História Dangerous love - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Romance, Sobrenatural, Yaoi
Exibições 14
Palavras 572
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Luta, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Gente eu tava tentando achar algum personagem parecido com o Akira mais acabou com esse do anime Uta no Prince-sama, desculpe-me!! Bom agradeço-os por lerem muito obrigada e desculpe pelos erros!!
Sem mais delongas..
Boa leitura!!😉📖

Capítulo 4 - O verdadeiro começo...


Fanfic / Fanfiction Dangerous love - Capítulo 4 - O verdadeiro começo...

              Pov' Hiroshi

Duas semanas se passaram desde que comecei a trabalhar com Renn, e nunca na minha vida pensei que iria gostar tanto de trabalhar em uma empresa!

 Todos os dias chegamos eu e ele exatamente às 9:00 da manhã, nos comprimentamos e depois eu passava os relatórios que o mesmo tinha que revisar, sempre ao som de alguma música alegre. Estava me divertindo muito, tanto que agora nos encontrávamos dançando em sua sala, pois havíamos fechado negócio com uma empresa de tecnologia avançada.

Até que tropecei na ponta do tapete, indo ao chão e levando Renn junto comigo, o mesmo ficando por cima de mim, ficamos um tempo assim, nos olhando com os rostos corados, até que alguém entra na sala, nos fazendo se sentar no chão por reflexo.

--- Atrapalhei algo Renn-san?...

renn-- Não, imagina Akira! Por favor sente-se --- Renn havia se levantado e estava me ajudando a fazer o mesmo, ambos nos arrumamos e tomamos novamente a postura de pessoas sérias, que no caso Renn disse que odiava.

akira--- Então...queria pedir que...

r--- Sim?...

akira--- Você fosse meu padrinho de casamento..!

Foi quando, quase que instantaneamente a áurea de felicidade de Renn sumiu fazendo o fechar a cara, mais disfarçando rapidamente com um sorriso a ver que eu o observava

r--- D-Desculpe Akira-kun eu...eu realmente... Não posso!.. --- ele ja estava sentado, olhando seriamente Akira que estava sentado em sua frente...

akira--- Ma-Mais porquê?.. Eu realmente queria---

r---- NÃO POSSO!!! --- Renn gritou interrompendo e se exaltando um pouco, com a cabeça baixa, tentando ao máximo não olhar o mesmo no rosto.

r--- Por favor entenda! Eu realmente não posso!...

akira--- T-Tudo bem e-então...--- Akira--- se levantou e saiu da sala com a cara realmente decepcionada. Renn observou o mesmo saindo e depois me olhou, soltando um sorriso que tentava ser sincero, mais só tentava...

r--- Sente-se por favor Hiro-san...

Me sentei a sua frente o encarando, em duas semanas tínhamos se tornado muito próximos, tanto que para ambos ver um dos mesmos tristes era agonizante...

r--- Desculpe por isso...

---- Ei não precisa se desculpar sim?... --- falei tentando acalma-lo, pegando em seu queixo fazendo-o olhar para mim.

r--- Seus olhos me acalmam...--- ele disse, aproveitando o toque de minha mão que agora tinha subido para seu rosto quente...

--- Eu sei...--- Soltei em resposta lembrando da noite em que nos conhecemos...

r--- Hiro eu...---- ele foi interrompido pela porta sendo aberta bruscamente por um dos funcionários que estava exaltado e assustado.

----- Presidente por favor! Aguardam a sua presença em Shibuya!! Um ataque dos vampiros está acontecendo lá!

Nós dois nos levantamos bruscamente saindo as pressas do escritório e indo em direção ao elevador.

r--- Você não vem junto! É perigoso! --- Ele disse afoito tirando seu palitó dentro do elevador e pegando uma arma que tinha no fundo falso do mesmo.

---- Não pedi sua opinião!

r--- Não posso deixa-lo ir!!

---- Porquê não?! Você não manda em mim fora dessa empresa! --- disse exaltado o fazendo ficar calado e abaixar a cabeça...

r--- Por favor... Não vá... Se você se machucar sério não vou me perdoar...--- Renn falou cabisbaixo me olhando de relance, só o retribui com um sorriso e soltei:

--- Pare de pedir desculpas...não combina com você...--- Ele me olhou sorrindo e pegou minha mão apertando-a fortemente.

r--- Não se descuide!

--- Não vou! Eu sou forte sabia?!...--- disse fazendo uma cara de indignação fazendo o outro rir.

r--- Sim, sim, eu sei!..

Saímos do elevador e fomos para o carro, saindo em alta velocidade para Shibuya.

Tínhamos que chegar lá o quanto antes...

 

                     Continua...

 



Notas Finais


Bom é isso pessoal!! Muito obrigada por lerem!!
Logo logo outro cap.!!
Bjs da filha do GDragon!!😍😜🤗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...