História Damn ... It's you again... - Capítulo 42


Escrita por: ~ e ~JenParrilla

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Cabelojauregui, Camila Cabello, Camren, Fifth Harmony, Intersex, Lauren Jauregui, Lesbicas, Norminah
Visualizações 768
Palavras 1.117
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 42 - Capítulo 42


Fanfic / Fanfiction Damn ... It's you again... - Capítulo 42 - Capítulo 42

[Lauren]

Palavras não poderiam descrever o tamanho da minha felicidade, Camila estava dormindo exausta em meus braços e por um momento eu imaginei que adoraria acordar com a minha pequena todos os dias assim agarrada a mim,  o sexo foi maravilhoso e ao mesmo tempo muito diferente porque com as outras meninas foi mais um lance selvagem, só excitação, mas com a Camila foi mais um lance de entrega total até porque se eu ainda tinha alguma barreira entre nós agora com certeza não existe mais.

Cuidadosamente eu fui me desvencilhando de Camila que mesmo inconsciente se agarrava ainda mais a mim, sorri com essa visão e me levantei colocando o meu travesseiro nos braços de Camila que o apartou como se sua vida dependesse disso, lentamente sai do quarto em que estava e fui para o quarto de hóspedes para tomar um banho delicioso, quando terminei coloquei uma roupa qualquer, fiz um rabo de cavalo e me olhei no espelho e vi algumas das diversas marcas que Camila havia me deixado e o sorriso se alargou ainda mais em meu rosto, sai do quarto e fui para a cozinha aonde encontrei Camila vestindo apenas uma blusa e uma calcinha ela estava chorando olhando para os lados como se tivesse procurando alguém e assim que ela me viu ela se jogou nos meus braços. 

- Achei que tinha me abandonado... - disse ela me apertando e com lágrimas que ainda escorrendo seus olhos.

- Amor, olha pra mim – disse ao me afastar apenas o suficiente para que ela me olhasse, vê-la assim tão frágil me quebrou. Peguei minha latina no colo e a coloquei sentada na bancada da cozinha me instalando entra as pernas dela que ela logo tratou de me prender entre delas abraçando minha cintura com as pernas, segurei seu rosto com as mãos e disse olhando-a intensamente – como eu te abandonar? Você é a minha vida, meu coração bate por você, eu te amo.

- Eu também Te Amo muito minha vida.. - diz ela manhosa com os olhos marejando de novo, ela me beija intensamente e seca as lágrimas teimosas que insistiam cair, ela acaricia meu rosto, me dá um selinho demorado e sussurra - Eu Te Amo tanto Lauren.. Que.. não me vejo mais sem você..

- Eu não vou a lugar nenhum se você não me expulsar – digo sorridente, lhe dou um selinho e continuo – eu só não queria te acordar – ela fez um bico fofo – desculpa se eu te assustei.

- É bom mesmo não me assustar ou te deixo de castigo.. - ela diz com cara de convicta o que me faz rir então ela levanta a sobrancelha e faz uma cara maliciosa e diz - Agora vamos comer que estou morrendo de fome.. Um certo alguém esgotou minhas energias..

Corei com o comentário dela o que ela achou extremamente fofo então esquentei a lasanha que a Sra. Crow havia feito para nós e comemos em meio a muitas risadas, brincadeiras, beijos e muita, mas muita mão boba, mas não se engane porque era ela quem estava me bulinando e eu adorei, assim que terminamos de comer comecei a mostrar a casa para ela que estava impressionada porque era extremamente grande e luxuosa com 4 suítes espaçosas, 3 banheiros, uma enorme cozinha, sala de jantar, sala de jogos/filmes,  nos fundos um enorme quintal com churrasqueira e piscina tipo olímpica e na garagem um lindo conversível 0 Km.

- O que achou? – perguntei indiferente quando finalmente me sentei no sofá da sala, ela se sentou em meu colo e eu perguntei - E então gostou da casa?

- Amor.. ela é simplesmente perfeita.. Amei a casa.. - diz ela sorrindo e me dá um selinho - Sério.. ela é muito a sua cara..

- Então essa casa ta com a cara errada – digo calmamente, ela me olha confusa e eu seguro suas costas para que ela não caísse quando eu me esticasse para frente e pegasse uma caixa pequena que estava em cima da mesinha de centro que eu entreguei para ela e disse – abra – ela abriu com um sorriso e ficou ainda mais confusa quando viu duas chaves dentro caixa uma da casa e outra do conversível, quando ela olhou para mim novamente eu disse – tudo isso é seu Camz.

- Ma.. ma.. mas como assim meu.. amor? Eu.. eu não tô entendendo nada.. - diz ela me olhando confusa - O que significa essas chaves ?

- Como eu disse .. Tudo isso é SEU – disse calmamente, então apontei para as chaves e continuei – Chave da SUA casa e do SEU carro.

- A..amor.. você está falando sério? Tipo.. tudo.. tudo isso é me .. meu? – Pergunta ela surpresa e um tanto incrédula, eu assenti com a cabeça e vi seus olhos marejarem antes que ela me abraçasse apertado - Eu.. Eu não sei o que dizer..

- Não precisa dizer nada – disse ao me afastar para olhar para ela – eu li a carta que seus pais te mandaram com a copia do testamento, sei que eles te deserdaram – ela desviou seus olhos dos meus e eu perguntei – porque não me contou?

- Não queria que achasse ou pensasse que estou com você por interesse - ela fala triste ao começar a chorar, ela olha em meus olhos e continua - Você já tinha feito e ainda faz tanto por mim que não disse por medo – desabafou ela - Já pagou minha faculdade e me dá tantas coisas – ela me olhou e então ela falou decidida - vou arrumar um serviço para me sustentar.. não quero te dar gastos amor

- Eu jamais pensaria isso de você amor – disse ao fazer um carinho em seu rosto, sequei suas lagrimas e lhe dei um selinho demorado e disse – não me importo de fazer as coisas pras meninas muito menos pra você que me dá tudo só por estar comigo – ela me deu um sorriso tímido e eu falei seriamente – e você não vai arrumar um emprego porque você só vai se dedicar aos estudos.

- Mas.. amor.. – gemeu com aquele jeito que me deixa louca e desvia seus olhos dos meus e diz - eu tenho que trabalhar..

- Você vai trabalhar, mas como medica quando estiver formada - disse calmamente beijando seu ombro, beijei seu queixo e a pontinha do seu nariz  e finalmente a boca e continuei – mas até lá meu contador vai depositar uma mesada em sua conta e ai você não precisa ficar constrangida de me pedir dinheiro nem nada – Ela abriu a boca pra falar alguma coisa, mas eu a interrompi com um beijo e falei seriamente – Camila isso não está aberto a discursão. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...