História Dance With Me - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Tags Ashley Leopol, Harry Styles
Exibições 119
Palavras 2.398
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá amores <3

Capítulo 28 - Capítulo 28


Fanfic / Fanfiction Dance With Me - Capítulo 28 - Capítulo 28

 

Harry POV

Louis está cuidando da carreira da Ally, uma cantora super talentosa, e me pediu para ajudá-la a escolher a melhor música para single, e pra vê se precisa modificar algo nas músicas prontas. Ashley conheceu a Ally em um jantar na casa do Louis e não gostou dela, e eu sei que é por ciúmes. E para evitar brigas pedi pra ela buscar o Edward na escola e disse que tinha muito trabalho para fazer na loja 1. Odeio mentir, mas não queria negar esse favor ao Louis e a Ally, nem estressar a Ashley.

- Harry, vou comprar algo pra gente almoçar e já volto. -- Louis avisa e sai do estúdio.

Termino de conferir as músicas que faltam e começo a dar minha opinião. As músicas estavam boas, e com alguns ajustes ficariam ainda melhores. Meu celular começa a tocar, vejo que é a Ash e decido não atender. Não quero que ela desconfie, e minha esposa me conhece bem o suficiente para identificar que estou mentindo apenas pelo meu tom de voz.

- Harry, você não acha que "Blue" ficaria ótima como segundo single do álbum? -- Ally pergunta mas nem tenho tempo para responder.

- Acho que ficaria ótima, não sou profissional da área como meu marido, mas particularmente amei a idéia. E amei ainda mais ver os dois trabalhando juntos, estou até pensando em montar um fã clube para a dupla. -- Ashley usa um tom sarcástico e eu sinto meu corpo gelar - Vou buscar o nosso filho na escola Harry, já que você não pode porque tem coisa mais importante para fazer. E não ouse vir atrás de mim.

Ashley sai e após alguns segundos de choque saio correndo. Entro no estacionamento e antes que ela entre no carro seguro seu braço.

- Me solta! -- ela afasta meu braço e me olha - Não achava que com quase 30 anos na cara você ia se comportar como um moleque, estou chocada com a sua cara de pau Harry. Eu não quero ouvir sua voz, não quero explicações, quero distância de você. Mesmo depois de anos juntos você não aprendeu que eu odeio mentiras.

- Amor espera, vamos conversar. -- peço mesmo sabendo que será em vão.

- Conversar? Harry você acha que eu seria trouxa o suficiente para acreditar em qualquer coisa que você fale após essa mentirada toda? Então você não me conhece... -- ela me deixa sem palavras e entra no carro.

Volto para o estúdio e após me desculpar com a Ally saio de lá. Vou direto para casa e fico esperando a Ashley e o Edward chegarem. Lucy avisa que o almoço está pronto e eu resolvo comer logo. Ashley com certeza levou o Edward para algum lugar e vão almoçar por lá mesmo. Depois de um tempo Lucy fala que a Ashley avisou que não iria almoçar em casa, confirmando minhas suspeitas.

Fico vendo TV e tento ligar para a Ashley mas o telefone dela está desligado. Escuto a porta ser aberta e olho no relógio. São 20:25, Ashley realmente quer me evitar.

- Oi pai! -- Edward entra correndo e vem me abraçar - Mamãe me levou no shopping junto com a dinda e a Mary.

- Que legal filho, senti saudades! -- abraço meu filho e ele dá um beijo na minha bochecha.

Ashley passa direto e sobe as escadas. Edward começa a me mostrar alguns jogos que ganhou e eu tento parecer interessado. Após um tempo deixo ele jogando e subo, entro no quarto e encontro a Ashley colocando o celular para carregar.

- Ash, me escuta por favor. -- tento mas quando ela levanta o olhar carregado de mágoa percebo que será em vão.

- Me deixa em paz! Só voltei por causa do Edward, mas isso não significa que está tudo bem. Eu não quero te ouvir, não quero conversar, não adianta insistir. -- ela fica de pé e não desvia o olhar.

- Você não quer resolver? -- indago e ela solta um riso irônico.

- Resolver? Você vai falar que não foi sua intenção mentir, que está arrependido? Ah Harry conta outra. -- ela passa por mim e sai do quarto.

Bufo frustrado e vou para o banho, demoro bastante e quando saio encontro o quarto vazio. Vou para a sala e vejo Edward e Ashley deitados no tapete vendo filme, resolvo não atrapalhar e vou para o quarto dormir.

Acordo e vou direto para o banho, saio do quarto arrumado e entro na cozinha para tomar café. Abraço o Edward e a Ashley me ignora, não demora até levantar da mesa. Termino de comer e vou escovar meus dentes, lembro que esqueci meu celular no quarto e vou pegar. Encontro Ashley arrumando a bolsa e ela me olha pela primeira vez no dia.

- Vou precisar ajudar a Ellie, não sei que horas vou terminar. Você pode ficar com o Edward? Não queria que ele ficasse o dia todo sem nós dois e nem que faltasse a natação. -- ela não demonstra nenhuma emoção e eu apenas concordo com a cabeça.

Combino com o Edward de buscá-lo na escola e ele sai com a mãe. Resolvo não ir às lojas hoje e faço algumas ligações de casa mesmo. Fico vendo TV e quando dá o horário de buscar o Edward saio, antes aviso Lucy que não iremos almoçar em casa. Pego o Edward e vamos para o clube, ele troca de roupa e cai na piscina. Fico sentado observando ele interagindo com os colegas e toda hora seus olhos encontram os meus. Ele adora quando venho acompanhá-lo na natação, já que na maioria das vezes quem vem é a Ash. Após uma hora de aula Edward vai para o vestiário e coloca a roupa que trouxe pra ele. Vamos em um restaurante italiano, escolha do Edward, e eu deixo ele escolher o que vamos comer.

- Pai, minha mãe vai trabalhar o dia todo? Estou com saudades. -- Edward reclama e nem imagina que também estou do mesmo jeito.

- Não sei filho, ela não me disse que hora vai pra casa. Agora vamos comer! -- mudo de assunto e começamos a comer.

Após o almoço levo o Edward pára tomar sorvete, depois vamos para casa. Quando chegamos trocamos de roupa e vamos para o jardim jogar futebol. Ficamos jogando a tarde toda, e só paramos para comer e tomar banho. Vamos para a sala e ficamos deitados no tapete vendo tv. Ashley chega e dá um beijo na testa do Edward, e ignora minha existência pela milésima vez.

        _____________________

Ashley POV

Ontem passei o dia todo trabalhando, e hoje passei praticamente a tarde toda estudando com o Edward, e nem assim consegui me distrair. A mágoa está acabando comigo, parece que meu coração está sendo esmagado a cada minuto. Mentira sempre foi algo que detestei, e fico muito afetada quando alguém mente pra mim. E se for a pessoa que mais confio na vida, meu marido, piora tudo.

- Oi mãe, voltei. -- Edward sobe na cama e deita ao meu lado - Quer fazer alguma coisa pra ficar feliz?

- Oh meu amor, não se preocupa comigo. A mamãe só está cansada, e quer ficar deitada. Mas estou bem! -- acaricio seu rosto e ele senta ficando de frente pra mim.

- Eu sou criança mas entendo as coisas de adultos. Você está triste, mas vou te ajudar a melhorar mãe. -- ele sorri e é impossível não sorrir junto.

- Só de ter você comigo eu já fico melhor. Podemos arrumar algo bem legal para fazer, o que acha? -- tento parecer animada e ele coloca a mão no queixo.

- Podemos passear? Podíamos ir na praça. -- ele dá a idéia e mesmo cansada forço um sorriso.

- Claro meu amor. Só vou trocar de roupa, e você coloque uma camisa. -- sento na cama e ele sai correndo.

Pego um vestido que vai até os joelhos e prendo meu cabelo em um coque. Pego uma bolsa pequena e só coloco celular e carteira. Calço rasteirinhas e vou para o quarto do Edward, como não encontro ele vou para sala.

- O pai não quer sair filho, mas aproveita o passeio e cuida da sua mãe. Quando você voltar jogamos vídeo game. -- escuto o Harry falar e respiro fundo antes de me aproximar.

- Vamos filho? -- chamo ele e após dar um beijo no pai segura minha mão.

Vamos andando devagar até a praça conversando. Quando chegamos Edward senta em um banco e eu compro dois sorvetes, indo sentar ao lado dele em seguida. Após tomar todo o sorvete ele olha para as crianças correndo, mas como conheço bem meu filho sei que não quer me deixar sozinha.

- Ed, pode ir brincar com as crianças. Não vou sair daqui, pode ir tranquilo. -- acaricio seus cabelos e ele assente sorrindo.

Termino meu sorvete e relaxo no banco. Sorrio ao ver o Edward enturmado com as crianças e brincando feliz. Sinto uma presença e quando olho para o lado vejo Harry sentando ao meu lado. Volto minha atenção para o Ed, e tento ignorar meu coração acelerado.

- Sei que está muito magoada, e isso... -- ele fala mansamente mas eu interrompo.

- Não quero conversar Harry! Vim aqui para curtir o Ed e para relaxar um pouco. O que você vai falar eu já sei, e não irá tirar essa mágoa de mim. -- falo sem olhar pra ele.

Harry não fala mais nada e eu agradeço mentalmente por isso. Após uns 20 minutos Edward se aproxima e senta no meu colo.

- Oi pai, descansou? -- ele sorri geliz pelo pai estar ali.

- Sim filho, vim ver vocês. Brincou bastante? -- Harry sorri mas eu sei que está tentando disfarçar a tristeza.

- Muito, a galera é bem legal. Podíamos ir comer pizza. -- Edward sugere.

- Se a sua mãe não estiver muito cansada para andar mais um pouco podemos ir. -- Harry fala com o Edward mas olhando para mim.

- Mãe vamos? Eu só vou se você for. -- Edward segura meu rosto e dá um beijo na ponta do meu nariz.

- Tudo bem meu amor, eu vou. -- me dou por vencida e ele sorri.

Ajeito os cabelos do Edward e ele me dá a mão. Harry vai ao seu lado e permanece calado o caminho todo. Quando chegamos o Harry senta ao meu lado, e eu continuo no mesmo lugar, mesmo que a vontade seja trocar. Edward olha o cardápio e escolhe junto com o Harry, eu concordo com o que eles escolhem mesmo sem ter prestado atenção no que eles escolheram. Só vim pelo Edward, minha vontade é chegar em casa logo e dormir.

- Pai, me empresta seu celular? Vou tirar uma foto de vocês. -- Edward estende a mão e o Harry entrega o celular.

Harry chega a cadeira mais para o meu lado e me abraça pelos ombros. Ele encosta nossas cabeças e sorri, e eu rezo para que minha tentativa de sorriso tenha saído boa. Mesmo após o Edward ter tirado a foto o Harry não me larga, e dá um beijo demorado na minha cabeça. Olho pra ele e tento engulir o nó que se forma na minha garganta, e não consigo desviar o olhar.

- Eu te amo tanto! -- ele praticamente sussurra.

Não falo nada apenas afasto nossas cadeiras. A pizza chega, Harry serve o Edward e eu me sirvo. Pego um pedaço pequeno e começo a comer em silêncio, já os dois ficam tagarelando. Como apenas um pedaço e eles devoram a pizza toda.

- Querem mais alguma coisa? -- balançamos a cabeça negando e ele pede a conta.

Após Harry pagar a conta vamos para casa. Chego em casa cansada e vou direto para o banho, Harry manda o Edward ir para o banho e ele vai sem reclamar. Após tomar banho vou no quarto do Edward e fico contando história até ele dormir. Vou para a cozinha e bebo água, quando saio entro na sala e sento no sofá. Escuto passos mas continuo focada na TV, Harry senta ao meu lado. Ele me puxa para seus braços e eu deito a cabeça no seu ombro. Sinto algumas lágrimas rolando pelo meu rosto e limpo rapidamente.

- Por favor não chora! Ver você chorar só piora tudo. -- seu tom de voz é sofrido e ele segura meu rosto delicadamente - Última coisa que queria era te magoar. Fui burro achando que mentir era melhor do que ser sincero. Mas eu juro que não rolou nem tem chances de rolar nada com a Ally.

- Eu confio em você Harry, sei que não foi me trair. E é isso que dói! Mesmo eu confiando plenamente você preferiu mentir. Você sabe o quanto mentira me afeta, e como odeio mentiras. Você preferiu mentir pra mim ao invés de negar ajuda pra aquela garota. Ou então que ajudasse, mas fosse sincero. -- seco minhas lágrimas e respiro fundo antes de continuar - Eu não quero um relacionamento cheio de mentiras e desconfianças. Não quero ter que imaginar o que está fazendo sempre que não estiver comigo. Não quero duvidar da sua palavra porque você resolveu mentir. Não deixa eu perder a confiança em você, porque isso seria o fim do nosso casamento.

- Não fala isso! Nem cogita essa possiblidade, por favor. Eu errei mas não sou mentiroso e você sabe disso. Não precisa ficar com medo, foi apenas um erro, não se tornará rotina. Prezo muito pela confiança que temos um no outro e quero que ela continue existindo. Eu amo você, minha intenção nunca foi te fazer sofrer. -- ele seca algumas lágrimas do seu rosto e me abraça - Me perdoa princesa? Não posso te perder, jamais conseguiria ser feliz sem você. Eu te amo, acredita em mim.

- Eu quero que confie em mim como confio em você e não me esconda mais nada. -- seguro seu rosto e ele assente - Eu te amo Harry, você é tudo pra mim.

Ele me mantém em seus braços e eu perco a noção de quanto tempo fico ali. Me sinto em paz por estar tudo bem entre a gente, e por estar nos braços do homem que eu amo.
 


 


Notas Finais


Algumas novidades no próximo capítulo... Ops


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...