História Danger ( Like A Butterfly ) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Anoongi, Continuação, Gabikook, Jihope, Namseok, Seokjin, Vingança, Vmary
Exibições 25
Palavras 1.479
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Namoro


Fanfic / Fanfiction Danger ( Like A Butterfly ) - Capítulo 9 - Namoro

Alegria.

Felicidade.

Proteção.

Carinho.

Amor.

Esperança.

 

Era isso o que Ana sentia nesse momento, ao ver todos reunidos naquele salão, celebrando a breve chegada de seus gêmeos, ver seu irmão e seu primo se relacionando como nunca antes, seu cunhado aprontando com seu irmãozinho, as covinhas que não saiam do rosto do mais novo, o sorriso gengival do seu esposo, todos ali, demonstrando o amor a amizade que aquela família contém. Isso fazia ela lembrar de todas as lutas que passaram para finalmente acabarem juntos, de todos os preconceitos, as perdas, as superação, das ameaças, de exatamente tudo ​o que passaram. Se ela se esqueceu de Kim Seokjin?

 

Claro que não!!

 

​Mas ela não iria se abater.

 

​Ver o brilho no olhar apaixonado que seu esposo lhe mandava, o sorriso bobo que esse lhe direcionava ao tocar nos filhos, isso lhe dava tanta paz, tanta calmaria, ela se sentia completa com sua família, ria das bobagens que Hoseok e Yoongi faziam juntos, dando uma de bebês bobos, ria da alta escalada que Taehyung fizera ao se pendurar em Namjoon, mirava boba o olhar que Jimin direcionava à Beatriz, seus olhos brilhavam ao ver a alegria de Jeongguk com Ana Gabriela, se sentia familiarizada com a conversa que tinha com Maryana, e a cada movimento que suas mãos faziam em sua barriga, se lembrava claramente de que estava grávida, que logo daria a luz aos frutos de seu verdadeiro amor, ao olhar cada detalhe da decoração, desde as balinhas, aos grandes quadros com fotografias da família, com a foto de seus bebês em seu ventre desde sua formação até agora, 9 meses, se emocionava por finalmente realizar o seu maior sonho: ​ter uma ​família.

- HYUNG! TIRA FOTO AQUI!! - pedia Tae pendurado ao Namjoon, Hoseok riu e bateu a foto - Obrigada! - se desgrudou do maior - MARYY!! - foi correndo a amiga/namorada secreta que estava conversando com sua Omma ​- Vamos jogar contra o Jeon e a Gaby?? - pediu animado.

- Claro... - sorriu envergonhada para o mesmo - Licença unnie... - pediu ao se levantar para acompanhar o rapaz, dando lugar para Yoongi e Hoseok sentarem um a cada lado da mulher que sorria largo.

- Oi amor! - falou o esposo selando demoradamente seus lábios - Como vão crianças? Curtindo a festa de vocês? - falava com a barriga a enchendo de beijinhos, arrancando risos da mulher.

- Nossa Aninha, parece que você engoliu duas melancias inteiras! - falava o irmão a abraçando de lado, com um sorriso de orelha a orelha.

Ele estava feliz, mesmo com o sequestro de Jimin, o mesmo se demonstrou forte, animou todos novamente, mesmo com um pé a trás pela volta do recém "ressuscitado​" melhor amigo, com o fim de seu namoro com Nam, ele estava feliz, as coisas se seguiam tranquilas, harmoniosas, boas ​na vida de sua família, todavia se sentia culpado pela falta de insegurança do Min mais velho, de Jimin, de ter ferido os sentimentos de Namjoon, por causa de um amor platônico, onde nunca ​teria chance, por causa de seu melhor amigo ter voltado mais doente de que quando se foi ​determinado a matar seu cunhado, prejudicar todos de sua família para ter Ana e os meninos para si, coisa que ele não deixaria jamais ​acontecer. Ele era o mais velho, ele os protegeria, essa é a sua missão.

- Hobi-oppa, você sabe o porque do Nam estar... Tão distante? - perguntou Ana mirando o garoto preocupada - Ele parece abatido...

- Não, eu não sei... - mentiu engolindo seco - Vou falar com ele! - sorriu, se levantou e foi em direção ao mesmo.

- Amor... - chamou Yoongi manhoso deitando a cabeça no ombro da amada - Você sabe que eu te amo, né? - falou a mirando debaixo.

- Sim, e você sabe que eu te amo, não é? - sorriu para o outro, que assentiu tomando seus lábios num beijo carinhoso, calmo, lento, apaixonado e demorado, suas mãos faziam carinho na nuca alheia e em seu rosto, a outra acariciava seus ombros, terminaram o beijo com selos demorados e sorrisos bobos.

 

Durante o jantar...

 

​Passaram-se dois anos após o ocorrido, estava de volta ao orfanato, mas estava diferente, não sorria, não brincava, não comia, apenas ficava em meu quarto, sozinho, deitado na cama, Ben abriu a porta e se sentou ao meu lado, não encostou em mim, pois sabia que eu ainda estava traumatizado.

 

- Eu não quero ser ajudado, eu quero ficar sozinho! - me emburrei cruzando os braços.

 

 

Eu estava receoso, entramos na sala eu vi assim que cheguei um casal, a mulher era branca, de cabelos castanhos claros e um belo sorriso, o homem também era branco, tinha cabelos negros e um sorriso bonito também.
 - Olá! - disse a mulher - Eu sou Jung Meiko! É um prazer conhecê-lo - se curvou levemente,

 - Como vai rapaz? - disse o homem - Sou Jung Yamato! - se curvou.

 - Olá! - disse tímido.

 

 

- Oh! É ele? - a menina apontou  e se aproximou - Oi! Meu nome é Jung Ana Júlia! Mas pode me chamar de nonna! Afinal, eu tenho 14 anos! - se curvou e sorriu - Você é muito fofinho sabe?! Nunca vi bochechas tão lindas como as suas! Dá vontade te apertar! - ela aperta o vendo, eu gostei dela, parece ser legal

- Ana... - o menino resmungou - Oi! - sorriu, meu pai, que sorriso lindo que ele tinha - Meu nome é Jung Hoseok, mas pode me chamar de hyung! Afinal, tenho 16 anos! - se curvou - Mesmo assim estou animado pra te mostrar o quarto que vamos dividir - de repente minha alegria se foi, não podia compartilhar um quarto com um homem, não mesmo - Ah e os nossos brinquedos, a piscina!

- Hyung! Não se esqueça dos videogames! A quadra de basquete! Nós vamos nos divertir muito juntos! Já me sinto como se nós tivéssemos o mesmo sangue!

- Verdade Ana! Sinto a mesma coisa! - eles sorriram, as logo fecharam a cara e me olharam - Pera aí, esquecemos de um detalhe!

- Verdade! - a menina assentiu com a cabeça fechando os olhos - Qual é o seu nome irmão?

- É, é Jimin - ela me chamou de irmão? Como assim gente??

- Oh!! Que nome bonito! Gostei! Jimin! Jimin! Jimin! - ficou cantarolando e dançando eu ri, estava feliz, depois de tantos anos eu estava feliz - Nós seremos o trio invencível! - comemorou socando o ar com uma cara de raiva.

- Sim, juntos combateremos a tristeza e encheremos a terra de alegria! - esticou o braço e colocou sua mão em minha frente e Ana esticou o dela e colocou a mão dela por cima da do irmão, eu entendi, e todo o medo que estava sentindo foi embora, foi cativado por eles e sem mais nem menos fiz o mesmo e eles gritaram - EEEEHHH! - eu ria sem motivo, chorava, não de dor, nem sofrimento, e sim de alegria, eu estava feliz.

- Oh!! Ele tá chorando! Eu vou chorar também! - disse piscando os olhos freneticamente - Eu vou cuidar de você agora - ela me abraçou e eu a abracei sem ao menos pensar - Você é meu dongsaeng agora!

- E eu cuidarei de vocês! - disse o garoto nos abraçando, logo fomos envolvidos pelos pais, nunca me senti tão vivo.

 

... Estava encantando com o local, que só voltei a realidade quando atingir o chão com voracidade.​

- Ai meus G-DRAGON! VOCÊ TÁ BEM? - abri meus olhos resmungando de dor, me deparando com uma menina, que deve ser a causadora da minha queda, deve ter uns 18 ou 19 anos, cabelos longos e lindos, com feições americanas encima de mim, corei.

- Sim... - graças ao santo GD não gaguejei - E você? - perguntei a vendo se levantar e me estender a mão, aceitei me levantando com seu auxilio.

- Estou bem! - disse sem graça coçando a nuca - Desculpe por cair encima de você... Sou muito desastrada! - sorriu nervosa.

- Está tudo bem... Desculpe estava muito distraído observando a sala! - sorri meigo e estendi a mão - Jimin, Jung Jimin!

- Beatriz, Beatriz Oliveira, ou como vocês falam aqui - apertou minha mão sorrindo - Oliveira Beatriz! - riu.

​Que sorriso lindo!

 

 

- Ahm... Pessoal... - começou Jimin se ponde de pé à mesa, ganhando a atenção de todos, que o mirava com curiosidade - Quero propor um brinde aos meus irmãozinhos! - falou dando seu ​eyes smile, ​todos brindaram fazendo aa festa​ - E aproveitando esse momento em família, gostaria de pedir a benção aos meus hyungs, Appa e Omma... - pegou uma caixinha a abrindo que revelando dois pingentes...

 

​- Beatriz, você quer namorar comigo?

 


Notas Finais


AIINN GENTE!! Jimin finalmente vai namorar?? :3

O que acharam?? Desculpe qualquer erro... Faltam 6 capítulos para a fanfic acabar!!! NÃO CREIOOO!!!!!!

Para as pessoas que estão lendo de primeira... O início dessa história está aqui: https://spiritfanfics.com/historia/like-a-butterfly-5871465

Gente, meu primeiro imagine JUNGKOOK: https://spiritfanfics.com/historia/oppa--imagine-jungkook--one-short-6421326

Imagine BTS: https://spiritfanfics.com/historia/angels-imagine-bts-one-short-6646840

Primeira fanfic ABO: https://spiritfanfics.com/historia/bts-battle-total-supernova-6040838

Primeira fanfic do BTS: https://spiritfanfics.com/historia/skool-luv-affair-6707949

VOLTEI COM LET ME KNOW!!!!!!! >> https://spiritfanfics.com/historia/let-me-know--on-hiatus-6496842

ANNYEONG! ATÉ O PRÓXIMO CAPÍTULOO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...