História Dangerous Love - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande
Personagens Ariana Grande
Tags Ariana Grande, Jariana, Justin Bieber, Tag Jariana
Visualizações 55
Palavras 1.602
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OOOH XANAINA
Eae meus amores e amoras
Mais um capítulo.
Espero que gostem
Boa leitura :3

Capítulo 6 - Montreal


Fanfic / Fanfiction Dangerous Love - Capítulo 6 - Montreal

P.O.V ARIANA 

Seu olhar sobre mim era furioso. Mas mesmo assim um pequeno sorriso surgiu em seus lábios macios. Dou uma piscadela e saio daquele quarto, entrando no meu carro e indo para a próxima parada : Montreal. Cidade onde cresci. 

Meu Toyota Corolla 2014 dourado era ótimo pra esse tipo de viagem. Não era chamativo, mas dava pra fazer outros carros comerem poeira com meus ajustes. O sol já estava nascendo e estava tudo indo como planejado. Até eu perceber um carro em alta velocidade atrás de mim. Quando percebo, o carro já está ao meu lado, e um loiro gostoso todo tatuado sorri convencido abaixando seu vidro 

- Você não desisti né? - digo num tom alto, diminuindo meu acelerador. Ele faz o mesmo. 

- De certas coisas não - ele continua sorrindo e, porra, aquele sorriso Fode qualquer piscicologico. Ele coloca a seus óculos escuros, o deixando mais sexy. Quando ele ia dizer algo, enfio meu pé no acelerador. Meus cabelos voavam um pouco contra minha cara por conta do vidro, mas não me importava. O sol já estava iluminando a estrada deserta, me causando uma deliciosa sensação na pele. Justin continuava com o seu carro atrás do meu. Por que ele ainda não foi embora?

Sinto uma forte batida vindo de trás do carro, e com o impacto, fazendo-me ir bruscamente para a frente. O sinto não ajudou muito e bati forte a cabeça no volante. Parei o carro por uns instantes. Minha visão estava curva e senti um líquido quente escorrer pela minha pele próxima à sobrancelha. Levantei minha cabeça, tentando me recompor rápido. Quando vejo, Justin havia parado seu carro bruscamente e estava correndo em minha direção. 

- Eu disse que você não ia querer brincar de cão e gato comigo- ele abre a porta de meu carro. Ainda estava tonta por causa do impacto. Ele se ajoelha e com o polegar acaricia minha bochecha. Logo em seguida tirando meu cinto e me carregando em seus braços, me colocando cuidadosamente no banco do passageiro. Então, fecho meus olhos e fica tudo escuro. 

[...]

Acordo assustada, me movendo para saber onde estou, até que sinto algo apertar meu pulso. Minha mão direita estava presa numa algema na alça de teto do carro, mais conhecida por mim como "puta que pariu". Olho para meu lado esquerdo e Justin dirigia com seriedade. 

- É serio isso? - pergunto puxando minha mão, causando um barulho irritante. - de certa forma é um elogio- viro os olhos olhando a estrada pela janela. - Pra onde você tá me levando?- Ele não me olhava e nem me respondia. Foi então quando... - AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH - Grito o mais alto que eu pude, fazendo Justin parar bruscamente o carro e me olhando assustado, o que de imediato me fez rir. 

- O que foi? - seu olhar continuava assustado. 

- Você não quis me responder- dei de ombros 

- Você é louca? Se você quer morrer faz isso sozinha - seu tom havia virado rude e ríspido. - To te levando para Montreal. - Arregalo os olhos e arqueio uma sobrancelha. - Que foi? - Ele me olha por uns instantes e depois volta sua atenção para a estrada. 

- Nada. Só que se você queria passar mais tempo comigo era só me dizer. Não precisava foder meu carro. - ele revira os olhos. 

- Tenho assuntos pendentes lá. E preciso resolver antes de cuidar de você. - O carro se tornou silêncioso. Até que eu estico meu braço esquerdo para ligar o rádio. - O que você tá fazendo? - Sua atenção continuava na estrada. 

- Colocando uma música - digo óbvia. Então, coloco em uma estação que tocava Bitch I'm Madonna. Cantarolava de acordo com a letra. Até ver Justin rir pelo nariz. - O que foi? - meu tom havia saído mais rude do que imaginava. 

- Nada - ele continuou com aquele maldito sorriso na cara, o que me fez revirar os olhos - Você é estressadinha não?

- Não. Apenas não tenho paciência para certas coisas e nem para certas pessoas. E essa porra tá machucando meu braço- digo movendo novamente minha mão presa á algema. Logo, Justin para o carro e se vira para mim.

- Só não tente fazer nada idiota -ele retira uma pequena chave de seu bolso e tira aquilo de mim, mostrando meu pulso vermelho e marcado, mas seu olhar e seu polegar foram diretamente para os cortes ali feitos - Isso é recente- ele levantando seu olhar até o meu. 

- As pessoas têm formas diferentes de lidar com a dor - digo escondendo meu braço. Justin ficou por um tempo parado naquela posição, me olhando. - O que foi? - meus olhos foram imediatamente de encontro com o seu. 

- Nada... é que... - ele parece pensar - Você parece ser uma garota tão destemida, tão forte e corajosa... nunca imaginei que a Dangerous lidava assim com seus problemas - ele volta a sentar direito, ligando o carro novamente. 

- A gente vai se cansando sem querer e quando percebe, já não se importa mais - digo mais para mim que para ele, mas acho que ele acabou ouvindo, já que depois de um tempo sua mão foi de encontro com a minha, causando uma forte corrente elétrica passar por todo o meu corpo. Sua atenção estava na estrada, mas a minha nele. 


P.O.V JUSTIN 

Senti seus olhos em mim. Que porra eu tava fazendo? Justin, ela é sua prisioneira caralho. Selena tá te esperando em casa. Na casa de vocês. Meus pensamentos turbilhavam na minha mente, até que vi Ariana se aproximar mais da janela assim que adentramos a cidade. 

- O que foi? - o sorriso em seu rosto era contagiante. 

- É que... já fazia muito tempo que não vinha aqui. - De repente, seu olhar Alegre se tornou mais escuro. Seu sorriso havia desaparecido e suas mãos tremiam. 

- Algo errado?

- N-não. 

[...]

Paramos em um hotel. 

- Você ficará hospedada comigo; caso tente fazer algo. - digo a ela. Já estávamos no elevador. De fato, o Hotel era bem luxuoso. Entramos no quarto que seria o nosso. - Você fica aqui. 

- Uhum - ela ri. 

- Qual a Graça? - pergunto arqueando a sobrancelha  

- Nada... 

- Você não vai conseguir fugir. 

- E por que você acha isso?

- Por que eu vou fazer isso - saio correndo em direção a porta e quando saio, a tranco dentro do quarto do hotel. 

- Abre essa merda agora - ela batia e chutava a porta. Não respondi nada, apenas sai andando à procura de Harry : o garoto no qual Ariana deixou em coma uns anos atrás. 

[...]

Depois de chegar no endereço que Ryan tinha me passado. Era em um prédio numa parte isolada da cidade. O cheiro de maconha era forte mesmo de fora. 

Entrei no prédio, já indo para o 3° andar. Quando cheguei a porta do apartamento 33, bati forte 2 vezes na porta.

- Harry? Tem alguém em casa? - ninguém respondia. - Aqui é do FBI, preciso de informações. - Nada. 

Retiro minha arma da parte de trás da minha calça e quando ia arrombar a porta, um rapaz a abre. 

- Você não sabe esperar? - Sua voz falhava e seus olhos estavam inchados. Suponho que tenha acabado de acordar - do que se trata Cara do FBI? 

- Você é Harry Styles? - Ele apenas balança a cabeça positivamente  - Quero saber o que aconteceu no dia em que Ariana Grande te deixou em coma. - Logo seus olhos se arregalaram. 

- Entra logo - ele olha para todos os lados antes de fechar e trancar a porta atrás de mim. - Pode se sentar ali - ele aponta para o grande sofá cinza no canto da sala. Vou até o mesmo e me sento. - O que você quer saber? - Ele se senta à uma poltrona de frente para o sofá. 

- O motivo. - digo impaciente. 

- Ariana Era complicada. Sempre fui apaixonado por ela e... 

- Vá direto ao ponto- digo revirando os olhos. 

- Bem, tinha pedido para Ariana ser meu para bom baile de formatura do nosso último ano escolar. Estava tudo bem, até um cara meio velho aparecer, gritando com ela. Fui chamar elaboração saber se estava tudo bem e então, ela começou a me bater com uma barra de ferro e ... 

- Você sabe o que o cara era dela?

- Até onde eu saiba, era o padrasto dela. Coitada... 

- Coitada? - franzo o cenho. 

- Ariana cresceu em um orfanato e sofreu com seus primeiros pais adotivos. O cara abusava dela e outra caralhada... mas o segundo cara que que adotou era diferente. Ela nunca tinha reclamado dele, mas sempre aparecia com marcas por todo o corpo. Diziam que ele a treinava para alguma coisa... mas ninguém nunca soube o que. 

- Você sabe de mais alguma coisa? Qualquer informação já ajuda. 

- Eu não posso dizer mais nada mas... - ele se aproxima - Conheço um cara que cresceu com Ariana. Mas é barra pesada até mesmo para você. 

- Uhum - ri debochado. - Pode falar. 

- O nome dele é - Então, Harry para de falar e cai para o chão de frente. Me abaixo e pego minha arma novamente, já engatilhado-a. Harry havia sido baleado nas costas. 

Olho para a janela e, outro tiro surge. Meu braço esquerdo lateja de dor. Me levanto correndo e vou até a porta, e pra minha surpresa ela estava lá

- Tênis que sair daqui agora Justin!



Notas Finais


Ariana a mulher que tu respeita.


Comentem o que acharam
E se vc é novo aqui, favorite e comente tbm. Isso me ajudará a dar continuidade para a fanfic

Já aviso que ficarei um tempo sem postar
Mas não desistam de mim


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...