História Dangerous Memories - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Jungkook, Original, Romance, Sexo, Violencia
Exibições 40
Palavras 666
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais uma das minhas historinhas estrelando o menino Jeongguk, fazer o que né? Muito amor envolvido, eu realmente espero que gostem apesar de ser uma história bem bestinha.
Boa leitura ヽ(・∀・)ノ

Capítulo 1 - Don't You See?


Fanfic / Fanfiction Dangerous Memories - Capítulo 1 - Don't You See?

  Don't you see?

"Ás vezes acho que ele está certo em evitar tudo e todos."

O relógio começou a tocar sua velha música fúnebre - entitulo assim, porque é triste acordar - e eu me levantei, estava pensando seriamente em faltar aula, eu não tinha feito o trabalho para a aula do senhor Burt "Tirem uma foto de uma paisagem que demonstre sentimento, algo por trás da imagem, paixão" ele disse, mas o fato era que eu não via paixão alguma no Estado da Califórnia, era o sonho de muita gente mas eu só vim pela faculdade e acabei ficando distante da minha família e dos meus amigos, às vezes precisamos abrir mão de coisas boas para alcançar nossos objetivos, e assim eu fiz.

Tomei meu banho rapidamente e me vesti do jeito de sempre - "você só tem esse jeans preto e essas blusas de banda?" - peguei minha câmera, a chave do cadiado da bicicleta e liguei uma música no máximo, era possível escutar sem os fones no ouvido. Sorri. Escolhi ir pela orla da praia na esperança de ter alguma inspiração, mas não obtive sucesso então suspirei desapontada com o grande e redondo zero que eu iria levar, até que o vi parado, um joelho no chão e o outro servindo de apoio para seu cotovelo, segurava sua câmera na direção de um casal de idosos que caminhava em direção ao mar. Peguei minha câmera e a liguei, tirei o flash e procurei o melhor ângulo de luz para bater a foto do que ele fazia, esse seria meu trabalho e eu teria a melhor nota da sala.

Na última aula eu estava distraída olhando a foto em minha câmera e o professor Burt me chamou para a frente da sala, peguei o cabo emprestado com Lexis e pluguei no notebook do professor. Assim que a foto foi aberta iniciou-se um burburinho, todos cochichavam lançando olhares para o aluno coreano - Jeon Jeongguk, prazer meu crush - e ele olhava a foto sem entender.

- Explique a foto Yoon, e explique a paixão que existe nela, a poesia. - ele suspirou entrelaçando seus dedos sobre os joelhos.

- Não é óbvio!? - perguntei retoricamente e suspirei olhando a foto - a paixão e a poesia estão por toda a foto, desde o casal idoso de mãos dadas até o fotógrafo que é apaixonado pelo que faz, não é poético? Várias paixões em uma imagem, várias imagens em uma lente.

- Tem razão, senhorita Park. - sorriu fraco e eu retribui, o sinal tocou e ele olhou para os alunos - quem ainda não apresentou o trabalho, por favor, permaneçam em sala.

Peguei minha câmera e ouvi alguns garotos zoando Jungkook pela minha foto, não fazia sentido o que esses americanos idiotas estavam acostumados a fazer. Me aproximei e eles saíram andando de pressa, todos tinham medo da brasileira descendente de asiáticos que é desbocada e agressiva. Eu me aproximei dele e ele limpou o nariz com o braço.

- Eu não pedi a sua ajuda. - resmungou e eu suspirei, falar com ele era uma missão impossível ele não se abria para ninguém. Não tinha amigos - E nem deixei tirar foto minha.

- Ficou linda. - rebati e ele parou de andar e me observou - Você é lindo.

- Yoon eu..- se interrompeu e revirou os olhos, se eu entendi? Absolutamente nada. Dei de ombros e segui meu caminho até ouvir um grito atrás de mim.

- Tá tristinha Park!? Levou um fora do pastel de flango? - alguns dos garotos da turma morria de rir, ele estava um pouco distante então apensas respirei.

- Isso é um apelido xenofóbico. - sorri para ele, que mantinha o sorriso mas com dúvida - Na próxima eu denuncio você, Maverick. - o sorriso se desfez.

Fiz o mesmo caminho da praia de volta para casa, pensando em como os outros alunos estão acostumados a tratar a mim e ao Jeongguk e às vezes acho que ele está certo em evitar tudo e todos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...