História Dangerous Call - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Lily Collins, Nina Dobrev
Personagens Justin Bieber, Lily Collins, Nina Dobrev
Tags Ação, Ameaça, Assassinato, Criminal, Justin Bieber, Lily Collins, Morte, Nina Dobrev, Prisões
Visualizações 79
Palavras 915
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


HELLOOOOUUUUUU IT'S ME

Não vou falar muito, só um BOA LEITURA :)

Capítulo 5 - Pregnant?!


Fanfic / Fanfiction Dangerous Call - Capítulo 5 - Pregnant?!

Atlânta, April 08, 2016

16:35 P.M.

Point of View – April Katherine Campbel del Blunck.

Ah, qual é, eu não mereço isso, caramba!

Qual o problema dessa garota com a minha vida, pelo amor de Deus?!

– O Cameron só veio fazer uma visita, nada mais. – revirei os olhos e me joguei no sofá.

– Exatamente. – o ruivo deu de ombros e se jogou no meu colo.

– Ei, – exclamei. – folgado.

Shiu, calada, – pôs o dedo indicador nos meus lábios me impedindo de falar, eu apenas revirei os olhos pra ele e o mesmo soltou um sorrisinho cínico. – então, cadê a va…

EU ESTOU GRÁVIDA!

Alguém, muito sem noção, chegou quase derrubando a parede e um barulho estridente de vidro se quebrando ecoou de dentro da cozinha.

Girei o meu pescoço pra ver quem era e quase que os meus olhos caem do rosto.

Abbie? – empurrei o Cameron com força, fazendo o mesmo cair de quatro por cima da pequena mesinha de centro e me levantei do sofá, ele resmungou um ‘vadia asquerosa’ e eu apenas lhe lancei o dedo do meio enquanto ainda olhava pasma para a morena parada na porta. – O-o que você disse...?

– Eu estou grávida, caramba! – Abbie exclamou mais uma vez e abriu os braços pra mim.

O que? Ela acha que eu vou aceitar isso assim tão rapidamente?...

Sim! Vou ser tia, caralho!

Sair correndo em sua direção e lhe deu o abraço mais apertado do mundo.

Vou ser titia, porra! – exclamei contra o seu ombro com um sorriso exagerado no rosto. – Você está falando sério, não é?! – perguntei outra vez assim que desenrolei os meus braços do pescoço dela e a mesma assentiu freneticamente. – Não brinca! – gritei e voltei a envolver meus braços em torno da minha irmã.

– Eu ouvi direito?! A Abbie está prenhe? – a voz enjoada da Skyla quebrou todo o clima, me fazendo revirar os olhos automaticamente enquanto desfazia o abraço.

É melhor eu ficar na minha e só vê no que isso vai dar.

– Skyla, por favor, seja menas, bem menas. – Edith disse simples e se jogou no sofá.

– Oi, Skyla, tudo bem com você? Não tinha te visto chegar. – a voz da minha irmã saiu carregada de ironia e o sorriso cínico no seu rosto fez com que tudo ficasse mais interessante.

– Tudo ótimo, querida. – ih, vai dá merda.

– Olha aqui, sua…

– Vamos parar, né?! Skyla, volta lá pro buraco de onde você saiu, – me intrometi antes que elas acabassem se agarrando e se embolando pelo chão. – e Abbie, aquieta o fogo aí, porque se a Skyla senta a mão na sua cara a errada vai ser você.

– Ah, que seja. – Abbie disse seca girando os calcanhares, caminhando de volta até a porta de entrada, mas antes de abrir, ela se virou pra me encarar. – Quando essa sua… Amiga, for embora, me liga. – e saiu.

A minha irmã nunca gostou muito das minhas amigas, principalmente, a Skyla, com a desculpa de “elas são muito folgadas, ainda mais essa tal de Skyla, que garotinha irritante. – cara de nojo.”, não dá pra entender.

– Tá legal, o que foi que acabou de acontecer aqui? – Edith perguntou, revezando o olhar entre mim e Skyla.

– A sua irmã é super gente boa e tudo mais, April, mas, o que ela tem contra mim? – dei de ombros. – Talvez seja...

Inveja. – Cameron brotou sei lá de onde digitando algo no celular e logo o guardando no bolso. – O que eu perdir? – se jogou no sofá.

– Não tô afim de te contar. – disse simples.

– Não tô pedindo pra você contar.

– Ok. – me levantei e fui em direção a cozinha comer alguma coisa.

– Ei, onde você pensa que vai? – alguém me gritou.

– Não interessa. – revirei os olhos.

Povo insuportável.

Adentrei a cozinha estilo americana e encontrei o retardado do meu cunhado jogado, literalmente, sobre a mesa.

Parece que alguém está prestes a desmaiar.

– Você ouviu, não é? – perguntei ao me aproximar dele e esperei por uma resposta, mas fui surpreendida por um abraço desesperado.

Não estou pronto pra ser pai.

Ih, fudeu.

Point of View – Justin Bieber

16:43 P.M

– “Novidades, meninos, a mais velha está grávida do namorado.

Achei que vocês iriam gostar de saber.

D.C.D

Sorri ao terminar de ler a mensagem, isso está me saindo melhor que a encomenda.

Com a morte da filha e do neto fará com o que a minha pequena e inofensiva vingança tenha um começo maravilhoso e o fim…

Ah, o fim…

– No que você tanto pensa aí, huh? – Ryan perguntou e eu apenas ergui o olhar pra ele com um sorriso maldoso nos lábios. – Não está pensando em…

– Exatamente. – disse simples e ele arregalou os olhos.

– Você enlouqueceu de vez ou o que? Não pode matar aquela garota, muito menos com ela estando grávida, ela não tem nada haver.

– Não começa. – revirei os olhos e me levantei da cama de concreto.

– Não começa um caralho, Justin, é injusto matar uma pessoa sem motivos, pior, é imoral matar uma mulher grávida. – eu não mereço isso. – Alguém precisa colocar um freio em você.

Blá blá blá...

– E quem vai “colocar um freio” em mim? – virei para encará-lo. – Quem vai me impedir de matar ela e toda a família dela, hein?

– Para de agir como o “fodão da porra toda” e pensa nas coisas direito, seu idiota, se você–

– Ryan, chega, tá legal, – o interrompi. – não adianta vir com essa conversa mole pra cima de me não, já está decidido, dessa semana aquela vadia não passa, não vou mudar a minha decisão.


Notas Finais


Tá aí mais um capítulo, espero que gostem, obrigado pelos 34 favoritos e os comentários positivos, fiquei muito feliz!! Amo vocês sz.

ATÉ A PRÓXIMA! !

COMENTEM O QUE VOCÊS ESTÃO ACHANDO! ! É MEGA IMPORTANTE.

Minha outra fic: https://t.co/LMm9jE2YOv
Meu tt: @TRUSTITUEI
Dêem rt/fav aqui pra ajudar na divulgação da fic criminal: https://twitter.com/TRUSTITUEI/status/747120696849989632
Dêem rt/fav aqui para ajudar na divulgação da fic cliche: https://twitter.com/dallaswoIf/status/701781437578665984


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...