História Daddys LittleBoy - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Suga
Tags Babyboy, Daddykink, Jimin, Suga, Texting, Yoonmin
Exibições 168
Palavras 2.196
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Queria explicar o que é o famoso Daddy Kink, chamado de relação DD/BB (Daddy Dom/BabyBoy). Até para que não venham me acusar de ter escrito pedofilia. Suga é o Daddy, e Jimin, com 19 anos, o Baby. Essa a é a relação mais suave de dom/sub, onde o sexo não é a base, repito, não é a base. Transar com um cara e chamá-lo de Daddy não é DD/BB, que fique claro. O Daddy tem que cuidar, proteger, dar atenção ao Baby, que por sua vez é mais infantil. O que eu quero que vocês entendam é que o Baby é o mundo do Daddy e o sentimento é mútuo, ele toma a responsabilidade da vida do Baby. Agora o Baby, ele age de um modo mais infantil, porque se sente emocionalmente assim. A relação é consensual, e com maiores de idade. Não sou especialista no assunto, apenas pesquisei muito. Escrevi essa fanfic na base do que eu pesquisei e em postagens que vi em tumblr, como alguns diálogos. Se quiserem ir atrás para entenderem melhor, fiquem à vontade. Eu resumi o resumido.
É para ser tudo muito fofo, peço perdão se falhei miseravelmente. Não escrevo bem, eu sei disso, e o lemon está fraquinho, também sei. Mas espero que gostem mesmo assim. Boa leitura.

Capítulo 1 - Surpresas


A claridade adentrando o quarto avisa Yoongi de que está na hora de trabalhar. Um suspiro é dado e ele levanta, odeia ter que deixar seu LittleBoy sozinho, se pudesse, passaria o dia todo na cama mimando o dono do rostinho angelical. A imagem de Jimin dormindo agarrado com o ursinho branco afasta seu mau humor matinal, não resistindo a fazer cafuné nos fios despenteados. Deixa um beijo em sua testa e murmura um pedido de desculpas antes de sair do quarto.

Deixa a cafeteira ligada enquanto toma um banho rápido, se quiser sair cedo do trabalho, não pode se atrasar. Toma seu café enquanto pensa mudar a rotina da segunda-feira ensolarada, faz tempo que não sai com seu pequeno – dois dias, mas parece uma semana. Antes de sair de casa, deixa um bilhete na geladeira. ¨Bom dia, LittleBoy, dormiu bem? Não se esqueça de comer, Daddy te ama¨

No caminho para a empresa, parado no semáforo, Yoongi nota uma nova loja de brinquedos prestes a inaugurar. Diversas faixas e bexigas vão sendo dispostas na frente do imóvel, o carrinho de algodão doce espera no canto de fora ao lado do carrinho de pipoca, papel picado é jogado no chão e os funcionários não param.  É uma loja e tanto! Tenho que trazer LittlePrince mais tarde, ele ama algodão doce. E talvez eu compre uma ou outra coisinha para ele. Ah Min Yoongi! Quem você quer enganar? É capaz de comprar a loja inteira se ele pedir!

A imagem de um Jimin sujo de algodão doce não sai de sua cabeça, definitivamente o levaria na loja mais tarde. Quando chega à empresa, é recebido por uma pilha de papelada, deixando sua mesa ainda menor. Achou que teria privilégios no lugar sendo o filho do dono, mas nem uma mesa decente o pai lhe deu. Preciso crescer com meu próprio mérito, blábláblá, é fácil dizer quando você tem uma sala enorme e confortável. As horas custam a passar e Yoongi se vê preso entre copos de café e papeis. Pega o celular para se distrair e nota cinco mensagens de seu pequeno.

MyLittleBoy 09:24

Bom diaaaa Daddyyy! *imagem*

MyLittleBoy 09:36

Por que não me respondeee???? : (

MyLittleBoy 09:40

Está tão ocupado assim TT_TT

MyLittleBoy 09:42

Eu vou tomar sorvete de café da manhã

BestDaddy<3 09:43

Não se atreva, mocinho!

MyLittleBoy 09:43

DADDYYYYYY *imagem*

BestDaddy<3 09:43

Tão lindo! Desculpa por não responder antes, Daddy está cheio de papelada para ler. Seja um bom menino e coma direitinho!

MyLittleBoy 09:44

Ok, Daddy. Vem logoooo <3 Bom trabalho, eu te amo Daddy <3

BestDaddy <3 10:19

Jájá estou ai, eu te amo LittlePrince <3

 

Yoongi bloqueia a tela do celular com o sorriso tomando conta do rosto. Seu LittleBoy não tinha ideia de como amava receber mensagens suas, cada emoji e palavra arrastada que fazia seu coração bater forte. Quase valia a pena sair cedinho de casa. Quase. Nada se comparava a presença física de seu pequeno. Mais papéis assinados, relatórios lidos, telefonemas dados e copos de café tomados, o relógio enfim marcava 12h. Yoongi pegou suas coisas e saiu dali, estava com mais pressa do que o normal.

Ele queria fazer mil e umas surpresas, estava eufórico com cada ideia. Ao mesmo tempo em que queria chegar logo em casa, queria passar no sexshop e comprar o conjunto da última coleção de tons pastéis. As coxas fartas ficariam encantadoras presas na fita de cetim, Yoongi se controlava para não imaginar muito e acabar atrasando mais ainda. Passou na pizzaria e pediu o sabor preferido de Jimin e uma pizza doce. Dirigiu para casa contente, hoje tiraria o dia para mimar o garoto.

Jimin estava sentado no sofá com seus ursinhos assistindo a um filme da Disney quando Yoongi chegou. Correu e o abraçou, como fazia todas as vezes que ele chegava do trabalho.

– Daddy! Como foi no trabalho? Senti sua falta.

– Ei Little! Foi tudo bem, estava louco para que acabasse logo. Vem, vamos comer, eu trouxe pizza!

Yoongi colocou as pizzas no balcão da cozinha, abriu o refrigerante e distribuiu em dois copos, enquanto Jimin atacava seu primeiro pedaço. Comiam em silêncio, bocas ocupadas em devorar o pedaço de pizza. Yoongi queria levá-lo até a loja sem que soubesse, mas não aguentaria guardar segredo. Quando viu, já estava falando de seus planos.

– LittleBoy, tenho uma surpresa para você...

Nem precisou terminar, e nem conseguiu terminar. O dono dos gritinhos estridentes pulava e beijava e o rosto de seu Daddy.

– Little, volte e termine de comer.

– Mas Daddy... –Tentou choramingar.

– Faça o que o Daddy diz. Coma e então iremos.

– Sim, Daddy.

Terminaram de comer enquanto falavam sobre o dia de cada um. Jimin contou que terminou de pintar o quadro que estava há semanas se dedicando. Nessas horas, ele sentia um conflito interno entre ser adulto e ser um BabyBoy. Sentia-se bem com Yoongi do jeito que estava, precisava do carinho e da atenção do moreno, mas também queria se dedicar à pintura. Não queria escolher algo que não o deixasse ficar com seu único e verdadeiro amor.

Uma hora depois se arrumando, estavam prontos para sair. Jimin usava um moleton de tom escuro e calças que marcavam suas coxas. Um all star branco e um boné completavam o visual, queria parecer mais velho toda vez que saía com seu Daddy.

Foram cantando músicas e falando bobagens até chegar à loja. Quando estacionaram o carro, Jimin suspirou. Yoongi notou a diferença em sua postura e expressão.

– Ei, Jimin, não precisa ser um bigboy se não quiser, okay? Está tudo bem, eu te amo. –Deixou um selar em sua testa. Ele iria ao céu e ao inferno pelo garoto, amaria tudo o que ele quisesse ser e o apoiaria em tudo.

A loja estava cheia, crianças corriam entre os corredores e mostravam para seus pais os bonecos da nova coleção da Marvel ou a nova Barbie que vinha com cachorrinhos. Alguns pais se divertiam montando leggos que estavam dispostos no fundo da loja. Pipoca e algodão doce eram servidos a quem quisesse, diversas promoções eram anunciadas e até princesas da Disney contratadas faziam a alegria das crianças. O que para Yoongi parecia o inferno, para Jimin era o paraíso. Foram direto para a fila do algodão doce.

– Minmin, quer tirar foto com as princesas? – Perguntou enquanto tirava uma foto do Jimin se divertindo com o doce.

 – Não, Suga. – Ele era um bigboy agora, e bigboys não tiravam fotos com princesas. Yoongi decidiu não questionar, já que pelo tom de voz ele não parecia bravo ou triste. Estavam ali para passarem um tempo juntos, e para fazer meu baby feliz. 

Entraram na loja com certa dificuldade, crianças corriam pra lá e pra cá. A loja possuía uma grande variedade de brinquedos. Andando pelos corredores, Jimin pegava um ou outro brinquedo para olhar melhor, apertando todos os botões que estivessem ao alcance de seus dedos.

Decidiram olhar as pelúcias, talvez ele achasse um substituto para seu ursinho branco que já estava velho.
Sr. Felpudo está velho, não está? Preciso de um novo. Essa girafinha é bonitinha. Parece confortável dormir no pescoço dela.

Quando viu um gatinho preto, Jimin soube na hora que era o escolhido. Implorou para que seu Daddy comprasse. Não que realmente precisasse implorar, Yoongi apenas adorava quando Jimin fazia biquinho e a voz ficava manhosa. Saíram da loja e pegaram outro algodão doce, andando de mãos dadas até o banco de madeira do outro lado da rua.

 Yoongi observou seu LittlePrince se sujar com o doce colorido, ficando com cristais azuis no canto da boca e nos dedos. Sorriu com a cena que se tornara realidade. Levou seu polegar ao rosto do menor e tirou os cristais de açúcar, pondo em sua boca em seguida. 
               Jimin corou e abaixou a cabeça, ficava ainda mais tímido quando estavam em público. Sentiu seu Daddy buscar seus dedos e levá-los até a própria boca, sugando o resto dos cristais. Não conseguiu olhar a cena, fechou os olhos e se concentrou no calor que dominava seu corpo.

 – Vem, BabyBoy, vamos sair daqui. – Sussurrou enquanto puxava Jimin pela mão. O qual apenas conseguiu menear a cabeça e suspirar, seu Daddy só o chamava assim quando queria jurar seu amor dentro quatro paredes. 

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Entraram em casa aos amassos, Yoongi carregava as duas sacolas com uma mão e a outra agarrava a cintura do pequeno. Precisou tomar fôlego para afastá-lo e mostrar o presente.

– Babyboy, vista para o Daddy. -Levantou a sacola preta que rapidamente foi pega pelas mãozinhas pequenas.

Jimin entrou no banheiro com o coração acelerado, estava ansioso para ver o que tinha dentro. Retirou com cuidado a peça delicada e suspirou, seu Daddy sabia exatamente do que ele gostava. Despiu-se e vestiu cuidadosamente o conjunto. Encarou-se no enorme espelho do banheiro. Uau. Eu me sinto tão bonito... e sexy...

Destrancou a porta e suspirou. Daddy vai enlouquecer quando me ver. Quando ouviu o barulho da porta abrindo, Yoongi levantou do sofá e sentiu como se precisasse sentar novamente. As cores pastéis combinavam com o tom de pele das coxas alheias, o lacinho de cetim fazendo tudo ficar ainda mais provocante. O abdômen magro totalmente exposto, o peito subindo e descendo ansioso enquanto esperava por uma resposta vocal, os dentes mordendo o lábio inferior e os olhos cheios de luxúria. Tudo o que Min Yoongi conseguira vocalizar fora um gemido arrastado.

Colocou  a mão delicadamente na cintura alheia, trazendo o corpo seminu mais perto de si. Sentiu o pescoço ser enlaçado e beijou os lábios vermelhos. Como se um movimento brusco fosse quebrar a obra de arte em seus braços, Yoongi o pegou no colo, levando-o até a cama que dividiam.

As mãos pequenas despiram o corpo a sua frente, logo estavam pele com pele. O atrito gostoso preenchia o quarto com pequenos gemidos. Mãos exploravam a pele alheia muito bem conhecida. Yoongi desceu os beijos para o peito de Jimin, que arfava com o contato em seus mamilos sensíveis. A pele era sugada e mordiscada enquanto as mãos massageavam as coxas roliças. Seu BabyBoy gemia cada vez que sentia a mão passar perto demais de seu membrao, perto demais, porém não o suficiente. Quem enlouqueceria ali seria ele.

Suas mãos apertavam cada centímetro de pele, passava a boca pela virilha e lambia cada parte sem de fato tocar em seu membro. Yoongi estava tão excitado pela imagem de seu Baby duro usando aquele conjunto, enquanto resmungava o quanto precisava de seu Daddy, que se levantou e buscou pela Polaroid no criado mudo.

– Você está tão lindo, Baby... Parece um anjo. O meu anjo. – O moreno tirou a foto e admirou mais uma vez o corpo a sua frente. Não conseguia acreditar no tamanho da beleza que aquele garoto possuía. Agradecia aos deuses por o terem posto em sua vida. Jimin por sua vez, encarava seu Daddy com todo amor e pureza que possuía dentro de si.

Compartilharam um beijo casto e Yoongi deslizou pelas pernas do pequeno, aos poucos foi entrando e saindo, devagar. Com a visão de seu BabyBoy suado, com os olhos fechados e a boca levemente aberta gemendo seu nome, logo chegou ao orgasmo. Saiu cuidadosamente de dentro dele e o beijou. Encerrou a tarde com a boca macia no meio das pernas de seu Baby, seu segundo lugar favorito do mundo. Tombaram na cama extasiados, a respiração pesada logo ia diminuindo. Yoongi puxou Jimin para seus braços e apertou forte, esse sim era seu lugar favorito do mundo. Deitado, com o amor da sua vida em seus braços.

– Você é um Baby tão bom, Daddy ama você. Quer tomar um banho, anjo?

– Daddy vai lavar meu cabelo? -Jimin se derretia com os elogios de Yoongi, nunca se cansava deles e não escondia.
               – Sempre, LittlePrince.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Após o banho, decidiram passar o resto da tarde, e começo da noite, vendo Frozem juntinhos no sofá. Dividindo pipoca, beijos e fazendo duetos dignos de filmes da Disney. Jimin acabou pegando no sono no meio do filme e Yoongi levou para cama.

O novo ursinho -gatinho- de pelúcia já estava nos braços do pequeno, fazendo Yoongi se questionar o motivo dele ter gostado tanto do bichinho. Como se ouvisse seus pensamentos, Jimin respondeu:

-Ele se parece com você. É preto igual seus cabelos e fofo igual você, Daddy. Quando você não estiver de manhã, ele me fará companhia.

Yoongi se emocionou com o mini discurso sonolento, jamais imaginaria algo parecido. Doía pensar que seu pequeno sentia tanta falta sua.

-Eu te amo tanto, tanto, LittlePrince. -Beijou o topo do cabelo e o abraçou mais apertado. Pensou já ter pegado no sono quando ouviu um eu te amo mais como resposta.

Três horas mais tarde, Jimin acordou. Era a hora perfeita. Buscou a caixa que estava no fundo do seu guarda-roupa e a Polaroid em cima do criado mudo. Espalhou tudo pela mesa e começou a montar o scrapbook, havia dezenas de fotos, Jimin pegava cada uma e as beijavas. Quando terminou, colocou em cima da estante e colou um post it na frente ¨Para o melhor Daddy do mundo. Eu te amo¨.

Não era apenas seu Daddy que fazia surpresas


Notas Finais


A imagem que o Jimin envia http://67.media.tumblr.com/04af79a5ee57559dc87df38f7d4e1f2b/tumblr_nfam3cGYxr1sfdryzo4_1280.jpg

Sobre o gatinho de pelúcia se parecer com o Suga, é tudo culpa dessa foto https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/236x/c8/4c/e2/c84ce2e888b768667342573602580457.jpg

Enfim. Espero que tenham gostado. Obrigada por lerem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...