História Danger in the Snow - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Candice Swanepoel, One Direction
Personagens Candice Swanepoel, Harry Styles, Zayn Malik
Tags Brigas, Candice Swanepoel, Casamento, Cobrinhaw, Drama, Harry Styles, Neve, One Direction, Perigo
Exibições 141
Palavras 1.047
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hey babes!
Como estão? Espero que bem :)
A partir de agora que a história vai realmente começar, então espero que gostem.

Capítulo 2 - Chapter One


Fanfic / Fanfiction Danger in the Snow - Capítulo 2 - Chapter One

 

 

 

 

 

— O quê? V-você não pode! Eu não quero isso. — a voz de Harry falhava, ele já tinha lágrimas nos olhos enquanto puxava os fios castanhos do próprio cabelo.

— Posso sim e vou. Amanhã mesmo eu sairei de casa, foi você quem a comprou. Eu fico com a Ivy, você nem mesmo se importa com ela. — Candice lutava para parecer mais forte.

— Não, Candice! Tem que ter outra solução, não me deixe. Eu te imploro, o que tenho que fazer para conseguir o seu perdão? Eu não vivo sem você. — Harry se aproxima dela tocando o seu rosto e fazendo com que ela o encare. Ele olhava no fundo dos seus olhos, o verde esmeralda no azul como o céu. — Eu amo você.

— Eu não confio mais em você e já está vivendo sem mim, só não percebeu ainda. — diz a loira com convicção.

— Eu posso mudar! Me dê mais uma chance, meu amor. Só não me deixe. — Harry responde enquanto a abraça. Candice não retribui, mas também não se afasta.

— Conversaremos amanhã, Harry — ela empurra o marido o forçando a se afastar e se ajeita, deitando na cama.

Não! — Harry sentia vontade de dizer — Eu amo você e não irei deixar que se separe de mim. — queria mais que tudo conquistar o seu perdão e dizer o quanto ela é importante para ele, mas não o fez.

Harry apenas abaixa a cabeça e pega algumas de suas roupas no guarda-roupas junto a um edredom. Sai do quarto e vai até o banheiro, lá tomando banho e deixando que suas lágrimas sumam junto com a água do chuveiro.

 

(...)

 

O toque completamente irritante do celular de Candice soa pelo quarto fazendo com que ela acorde junto com a sua irritação matinal — ainda maior por causa das suas mágoas. Arrastando se com os olhos fechados pelo sono, ela caminha até o banheiro e antes de entrar no banho, observa o seu reflexo destruído no espelho: olheiras marcadas e o rosto levemente inchado. Desviando-se dos seus pensamentos ela entra no banho, assim podendo se livrar do seu sono e ficando, de certa forma, mais atenta.

Após tomar banho e se vestir, Candice sai do seu quarto e vai até o de sua filha, a acordando. De dentro do quarto as duas escutam um barulho vindo do andar de baixo, as deixando confusas.

— Vá tomar banho, Ivy. Vou olhar o que está acontecendo lá embaixo — a mãe ordena.

— O papai está aqui, mamãe? — os olhos verdes de Ivy brilhavam ao pensar na possibilidade. Ela sentia tanta falta de seu pai que era impossível descrever com palavras. O coração de Candice chegava a doer em dizer um simples "não" à sua filha ou negar que seu pai estivesse ali.

Ainda incerta e sem saber o que dizer, Candice balança a cabeça demonstrando a sua confusão antes de responder:

— Eu não sei, mas acho que sim — Candice torcia para que fosse verdade. — Banho, agora.

Ivy revira os olhos e a obedece, se dirigindo até o banheiro. Candice desce as escadas rapidamente e caminha até a sala de jantar, encontrando a mesa cheia de alimentos, um belo café da manhã. Seus olhos azuis se arregalam minimamente de surpresa. Ao chegar na cozinha, seus olhos se arregalam ainda mais. O local estava totalmente sujo e com vasilhas por todos os lugares.

— Mas... o que está acontecendo aqui? — ela olha ao seu redor, fixando o olhar em um Harry coberto de farinha.

— Eu estou fazendo o café da manhã, oras — diz ele e logo em seguida, sorri de maneira irônica, aumentando a raiva que Candice sentia. — Por quê?

— Apenas... não faça mais isso! A cozinha está completamente suja! Como é que você conseguiu sujar tudo desse jeito em plenas — ela pausa a sua fala para olhar as horas em seu relógio de pulso. — Dez da manhã?!

— Está bem, está bem. Me desculpe — ele suspira enquanto revira os olhos. Ivy e ele eram idênticos!

Antes que Candice pudesse responder algo, sua filha entra correndo na cozinha em direção ao pai. Ela estende os braços e abraça o corpo de Harry.

— Papai! Você vai ficar conosco hoje? — e lá estava o brilho nos olhos da garota.

— Vou sim — Harry pega a garotinha em seu colo a abraçando, fascinado com a beleza da mesma. Os cabelos loiros e longos como os da mãe, os olhos verdes como os do pai, a pele branca e as pequenas sardinhas na região do nariz contribuem ainda mais com a teoria de Harry: Ivy é um anjo.

Candice acharia a cena um tanto quanto fofa, se não estivessem na situação em que estavam. Ela solta um resmungo tentando chamar a atenção dos dois.

— Vamos tomar o café ou não? — pergunta impaciente enquanto bate os pés no chão. Harry a encara e sussurra algo no ouvido de Ivy, que assente com a cabeça concordando.

— Papai falou para eu dizer que você tem que deixar de ser chata — diz Ivy e logo sorri sapeca. Harry resmunga e a coloca no chão.

— Ivy!

— Pai! — a garotinha exclama da mesma maneira, tentando parecer séria.

— Venham logo! — Candice caminha até a mesa e se senta, esperando que os dois se sentem também para que eles possam, finalmente, tomar o café.

 

(...)

 

— Candice — Harry bate na porta do quarto. — Podemos conversar agora?

— Entre.

Harry entra no quarto e a encontra segurando um porta retrato. Candice o larga na cômoda observando ele se sentar ao seu lado. Harry observa a foto notando que a mesma era dos dois em sua  lua-de-mel, a qual eles passaram em La Digue, uma ilha das Seychelles. Na imagem eles estavam na praia de Anse Source d’Argent, sentados em um dos belos rochedos da praia, cercados pela areia branca. A praia possuía uma beleza surreal, eles nunca esqueceriam aquele lugar maravilhoso.

Harry morde o lábio inferior, preparando-se internamente para começar a falar, porém Candice o faz antes.

— Você tem dois meses — diz ela, o encarando. Harry a olha sem entender.

— Dois meses para quê?

— Para me conquistar de novo, assim como fez pela primeira vez. — ela morde a parte interna de sua bochecha, xingando-se por ser tão otária.

Eu estou percebendo o quanto você fez diferença na minha vida

E eu não quero passar isso com mais ninguém

— Justin Bieber (No Pressure feat. Big Sean).


Notas Finais


Minhas outras fanfics: https://spiritfanfics.com/perfil/nicoleals
Meu twitter caso queiram falar comigo é @CobrinhaQueen.
Qualquer dúvida vocês podem falar comigo na ask (se preferirem): http://ask.fm/CobrinhaQueen
Deixem as suas opiniões, é muito importante para mim.
Beijinhos, Nick sz.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...