História Dangerous - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon, Sam "Wilk" Wilkinson
Visualizações 82
Palavras 1.628
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 26 - The "work"


Fanfic / Fanfiction Dangerous - Capítulo 26 - The "work"


                    Sammy POV 
Acordei com meu celular, me enchendo a poha do saco.
                            Ligação on: 
-Sammy, avise a Ana que de noite você e é irão fazer um trabalho para mim.- Valak disse e  revirei os olhos.
-Tudo bem, mais alguma coisa? - pergunto ao mesmo e começo a levantar da cama.
-Ah a festa é de Gala, não se esquece nada de vestidos pretos...- ele disse e desligou.
                       Ligação off:
Queria que Ana escutasse a minha versão da história, mas com Mad e Lox que era suas amigas ela está sendo fria. Imagina comigo. Ela vai me socar. 
Levanto, abro a porta de seu quarto e ela está dormindo ao lado de Cole, me sobe uma raiva era para ser eu. 
Irritado pego um pouco de água e jogo em cima de ambos. 
Nossa Sammy que criancice... A é? Foda se. Não gosto dele perto dela, minha garota, já dormi com ela uma vez e é muito bom e ele está fazendo isso. Pau no cu.
-FILHO DA PUTA!!! OLHA O QUE VOCÊ FEZ SAMUEL!!!- ela berrava e Cole vinha para cima de mim, sinto uma ardência em meu rosto, ele havia me dado um soco. Fui para cima do mesmo, dando um soco em sua boca, a fazendo sangrar.
Ele veio para cima de mim e fez uma seqüência de socos. Me deixando no chão, todos já estavam no quarto, eu ai para cima dele mas Ana se enfiou na frente. 
-SAMUEL PARA!!! SE NÃO VAI TER QUE SE VER COMIGO E NÃO COM COLE...- ela disse e foi ver a boca do mesmo que sangrava sem parar.
-AI TADINHO ELE NÃO CONSEGUE SE DEFENDER TEM QUE A NAMORADINHA DEFENDER ELE?- eu berrei para mesma e senti uma ardência em minha boca e depois gosto de ferro. Ela havia me dado um soco na boca.
-Saiam o show já acabou!!! E eu não estou namorando Cole...-  ela disse e todos saímos de seu quarto,Cam me levou para o meu e Mad fez os curativos, mas não podia deixar de falar.
-Ela está muito brava Sam... Ana nunca vai nos perdoar... - ela perguntou limpando os machucados de minha boca, até que Ana tinha feito um belo estrago 
-Eu não sei Mad...- eu digo e a mesma termina de limpar meus machucados e sai do meu quarto.
Em toda esse confusão não consegui falar pra ela que trabalharíamos hoje. 
                    Ana POV 
Estava limpando os machucados de Cole e ninguém se pronunciava e também estava com a casca cheia para pensar em responder algo.
Me falem existe pessoa mais criava que Sammy? Não né, poha entra no quarto e nos acorda com um copo de água, só quem ama muito ele que não é o meu caso pra não ficar imputecida né.
Veio aqui atrapalho meu sono da beleza, e meu aconchego nos braços de Cole que estavam muito bons, só pra irrita? Louco.
-Ana... Brigada!! Vamos tomar café?- ele diz descendo da pia , jogo o algodão com sangue no lixo e vou até ele, subo de cavalinho e descemos até o andar de baixo que por muito azar todos já estavam na mesa. 
Desço das costas de Cole, sim ele me pegou de cavalinho com os machucados, mas pelo o que eu vi de noite já estavam cicatrizados. 
Caminhei até a mesa com ele e nos sentamos nos lugares vagos que por azar eram longe um do outro, coloquei comida em meu prato e comecei a comer em paz até Sammy se pronunciar. O senhor universo ta difícil hoje? Também te amo viu.
-Ana, teremos trabalho hoje...- ele disse e desviou seu olhar para mim que apenas ouvia.
-Aham...- eu disse sem animação nenhuma e nem olhei para a cara dele.
-Nada de vestidos pretos...- ele disse e foi o único momento que olhei para o mesmo por que não estava entendendo.
-Vestidos?- perguntei ao mesmo, que desviou o olhar de sua comida para mim.
-Sim hoje apenas eu e você trabalharemos e vamos a uma festa de gala e ele não quer vestidos pretos, e tem que ser longo...- ele disse e cada vez sentia mais raiva de Valak, poha não posso nem trabalhar com a MINHA equipe e não com traidores, ta difícil viu. Ta difícil.
-Okay...- eu disse e voltei a minha atenção para minha comida, o único vestido sem ser preto era um com uma fenda do tamanho do amazonas na minha perna( capa) , mas é favorável então é esse mesmo que vou usar. 
Levantei me da mesa deixei as coisas na cozinha e tinha que treinar arremesso de facas. E por que não pedir para o melhor? No caso Cole.
-Cole me ajuda a treinar arremesso de facas?- eu disse e sentei em seu colo, e o mesmo colocou suas mãos em minha coxa descoberta pelo shorts. 
-Tudo bem!!- ele disse e se levantou pegando em minha mão, e deixando suas coisas na cozinha e subindo comigo. 
-Coloca uma roupa que você usaria em um trabalho...- ele disse então peguei uma calça preta rasgada, em minhas coxas e uma blusa soltinha preta também e meu fiel labutam preto.
Ele colocou uma calça jeans e uma blusa que meu deus, favoreceu seus músculos, senhor até subiu um fogo aqui.
Descemos as escadas com as facas que pegamos nos cantos escondidos do quarto e fomos para fora treinar. 
Paramos em frente ao uma árvore.
-Tudo bem agora olha pra on...- antes mesmo dele terminar eu já havia jogado e acertado o alvo.
-Vamos la Cole algo mais violento...- eu disse e então o mesmo me segurou por trás e colocou uma faca em meu pescoço. 
Assim começamos tirei seus braços de minha volta e assim o derrubei sentando em seu colo, e podia sentir um volume o que me fez rir, e ele conseguir me virar ficando por cima. Consegui me levantar, mas ele me prensou na árvore e fez um corte um meu supercílio, virei ele na árvore e fiz um corte em sua bochecha e logo depois lambendo o corte, que fez o mesmo rir. 
Ele me derrubou no chão de novo e cortou o canto de minha boca, beijando o local, puxei sua nuca e iniciei um beijo. As coisas estavam esquentando, quando Cam vem interromper.
-Ana o Valak está ai...- ele disse e nos deixou ajudei o mesmo a levantar e entramos, nem percebi o quanto havíamos treinado e já havia começado a escurecer.
-Ana!!! Que os trabalhos comecem...- ele disse e parou de meu lado e Cole me puxou pela cintura, mais para perto dele.
-Ja sei Valak, nada de vestidos pretos e bla bla bla...- eu disse e o mesmo puxou Sammy para perto de mim e tirou os baraços de Cole de minha cintura e colocou os de Sam. 
-Vocês na festa são um casal, não se esqueçam!!- ele disse e me deu um beijo na bochecha, que fiz questão de limpar. E vi o mesmo sair porta a fora da casa. 
-Eu não acredito nisso...- eu disse baixo mas Sammy ouviu, to nem ai. Já não basta trabalhar com o mesmo temos que fingir um casal. Há há ha me poupe né.
Subi as escadas e fui para o quarto, entrei no banheiro me despi e deixei a água gelada cair sobre meus ombros, me relaxando. Sai do banheiro e Cole estava deitado na cama, entrei no closet  coloquei meu vestido.
-Cole, fecha pra mim por favor...- eu disse tirei meus cabelos de meus pescoço e senti leves cupões no local e depois senti o vestido ser fechado pelo mesmo.
-Obrigada!!- eu disse e dei leves beijos em seu pescoço.
Entrei no banheiro, e comecei a me maquiar e enrolar meus cabelos. Sai do mesmo uma hora depois, cole me trouxe uma faca e colocou no elástico que estava em minha coxa coberta pelo vestido.
-Está linda...- ele afastou meus cabelos e voltou com os chupões em meu pescoço.
-Temos que ir...- Sammy entrou no quarto atrapalhado o momento. 
Legal né não atrapalho a foda dele e ele vem aqui e atrapalha a minha. 
-Vamos...- eu disse e não posso negar até que ele estava bonito. 
Saindo porta a fora sinto meu pulso ser puxado e meus lábios colarem no de Cole.
Desci as escadas e Sam já me esperava no carro, entrei no mesmo e ele cantou pneu da casa.
-Sei que você está brava, mas temos que convencer a todos ai dentro então só coopere...-ele disse deu a volta no carro e abriu a porta para mim que quando sai atrai olharem, não sei se por ser filha de meu pai ou por estar acompanhada pela gangue inimiga de meu pai.
Entramos naquele grande salão, e Sammy não tirava a poha da mão da minha cintura.
-Olha se não é Ana Elisa...- vi um homem se aproximando de mim e Sammy colou nossos corpos.
-E os senhor? - perguntei sendo grossa mesmo,não sou paga para ser fofa. 
-Sou um grande inimigo de seu pai... Soube por boatos que esse império agora é todo seu... - ele disse e Sammy parou de quase querer fazer eu e ele de uma pessoa só.
-Sim, mas estou compromissada com Sammy, desculpa você ainda está abaixo de mim, e ainda juntamos dois grandes impérios... Agora se me der licença...- eu disse e puxei Sammy de la deixando o homem com cara de taxo.
A noite inteira foi isso homens me insultando, parabenizando Sammy pelo filé, sim eles falaram isso, minha vontade era de dar um tiro no meio da testa. E falando que o maior impero era meu agora. 
Graças ao bom deus essa joça acabou e posso ir para "casa".
Entramos pelos grandes portões, entrei na casa e me assustei com quem estava no sofá... 
Meu...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...