História Dangerous attraction - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Drama, Jimin, Romance, Suspense
Visualizações 46
Palavras 1.912
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá pessoal..
Mais um capítulo rápido para vocês.. porque simmmm.. rsrs..
Espero seus comentários.. 😉
Desculpem qualquer erro..
Boa leitura!!

Capítulo 5 - One step at a time


Fanfic / Fanfiction Dangerous attraction - Capítulo 5 - One step at a time

Tae's pov

Depois que deixei o departamento.. já tarde da noite segui para casa.. Taengi, minha irmã deve estar uma fera, pois não atendi nenhuma ligação dela hoje.

Parei o carro em frente a minha casa e após desligar o motor, desci do carro e o tranquei.. segui até a porta de entrada da casa e a porta estava entreaberta.. franzi o cenho e levei a minha mão direto em minha arma que estava presa na cintura..

A porta rangeu ao se abrir quando eu a empurrei.. droga!!

Entrei na casa e estava tudo escuro e então dei alguns passos e cai em cima de alguma coisa no chão.. percebi que era um corpo.. minha respiração ficou pesada de repente.. e eu me afastei largando a arma e rastejando pelo chão.. só depois consegui me levantar e procurei o interruptor.. e quando o ambiente ficou claro avistei Taengi caída no chão perto da escada.. onde eu tinha tropeçado.

Arregalei os meus olhos mais do que já estavam e em seguida corri até ela escorregando no chão.. ela estava caída em volta de uma poça de sangue..

Quê?! Como assim!!

- Taengi!! Taengi!! - a sacudi no chão..

______'s pov

Peguei o meu carro e acelerei até a casa do Tae. Alguns polícias já estavam no local.. o sol já estava alto no céu.

Corri para o interior da casa a procura do Taehyung e o vi encolhido no chão ao lado da escada.. o corpo de sua irmã já havia sido recolhido e não duvido que tenha sido bem ali.. onde ele a encontrou.

Respirei fundo e me aproximei dele.. me abaixei e o encarei..

- Tae? - olhei atentamente para ele que tinha os olhos vidrados.. ele olhava para frente, mas parecia não ver nada.

- Ela está morta. - disse ele com um fio de voz. - Eu ignorei todas as chamadas dela e agora ela está morta.

- Vamos pegar quem fez isso! - disse com uma firmeza na voz..

Jimin's pov

Cheguei a mansão de Kim Namjoon e lá encontrei alguns de seus fornecedores conversando com Yoongi.. passei direto por eles e senti o olhar de Min Yoongi sobre mim a cada passo que dava.. com isso acabei me lembrando do passado em um átimo.

Flashback on

Dois anos antes..

Me ofereceram um trabalho de transportador. Estou lutando para crescer na vida. Sou eu e minha irmã, apenas. Fomos criados por nossa mãe que já faleceu, infelizmente. Quanto ao meu pai.. vai saber.. dei de ombros para esse pensamento bobo.

Voltando ao assunto principal, o trabalho. Então.. sou um ótimo piloto, mas o problema é o tipo de coisa que vou levar e a quem quer contratar os meus serviços.. então a minha resposta foi: Não!

A porta da minha pequena casa foi quebrada, e homens a invadiam.. eu me levantei do sofá onde estava sentado, assustado, então eu soube que o grande problema é que eles não aceitam 'não' como resposta.. Me bateram e eu logo perdi a consciência..

Acordei, sei lá quanto tempo depois, com um deles jogando um balde de água fria na minha cara..

- Acorda! - disse ele virando a cabeça um pouco de lado enquanto me avaliava.. e eu a ele.. a medida que o meu olhar ia se fixando nele. - Você deixou alguém muito irritado.. - disse ele prendendo um sorriso. - E eu adoro isso.. - meu nariz doía e era provável que estivesse quebrado ou perto disso.. olhei para baixo e vi sangue na minha camisa.. estava sentado em uma cadeira com as mãos amarradas nas costas. O rapaz se aproximou de mim e se inclinou um pouco para frente para ver o meu rosto e eu o encarei. - Você vai fazer o serviço agora?!

- Não! - disse firme e ele me deu um soco.

- Não é essa a resposta. - disse ele enfurecido. - A minha mão está coçando para te matar.. - disse ele entre dentes.

- Faça isso! - disse amargo entre dentes.

Ele riu de forma debochada.

- Não.. isso seria pouco para você.. - ele se afastou um passo indo até a porta de madeira e a abriu.. e entrou dois homens segurando a Park Yoon So.. - Felizmente eu tenho meios de fazer você aceitar o que nós queremos. - Park Yoon So.. se debatia tentando se livrar dos dois homens que a seguravam.. o olhar dela para mim era de súplica, em sua boca tinha uma mordaça. - Eles vão fazer o que quiserem com ela bem aqui em sua frente e só vão parar quando eu mandar.. - olhei para ele com fúria e travei o maxilar.. - Está duvidando de mim? - ele balançou a cabeça positivamente..

- Eu faço! - disse rapidamente. - Eu faço.. por favor.. deixem-a. - supliquei.

- Teria sido mais fácil se você tivesse aceitado antes.. - disse ele em um tom arrogante. - Mas bem-vindo. - ele se aproximou de mim e sorriu de forma discreta. - Sou Min Yoongi e você recebe ordens diretas minhas até que isso mude.

Flashback off

Não gosto deste babaca, mas como disse Park Yoon So.. "Você é Park Jimin, então engole!".

Segui direto para falar com o chefe do meu chefe.. o todo poderoso.. mentira.. nem ele mesmo sabe quem é o chefe dele.. se os criminoso mais procurados estão vivendo debaixo do nariz de todo mundo, então.. até um mocinho pode ser um vilão.

- Finalmente você chegou.. - disse Kim Namjoon. - Sente-se.. - ele fez sinal para que eu me sentasse e assim o fiz, me sentando em uma poltrona. - Tenho olhos e ouvidos em todo lugar.. - continuou ele mais do que depressa. - E tudo que é digno de nota eu fico sabendo.. não se iluda Park Jimin.. nada podem esconder de mim.. posso saber o que você pensa antes mesmo de você pensar.. - engoli em seco.

- Eu não sei do que está falando.. - estalei a língua para parecer descontraído. - Devo lhe agradecer pelo cara que sou hoje? - arqueei uma sobrancelha.

- Deve sim.. tudo o que você se transformou nesses dois anos, você deve a mim. - Namjoon balançou a cabeça positivamente. - Mas não é isso que queria falar com você.. Andei sabendo que você foi visto com uma policial.

- O quê? - disse confuso estreitando os olhos.

- Vai me dizer que você não sabia que Jung ______ é uma policial e que está investigando o esquema da joalheria? - disse Kim Lia aparecendo na sala de repente como sempre faz.. ouvindo conversa alheia.

Encarei Kim Lia mais tempo do que eu realmente gostaria.. os olhos dela estavam esbugalhados.. como se ela tentasse olhar para além de mim.

______ não tinha nenhuma arma com ela.. também não perguntei o que ela fazia para ganhar a vida e ela também não perguntou para mim.. conversamos sobre coisas banais..

- Eu não sabia. - disse sincero voltando a encarar Kim Namjoon.

- Não acredito em você. - disse Lia e eu olhei para ela de soslaio.

Ela cruzou os braços e seus olhos quase saltavam para fora de tão arregalados..

- Qual foi a droga que tomou desta vez?! - disse irônico. - Está fazendo você ter paranóias.. - coloquei os meus braços no braço da poltrona de forma arrogante. - Tínhamos outras coisas na cabeça.. - encarei Namjoon. - Imagino que queria que eu me afaste dela. - completei mantendo uma linha fina em minha boca.

- Mas é claro que não!! - disse Namjoon balançando a cabeça negativamente. - Você vai tirar informações dela e desviar a atenção das investigações..

- Que piada.. - disse com um sorriso cínico.

- Você está vendo eu rir? - disse Namjoon arrogante e ele não esboçava alegria e muito menos um sorriso oculto na cara dele nada amigável.

- Quer mais corda para se enforcar...?? - arqueei uma sobrancelha. - Tudo bem.. - dei de ombros. - .. mas já chamou atenção de mais..

- Faça o seu trabalho ou então haverá consequências.. - ele sorriu cínico.

- A sua irmã ainda tem uma bunda deliciosa.. - disse Yoongi e eu franzi o cenho.. olhei para trás e o vi encostado no batente da porta com os braços cruzados e um sorriso travesso pregado em seus lábios.

Mantenho o máximo que posso a minha irmã longe desse cara, mas talvez eu não consiga protegê-la.

- E se ela passar a ser um problema.. - começou Namjoon e eu voltei a encará-lo. - Já sabe o que fazer.. Vou querer a cabeça dessa policial de merda! - engoli em seco.

- E quanto ao policial que foi incomodar a Park Yoon So..? - disse Yoongi..

Franzi o cenho. Eu não sabia disso..

- Falando nisso.. - disse Namjoon se ajeitando no sofá. - Não há com o que se preocupar. - ele sorriu. - Lia.. como foi sua aventura ontem à noite?

- Foi mais do que perfeita. - disse ela com um sorriso cruel no rosto. - O recado foi dado sem problemas.

Revirei os olhos.. quem eles mataram desta vez?!

- Oh, não!! - respirei fundo. - Vocês mataram um policial? - passei os olhos de Namjoon para Lia.

- Não.. - começou Namjoon e eu o encarei. - Mas você vai. - ele sorriu e eu soltei o ar pela boca, pesadamente. 

______'s pov

Estávamos Tae e eu na sala do senhor Pung, o chefe de polícia, e ele falava e falava.. e eu não ouvia nada.. apenas encarava Taehyung sentado da cadeira ao meu lado viajando no mundo da lua.. estou preocupada com ele.. preocupada que faça alguma bobagem..

- ... Então.. estou te dando uma licença.

Encarei o chefe Pung e respirei fundo e.. em cinco, quarto, três, dois.. o Taehyung vai voltar para Terra.. agora!

- Não pode fazer isso comigo! - disse ele agitado..

- A sua irmã morreu.. - começou o chefe Pung. - Eu entendo que precise de um tempo..

- O senhor já perdeu um irmão? - perguntou Tae com uma voz atordoada. O chefe Pung negou com a cabeça. - Eu não preciso de licença alguma!!

- Uma licença.. - comecei.. e Tae me encarou.. - para você esfriar a cabeça.. serão só alguns dias.. - olhei para o chefe Pung. - Não é? - estreitei os olhos.

- Alguns meses... - disse ele afirmando com a cabeça. - Ouça, Taehyung.. você não está sendo suspenso nem nada disso.. mas se insistir em ficar.. eu vou ter que te suspender pelo seu próprio bem.

- Meu próprio bem? - disse ele em um tom irônico e em seguida se levantou da cadeira deixando a sala.

- Ele vai aceitar a licença, não é? - disse o chefe Pung me encarando atentamente..

- Esse é o certo e ele sabe.. mas tenho medo de ele pirar sem fazer nada.. - meus pensamentos fluíram de minha boca.

- Cuide para que o corpo da irmã dele seja liberado o mais rápido possível.

- Sim, senhor. - me levantei da cadeira e deixei a sala dele.

(...)

Depois de um longo dia fui para casa.. abri a porta do meu apartamento e entrei a fechando atrás de mim na sequência.. e então vi uma sombra próxima a janela.. arregalei os meus olhos e levei a minha mão automaticamente em minha arma presa a minha cintura.    


Notas Finais


Então??
O que acharam deste capítulo??
Deixem comentários.. sua opinião é muito importante para mim.. 😊😊
Vejo vocês em breve..
XX #Kathy


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...