História Dangerous Love - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cara Delevingne, Justin Bieber
Personagens Cara Delevingne, Justin Bieber
Tags Cara Delevingne, Dangerous, Justin Bieber, Love
Visualizações 58
Palavras 1.135
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 27 - Conversations.


Fanfic / Fanfiction Dangerous Love - Capítulo 27 - Conversations.

Justin POV

- vagabunda! - falo, baixinho assim que Leah sai com um sorriso de piranha no rosto. 

- Isso já tá ficando chato já, sabe? Vai atrás dela logo, vocês precisam conversar. - Chris fala, sem paciência. 

- ela me trai, e eu que corro atrás? - falo debochado. 

- Mas...

- Chama a Jasmine pra mim. - falo, interrompendo-a 

- Justin, não conheço muito a Leah... Mas tenho certeza que ela não seria capaz disso. - Nolan fala em defesa de Leah. 

- MAS CHAZ VIU! - alterei minha voz e Nolan recuou

- Me chamou, Jus? - ouço uma voz de puta. Jasmine. 

- chega desse assunto. O papai aqui precisa trabalhar - falo, indo em direção a Jasmine.

- Bieber... - Ryan me repreende. 

Mas já é tarde. Já estou no corredor, indo em direção a um quarto qualquer. 

Só queria tirar Leah da cabeça... Mas lá estava ela novamente. 

Vadia. 

Ela iria pagar muito caro por isso

                     Leah POV

Já estávamos a uns 10min indo para um lugar mais afastado da cidade, mas meu pensamento estava lá naquela boate ainda, em Bieber...

- Will, tem como você parar? Preciso fazer xixi. - Tris disse.

Dou uma risadinha e ouço Will xingar baixinho enquanto para o carro. 

Estávamos esperando em silêncio, sem dizer uma palavra, apenas com o som baixinho da música no rádio. Estava tentando descobrir qual era a música (pois realmente estava muito baixa) quando sinto mãos firmes pegando na minha coxa. 

Olho pro Will e vejo que ele está me encarando. 

Fico um pouco incomodada. 

- Will... - começo a dizer, mas ele me interrompe colocando o dedo indicador nos meus lábios, como se fizesse um sinal pra eu me calar.

Sinto ele se aproximando, e meu coração acelerando cada vez mais conforme ele chega mais perto. 

Sinto seus lábios se aproximarem cada vez mais do meu. Até existir a distância de apenas 3cm entre nós. 

Fecho os olhos e, ao invés de pensar em Will ou em beijando loucamente, lembro de Bieber...

Mesmo fazendo o que fez comigo, comendo a vadia na minha frente e me ignorando. Eu me importava demais com ele... 

Eu não seria capaz de fazer algo do tipo com Bieber.

Abro os olhos e, por um segundo, vejo Bieber lá, com as mãos no meu rosto, tão próximo... O vejo sorrindo pra mim e aahhh, esse sorriso...

Acordo do pequeno transe que tive e me afasto bruscamente de Will. 

- Vou ficar no banco atrás esperando a Tris voltar. - falo envergonhada, ou brava, insegura e confusa, e até mesmo triste por pensar que poderia estar beijando Bieber agora...

Saio do banco da frente do carro de Will e entro no de trás, e fico em silêncio esperando — ou até mesmo suplicando — que Tris voltasse logo. 

Quem demora tanto pra mijar desse jeito?

Percebo a porta ao meu lado abrir. Finalmente. 

- Nossa o... O que aconteceu aqui gente? - Tris pergunta confusa agora me vendo no banco de trás do carro. 

Nenhum dos dois responde. 

Will arranca o carro com pressa. 

Quando chegamos no luau, fico de boca aberta. 

Estava uma multidão de gente, sentadas na areia da praia ao redor de uma pequena fogueira, fumando e bebendo.

 Pude perceber isso pelo cheiro de bebida e de maconha, era um aroma bom que se misturava com o "cheiro do mar" e a lua cheia que se estendia no céu com várias estrelas ao redor. 

Aquilo era lindo... 

- uau... - falo boquiaberta. 

- Lindo, né? - Tris fala sorrindo. - Vamos sentar em algum lugar, Will vai pegar as bebidas.  

Will assente e sai em silêncio.

- Porque você foi embora tão rápido da festa do Will aquele dia em menina? - tris fala, sorrindo. 

Não existe pessoa mais alegre que Tris.

- Ah... Tive uns imprevistos. - Falei triste lembrando da preocupação que fiquei quando descobri o que era. - E o que aconteceu depois que eu fui embora?

- EU DEI AMIGA! - ela grita histérica me fazendo gargalhar, atraindo o olhar de várias pessoas. 

- Deu pra quem? - falo ainda entre risos. 

- Chaz - Ela fala, toda sonhadora. 

- Quê?! - falo agora séria.

Seria muita coincidência?! 

- É, chaz. - ela fala - nome estranho né? Mais estranho ainda foi ele perguntando quem era Will e se ele namorava alguém. E quando a gente estava se beijando, vi você subindo com o Will e chaz parecia meio perturbado com tal coisa, parecia até que te conhecia... Ei? Leah? Tá acordada? 

Fico de boca aberta olhando Tris como se ela tivesse aberto minha mente. 

Agora tudo fazia sentido. 

Chaz me viu subindo com Will e achou que eu tivesse traindo o Bieber. 

E é por isso também que ele ficou me lançando olhares de desaprovação pra mim. 

E quando ele falou pro Bieber, ele simplesmente surtou... Fazendo com que ele comesse a vadia da Jasmine. 

- preciso ir embora - falo, me levantando. 

- Que? Tá louca? - Tris pergunta com uma cara estranha. 

Mas eu já estou muito longe pra responder algo. 

Penso nas possibilidades. Como havia dado um fora no Will, não poderia pedir que ele me levasse agora que tínhamos acabado de chegar. 

E também não podia pedir pra Tris, já que ela estava com Will. 

Penso em todas as possibilidades e só consigo pensar em uma pessoa. 

A pessoa que eu mais queria conversar. 

E entre ir em uma boate ou conversar com ele num carro, eu preferiria mil vezes o carro. 

Disco pro Bieber e ouço chamar. 

Depois de 6 toques, ele finalmente resolve me atender. 

- Alô? Bieber? Você pode me buscar? - falo com uma voz de choro. 

                        Justin POV

- Manda o endereço por mensagem, já tô indo. - falo sério e desligo o telefone 

- o que foi amor? - Jasmine pergunta enquanto passa as mãos pelo meu peito nu. 

- Sai daqui vadia. - falo e tiro violentamente sua mão de mim. 

Recebo um olhar de desaprovação mas Jasmine fica em silêncio. 

Levanto do cama e coloco minha camisa. Estava praticamente todo vestido, apenas sem a camisa mesmo, já que não havia rolado nada. 

Não pense que Justin Bieber brocha ou algo do tipo. 

Na verdade, talvez eu tenha brochado... 

Mas era porque eu não conseguia parar de pensar em Leah. 

Mesmo me traindo, a vagabunda era a dona do meu coração todo...

E eu não queria nenhuma outra mulher se não ela. 

E sem contar que Leah era mil vezes melhor que Jasmine ou qualquer outra puta também né. 

Saio do quarto e encontro no final do corredor os caras. 

- Ué, não aguentou dessa vez? - Chaz pergunta sarcasticamente

- Vou buscar Leah. - falo sério e todos se calam. 

Saio andando sem dizer mais nada, entro no meu carro e vejo a localização que Leah me mandou. 

Tínhamos muito o que conversar...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...