História Dangerous Girls [Hiatus] - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 90
Palavras 2.155
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Depois de anos eu voltei!
GENTEEEEEEEE, mals ae, minha mãe forçou que eu apagasse minha conta, então eu vou postar pela conta da Freya.
Espero que gostem <3

Capítulo 7 - 07 - Maknaes e seus Toddynhos


Aika

Como havíamos chegado de madrugada no hotel, ficamos nos quartos, tentando dormi, mas eu, particularmente, não consegui. Primeiro, tinha um garoto na outra cama, e também tem o fuso horário que não está ajudando muito.

Solto um suspiro, e me viro na direção de Jin, que estava olhando para mim, quando percebeu que eu o olhava, desviou o olhar envergonhado, e eu como uma boa pessoa, segurei o riso. Olho no relógio digital, e vejo que já são 7:00 a.m.

— Sumbae. — chamo, fazendo o olhar de Jin se voltar para mim, novamente.

Aquele cabelo rosa caiu bem nele... Aish, que é que eu tô pensando?, penso.

— Eu já disse, me chame de Oppa. — fala ele, pela milésima vez.

— E eu já disse, não acho que tenho intimidade o bastante para chamar-lhe de Oppa. Não sou como a Sun, a Moon e a Hyeon que são entrosadas. — falo, fazendo uma careta, e ele rir. — Mas enfim, você acha que o café já tá pronto? Estou com fome, e ainda tenho que acorda a Cute e a Rapper Maknae, que com certeza estão dormindo.

— São que horas? — pergunta ele.

— Em horário noruegano, 7:00 a.m. — respondo, sentando-me na cama.

— Já deve está pronto, então. — fala ele, ainda deitado.

Levantando-me de minha cama, e fui pegar uma calça jeans clara, e uma camiseta moletom branca de manga longa, juntos a meu par de all star, depois me dirigir ao banheiro para me trocar, já que havia banhado quando cheguei.

Troquei a roupa, e pentei o cabelo, prendendo-o em um rabo de cavalo alto, e sai do banheiro, encontrando Jin já de pé, com um toalha na mão, e uma muda de roupa na outra.

— Já vou indo, se quiser posso acorda os meninos. — falo, pegando meu telefone é o colocando no bolso.

— Você é uma anjo Dong... digo, Hoobae. — fala ele, e viro a cara, para esconde e a minhas bochechas avermelhadas, por conta do elogio.

Sai do quarto, e fui para o quarto de Sun, que é no final do corredor. Enquanto isso, mandei uma mensagem no grupo, para ver quem estava acorda, e como desconfiei, apenas as duas dorminhocas não responderam.

Bati na porta, e não teve nenhuma resposta... Como eu disse, é o casal do sono.

Peguei a chave que Sun tinha me dado, afinal, ela já sabe que só acorda se alguém ficar cutucando ela, então eu fiquei com a chave dela.

Abri a porta do quarto, e deparei-me com os dois seres dormindo (em camas diferentes, é claro). Soltei um longo suspiro, e fui acorda Sun, depois de ficar cutucando ela, desferi um tapa, não muito forte, na barriga da mesma, que acordou em um pulo.

— Aish! Você disse que não ia mais fazer isso. — reclama Sun, passando a mão na região que minha mão atingiu.

— É o único jeito que tu acorda, criatura. — defendo-me, e vou tentar acorda o rapper dos BTS. — Suga Sumbae. Suga Sumbae.... SUGA SUMBAE!

— O que? Que foi? — pergunta ele, assustado, quando acorda, fazendo com que eu risse junto com Sun. — Noona, o que está fazendo aqui?

— Vim acorda vocês. — respondo, óbvia. — Se ajeitem para tomar café.

— Já acordou minha filha? — pergunta Sun, fazendo que Suga olhasse para ela desconfiado. — Que foi? A Mika dorme tanto quanto eu, por isso ela me chama de Omma.

— Ainda não, vou nessa missão agora. — falo, saindo do quarto, e indo para o do lado, este por sua vez, quando bati na porta, teve uma pessoa que abril, e foi Jungkook. — Te acordei?

— Na verdade, não Aika Noona. — quando foi que eu dei intimidade para esse povo me chamar de Noona!?

Jungkook dá passagem para eu entra no quarto, e fui logo cutuca a maknae, que como a Sun, não acordou com aquilo.

— Pega aquela mochila roxa ali. — peço, e Jungkook pegou, e me entregou, do bolso lateral tirei um apito. — É melhor tampar os ouvidos.

Soprei o apito, e um barulho irritante invade meus ouvidos, e acorda a maknae.

— Tá bom, tá bom, já acordei! — fala ela, sonolenta, mas sem abrir os olhos. Já vai voltar a dormi... tenho que recorrer a medidas mais drásticas...

—  Se você voltar a dormi, vai ficar sem achocolatado. — falo, e Mika abre os olhos e senta-se rapidamente.

— É Toddynho? — pergunta os maknaes juntos.

— Não sei, se arrumem e desçam para o refeitório do hotel. — respondo, e saio do quarto, e vejo Sun saindo do seu. — Se arrumou rápido.

— Tudo para não ficar vendo a cara do Suga. — ela fala, e eu rir, enquanto andávamos para o elevador. Quando já íamos entrando, Sun lembrou que tinha deixado o celular no quarto, e foi lá.

Suga

Algo de errado não está certo, com toda a certeza. Eu devia não gostar da Sun, certo? Ela é uma plagiadora, certo? Errado, e eu vim me tocar disso a três semanas atrás, quando estávamos naquele encontro, que eu beijei ela.

Se eu gosto dela? Não. Talvez. Sim. Aish! Isso é complicado!

Solto um suspiro, e saio do banheiro, apenas vestindo a calça, já que tinha esquecido a camiseta no quarto, e como a Sun já tinha saído, não seria problema eu sair andando pelo quarto sem camisa, certo? E novamente, errado.

Na hora que sai do banheiro, levei um susto quando vi Sun parada no meio do quarto, e ela teve a mesma reação que a minha, a diferença que é Sun tampou os olhos com as mãos.

— Aigoo, eu também durmo aqui, não pode fica andando sem camisa por aí! — exclama Sun, fazendo eu soltar uma risada.

— Não é como se você não estivesse gostando da visão. — falo, e a garota fecha mais ainda a mão, impedindo qualquer brecha para poder ver meu abs. — Relaxa, somos namorados, esqueceu?

— De faixada. — rebate ela, aproximo-me de Sun, e tiro suas mãos de sua cara.

— Para os outros somos um casal, então vamos agir como um. — falo, e beijo a morena.

Coloco minhas mãos em sua cintura, aproximando mais o seu corpo do meu, enquanto Sun tinha as mãos em meu abdômen, e fazia menção em empurrar-me, mas depois ela começou a retribuir ao beijo, passando sua mão pelo meu tronco inteiro, e entrelaçou os dedos nos meus cabelos. Infelizmente, o ar faltou, fazendo que nós seprassemos.

Em questão de um minuto, Sun saiu correndo para fora do quarto.

Mika

Quando Aika Unnie saiu, levantei-me e peguei a minha mochila, e tirei uma calça jeans escura, que tem um rasgo no joelho, uma cropped com a estampa da bandeira da Inglaterra, e minhas roupas íntimas.

Vou para o banheiro, e apenas não dirigir nenhuma palavra a Jungkook, nenhum momento, mesmo eu estando sem nenhuma crise, mas a guardo muito ressentimento, e é claro que não vou deixar barato para uma pessoa que me chamou de plagiadora em rede nacional... mesmo que essa pessoa seja meu Ultimate.

Tomei meu banho enquanto várias idéias passavam pela minha cabeça. Não poderia fazer nada que machucasse nenhum do BTS, se não o povo iria cair em cima de mim.

Adoro quando sou eu mesma, nada de crises de irritabilidade... é quando as ideias chegam.

Sai do box, e vou vestir minha roupa. Não pentei o cabelo, apenas o joguei para o lado, e fiz uma trança, escondendo as pequenas ondulações que se formavam. A pesar de ser oriental, minha mãe era brasileira, e eu acabei por puxar seu cabelo, que não é nenhum pouco liso, igual as das coreanas. Gosto dos ondulados, mas eles dão um trabalho...

Passe meu fiel escudeiro, o lápis de olho, que acabei borrando um pouco.

É impressionante como um pequeno borrão pode acabar com sua aparência. É por isso que não posso fazer nada que machuque o Jeon... fisicamente.

Sempre fui boa em mexer com o psicológico das pessoas, mesmo tento os meus problemas. Eu poderia causar uma pequena dor no maknae do BTS... mas como?

Desilusão amorosa... isso deve doer. Posso ser má, as vezes, mas isso não é do meu feito.

Mas admito que seria bem legal, provar como é iludir alguém, pelo menos uma vez na minha vida.

Porém, eu já assisti muitas séries e filmes para saber que esse tipo de coisa sempre dá errado, e a garota sempre se apaixona pelo garoto.

Ah, qual é, você é Know Mikaely, a Br das Dangerous Girls, a pessoa mais agressivamente fofa do mundo, a Cute Maknae, a Angel..., uma voz, provavelmente minha consciência, irritante fala, porém eu a corto na hora que ela profere meu antigo apelido.

Solto um suspiro, pego minhas coisas, e saio do banheiro, jogo minha roupa em cima da cama, e calço meu vans branco.

Pego meu celular é meus fones, e saio do quarto, acabo por esbarrar na Sun que esta com a cara toda vermelha, e eu imagino que seja de vergonha.

— Aconteceu alguma coisa, Sun Omma? — pergunto, rindo. — Não vai me dizer que já perdeu a aposta.

— Claro que não! — exclama ela. — Eu só fui pegar meu celular no quarto, quando penso que não, o Suga sai do banheiro só vestindo a calça. Eu acabei de ver um garoto sem camisa, Mikaely!

— Isso é motivo para tá pirando? — pergunto, entrando no elevador, acompanhada de Sun.

— Ao contrário do resto da Line Maknae, eu tenho vergonha na cara. — rebate Sun.

Apenas fiquei rindo da cara da Unnie, até o refeitório, onde tinha uma mesa enorme para todo mundo.

— Bom dia. — falo, fazendo uma reverência, e me sentando entre a Cat e a Hyeon.

— Bom dia. — fala todo mundo junto.

— Certo, agora cade o Toddynho? — pergunto, olhando cada centímetro da mesa.

— Não tem, apenas Nescau. — fala Aika, me passando a caixinha de Nescau.

— Você tá me dizendo, que eu acordei para tomar Nescau? É isso mesmo? — pergunto, indignada.

— E para ir treinar também, o show de abertura é daqui dois dias. — fala Sook.

Suga e Jungkook Sumbae, aparecem e sentaram-se. Suga ao lado de Sun, e Jungkook do lado de Moon que estava a minha frente. Fiquei rindo, discretamente, da cara de Sun que tinha as bochechas levemente coradas.

Moon me lançou o tipico olhar “O que é que tá acontecendo?”, e eu retribui com um “Conto depois.” Comemos em silêncio, até alguém falar.

— Hey, eu tenho uma dúvida. — se pronuncia Hyeon. — Vocês, BTS, não vão lançar um MV dia 10 desse mês? E as promoções, como vão fazer se estão na turnê?

— Na verdade, depois do show de abertura, os garotos vão voltar para a Coréia do Sul, e vocês vão para a próxima cidade. — fala o Manager Shin.

— Imaginem como fosse a folga que vocês não tiveram depois da promoção de Good Lucky. — fala a Sook. — Duas semanas inteiras, em Estocolmo.

— Eu ouvi direito? —pergunta Jiyoon.

— Não sei você mais eu ouvi, duas semanas de sono? — fala Sun.

— Mano, certeza que eu ouvi duas semanas de compras. — fala Moon.

— Só ouvi duas semanas de descanso. — fala Aika, juntos Cat.

— Hyeon, confirma para mim, duas semanas de pegadinhas, não é? — falo, colocando o dedo perto do ouvido, como se eu tivesse um ponto.

— É sim. — responde Hyeon.

— Por falar em pegadinha, Line Maknae é Jiyoon, podem me explicar como o G-Dragon e o Seungri amanheceram com os cabelos pintados de loiro, de novo, e Bobby, Daesungi e Junhoe tinham o corpo pintado por caneta permanente, e o T.O.P. e Taeyang estavam com a cara toda maquiada. — fala Sook, alternando o olhar por toda o sub-group da DGS, o Small Evil*.

— Sei lá. — respondo, dando de ombros.

— Como vamos saber? Estamos na Noruega, e eles na Coréia do Sul. — argumenta Jiyoon.

— Vocês podem ter aprontado antes de virem para cá. — argumenta Aika.

— De que lado você está!? — exclama Moon.

— Moon. — repreende Sun.

— Sook Noona, como elas iriam entrar no dormitório do Big Bang e do iKON? — pergunta Jin, tentando defender a gente.

— Pensei nisso também, mas então lembrei que a Mika sabe abri fechaduras apenas com um garfo e um grampo. Algo a dizer Cute Maknae? — pergunta ela.

— Sou uma criança pura e casta, quase uma santa. — falo. — Não faço esse tipo de coisa não.

Meu celular começou a tocar, e vejo que era o contato da minha prima Neide, pedi licença, e fui atender ao telefone. O que é que essa desgraça quer?


Notas Finais


*Small Evil, é o nome do sub-group da Dangerous, composto pela Sun, a Mika, a Moon, a Jiyoon e a Hyeon.

Espero realmente que tenham gostado! 😉💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...