costas.

Jeongguk estava com muita dor em sua entrada, o que queria naquela hora (em sua mente) era um pênis de dois metros em sua entrada para que faça a dor sumir. Park levantou já pronto para receber a boca de seu filho em seu membro que por sinal, estava latejando por atenção... Jimin pois o filho de joelhos no chão ao lado da cama, sentando em sua frente, o garoto o encarou confuso, pensando que seu appa iria fazer parar a dor.

– Gguk-ah já chupou um sorvete? – Perguntou o maior e o pequeno assentiu envergonhado ao ter o caralho de seu appa próximo ao seu rosto fino e delicado. – Faça de conta que isso... – Apontou para seu membro. – É um sorvete, que tem uma bomba especial no final, chupe-o com vontade! – Falou com uma voz rouca e sorriu ladino... Na mente de Jeon que ainda olhava para o appa era: “Meu appa quer que eu coloque seu passarinho em minha boca?” – Pensou o pequeno hibrido. – Apenas chupe! – Falou o mais velho um pouco alto o que fez o menor ficar submisso na hora. O menor pegou ainda receoso, não sabia como fazer afinal, nunca ficou com uma ereção nem com seu appa. O appa do mesmo já estressado pegou um lubrificante algo desconhecido por Jeon, e falou:

– Esse é seu sabor preferido não? – O lubrificante sabor morango, o sabor que Jeon gostava, o menor jogou o liquido mucoso em seu membro massageando um pouco para espalhar a gosma da cor rosa.

O maior abocanhou o membro do outro que gemeu rouco e absurdamente alto, começando a ir para cima e para baixo com a boca, o mais velho estava maravilhado aquela seria a primeira vez do pequeno hibrido, e ele fazia tão bem. Sua boca era quente, úmida, Park queria aquilo toda hora! Park pegou os seus cabelos e puxou fortemente fazendo seu membro ir mais fundo na garganta do outro o fazendo se engasgar. Estocava a boca do outro, com vontade não se importando se o mesmo iria se engasgar, ou se estava. Jeon o olhava fofamente,“Até nessas horas você consegue ser fofo Jeongguk?”. Sentindo seu limite chegar tirou seu membro da boca do mais novo que ficou com um biquinho nos lábios, fazendo o outro aumentar a masturbação.

– Vo-você quer leiti-tinho Gguk-ah? – O perguntou e o mesmo assentiu desesperadamente. – Abra a boca! – O outro abriu a boca, e rapidamente Jimin gozou forte em sua boca, passando no rosto do garoto um pouco do esperma, Jimin beija o outro Park fazendo ele mesmo provar seu gosto.

– A-Appa, preciso de t-ti! – Falou o Jeon corado, Park o pegou brutalmente e tirou da comada ao lado, uma algema, Jeon olhou para aquilo com medo do que seu appa faria.

– Calma você vai gostar... – Falou rouco no ouvido do outro que estremeceu as bases.

Jimin fez o menor de idade ficar de bunda empinada prendendo suas mão na cabeceira da cama, consequentemente fazendo sair muito lubrificante natural da entrada do outro o seu cheiro estava de morango, o que fazia Jimin ficar completamente drogado com o cheiro do outro. Jimin pegou seu chicote que estava em seu armário onde guardava vários ”Brinquedinhos”. Pegou uma venda, um chicote e o tão famoso vibrador. Colocou avenda no rapaz que ficou assustado com o escuro, e beijou a bochecha do mesmo. Jeongguk sabia que seu appa não iria machuca-lo... E não ira né? Pensou errado quando sentiu ser acertado pelo chicote, gemeu de dor (mas uma dor que o mesmo estava gostando) suas pernas estavam tremendo, Jimin deu mais outro, outro, e mais outro. Continuou-se assim até que, a bunda antes branca de Jeon agora ficar vermelha com vários cortes, assim como nas outras partes do seu corpo. Jimin passou pela suas costas e o menor sentiu sua entrada se contrair ao sentir Jimin quase o invadir com seu membro ereto novamente.

Pegou o vibrado nem o precisou molhar afinal a entrada do outro já estava lubrificada com o lubrificante natural, Jimin o penetrou com o vibrado somente a base, Jeon sentiu um desconforto mas era algo suportável. Enfiou tudo fazendo o outro se contorcer na cama de dor. Jimin foi até o mesmo e deu um beijo selvagem em sua boca, mordendo o lábio inferior do mais novo. Ligou o vibrador no máximo, fazendo com que o outro solta-se um gemido alto de prazer, a entrada virgem agora não mais do mais novo, sua entrada se contraia no vibrador.

Jimin apenas apreciava cena de seu filho gemendo, enquanto se masturbava. Tirou o vibrador de sua entrada a lambendo, fazendo o outro gemer como um miado. Jimin sorriu ao ver o filho completamente entrego a si... Aquilo era tão errado... Mas nem se importavam queriam apenas aliviar-se daquilo, Jeon gemeu sofrido ao sentir algo duro ter encontro com sua entrada apenas passando para provocar.

– A-Appa vamo-mos log-go! – Falou O pequeno que estava com a bunda impinada para o mesmo.

– Ir logo com o que filho? – Provocou o menor ameaçando penetrar o outro.

– Appa... – O outro corou.

– Me chame de Daddy! – Jimin falou desferindo um tapa na bunda do outro que gemeu em resposta.

– Daddy, me foda! – Falou com a voz embargada pelo prazer.

– Como quiser...

– DADDY! – Disse gritando de dor quando sentiu Park o penetrar com uma certa força, o fazendo lacrimeja por debaixo daquela venda. (Miss: Só pra deixar claro aqui! Tô morrendo de vergonha escrevendo isso... Socorro!)

– Oh... Gguk-ah tã-tão apertad-do... – Gemeu rouco ao sentir a entrada do ooutro se contrair contra o membro e querer de alguma forma o expulsar dalí.

– Daddy, t-tá doen-do – Falou o mais novo.

– Já, já passa... Argh! Tão apertadinho kookie-ah – Gemeu roucamente seu Appa o penetrando mais fundo ainda, fazendo o outro delirar ao sentir encostar em sua próstata.

– Awnn, daddy...

– Achei... – Sussurrou no ouvido do outro.

Começou a tentar estocar somente alí, Jeon gemia sua respiração estava ofegante, Park batia em sua nadegas com uma mão enquanto, segurava a cintura com a outra... Jeon estava necessitado, precisava de atenção com o seu membro.

Park viu que seu ápice estaria próximo. Saiu de dentro do garoto tirando sua venda, vendo os olhos cheia de luxuria do garoto, sorrio e o mesmo virou o rosto para o lado envergonhado. Desprendeu ele da cabeceira e prendeu suas mãos atrás das costas. Sentou-se encostando suas costas na cabeceira gélida, e puxou o outro para o colo o penetrando de novo com força acertando a próstata do outro de primeira. Começou a estocar forte, viu o membro duro do outro bater em seu peitoral definido, e começou a masturba-lo. Os corpos de ambos se chocando, a cabeceira da cama batendo rudemente na parede, os gemidos, Park tinha pena dos vizinhos... Ou de quem morava próximo. Soltou a cintura do mais novo, o fazendo ‘calvagar’ sozinho... O maior gozou na mão do outro e o mesmo no interior do outro depois de umas estocadas. Cairam na cama tentando tranquilizar a respiração, sabia que seria assim a semana toda, mas não poderia fazer isso... Não agora! O pequeno dormia serenamente... Park desprendeu o mesmo das algemas, cobriu o mais novo em um cobertor e ligou o ar-condicionado no frio e foi tomar um banho... Park havia se esquecido de algo... Não usaram camisinha...

– Droga... – Murmurou.


Notas Finais


"Tia Miss o que foi isso?"
Também não sei segui o calor do momento!
Galera aconteceu alguns problemas em casa, e tipo eu meio que tentei me matar... Mas não vou fazer isso até porque não traria felicidade para vocês leitoras, saber que morri... Então queria criar uma fic onde colocarei cartas, escritas por mim... *Basicamente cartas de suicidio* e queria saber se vocês queiram ler. Será muitas cartas, e estou escrevendo todas, mas algumas não é de suicidio e cada uma terá uma cor diferente.
Mas enfim espero que tenham gostado!

Leitores fantasas, não me deixem no vacuo comente nem que seja "Pão" mas comente!

Se você chegou até aqui comenta "Lie"

Que ai é mra mim saber quem leu mesmo ou somente me ignorou novamente...
Desculpa os erros serão corrigidos depois!

Bjs de alpaca

~Chu

SARANGAHE <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...