História Dame - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Ámbar Benson, Delfina, Gaston, Jazmin, Jim, Luna Valente, Matteo, Nico, Nina, Pedro, Ramiro, Simón, Yam
Tags Simbar, Sou Luna
Visualizações 68
Palavras 1.391
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capitulo

Capítulo 26 - Te perdoou


Fanfic / Fanfiction Dame - Capítulo 26 - Te perdoou

Âmbar on

Âmbar: então vão me explicar?- perguntei pra eles

Gaston: não, foi nada demais, a nina so pediu a minha ajuda- ele disse

Ambar: dai você resolveu ajudar ela com a boca- disse ironica

Gaston: eu vou dormir- ele disse saindo

Ambar: Nina, eu pensei que você ia fazer ele sofrer um pouco- disse pra ela

Nina: eu tambem pensei, mais eu não resisti- ela disse me fazendo rir- e como foi com o simon?- ela perguntou

Ambar: foi horrivel, eu pegei ele e a Barbara juntos, e pensei tudo errado, dai eu falei que ele tava me traindo com ela, dai ele disse que quando eu aprendesse a confiar nele eu procurava ele.- disse

Nina: sim, ele e a Barbara se aproximaram muito desde do dia em que o Caio chegou- ela disse - ja sei tive uma ideia- ela disse sorrindo

Ambar: que ideia?- perguntei

Nina: amanhã, eu vou chamar o pessoal pra sair, dai vocês podem ficar sozinhos- ela disse

Ambar: e quem vai te ajudar?- perguntei novamente

Nina: o Pedro- ela disse

Ambar: ta bom eu topo, agora vamos dormir- disse me deitando - boa noite

Nina: boa noite- ela disse apagando a luz

Dormir um pouco preocupada pelo que aconteceu comigo e com o simon, acordei no outro dia com a nina me chamando levantei e tomei uma banho rapido, me arrumei e desci encontrei o pessoal tomando café da manhã.

Âmbar: bom dia - disse me sentando do lado do caio

Todos: bom dia.

Jim: então nina pra onde vamos?- Jim perguntou pra ela

Nina: não sei, podemos sair pra conhecer o lugar- ela disse

Pedro: ok, então vamos- ele se levamtando sendo seguido pelo pessoal, antes de nina sair ela piscou pra mim

Ambar: podemos conversar?- perguntei

Simon: sim- ele dïsse

Ambar: simon, eu não desconfiei de você, eu fiquei com medo de você me deixar pela Barbara - disse pra ele

Simon: por que pensou isso?- ele perguntou

Ambar: simon, eu não sou cega a Barbara é linda- disse fazendo ele rir

Simon: sim, ela é linda mais eu so quero uma garota, ela é loira, tem olhos azuis, e é linda, o nome dela é Ambar Smith, você conhece?- ele perguntou

Ambar: bobo- disse pra ele- voce me perdoa?- perguntei, ele atacou os meus labios com um beijos cheio de desejo.

Simon: isso respode a sua pergunta?- ele perguntou, puxei ele pelo pescoço pra outro beijo.

Simon me colou na parede, enquanto tinha as mãos em seus cabelos e nos beijávamos loucamente. A respiração de ambos estava ofegante, ambos absortos demais no que estavam fazendo para que se dessem ao luxo de prestarem atenção numa coisa tão relevante quanto o ator respirar.

Ele abriu a porta do seu quarto é praticamente me arrastou pra dentro, comecei a recobrar a consciência.Estávamos quase na cama quando consegui me afastar dele e respirar profundamente tentando acalmar os batimentos extremamente acelerados.

Simon: o... O que foi?- ele perguntou se aproximando novamente, me puxando para um beijo no qual retribui parcialmente

Puis as mãos no seu peito, com um pouco de dificuldade o afastei

Âmbar: Simon...- comecei a falar, mas ele estava tirando a camiseta, o que era uma distração e tanto.

Deus, como eu poderia me concentrar com um tanquinho daqueles na minha frente?

Com muito força de vontade e determinação, consegui desviar os olhos do peitoral de Simon e encará-lo nos olhos.

Âmbar: Simon...- recomecei, mas ele estava se aproximando novamente.

Peguei a primeira coisa que minha mão tocou, e ergui para deixá-la entre ele e eu. Era uma vassoura, franzi a testa por algum tempo, imaginando o porquê daquela vassoura estar ali, até que Simon me arrancou dos Meus devaneios.

Simon: Âmbar, o que você está fazendo com essa vassoura? Sabe, eu limpei o quarto hoje, não precisa...- ele falou e eu compreendi o porquê de o objetivo estar ali.

Âmbar: não, Simon, escuta- disse e o encarei, deixando a vassoura à postos para afastá-lo- eu...- respirei fundo.- eu sou virgem- disse rápido com um pouco de vergonha. Ele levantou a minha cabeça.

Simon: meu amor, isso não é motivo para ter vergonha- ele disse dando um sorriso

Âmbar: você tá feliz?- perguntei confusa- por que?

Simon: porque eu fico feliz de saber que ninguém pois um dedo em você dessa forma, e tenho a esperança que um dia possa ser eu o seu primeiro- ele acariciando o meu rosto.

Simon on

Quando âmbar disse que era virgem eu fiquei muito feliz em saber, logo me espanto com a mesma me dando um beijo apaixonante, que logo virou um erótico, tirei a jaqueta dela jogando no chão, comecei a dar chupões no seu pescoço.

Âmbar: Simon - ela disse praticamente gemendo, e com isso não aguento e a levando fazendo com a mesma atravesse as pernas em torno da minha cintura, com minhas mãos uma na bunda e outra na coxa dela as apertando sem piedade- ahn- ela geme de novo, a jogo na cama de um jeito cuidadoso, não queria que ela achasse que era uma qualquer, joguei toda a minha agressividade fora, e comecei a levantar o vestido dela com cuidado e devagar, do mesmo modo ela fez tirando a minha calça.

Sem perceber já estávamos somente de peças íntimas, não fazia ideia de onde estava minhas roupas e sapatos e sabia que ela também não, o motivo, só conseguia olhar o quanto ela fica linda com aquela lingerie vermelha, percebo que ela está da mesma cor.

Simon: você é a garota mais linda que eu já vi em toda a minha vida, eu sou o mais sortudo entre qualquer homem em todo o universo por ter você aqui comigo- ela sorri, e logo me beija, e passa as unhas por toda a extensão das minhas costas, e eu cuidadosamente desço a mão adentrando em sua calcinha massageando o seu clitoris, ela surpresa da um espasmo, com a outra mão desabotoou o seu sutiã, aumento o ritmo, e vejo o rosto dela delirando com o prazer.

Âmbar: ahn- tiro a calcinha dela, em seguida minha boxe, ela arregala os olhos, coloco a camisinha que se encontrava dentro do criado-mudo e ela tenta não encarar o meu membro totalmente ereto, abro as pernas dela ficando entre elas e começo a beija-la, paro e me coloco em sua entrada que com a mão percebo que está encharcada, coloco a cabeça do meu membro dentro sem forçar o imem, ela faz uma careta.

Simon: tá tudo bem?- pergunto sem me retirar dela

Âmbar: tá, continua, quero você agora Simon- ela fala e eu não resisto, com cuidado vou adentrando mais e quando estou perto de romper o imem ela cola os lábios nos Meus de uma foram com que o gemido saia abafado, estando totalmente dentro dela fico parado por que sei que ela deve estar dolorida e começo a beija- lá.

Simon: posso?- pergunto depois de um tempo

Âmbar: Simon po...por favor con...continua- comecei em um vai e vem calmo e suave, retirando é colocando o meu pênis, logo depois beijando o pescoço e depois descendo com o beijo até os seus mamilos rígidos e rosados- mais rápido- ela gemeu colocando as pernas em minha cintura fazendo com que eu vá mais fundo e rápido- aaaaa

Simon: você é tão gostosa - falo involuntariamente, depois de um tempo ouvindo palavras indecifráveis, começo a diminuir o ritmo.

Âmbar: para de me torturar- ela fala logo dando um gemido por eu te entrado mais forte e rápido- Eu acho que eu vou...- não conseguiu completar a frase que eu já sabia do que se tratava- Simon- ela gemeu meu nome de forma que eu não consegui suportar e dou outro gemido em troca, sabia que ela havia gozado e não foi quatro estocadas depois eu me juntei a ela, caindo do outro lado da cama, na mesma hora ela se aconchega em meu peito- Simon- ela olha para cima como se esperasse algo, mais eu não consigo fazer nada além de acariciar os cabelos loiros dela- meu amor você tá bem?- foi então que eu acordei do mundo da lua em que eu estava.

Simon: fala de novo

Âmbar: o que?

Simon: você sabe

Âmbar: que você é meu amor? Sabe que amo você, eu te amo muito Simon.

Simon: você também é meu amor.


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...