História Dangerous attraction - Capítulo 8


Escrita por: ~ e ~SweetLight

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Exibições 68
Palavras 2.018
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Ameaçador


Depois de as crianças dormirem, resolvi arrumar minhas roupas no armário e tomar um banho, tentar ficar em paz um minuto, mas daí... Jeniffer e Lucy resolveram que queriam conversar.

— o que você acha do Ryan? - Jennifer me pergunta, me alcançando um cabide com uma calça jeans.

— gatinho, vocês já se pegaram não é? - pergunto totalmente cara de pau, pendurando a calça no cabideiro.

— sim, na verdade, ainda se pegam. - disse Lucy, pondo uma pila de shorts em uma das prateleiras.

— uau. - digo espantada pendurando mais alguns cabides. - mas garanto que as duas já passaram pelo Justin.

— já, ele é impossível. - diz Jennifer rindo. - e ele é ótimo na cama, eu diria o melhor - ela diz como se fosse a coisa mais normal do mundo.

— verdade, você deveria experimentar. - Lucy diz. - só pra se divertir, qual é.

— eu não vou transar  com um cara que eu acabei de conhecer, não vejo graça nisso. - digo um pouco sem graça.

— pera aí. - Jennifer me olha chocada. - você é virgem né?

— sou. - elas começam a rir. - e adoro ser virgem ok?

— não deixa o Justin saber disso, se não... Você não vai ter sossego. - Lucy diz, arrumando meus sapatos nas partilheiras.

— eu vou tomar banho tá? - procuro por um pijama e a única coisa que encontro são camisolas absolutamente transparentes e provocantes. - sério? - digo sacudindo a camisola na frente delas.

— sério. - Jennifer diz. - a gente vai se arrumar, vamos sair daqui a pouco. - concordo com a cabeça e as duas saem do quarto e eu vou para o banheiro.

[...]

    Acordo de madrugada e resolvo ir no quarto das crianças. Caminho bem devagar não querendo acordar ninguém é chego ao quarto deles e encontro os dois dormindo perfeitamente bem.

     Desço para a cozinha para tomar uma água e observo a sala, absolutamente quieta até que...

— boa noite. - ouço Justin falar da porta da frente e caminhar em direção da cozinha.

— boa noite. - digo largando o copo na pia e tapando a parte dos meus seios, que tava bem decotada.

— eu não consigo assim... - de repente Justin já estava bem próximo a mim, e ele estava lindo. - você com essa camisola, com esse corpo maravilhoso, virgenzinha... - seus braços já me prendiam no balcão e meu coração se acelera.

— sai, por favor. - digo tentando manter a calma.

— não. - ele aperta minha cintura e gruda nossos corpos. - me beija.

— você tá louco? Você ta muito louco. - o empurro e ele não me solta.

— UEPA - ouço um grito e depois uma risada. - acho que chegamos na hora errada. - era Ryan e Jennifer que chegavam e se aproximavam da cozinha.

— tirem ele de cima de mim. - digo o empurrando e ele finalmente me solta, mas me dá um tapa na bunda mesmo assim. - abusado.

— amiga, desculpa - Jennifer diz.

— eu vou matar você. - subo as escadas correndo e vou para o meu quarto.

       Acordo com dois seres pulando em cima de mim e gritando.

— bom dia meus amores - digo me sentando na cama e dando um sorrisinho.

— Justin passou a noite aqui? - Jaxon diz sério.

— não. - digo sério. - por quê?

— porque ele saiu do seu quarto logo que a gente entrou. - me levanto da cama correndo e vou até o quarto de Justin, furiosa.

     Abro a porta dele e ele estava deitado na cama, só de cueca branca, e eu fecho os olhos e dou um tapa em sua perna.

— o que que é is... Oi gostosa. - Justin sorri malicioso e morde os lábios.

— o que você estava fazendo no meu quarto? - pergunto brava, cruzando os braços.

— fui olhar você, e você tava tão linda... - ele se levanta e se aproxima de mim.

— você tem que entender o não. - digo brava.

— e você tem que entender que... Eu ainda vou te dar muito prazer, vou fazer você gritar, pedir mais... - ele aperta o membro e eu viro minhas costas e saio do quarto, indo para o meu.

    Jaxon e jazzy estavam sentados na cama, quietos.

— voltei. Jaxon, faz um favor pra mim? - ele vem até mim e concorda.- deixa o Justin longe de mim. - dou um beijo no rosto dele e vou pro closet.

    Visto um short de moletom da Nike cinza com rosa, uma camiseta preta e o mesmo tênis do dia anterior. Penteio meus cabelos e prendo em um rabo de cavalo alto. Lavo meu rosto escovo meus dentes e desço.

— você sabe que tem que levar eles pra escola né? - diz Justin, assim que me vê entrar pela cozinha.

— sim, vou fazer isso agora. - sorrio e pego a mochila dos dois. - vamos meus amores? - digo sorrindo para eles.

— toma. - ele me joga uma chave enquanto os dois saiam correndo pela porta. - creio que saiba dirigir, se você arrebentar o meu carro vai ter que pagar por ele. - ele morde os lábios e eu saio, revirando os olhos.

     Arrumo as crianças nós bancos e entro no banco do motorista, pondo o sinto logo em seguida. Arrumo os espelhos e começo a dirigir, sem a mínima noção de como se dirige um carro daquele tamanho.

— onde é a escola de vocês? - pergunto assim que saímos pelo portão.

— e no centro, bem no início. - diz jazzy, e eu quase choro por não ter perguntado o endereço para Justin.

— e onde é o centro? - pergunto meio sem graça.

 

     Depois de uns 15 minutos chegamos na escola, isso que eu parei duas vezes para pedir informações. Acabou que a escola era mais perto do que eu esperava.

      Estaciono na frente da escola, tiro as crianças do carro e caminho de mãos dadas com eles até a sala de aula, atraindo olhares de alguns pais que estavam ali.

       Deixo as crianças ali, e saio depois de dar um beijinho em cada um, volto para o carro e volto para casa, andando super rápido.

        Chego em casa, estaciono o carro na garagem e vou para a área da piscina, onde Chris, Lucy e Justin estavam, Justin segurava uma vela desgraçada.

— agora eu fico o dia inteiro sem trabalho? - pergunto cruzando os braços, olhando para Lucy.

— vai lá botar um biquíni e fica aqui com a gente. - diz Chris, dando um selinho em Lucy.

— ok. - viro minhas costas mas Justin me interrompe.

— não vai pedir pra mim? Não esquece que sou eu que vou pagar seu salário. - ele diz grosso e eu reviro os olhos.

— posso? - digo me virando pra ele.

— pode. - ele sorri e eu vou para o meu quarto.

Eu me despi,pegando o biquíni no closet , coloquei a parte de baixo em rápidos movimentos, em seguida , coloco a parte de cima, mas estava com um pouco de dificuldade com o fecho atrás, até que sinto alguém fechando para mim.

- Obrigada Jennifer. – Eu pensava que seria ela , mas eu me virei , era ele, Justin.

- Tenho que admitir, você tem um belo corpo. – Ele deu um sorriso malicioso.

- Vai fazer isso de novo ? Sério ? – Eu tentei me afastar , mas ele me segurou pelo braço.

- Eu te pago para trabalhar, não devia falar comigo desse jeito. – Ele se aproximou , analisando meus ombros com as mãos, eu senti um arrepio subir pelo meu corpo.

- Eu trabalho com os seus irmãos, não para te dar algum tipo de prazer. – Ele cravou seus dedos na minha cintura.

- Você está brincando com fogo, Louise. – Ouvi sua voz sussurrar ao meu ouvido.

- Eu digo o mesmo, Justin. – Eu olhei para o mesmo e me soltei de seu braço.

- Eu estou avisando, não me teste por muito tempo. – Ele me soltou, me dando um pequeno empurrão.

Aquilo me soou como uma ameaça, sai rapidamente daquele closet, descendo as escadas, ele realmente estava como um ameaçador, eu tinha de ficar longe dele, ele era perigoso, mais do que imaginava.

Caminho em direção a piscina como se nada tivesse acontecido, de cabeça erguida e sorrindo, mesmo quando vejo ele passar do meu lado indo para o mesmo caminho que eu.

— onde os dois estavam? - Lucy perguntou com um sorriso malicioso.

— eu estava colocando o biquíni. - digo me sentando ao seu lado.

— e eu tava tentando foder ela, mas ela faz cú doce. - Justin diz grosso e eu toco a primeira coisa que vejo nele, que acaba sendo o bronzeador de Lucy.

— realmente, você não sabe conquistar uma gatinha. - diz Chris rindo.

— eu poderia te denunciar por assédio. - digo brava

— cala a boca. - Justin diz seco e eu me levanto.

— você não tem o direito de me mandar calar a boca. - digo furiosa e ele vem até mim, nós dois estávamos próximos da piscina.

— não? - ele cruza os braços. - tem certeza?

— você é muito idiota. - digo o empurrando e ele cai na piscina, me fazendo rir.

— garota, você realmente tá pedindo. - ele diz bravo.

— eu tô morrendo de medo de você. - digo fingindo tremer.

— devia ter. - ele diz sério e os outros dois riam descontrolados.

— você não pode nem com você Justin. - digo debochada. - se enxerga. - me sento de novo e observo Justin sair da piscina e ficar na minha frente.

— Chris, eu acho que a gente tem que sair. - olho para Justin que estava olhando para os dois fixamente, como quem dissesse alguma coisa.

— é, vamos. - Chris puxa ela pela mão e Justin observa eles saírem.

— eu preciso muito... - ele diz olhando para as minhas coxas. - eu preciso te comer garota. - ele diz, vindo para cima de mim. - aqui, agora. - ele aperta minha coxa, na área bem próxima da virilha.

— sai de perto de mim. - digo o empurrando e ele morde os lábios. Ele sobe um pouco a mão e quase toca minha intimidade.

— você não sente nem um pouco de vontade de foder comigo? - ele diz tentando tocar na minha intimidade.

— não, nenhuma, tira as suas mãos de mim AGORA. - Berro e ele se afasta rindo.

— uma hora, você vai querer transar comigo, e eu vou estar aqui, de pau duro. - ele da uma risadinha e vai de volta para dentro da casa, e confesso que dou uma olhadinha de leve na sua bunda.

[...]

— eu achei que fosse você, já falei. - digo cruzando os braços enquanto Jennifer me enchia o saco.

— você sabia que era ele, você quer ele. - ela diz rindo, nos duas estávamos na beira da piscina sozinhas. E já era umas 15:00.

— olha, se eu realmente quisesse, já tinha feito sexo com ele, mas eu não quero. - digo brava e me levantando. - ah não. - reviro os olhos ao olhar Justin vindo de sunga para a beira da piscina com um sorriso no rosto.

Jennifer sorri e eu me jogo na piscina, dando um banho nela.

— Sorry. - apoio os meus braços na borda da piscina e dou um sorrisinho com a cara de Jennifer.

— que delícia essa água. - ouço a voz de Justin falando, logo atrás de mim.

— Jennifer, acho que tem um cão farejador nessa casa, porque não é possível. - digo brava e Justin e ela riem.

— a piscina é minha, entro nela a hora que eu quiser. - ele diz superior.

— ah, vai se foder. - saio da piscina brava e volto para a cadeira ao lado de Jennifer.

— Justin, acho que alguém devia acabar com essa marra dela. - Jennifer diz e Justin ri.

— cala essa tua boca vadia. - digo brava e ela ri alto.

— seu mamilo tá aparecendo. - Justin diz malicioso e eu ajeito meu biquíni na mesma hora.

— vocês são muito chatos. - reviro os olhos e ponho meus óculos de sol.


Notas Finais


Em breve teremos hot 😏


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...