História Dangerous Memories - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Jungkook, Original, Romance, Sexo, Violencia
Exibições 10
Palavras 1.385
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Don't You Dare


Don't you dare

"As coisas deviam melhorar conforme o tempo passa, mas elas ficam cada vez piores."

Acordei e uma garota me olhava curiosa, ela era baixa e tinha um jeito estranho de encarar parecendo que ia me matar a qualquer segundo e ai eu pensei "ferrou", só podia ser a namorada coreana que o Jeongguk não me avisou que tinha. Me sentei de pressa e ela arregalou os olhos.

- Você dorme muito. - foi a primeira coisa que ela disse, pelo menos tem uma boa percepção das coisas - Meu irmão me pediu pra não deixar você sozinha, ele foi até o restaurante da nossa avó buscar comida.

- Quem é o seu irmão? - ela me olhou com nojo do jeito que só Jeon conseguia fazer e ai eu percebi que eu que estava sendo burra - Ah! Prazer, meu nome é Yoon.

- O meu é Moonjin, mas pode me chamar de Jin. - deu de ombros e eu peguei minha câmera do lado da cama - Você também fotografa, que legal!

- Sim, faça uma pose! - apontei em sua direção e ela tampou o rosto - Qual é, deixa eu tirar!! Eu pago!

- Eu tenho dinheiro! - me olhou com cara de mau e eu dei risada após bater a foto - Não é justo Yoon, eu sou feia!!

- Nada disso e essa foto vai para o paredão. - fiquei olhando a foto e antes que ela perguntasse eu tomei a liberdade de responder - Eu e seu irmão temos um paredão de fotos no apartamento nos U.S.A.

- QUE MARAVILHA! - ela gritou e se aproximou bruscamente de mim - Sei que vamos ser ótimas amigas, unnie.

- Ish.

- Sabia que iam se dar bem. - ele disse encostado no batente da porta com as quentinhas de restaurante - Pra Moonjinie, Bibimpab! - entregou e ela sorriu - Pra mim e pra doente da Yoon...MACARRONADA ITALIANA.

- OBAAAApera, por que doente? - revirei os olhos e ele deu risada avançando em cima de mim e me beijando - Ei! Olha sua irmã aqui.

- Eu não me importo. - disse enquanto se empanturrava da comida coreana de u arregalei os olhos - Meu irmão merece ser um pouco feliz, ja sofreu demais.

- Viu? Ela não se importa! - selou nossos lábios e sentou direito na cama - Coma, minha vó quem faz e é uma delícia.

Mais tarde da noite, eu estava sem sono como se era de esperar e resolvi tirar umas fotos dele dormindo, por que né? Coisinha mais linda do mundo da namorada dele, nhe. Tirei a foto e desci pela casa gigantesca em busca de uma latinha de refrigerante. Depois de vinte minutos procurando eu achei... A cozinha. E eis que começara uma outra batalha: a de achar a latinha de refrigerante que Jeongguk disse que tinha.

- Caiu da cama? - ouvi a voz grossa e tomei um sustos, me virei de pressa - O que procura?

- Seu irmão.. - ele me olhou com uma cara de dúvida e eu continuei - me disse que haviam latinhas de refrigerante e...

- Na parte de cima. - sorriu e apontou o que parecia o freezer - Sabe.. - sua voz estava perto demais agora - minha mãe acredita demais na minha palavra, e se eu disser a ela que Jeongguk voltou ao normal, ela vai acreditar.

- Voltou ao normal? - me afastei e ele se aproximou de novo, aquilo estava começando a me dar medo - O que quer dizer com isso?

- Que minha mãe acreditou quando eu disse a ela que Jeongguk teve um de seus surtos e empurrou nosso irmão mais novo nas pedras. - deu de ombros e eu me senti ferver, eu ia socar a cara dele e ele me segurou pelos braços.

- Se desgraçado me solta! - ele riu e beijou meu pescoço e eu comecei a me debater - Seu nojento!

- Não seja uma garota má e eu ajudo seu amorzinho a ter de volta o tratamento especial que ele recebia da minha mãe, sem xingamentos, sem castigos e surras. - sussurrou e eu parei de me debater - Você ama muito aquele lixo, coitada - deu uma risada que me fez querer chorar - Por sorte, ele acredita muito no hyung dele.

- SORTE DE QUEM!? - dei uma cotovelada nele e ele bateu minha cabeça no balcão me deixando um pouco tonta. Como ninguém ouvia isso? - Me solta pelo amor de Deus.

- Não implore, é feio. - segurava minha cabeça com força no balcão e senti meu shorts ser puxado para o lado, meu corpo tremeu - Se Jeongguk souber disso, você vai se arrepender. - Comecei a chorar porque era o que restava a se fazer, ele tinha o poder de acabar com a vida do Jeongguk só com palavras e eu não ia deixar isso acontecer, senti seus dedos molhados me preencherem e logo em seguida seu membro, eu tive vontade de morrer ali mesmo, um nojo extremo de mim mesma que me deu ânsia de vomito.

- O QUE ESTÁ ACONTECENDO AQUI? - ouvi a voz de Jeongguk e meu coração parou por instantes, o irmão dele saiu de dentro de mim e eu caí no chão chorando - O QUE VOCÊ ESTAVA FAZENDO JUNGHYUN?

- ELA ME ATACOU! - ele gritou de volta e eu não conseguia nem me defender de tão aterrorizada. - Eu estava aqui tomando refrigerante e ela veio pra cima.

- Junghyun.. - ele respirou fundo e fechou os olhos como se tentasse manter a calma, pegou uma faca - ELA TA NO CHÃO CHORANDO, EU NUNCA VI PARK YOON SEM PALAVRAS!

- DEVE SER VERGONHA DONGSAENG! - ele fazia o perfeito papel de coitado e eu simplesmente não conseguia parar de chorar - Diga a ele, sua imunda! - neguei com a cabeça e Jeongguk encostou a faca no pescoço do irmão.

- Eu não sou seu dongsaeng - encostou o rosto no dele e eu me levantei assim que Moonjin entrou na cozinha, me abraçou - Não pense que eu esqueci o que fez com Moonbin.

- Jeongguk. - seus olhos estavam arregalados e então ouvi o barulho da faca sendo enfiada na carne dele e em seguida os gritos de dor - MALDITA.

Moonjin me abraçou mais forte e começou a chorar enquanto eu assistia Jeongguk matar o próprio irmão, talvez assim sua vida parasse de ser o inferno ou talvez apenas piorasse. Corri para ele tirei a faca de sua mão, colocando nas mãos de um Junghyun sem consciência.

- MEU FILHO! - ouvimos o grito de dor da velha e ela olhou com ódio para nós - O QUE VOCÊ FEZ COM O MEU FILHO, SEU MONSTRO? - avançou para cima de Jeongguk e eu a empurrei.

- NÃO FOI ELE! - Moonjin gritou e foi como se alguém tivesse apertado o pause - Junghyun estava triste com a morte do nosso pai mãe, ele disse que sem ele sua vida não tinha sentido, você sabe que ele amava muito nosso pai! - falou e a mãe deles começou a chorar - Jeongguk tentou pará-lo mãe, não o culpe! Meu irmão não é um monstro, ele não mataria nenhum dos irmãos, mãe! Você sabe.

- MOONBIN! - ela gritou segurando o corpo sem vida de Junghyun, ousei me colocar no lugar dela. Uma mulher que havia perdido o filho mais novo, agora o marido e o mais velho e por um instante sua amrgura fazia sentido. Senti pena - Meu pequeno Moonbin, por que fez isso com seu irmão?

- MÃE PARA! - Jin gritou e segurou o rosto de sua mãe - VOCÊ SABE QUE NÃO FOI JEONGGUK, ELE É DOCE!

- Fotos! - Jeongguk tremia e seus olhos lacrimejavam, eu olhei sem entender - Eu tenho fotos, fotos do dia em que Moonbin foi morto.

- VOCÊ TIROU FOTOS DA MORTE DO SEU IRMÃO!? - ela gritou aos prantos, suja de sangue e ele assentiu - VOCÊ É UM MONSTRO!

- USE A DROGA DO CÉREBRO MÃE! - ele gritou e ela parou de olhar para ele - como diabos eu poderia tirar as fotos e matar ele ao mesmo tempo!

Ficamos num silêncio fúnebre por no mínimo três minutos e então ela o olhou com piedade.

- Por que nunca disse nada? - parecia exausta de tudo aquilo, de sua vida e eu só queria sumir.

- Junghyun me pediu.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...