História Dangerous Desire. - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Tags Drama, Drogas, Obsessão, Violencia
Exibições 13
Palavras 894
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Drogas, Estupro, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Boa Leitura. Agradeço á quem me acompanha <3. Vocês são muito especiais para mim!

PS; MEU INTERROGAÇÃO QUEBROU, PEÇO DESCULPAS Á TODOS.
PS; Simon é inimigo de Zayn.

Capítulo 3 - I'm not yours.


Camila's Point Of View.

O relógio já marcava 22 horas, e eu estava literalmente varada de fome. Desde que Ally havia saído, eu estou sozinha nessa mansão imensa, tirando os brutamontes vulgo guardas que ficavam ao lado de fora. Eu ainda não entendi o motivo de ter tantos guardas. Esse tal de Malik não sei das quantas deve ser um velho e precisa de proteção. Meu Deus, eu estava pirando, totalmente louca. Cá estou eu vestindo aquela mini lingerie que estava no envelope. 

Ando até a frente do espelho e fico boquiaberta olhando para meu corpo, eu nunca fui de prestar muita atenção em meu corpo, até porque eu não gostava muito dele, e eu também nunca vesti roupas como essa, sempre usei moletons, o que me impedia de prestar atenção em meu corpo, sem contar o extresse e as provas..nem me fale. Nesse momento eu estava analisando minha bunda. Okay, desde quando ela está tão grande assim..eu estou totalmente constrangida. Bufo negando com a cabeça e começo a andar pelo o quarto.

- Eu estou com fome. Falo enquanto olhava para minhas unhas e andava feito louca pelo o "meu" quarto. Suspiro e caminho até a porta, abro a mesma. - Tudo bem Karla, vamos lá. Você precisa de alguma informação. E esse Malik não vai chegar tão cedo assim. Estava decidida então comecei a andar pelo o imenso corredor, o qual era muito largo, as paredes eram num tom de vinho. Eu não o conheço, mas esse Malik tem um bom gosto para decorações. Ando até o ultimo quarto que havia no corredor imenso. NÃO VÁ. NÃO VÁ. NÃO VÁ. Me xinguei mentalmente por ser tão covarde e girei a maçaneta com um pouco de receio, entrei mordendo o lábio de curiosidade. O quarto estava totalmente escuro, logo liguei a luz, e me deparei com um escritório sofisticado e uma mesa cheia de papelada. Me aproximei da mesma e olhei para a cadeira de couro. Sentei nela e abri as gavetinhas desesperadamente. O tempo era meu pior inimigo no momento.

- Eu preciso achar alguma coisa!
 

Falo desesperada mexendo em meu cabelo e revirando a papelada, desejando que Malik fosse cego e não visse isso. Acho um envelope, cujo estava escrito "Cabello, Alejandro" - Finalmente! Falo enquanto abria o envelope e percorria os olhos pela aquela papelada. Engulo o seco me preparando e quase dando pulinhos de felicidade. Gelo quando ouço o barulho de maçaneta abrir.

Zayn's Point Of View.

Tratei de ser o último a ir embora do galpão, terminei de resolver algumas coisas e falei sobre o assalto ao banco que irá ocorrer semana que vem, se tudo der certo. Bom, eu já estava atrasado para o "encontrinho" que eu irei ter com Camila, o primeiro em que ela irá estar acordada. Rio pelo o nariz, pego a chave de meu carro e caminho até a porta do galpão, tranquei o mesmo e olhei ao redor, vendo alguns dos meus guardas conversando, eles pareciam estar um pouco frustado, bufei. Esses merdas nunca conseguem resolver nada, sempre estão paparicando, parecem até manicure.

- O que tá acontecendo aqui. Perguntei já sem paciência e cruzando os braços em frente á eles. Logo os novatos ficaram com a cara estampada de medo, o que me fez respirar fundo. - FALA LOGO PORRA! Falei apontando a arma para eles e dando um tiro no barril que estava no canto. Logo um deles resolve se pronunciar

- C-Chefe. Alejandro se juntou ao Simon e estão tramando algum tipo de armadilha para o senhor e para nós. Disse o guarda gaguejando e olhando para o chão. Eu odiava isso.

- PUTA QUE PARIU! COMO NINGUÉM ME AVISOU ANTES, EU SOU O DONO DESSA PORRA TODA, ESSE FILHO DA PUTA ESTÁ FUDIDO! Gritei disparando dois tiros no outro barril e andei até o meu carro. Agora eu estava puto. Dei partida no carro e saí em velocidade maxíma. Acelerei mais ainda quase atropelando uma velha e xingando todo mundo. Em questão de minutos eu estava em frente á minha mansão. Avisei os guardas para ficarem atentos e liguei para Liam, dei um sermão nele e pedi para que ele estivesse no galpão amanhã cedo e chamasse os meninos. Adentrei minha mansão, eu precisava de uma vadia que me proporcionasse bastante prazer no momento, lembrei de Camila e andei até o quarto dela. 

- Olá meu b..

Sou interrompido quando ouço um barulho vindo do MEU escritório e Camila não estava no quarto. Essa puta estava fodida. Desde quando eu falei que era para sair do quarto. PUTA QUE PARIU. Caminhei com meu revólver na mão, eu iria matá-la, ou ela iria pagar bem caro por isso. Abro praticamente arrombando a porta do escritório e vejo a vadia sentada em minha cadeira mexendo no envelope.

- O QUE VOCÊ PENSA QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO, GAROTA! - Esbravejei e caminhei até ela em passos largos, segurei e puxei seu cabelo com brutalidade e vi que a vadia choramingava. Semicerrei os olhos e puxei com mais força fazendo com que ela olhasse para mim. Eu já sei o que eu vou fazer. Ela olhou para mim com lágrimas nos olhos. A puxei pelo o braço e sentei em minha cadeira, em um movimento brusco, puxei seu fino braço e logo ela estava sentada em meu colo. Porra. Ela era gostosa. 


Notas Finais


Continua..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...