História Dance With Me - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Tags Ashley Leopol, Harry Styles
Exibições 94
Palavras 3.121
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Capítulo calminho haha

Capítulo 35 - Capítulo 35


Fanfic / Fanfiction Dance With Me - Capítulo 35 - Capítulo 35

 

Ashley POV

Harry foi ontem para Nova Iorque com o Des, e deve voltar amanhã. Des precisava resolver algumas coisas e o Harry se ofereceu para ajudá-lo. O que deixou minha rotina muito corrida, já que Harry costuma me ajudar bastante.

Após o susto do mês passado não aconteceu mais nada parecido, ainda bem. Harry não queria que eu voltasse a rotina corrida de antes mas com ele viajando foi preciso. Hoje busquei o Edward na escola, levei pra terapia, depois para a natação, e chegamos em casa no final da tarde. Ele está sentindo muito a falta do Harry, nem quis ir ao shopping, porque segundo ele "não tem graça sem o pai". Edward nunca ficou tanto tempo sem o Harry, e o pai ter dormido fora de casa ontem foi uma tragédia pra ele. Harry ligou mais cedo e o Ed não quis falar com ele, disse que estava com dor de cabeça. É muito difícil pra criança essa distância, por mais que ele entenda, a saudade acaba deixando ele chateado.

Edward deita ao meu lado e fica quieto prestando atenção na tv, puxo ele para os meus braços e sinto sua temperatura alta.

- Amor, está se sentindo mal? Acho que está com febre. -- sento na cama e pego o termômetro na gaveta.

Coloco debaixo do seu braço e ele continua calado, só responde balançando a cabeça. Vejo que ele realmente está com febre e pego na cozinha um remédio. Ele toma sem protestar e eu saio novamente do quarto dando a desculpa de que vou levar o copo pra pia. Pego meu celular e ligo para o Harry.

- Oi vida!

- Oi amor, está ocupado?

- Não, aconteceu alguma coisa?

- Nada grave. O Edward está sentindo muito sua falta, está até com febre. Acho que se você ligasse para falar com ele talvez o fizesse se sentir melhor.

- Tadinho, também estou morrendo de saudades. Amanhã vou embora amor, a noite estarei ai. E pode deixar que daqui a pouco ligarei para o seu celular para falar com ele. Fora isso tudo bem? Está se sentindo bem? E a minha princesinha?

- Estamos bem, ela hoje me acordou com chutes. E você? Está se cuidando?

- Estou bem, apenas morrendo de saudades. Estou me cuidando, pode deixar.

- Ok amor, boa noite. Amo você!

- Boa noite vida, amo você, quer dizer, vocês 3.

Encerro a ligação e volto para o quarto. Edward se aconchega nos meus braços e fica prestando atenção no filme. Meu telefone toca e eu entrego pra ele ao ver que é o Harry.

- Oi pai.

...

- Só com febre.

...

- Volta logo!

Ele começa a chorar e balança a cabeça enquanto ouve o pai falar. Harry sempre sabe as palavras certas para nos fazer sentirmos melhor.

- Estou com muitas saudades. Te amo pai.

Edward encerra a chamada e me entrega o celular, deixo na cama e abraço meu filho.

- Eu sei que não está acostumado a ficar sem o papai, eu também não, mas amanhã iremos matar a saudade dele. -- seco suas lágrimas e ele assente - Vou fazer pipoca, pegar refrigerante e chocolate. Sua missão será escolher um filme. Combinado?

- Mãe, você e o meu pai nunca vão se separar né? -- estranho a pergunta e nem sei o que responder - Vejo alguns amigos da escola sofrendo por terem pais separados, não quero ter que morar só com um de vocês.

- Não pensa nisso meu amor, eu e seu pai nunca pensamos em nos separar. -- dou um beijo na sua testa e vou para a cozinha.

*

Edward dormiu no finalzinho do filme, levei as coisas para a cozinha e aproveitei para lavar a louça. Saio do banheiro após tomar banho e escuto meu telefone tocar. Pego ele no quarto e vou para a sala para não acordar o Edward.

- Oi amor!

- Oi vida, Ed está melhor?

- Sim, a febre baixou. Ficamos vendo filme e ele dormiu no finalzinho.

- Achei que eu era o único sofrendo de saudade.

- Ele perguntou se nunca vamos nos separar. Segundo ele alguns de seus amigos da escola sofrem muito por causa da separação dos pais. Edward disse que não quer morar só com um de nós dois.

- Avisa pra ele que o papai não larga a mãe dele nem em outras vidas.

- Bobo... estou com saudades.

- Eu também meu amor. E a nossa pequena?

- Está acordada e fazendo bagunça. A casa fica tão vazia sem você... Nós três sentimos muito a sua falta.

- Oh meu amor, vai passar rápido. Amanhã quando eu chegar vou apertar muito meus amores.

- Vai descansar lindo, eu também já vou. Boa noite, te amo!

- Boa noite gatinha, amo você. Boa boite!

Encerro a chamada e vou para o quarto, deito e abraço meu filho.

 _____________________________

 

Harry POV

Parece que passei 5 anos fora, não aguento mais de saudade. Meu pai me trouxe e nem quis descer, já que também não aguenta mais de saudades da minha mãe. Entro em casa e tento não fazer barulho, deixo a mala no canto da sala. Edward me vê e corre na minha direção, Ash vira e sorri ao me ver.

- Pai! -- ele me dá um abraço apertado e eu mantenho-o em meus braços.

- Oi filho, senti tanto a sua falta. Você está melhor? -- me afasto um pouco para olhar pra ele.

- Sim, estou pronto para brincar. -- seu tom de voz animado me deixa mais tranquilo.

- Só vou tomar um banho e depois brincamos. -- coloco ele no chão e vou abraçar minha esposa - Que saudade das minhas princesas.

- Oi meu amor, senti tanto a sua falta. -- ela junta nossos lábios e minhas mãos vão para a sua barriga.

- Senti muito sua falta vida. Essa bonequinha está crescendo muito rápido. -- me abaixo e deixo um beijo na sua barriga - Papai sentiu saudades princesa.

- Pai eu dormi abraçado com a mamãe e senti a bebê chutando a gente, né mãe? -- Edward conta animado.

- Caramba filho, sua irmã está muito bagunceira. Vou tomar banho amores e já volto. '- mando beijos no ar e saio.

Levo minha mala para o quarto e deixo no canto, me sentindo cansado demais para arrumar. Vou para o banho e relaxo embaixo da água queitinha. Quando saio coloco uma bermuda e vou para a sala. Edward fala que Ash foi fazer a janta e começamos a jogar vídeo game.

- Amores vem jantar. -- Ash chama e só então me dou conta de que jogamos por quase uma hora.

Encontramos a mesa arrumada e colocamos nossa comida. Edward senta ao meu lado e a Ash de frente pra mim.

- Pai não vai trabalhar amanhã né? -- Edward pergunta e eu nego - Vamos poder brincar muito.

- Sim filho, amanhã vamos passar o dia juntos. Papai ainda não matou a saudade. -- dou um beijo na sua testa e a Ash sorri - Que foi amor?

- Nada, só estou admirando os homens da minha vida. -- ela segura minha mão e entrelaça nossos dedos - Amor hoje minha mãe me ligou, conversamos, e ela perguntou sobre o chá de bebê. O que você acha que deveríamos fazer?

- O do Edward foi ótimo, e como agora temos uma casa com jardim poderíamos fazer aqui, no mesmo estilo. O que você achar melhor eu apoio, e se quiser minha ajuda é só falar que resolvemos tudo juntos. -- dou um beijo demorado na sua mão e seu sorriso aumenta.

- Obrigada, depois vemos o melhor dia para poder organizarmos tudo. E ainda tem o quarto dela... É tanta coisa, não vou dar conta. -- ela bufa frustrada - Vai acabar a neném nascendo sem nada pronto. Se não consigo conciliar rotina, preparativos para chegada da minha filha, chá de bebê, como vou cuidar dos dois?

- Ash não pira! Ainda faltam 2 meses pra ela nascer, os móveis já escolhemos, só falta alguns detalhes da decoração. Vai dar tempo sim, não precisamos correr. Semana que vem vou reservar dois dias só pra isso. Um dia resolvemos tudo do quarto dela, no outro do chá de bebê. Mas por favor não fique se cobrando, ok? -- tento tranquilizá-la porque sei como é minha esposa.

Ashley se cobra demais, principalmente em relação as crianças. Já era assim com o Ed, agora com a neném parece que isso duplicou. Sei que é corrida a rotina dela, levar e buscar Edward na escola, levar a terapia, natação. Nos dias que posso ajudo, mas às vezes não tem como e ela é quem fica responsável por isso.

Terminamos de comer em silêncio e quando terminamos Ash recolhe tudo. Levo Edward para escovar os dentes e fico vendo um pouco de TV deitado na cama dele. Depois de um bom tempo Edward dorme e eu desligo a TV. Saio do quarto com cuidado para não fazer barulho, e vou para o meu quarto. Vejo Ash deitada de lado, a mão na barriga, a TV ligada e ela cochilando. Tiro a bermuda ficando só de cueca e deito. Aproximo nossos corpos e ela desperta, enfia o rosto no meu pescoço enquanto se aconchega nos meus braços.

- Senti tanta saudade da mamãe mais linda do mundo. Sonhei com vocês, com a nossa princesinha. E se ela for igual no sonho terei trabalho. -- ela se afasta um pouco e levanta o rosto para me olhar - Ela era linda, tão parecida com você. Os cabelos escuros, branquinha igual neve, os olhos claros.

- Espero que puxe o seu sorriso, as covinhas. Estou tão ansiosa para ver a nossa pequena. Vai ser muito diferente né? Não acho que menino ou menina seja melhor nem pior, mas com certeza é diferente. Será uma experiência diferente ter uma garotinha. -- seu sorriso logo aparece e é impossível não corresponder.

- Vai ser incrível meu amor, aliás, já está sendo. É tão ruim dormir sem você... fica um vazio tão grande. -- acaricio seu rosto e ela fecha os olhos.

- Me senti exatamente igual... Edward então nem se fala, parecia outra criança. -- ela faz bico e eu junto nossos lábios - Queria matar a saudade, mas estou exausta.

- Estar com você nos meus braços basta. Vamos dormir meu amor, amanhã nós 4 iremos passar o dia em família. -- junto mais uma vez nossos lábios - Boa noite meus amores!

- Boa noite marido! -- ela enfia o rosto no meu pescoço e não demoramos a dormir.

 

Acordo e não vejo mais a Ash no quarto, vou para o banheiro e tomo logo banho. Coloco um short e vou pra sala, como não encontro ninguém vou para a cozinha. Encontro Ash de biquíni encostada na pia enquanto o Edward está sentado tomando café e tagalerando.

- Bom dia meus amores! -- dou um beijo na testa do Edward e abraço minha esposa - Linda, maravilhosa, perfeita.

- Obrigada meu amor, e bom dia. Já ia te acordar para vir tomar café, fiz algumas coisas que você gosta. -- Ash acaricia meu rosto e eu sorrio ao sentir sua barriga encostando na minha.

- Bom dia princesinha, o papai vai comer as coisas gostosas que a mamãe fez e depois te dou atenção. -- colo os lábios na barriga da Ash e dou um beijo - Depois vamos para a piscina, ou melhor, para a praia.

Edward sorri com a boca toda suja e levanta os braços comemorando. Sento para comer e a Ash senta ao meu lado.

*

Edward está brincando com a Mary enquanto eu e Ash estamos sentamos na canga. Passamos para buscar a Mary e ela topou na hora, nem quis se despedir dos pais.

- Posso saber o motivo desse sorriso lindo? -- levo a mão ao seu rosto e acaricio.

- O Edward é tão lindo, tão perfeito. É impossível não lembrar de como a gestação dele foi difícil, de todo medo que sentimos. Nós somos tão sortudos por ter ele aqui Harry! -- seus olhos ficam marejados mas o sorriso não abandona seus lábios.

- Ele é incrível meu amor. E eu passaria por tudo aquilo de novo pelo nosso filho. O Edward é o filho que todo pai sonha ter, é um verdadeiro presente. -- acaricio seu rosto e junto nossos lábios - E agora teremos mais um anjinho para amar e cuidar. Parece que nascemos para ser pais, é algo natural.

- Sim. -- ela deita a cabeça no meu ombro e uma idéia me vem a cabeça.

- Vamos pra água? É rápido, vamos olhar as crianças de longe. -- levanto mas a Ash permanece sentada - Amor será rápido, não vamos tirar os olhos deles.

Mesmo contrariada ela aceita. Antes de entrarmos avisamos ao Edward e pedimos para eles não saírem dali. Entramos na água, Ash fica um pouco receosa e aperta minha mão. Não vamos para muito longe, paramos aonde a água bate no nosso peito. Ash tenta enroscar as pernas na minha cintura mas a barriga atrapalha, o que nos faz cairmos na gargalhada.

- Pára de rir amor. -- ela pede porém continua rindo - Vamos voltar, não confio em deixar as crianças.

Voltamos para a areia e sentamos, as crianças continuam brincando. Eles pedem para ir na água e eu levo os dois, mas bem rápido e no raso. Ficamos mais um tempo na areia e vamos embora. Passo na casa do Liam e deixo Mary adormecida. Edward chega em casa não muito diferente, toma banho e dorme na minha cama mesmo. Eu e Ash tomamos banho juntos, mas não rola nada. Vamos para a sala e ela liga o notebook para começarmos a planejar o chá de bebê.

- Amor, eu pensei em uma decoração de princesa. Tudo em tons rosa claro, branco, dourado. Nada muito chamativo, bem delicado. Essa daqui está linda! -- ela me mostra algumas fotos e realmente é bonita - O que você acha?

- Eu gostei dessa, e está de acordo com o que você quer. Se achar que está faltando algo é só mandar fazer. Não se preocupa com preço, eu não me importo de gastar com vocês. -- explico e seu sorriso aumenta - O buffet do nosso casamento foi muito bom, poderíamos ir lá na segunda.

- Obrigada lindo. O serviço deles é muito bom, nem precisamos procurar muito. Quero muitas flores na decoração, e coroas também. Na segunda nós vamos no buffet, e podemos fechar logo a decoração. Eu amei essa, não quero ver outras. Agora só precisamos decidir a data. -- ela fala animada e feliz por eu estar participando.

- Podemos marcar para o dia 28 do mês que vem, até lá você já terá completado 8 meses e meio. Ou se você preferir antes... -- deixo em aberto mas ela sorri negando.

- Dia 28 está ótimo, até lá nossa bebê estará ainda maior. -- ela levanta e senta no meu colo - Obrigada Harry, você é o melhor companheiro do mundo. Tão presente, tão carinhoso, tão gentil, tão maravilhoso.

- Nós somos incríveis, um casal maravilhoso. -- junto nossos lábios mas ela se afasta - O que foi?

- Quero ir pra piscina, vem amor. -- Ash levanta e pega minha mão.

- Ash ainda são 19h, o Edward pode acordar. -- falo cauteloso mas ela ignora.

Vamos para o jardim e a Ash tira sua roupa, me deixando literalmente babando. Ela sorri indicando para que eu tire minhas roupas e eu obedeço. Entramos na piscina de mãos dadas e não demora até a Ash me puxar pra um beijo apaixonado. Suas mãos passeiam pelas minhas costas e eu suspiro entre o beijo. Paramos por falta de ar e um sorriso sacana brota nos lábios da Ash.

- Estou com desejo de você amor... E você sabe que não pode negar nada a uma grávida. -- ela roça nossos lábios e puxa os cabelos da minha nuca - Eu quero você Harry, quero fazer amor com o meu homem.

Um dia essa mulher ainda me mata...

- Princesa, não fala assim porque eu estou tentando me controlar, mas está quase impossível. -- suplico e ela deixa escapar uma risadinha.

- Eu não quero que se controle. -- ela fala e ataca meus lábios.

Encosto Ash na borda da piscina e não demoro até me colocar entre suas pernas. Junto nossos lábios para abafar nossos gemidos e ela fica com os olhos fechados totalmente entregue. Quando sinto seu corpo trêmulo seguro ela mais forte e sinto Ash se desmanchar. Não demora até aquela maravilhosa sensação me invadir e relaxo.

Ash desce do meu colo mas continua abraçada comigo, ela distribui beijos carinhosos no meu peito enquanto acaricia minhas costas. Ficamos mais um tempo na piscina e depois subimos para tomar banho. Quando saímos do banheiro entramos no quarto e a Ash começa a tentativa de acordar o Ed.

- Filho acorda. São 20:40, se você continuar dormindo vai acordar mais tarde sem sono. -- ela acaricia os cabelos do Ed que nem se mexe - Acorda meu pinguinho!

Ele abre os olhos e senta na cama, se jogando nos braços da mãe em seguida.

- Mãe, estou cansado. -- ele reclama manhoso.

- Eu sei meu amor, mas se você não acordasse agora não ia dormir mais tarde. -- ela explica e mesmo contrariado ele se dá por vencido.

- Vou colocar um filme bem legal. -- pego o controle e procuro algo que agrade os 3.

Deito ao lado da Ash, que fica no meio da cama. Edward fica com a cabeça deitada no ombro da mãe.

- Mãe, eu convidei a Esther para a festa da minha irmã, aquele chá. -- Ed fala confuso fazendo a mãe rir.

- Tudo bem meu amor, e o nome é chá de bebê. Quando tiver a data certinha irei falar com a mãe da Esther. Só faltam alguns detalhes. -- Ash explica e ele senta na cama.

- E a festa de aniversário da minha irmã? -- Ed  pergunta animado.

- Filho ainda está cedo para pensar nisso. Depois que sua irmã nascer começamos a pensar nisso. Por enquanto vamos cuidar do chá de bebê e para que o quarto da nossa princesa fique pronto para sua chegada. -- Ash explica de forma carinhosa.

- Irmão não vê a hora dela nascer! -- Ed abaixa e encosta os lábios na barriga da Ash.

Seguro a mão da Ash e trocamos olhares apaixonados, aqueles mesmos da primeira vez que nos beijamos.
 


 


Notas Finais


Ai ai o amor é lindo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...