História Dangerous Obsession - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Drama, Incesto, Romance, Tragedia, Violencia
Exibições 87
Palavras 5.493
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Escolar, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Incesto, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 12 - Capitulo 12


Fanfic / Fanfiction Dangerous Obsession - Capítulo 12 - Capitulo 12

Era o garoto, o garoto do hospital e das mensagens e ligações. Meu ex.

YoonGi: Como pode ter esquecido de mim ? - perguntou baixo em meu ouvido. - Como pode esquecer logo de mim ?!

Eu: Me solta, Ta machucando. - continuei tentando afasta-lo.

YoonGi: Não consigo. Eu necessito de você. Eu vim te buscar para a gente ir embora.

Eu: Que ? Embora para onde ?!

YoonGi: Comprei uma casa em Londres. Ela é distante de tudo e de todos, perfeita. Irei levar você comigo e lá seremos só nós dois sem ninguém para atrapalhar nada.

Eu: Você é louco. Eu não vou a lugar algum com você. - ele desfez o abraço e segurou meu pulsos com brutalidade. - Solta! Isso dói.

YoonGi: Você não tem escolha. Virá por bem ou por mal. - dito isso começou a me arrastar para fora da casa.

TaeHyung: NÃO! - pude ouvir sua voz ao longe.

Quando ia sendo jogada dentro de um carro que se encontrava na frente da casa o YoonGi foi puxado e jogado no chão: Era o TaeHyung. Ele estava muito machucado e a cada movimento seu parecia sentir muita dor. Mas mesmo assim ele estava fazendo de tudo para me ajudar, me salvar. YoonGi se levantou com calma parecendo não ter ligado para o que aconteceu. Meu irmão veio até mim e ficou em minha frente como escudo. Eu o abracei por trás. O coitado mal conseguia ficar de pé, não quero que ele se machuque mais. YoonGi ficou parado com as mãos no bolso e nos olhando com uma cara que não sei se era de tedio ou de nojo. Acho que era os dois.

YoonGi: Tenho nojo de você, Kim TaeHyung. - riu soprado. - Você é sujo, repugnante.

TaeHyung: Cala a boca e vai embora daqui. - falou entre dentes.

YoonGi: Você concorda comigo, não é ? Eu sei que sim.

TaeHyung: Vai. Embora!

YoonGi: Sabe, Yang... Seu irmão guarda sentimentos... - parou para pensar. - Diferentes por você.

Eu: Por favor... deixa a gente em paz e vá embora. - ele só ta querendo causar intrigas.

YoonGi: Já pegou o celular dele alguma vez ? Nunca achou estranho ele sair e demorar séculos para voltar e muitas vezes voltar machucado ? Nunca reparou que como ele age estranho com você ? Nunca reparou que ele não é como todos os irmãos ?

Eu: Onde está querendo chegar ?

YoonGi: Vamos parar de enrolar e vamos direto ao ponto. Eu conto ou você conta, Kim ? - meu irmão abaixou a cabeça e ficou em silêncio. O soltei e fiquei ao seu lado. Do jeito que esta agindo mostra que o Min não está mentindo. - Tudo bem, eu conto. Está pronta, Kim YangMin ?

Eu: Fala logo!

YoonGi: Tem vídeos no celular dele de quando você ainda tinha por Volta de 3 anos de vocês dois se beijando. Não é um vídeo só, sao vários onde ele diz que vocês são namoradinhos e te beija. Não é selinho, é beijo para valer forçado. Você nunca queria mas ele falava que se não o obedecesse ia apanhar. Acho que você não lembra por que era muito pequena. Ele se droga por isso some as vezes. Motivo ? Você. Seu irmão te deseja como mulher, ele não te tem como Irmã.

TaeHyung se ajoelhou e pois se a chorar. Era tudo verdade... Minha Vida realmente parece um filme e do tipo que eu não assistiria. Não sei o que pensar.

Senti uma forte dor de cabeça e acompanhada por ela uma lembrança.

Lembrança On

Eu estava desenhando em um cantinho do quarto quando TaeHyung entra no mesmo e se aproxima de mim.

TaeHyung: O que está fazendo ?

Eu: Tentando desenhar um leão. - TaeHyung riu ao ver o desenho que parecia qualquer coisa menos um leão. - Mas é muito difícil.

Cruzei os braços e fiz bico, bico esse que foi depositado um selinho do meu irmão.

TaeHyung: Por que não tenta desenhar nós dois ? - sugeriu o garotinho.

Eu: Por que eu não quero e para de fazer isso.

TaeHyung: Isso o que ? - riu.

Eu: De me beijar. Eu só tenho 3 aninhos. - fiz 3 com meus pequenos dedinhos para monstra-lo. - Não posso beijar ainda só quando casar como o papai e a mamãe.

TaeHyung: Mas nós somos namorados e namorados se beijam. - falou rindo da careta que fiz.

Eu: Não somos namorados, somos irmãozinhos, tae... / choraminguei.

TaeHyung: Me da um beijinho, bebê ? - pediu fazendo aegyo.

Eu - Não, não e não!

TaeHyung: Então eu vou chorar. - começou a fingir que estava chorando.

Eu: Não chora, taetae. - pedi mexendo no cabelo dele.

TaeHyung: Mas você não quer me beijar. - ele dei um beijo na bochecha dele e ele parou de fingir chorar para me olhar. / - Agora um na boca.

Eu: Para de ser chato. Eu já que não. - ele me pegou no braço e me levou até a cama, me deitou nela e por cima para não me deixar fugir. - Não quero brincar disso de novo. Me deixa se não vou contar para a mamãe.

TaeHyung: Se contar vai apanhar como da ultima vez. Você não quer apanhar, quer ? - neguei com a cabeça. - Então é só me obedecer.

Lembrança Off

YoonGi: Você ta bem ? - abri os olhos e percebi que estava ajoelha no chão com YoonGi e TaeHyung ao meu lado me olhando preocupados.

A de cabeça era muito forte, tanto que mal conseguia abrir meus olhos. Mais uma vez veio uma outra lembrança.

Lembrança On

Eu: Não, sai, para, Tae! - tentava com meus pequenos bracinhos empurrar meu irmão que queria a todo custo me beijar.

TaeHyung: Quieta! - me deu um tapa e logo comecei a chorar deixando assim o garoto me beijar para não apanhar novamente.

Pai: MAS O QUE É ISSO ?! - gritou assustando ambos. - SOLTA SUA IRMÃ, TAEHYUNG!

TaeHyung: Desculpa, pai. Eu...

Pai: CALADO E VENHA COMIGO.

Sem dizer mas nada o garoto seguiu o pai.

Lembrança Off

Eu: Ai! Ta doendo muito. - segurei minha cabeça com força com se aquilo fosse ajudar a passar.

YoonGi: Eu realmente não sei o que fazer!

TaeHyung: YangMin me esculta. - pediu calmo. - Respira fundo, conta até 10, tenta se concentrar na sua respiração e tenta abrir os olhos.

Fiz o que ele mandou mas na primeira vez não deu certo, tentei de novo e consegui.

YoonGi - Funcionou ? Como assim ? Como sabia como controlar isso, TaeHyung ?

Eu: Funcionou mas minha cabeça ainda dói um pouco. - suspirei. YoonGi segurou uma de minhas mãos e me fez levantar, em seguida tentou me levar para o carro novamente e novamente foi impedido pelo TaeHyung.

TaeHyung: O que pensa que está fazendo ? - puxou o garoto pelo colarinho da camisa que o empurrou fazendo solta-lo.

YoonGi: Estou tentando tira-la daqui, mas ta difícil sabe ? - falou com ironia.

TaeHyung: Não vai levar ela a lugar algum.

YoonGi: Claro que vou.

Por um momento de distração dos dois consegui me soltar do YoonGi e sair correndo. Eles vieram atrás de mim, claro. Mas consegui despista-los entrando em um beco qualquer. Eu precisava de um lugar para ir agora e urgente e quando vi estava perto da casa do Jungkook e foi para lá que eu fui.

Como eu sabia que aquela era a casa do Jungkook ? Nem eu sei como. Era como se eu já tivesse ido ido ali alguma vez mas não sei se fui. Toquei campanha hesitando pois não tinha certeza de que fosse mesmo sua casa. Eu estava indo por intuição. Mas logo vi que estava certa quando ele apareceu na porta.

Jungkook: Yang ? - abriu um sorriso, na minha opinião muito lindo. - Você... Er... Viu ? Viu minhas mensagens ?

Eu: Sim. Mas falamos disso outra hora por que agora preciso de sua ajuda.

Jungkook: O que aconteceu ? No que posso ajudar ? - ficou preocupado.

Eu: Me deixa entra, por favor. Eu preciso me esconder.

Jungkook: Entra. - me deu espaço para entrar e eu o fiz. Como estava meio tonta fui até o sofá e me sentei. Jungkook fechou a porta e veio até mim. - Vai me contar o que acontecendo ?

Eu: Estou fugindo do meu irmão e do YoonGi.

Jungkook: Por que ? O YoonGi te fez algo ?!

Eu: Não, mas tentou e teria conseguido se eu não tivesse fugido.

Jungkook: O que ele queria ?

Eu: Me levar para Londres com ele.

Jungkook: O que ?!

Eu: Ele invadiu minha casa e tentou me levar. O TaeHyung chegou a tempo de impedi-lo. Eles brigaram e destruíram toda a sala de casa.

Jungkook: Esse YoonGi é pior do que pensei! - começou a andar de um lado para o outro. - E o TaeHyung ? Por que ta fugindo dele ?

Eu: O YoonGi me contou algo sobre ele e eu sei que é verdade pois ele não negou e nem reagiu. Depois também tive lembranças que confirmaram de vez tudo.

Jungkook: E o que foi ? - parou e ficou me olhando esperando apreensivo minha resposta.

Eu: Ele falou que o TaeHyung meio que se aproveitava de mim desde meus 3 anos. Também disse que ele se droga e que age do jeito que age comigo por que não me vê como irmão pois tem interesse em mim. - Jungkook escutou tudo de boca aberta e olhos arregalados.

Jungkook: Não sei o que dizer. - se sentou ao meu lado. - Suas lembranças foram da época que ele se "aproveitava" de você ?

Eu: Sim... Ele falava que éramos namorados e íamos nos casar. Não sei se ele fazia algo a mais do que só me beijar. Nas lembranças ele me pedia um beijo mas eu nunca queria então ele tentava me convencer mas se ainda não funcionasse ele me batia.

Jungkook: Isso... É doentio. - disse indignado.

Eu: Ele tinha por volta de 7 anos. Ainda era uma criança e talvez não soubesse bem o que estava fazendo. - pelo menos era nisso que eu quero acreditar.

Jungkook: Claro que sabia! Nessa idade já temos bastante noção das coisas, YangMin.

Eu: Mas ele parou. Talvez por que viu que o que fazia era errado. - continuava querendo acreditar

Jungkook: Mas também alguém pode ter descoberto e o fez parar! Você não lembra se alguma vez viram vocês dois ?

Eu: Bom... Teve uma vez. Acho que eu tinha uns 5 anos e ele 9 em uma de minhas lembranças que nosso pai viu e pelo jeito que estava provavelmente o TaeHyung apanhou e muito.

Jungkook: É isso! Viu ? Ele só parou por que causa de seu Pai que deve ter feito o possível e impossível para não deixar acontecer novamente.

Eu: É... - realmente.

Jungkook: Mas... Como o YoonGi sabe de tudo isso ?

Eu: Ele disse que no celular do TaeHyung tem vídeos da época. Já sobre ele se drogar vai ver ele já presenciou alguma vez.

Jungkook: O seu irmão filmava tudo ?! Ele tem os vídeos até hoje ? Yang...

Eu: Jungkook não quero mas falar sobre isso. - o cortei.

Jungkook: Tudo bem, Eu entendo. Sinto muito por tudo isso. - ficou sem jeito.

Eu: Não sei o que fazer. Estou com medo de voltar para casa e o YoonGi aparecer outra vez e também não estou com condições emocionais para enfrentar meu irmão.

Jungkook: Pode ficar aqui o tempo que precisar.

Eu: E seus pais ?

Jungkook: Se mudaram e me deixaram sozinho aqui. Eles disseram que era um voto de confiança e para eu ganhar mais responsabilidade.

Eu: Entendi... Mas tem um outro probleminha.

Jungkook: Qual ?

Eu: Roupas.

Jungkook: Isso não é um problema.

Eu: Não ? Por acaso você usa roupa de mulher ? - franzi o cenho.

Jungkook: Não, não! No quarto de hospedes tem algumas roupas de minha prima. Ela costumava passar os fins de semana aqui mas como foi fazer faculdade fora isso não é mas possível.

Eu: Hum... - não iria ficar muito confortável mas não tenho outra opção.

Jungkook ficou me encarando de um jeito estranhamente tenso e isso me deixou incomodada e meio sem jeito. Olhei para um canto qualquer da casa e pude ver uma foto de um homem no exercito, acho que é o Pai do Jungkook. Por algum motivo aquela foto me chamou muita atenção, na verdade não era bem a foto e sim a arma que o homem segurava. Aquela dor de cabeça infernal voltou de repente e em poucos segundos eu estava no chão com a mao na cabeça.

Jungkook: YangMin, o que você tem ?! - se abaixou ao meu lado. - O que está sentindo ?

Eu: Minha cabeça, ela ta doendo muito! - parecia que ia ficando cada vez pior. Comecei a ouvir a voz do TaeHyung na minha cabeça e isso só queria dizer uma coisa : Outra lembrança.

Lembrança ON

Eu: Onde está meu irmão ? YoonGi, por favor não faz nada com ele, eu te imploro, não faz. - fui até ele e segurei um de seus braços. - Nem com ele e nem com mais ninguém.

YoonGi: Por que me chamou de YoonGi ? Me chame de Suga. - fez bico e depois me lançou um olhar amedrontador. - Eu sou seu dono agora, mando em você e ordeno que me chame de Su-ga.

Eu: Pelo o amor de Deus! Você vai mesmo me força a ficar com você dessa maneira ?! - soltei seu braço. - Como ainda tem coragem de dizer que me ama ?!

YoonGi - Você não entendi e nem precisa entender. Tudo que precisa saber é que eu te amo ao ponto de matar meu próprio Pai ao invés de você. - me empurrou contra a parede mais próxima e tentou me beijar mas eu comecei a me debater e tentar desviar de seus lábios. - SE VOCÊ NÃO FICAR QUIETA E ME DEIXAR TE BEIJAR, PEGO ESSA DROGA DE ARMA AGORA MESMO E ATIRO NA CABEÇA DO TAEHYUNG!

Gritou impaciente. Praticamente virei estatua e o deixei fazer o que queria.

Lembrança OFF

Jungkook: Yang, você ta me ouvindo ?! - segurou meus pulsos tentando me fazer olha-lo mas a dor não me deixava abrir os olhos. - Você ta me assustando!

Eu: Me ajuda, Jungkook. Ta doendo demais!

Jungkook: O que quer que eu faça ? O que tenho que fazer ?! Eu não sei como te ajudar! - se desesperou.

Estava me sentindo fraca e tinha a sensação de que iria desmaiar mas outra lembrança veio a tona.

Lembrança ON

TaeHyung: Preciso dar um jeito de tirar esse Cara de sua Vida de uma vez por todas. - falou olhando para um canto qualquer da sala.

Eu: Não acho que tenha um jeito para isso... - falei cabisbaixa.

TaeHyung: Tem, claro que tem e tem vários. Porém são modos arriscados. Posso por sua segurança em jogo.

Eu: Tae... No que você ta pensando ?

TaeHyung: Nada, YangMin, nada.

Eu: Olha Tae, seja lá o que for que esteja passando pela sua cabeça desista não quero que se machuque outra vez.

TaeHyung: Isso não vai mais acontecer. E também não teria acontecido se eu não estivesse amarrado.

Eu: TaeHyung, por favor... Fica longe do YoonGi. - pedi quase implorando.

TaeHyung: Eu tenho que fazer alguma coisa! Não posso deixar você nas mãos dele Para sempre. - levantou e foi em direção as escadas parando no Segundo degrau. - Não importa como, vou acabar com isso.

Eu: Eu to te pedindo, implorando! - fui até ele e parei na sua frente ele que estava de costas e assim permaneceu. - Não faz nada.

TaeHyung: Está tentando proteger ele ?

Eu: Não, tae... Não é isso...

TaeHyung: Então por que ?! Não vejo outra explicação!

Eu: Eu tenho meus motivos. Só faz o que estou te pedindo. Um dia isso vai ter que acabar sim mas de outra forma.

TaeHyung: Motivos ? Que tipo de motivos ? O QUE VOCÊ AMA ELE E NÃO QUER QUE O MACHUQUE ?!

Eu: NÃO! não é nada disso! Eu só tentando proteger você, droga. Você e não ele!

TaeHyung: EU QUE TENHO QUE PROTEGER VOCÊ AQUI! já decidi amanha mesmo vou resolver isso com o Min YoonGi.

Eu: ELE TEM UMA ARMA SEU IDIOTA! UMA ARMA! QUE CHANCE VOCÊ TEM DE GANHAR DELE ASSIM ?!

TaeHyung: Ele não é o único. - deu as costas novamente e subiu em direção ao seu quarto me deixando para traz boquiaberta com o que ouvi. TaeHyung também tem uma arma ?! É isso ?! É isso mesmo que eu entendi ?!

Lembrança OFF

Jungkook: YangMin! E-eu vou chamar uma ambulância. - tentou se levantar mas o puxei de volta antes que o fizesse.

Eu: Não, não posso sair daqui. O YoonGi está atrás de mim se eu for para o hospital ele vai me encontrar. - falei com muita dificuldade pois não tinha mas forças nem para gritar por conta da dor.

Jungkook: Mas...

Eu: Por favor...

Lembrança ON

Jimin: Não, não, não, NÃO! - levantou e começou a andar pelo meio do quarto com as mãos na cabeça. - Não posso contar, não quero contar e não vou. É melhor que continue sem saber.

Eu: Mas que droga! O que de tao grave poderia ser que eu não posso saber ?!

Jimin: Você nem imagina. - parou e olhou para mim e então percebi seus olhos marejados.

Eu: Por que está chorando ?! Jimin, você ta me assustando! Desse jeito Parece até que meu irmão já matou alguém. - ele abaixou a cabeça. - Espera... não é isso, é ? É isso Jimin ?!

Jimin: Não, não ainda. - me levantei e fui ate ele. - Mas não duvido de nada vindo dele.

Eu: Ele falou que tem uma arma!

Jimin: Tem muito mais coisas dele que você não sabe e é melhor continuar sem saber.

Eu: Não quero saber se é melhor ou não, eu só quero me diga. Se eu não souber por você vou saber pelo YoonGi. Ele sempre tentava me contar algo sobre o TaeHyung mas eu sempre cortava o assunto achando que era apenas Para me por contra meu irmão mas agora...

Jimin: Acredite em mim. É melhor continuar como está.

Eu: Não vai dar. Agora que eu sei que meu irmão não é o que eu penso não tem como nada ser do mesmo jeito. - o abracei. - Eu não sei o que pensar.

Jimin: Eu vou proteger você. - falou acariciando meu cabelo. - Vou cuidar para que nada de ruim te aconteça.

Eu: Por que que ta falando assim ? - o olhei. - Ta insinuando que o TaeHyung pode fazer algo contra mim ? Ele é meu irmão Jimin, meu irmão! Ele não faria nada comigo, ou faria ? Não. Aish!

Me soltei do garoto e fui em direção a porta do quarto mas porém antes que eu conseguisse ao menos tocar a maçaneta da mesma fui puxada de Volta para onde estava antes.

Jimin: Onde pensa que vai ?

Eu: Para casa, é claro.

Jimin: Acha mesmo que vou deixar você ir embora sozinha a essa hora ? De jeito nenhum! Você dorme aqui hoje.

Lembrança OFF

Foi a ultima lembrança que tive antes de apagar nos braços do Jungkook.

( ... )

Acordei em um quarto que deve ser provavelmente o do Jungkook. Tive a impressão de já ter estado nele antes e senti minha cabeça pesar e achei que aquela dor de cabeça dos infernos fosse voltar mas isso não aconteceu.

Lembrança ON

Eu: Por que me trouxe aqui ? Era para eu estar em minha casa! Você não fez nada comigo enquanto eu dormia, fez ? O YoonGi! Ele estava indo para minha casa. E se ele fez algo com o TaeHyung ? E se o TaeHyung fez algo com ele ? Meus país com certeza já chegaram... Que horas são ?!

Jungkook: Primeiro, por que sim. Segundo, não, eu não fiz nada mas também não me faltou vontade. Terceiro, não faço ideia. E quarto... - pegou o celular do bolso para olhar algo.. - São nove e quarenta da manha.

Eu: O que ?! da manha ?! Ai meu Deus meus país vão me matar! - me levantei rapidamente e fiquei procurando minhas sapatilhas pelo quarto.

Jungkook - Não vão não. Eu liguei para sua casa ontem a noite e que era o pai da Hanna e que também você acabou dormindo após fazer um trabalho com a amiga. Você disse que iria a casa da Hanna, não disse ?

Eu: Como você sabe disso ? E como você conseguiu o numero de minha casa ?! Por anda me espionando ?

Jungkook: Talvez...

Lembrança OFF

Dessa vez tive uma lembrança e não tive dor de cabeça e isso é muito bom.

Jungkook: Yang ? Que bom que acordou! Estava morrendo de precipitação. - entrou no quarto com um copo de água na mão e me entregou.

Eu: Obrigado. - bebi um pouco. - Jungkook ?

Jungkook: Sim ? - sentou na ponta da cama.

Eu: O que aconteceu para você me trazer para sua casa naquele dia ?

Jungkook: Você se lembra ?

Eu: Lembrei agora a pouco.

Jungkook: Você estava indo para a casa do YoonGi e eu tentei impedir. Acabou que teve uma hora que você fugiu de mim e eu fui atras. Bom.. Quando te alcancei houve um pequeno desequilíbrio e nós caímos. Eu nem se quer me arranhei mas você machucou o joelho e não tava conseguindo andar direito então te levei nas costas . Você dormiu no meio do caminho e eu achei melhor te trazer para cá pois tinha certeza de que o YoonGi tinha ido para sua casa. Ainda deve ter esse machucado pois isso foi só ha alguns dias atras.

Eu: Ah... Achei que tinha conseguido ele no acidente junto com esse corte na cabeça e os vários hematomas.

Jungkook: Falando nisso, acho que deve mudar esses curativos, não ?

Eu: É... Acho que sim. - toquei no curativo da testa de leve.

Jungkook: Vou pegar as coisas. - se retirou do quarto mas logo voltou com um kit de primeiros socorros em mãos. - Vamos começar.

Ele fazia tudo com bastante calma e cuidado para não me machucar. Enquanto o observava trocar os curativos tive uma outra lembrança.

Lembrança On

Estava sentada na cama do Jungkook e ele estava abaixado em minha frente fazendo um curativo em meu joelho.

Eu: Isso ta feio. - falei observando a ferida.

Jungkook: Está sim. Vai te incomodar um pouco para andar.

Eu: É...

Jungkook: Mas irá sarar logo.

Eu: Jungkook.

Jungkook: Hm ?

Eu: Por que ?

Jungkook: Por que o que ? - me olhou confuso.

Eu: Por que me trouxe para sua casa ?

Jungkook: Por que achei melhor. Você dormiu enquanto te carregava e eu fiquei com dó de te acorda então como achei que tocar a campainha da sua casa para te entregar naquela situação não seria uma boa ideia...

Eu: Devia ter me acordado!

Jungkook: Não tive coragem. Passei a noite inteira acordado te observando dormir como um idiota. - disse normalmente enquanto ainda estava concentrado no que fazia. - tava tão fofinha dormindo.

Eu: Quem é fofo dormindo ? Só fazemos babar e roncar. - ele riu.

Lembrança Off

Era a segunda lembranças que tinha sem sentir a dor de cabeça.. Se bem que teve outras vezes como a que lembrei do Green. Falando nele, ele sumiu desde que o louco do YoonGi invadiu minha casa. Ele deve ter ido se esconder com medo em algum canto da casa. Enfim, Taehyung já deve ter o encontrado.

Jungkook: Certo. Está feito.

Eu: Acabei de ter uma lembrança de você fazendo curativo em meu joelho.

Jungkook: Serio ? Que bom. Acho que ficar perto de mim esta te ajudando a lembrar os momentos que teve comigo.

Eu: Momentos ? De nós dois ?

Jungkook: Você vai lembrar. Você falou que lembrou quando te trouxe para cá e agora lembrou quando fiz seu curativo mas não sentiu dor de cabeça, não foi ?

Eu: Pois é. Ainda bem.

Jungkook: Acho que dependendo da lembrança você tem reações diferentes.

Eu: Também acho isso. Nas lembranças simples não sinto nada.

Jungkook: É. Então... Quer comer alguma coisa ?

Eu: Você sabe cozinhar ?

Jungkook: Só sei fazer lámen.

Eu: E você vive a base de lámen ?

Jungkook: Sim. E a base de comidas enlatadas também. - rimos.

Ele me ajudou a levantar pois ainda estava um pouco fraca e então fomos até a cozinha preparar algo para comermos.

Após comermos fizemos uma maratona de filmes. Apesar de tudo o Jungkook estava conseguindo me fazer sorrir, me animar. A companhia dele bastante agradável.

Eu: E agora ? o que vamos fazer ? - perguntei ao filme acabar. Não tive resposta então olhei para o lado e Jungkook dormia. - Jungkook, acorda. - cutuquei seu braço mas nada. - Jungkook, acorda vai... A gente acabou de ver filme de terror não quero ficar acordada sozinha. -
Comecei a balançar ele mas ele não reagia de jeito nenhum. Ou ele tinha um muito sono pesado ou tinha desmaiado, morrido, sei lá! Só sei que to com medo. - Jungkook!

Jungkook: Buh - deu um pulo do sofá me assustando. Eu soltei um grito e ele caiu na gargalhada.

Eu: Idiota! - peguei uma das almofadas que estavam no sofá e joguei nele que continuava rindo. - Você me paga!

Jungkook: Desculpa, mas você tem que admitir que foi engraçado. / falou tentando parar de rir.

Eu: Não foi não!

Jungkook: Fala isso por que não viu sua cara.

Eu: Faz isso de novo e eu te mato.

Jungkook: Ta bom, ta bom. Não irá acontecer novamente.

Eu: Acho bom. - emburrei.

Jungkook: Ah, não fica assim. Foi só uma brincadeira.

Eu: Não gostei dela.

Jungkook: Já pedi desculpas. - se sentou ao meu lado novamente. - Esquece isso e vamos... Jogar vídeo game ?!

Eu: Pode ser... - ele levantou animado e colocou um jogo de corrida em seguida pegou dois controles e me deu um deles.

Jungkook: Sabe jogar esse tipo de jogo, né ?

Eu: Não muito mas vamos lá.

Nos sentamos no chão e o jogo foi iniciado. Jungkook estava ganhando. Mas já era de se esperar afinal não sou muito boa no vídeo game. Ele venceu 5 vezes seguidas então eu larguei o controle no chão. Não iria jogar de novo sabendo que ia perder.

Jungkook: Que foi ? Não vai mais jogar ?

Eu: E perde outra vez ? Não obrigado.

Jungkook: Então o que a gente vai ficar fazendo o resto do dia ? Não tem mais nada para fazer.

Eu: E você pretendia ficar jogando todo esse tempo ?!

Jungkook: Não... Mas e então ? O que faremos ? Não se tem muito o que fazer em casa.

Eu: Mas eu não posso sair...

Jungkook: Eu sei, só falei.

Eu: Que horas são ?

Jungkook: São - olhou em seu relógio de pulso. - 17:48.

Eu; O que vamos jantar ?

Jungkook: Está com fome de novo ?

Eu: Não. Só perguntei para saber se é algo que demora pois se for é bom fazer logo.

Jungkook: Tendi. Eu não sei. O que você quer ?

Eu: Tanto faz. Escolhe você o que quer que eu faço já que sei cozinhar.

Jungkook: Não, Você não vai fazer nada. Não está lá nas melhores condições para isso.

Eu: Não tem problema eu posso fazer, gosto de cozinhar.

Jungkook: Não. Que tal pedir pizza ?

Eu: Você que sabe. - dei de ombros.

Jungkook: Então vai ser isso. Vou pedir uma pizza. - se levantou e foi até o telefone fixo da casa. - Do que vai querer ?

Eu: Não tenho preferência sendo pizza eu gosto.

Jungkook: Tudo bem.

( ... )

Acordei e vi JungKook ao meu lado dormindo serenamente. Ele tava é fofo dormindo. Lembrei que após comermos a pizza acabamos pegando no sono no Grande carpete da sala mesmo. Fiquei um pouco dolorida por estar dormindo ali naquele lugar tao duro. O sono ainda me dominava só acordei por estar com Frio. Estava tudo meio escuro, a única coisa que iluminava o lugar era um abajur super fraquinho de cord azul mas mesmo assim dava para ver cada parte da sala. Devia ser de madrugada. Jungkook se mexeu um pouco parecendo também estar com Frio. Ele abriu um pouco os olhos olhou para mim e voltou a fecha-los.

Jungkook: Yang... - me chamou manhoso.

Eu: Hm ?

Jungkook: Estou com Frio, Você não está ?

Eu: Sim, estou.

Jungkook: Vem aqui pertinho para eu te abraça e então ambos iram se esquentar. - sugeriu .

Eu: Jungkook...

Jungkook: É serio.

Não falei mas nada só fiquei o olhando continuar ali de olhos fechados achei até que ele ting dormido novamente mas vi que estava errada quando ele veio até mim, me forçou a ficar de costas para ele para então me envolver em seus braços de forma protetora. Estava envergonhada mas não fiz nada pois precisava mesmo daquilo por estar com muito Frio e ele realmente estava me esquentando. Um de nós poderíamos muito bem ter levantado e ido pegar um cobertor ou até mesmo ir para a cama mas o sono era tao grande que não tinha condições. Em menos de um minuto eu já havia voltado a dormir.

Mesmo ele me abraçando para nos esquentar não adiantava muito, o Frio ainda se fazia presente. Acordei varias e varias agoniada até que acordei de uma vez incomodada com a Luz do sol que invadia a casa em Meu rosto. O dia já havia amanhecido.

Tentei me soltar do Jungkook para me levantar mas ele resmungou e me apertou mais em seus braços. Tentei mais uma vez e nada...

Eu: Jungkook... Me solta. - tentei me soltar mas já vi que fazer isso só piora. - Eu quero levantar... Jungkook...

Jungkook: Agora não... Ta tão bom assim. - resmungou.

Eu: Só se for para você por que ei estou toda dolorida de dormir aqui. - realmente dormir no chão não é nada confortável e eu me sinto um caco.

Jungkook: Tudo bem. - me soltou e eu me sentei. Em seguida ele fez o mesmo. Olhei para ele e o mesmo estava com a maior Cara de zumbi, não aguentei e deixei uma risada abafada sair fazendo ele me olhar confuso. - Que foi ?

Eu: Você ta engraçado com essa Cara de sono.

Jungkook: E você está linda.

Eu: Que ? Claro que não. Ninguém é bonito assim que acorda.

Jungkook: Você é, e eu poderia até dizer que sexy também.

Eu: Aish... - estava ficando constrangida e ele percebeu. - Estou com fome.

Jungkook: Não precisa ficar tímida. Só falei a verdade.

Eu: Ta. Tanto faz.

Jungkook: Tao fofa! - falou rindo e apertou minha bochecha. - Vamos levantar e ver o que comer agora.

Eu: Umhum.

Fomos até a cozinha e comemos serial com leite. Após isso arrumamos a bagunça que fizemos ontem e lavamos a louça. Jungkook não queria me deixar fazer nada de inicio mas insisti tanto que ele acabou deixando. Quando acabamos fomos tomar um banho. Ele me mandou que fosse até o quarto de hospedes para pegar roupas limpas para usar e eu peguei um vestido soltinho, de mangas compridas e estampa de oncinha. Depois de meu banho fui até a sala a procura do Jungkook mas ele não estava lá então fui o procurar pela casa e o achei em uma salinha que continha vários desenhos colados para todo lado na parede e uma mesinha com uma cadeira de Madeira no Centro que era onde ele se encontrava sentado e concentrado enquanto fazia algo em uma folha qualquer.

Eu: O que está fazendo ? - perguntei adentrando a sala e me aproximando dele.

Jungkook: Estou desenhando. - abriu um sorriso radiante.

Eu: Todos esses desenhos... Foi você quem fez ? - perguntei olha do os desenhos ao redor.

Jungkook: Sim! Gostou ?

Eu: Claro, Sao incríveis!

Jungkook: Fico Feliz que tenha gostado.

Eu: E o que está fazendo agora ? - tentei olhar o papel mas ele tapou rapidamente com as mãos me impedindo de ver.

Jungkook: Estou fazendo você. Mas não terminei ainda então por enquanto você não pode ver.

Eu: Ah... - e novamente estava sem jeito.

A campainha tocou e Jungkook se levantou para poder ir atender. O segui até a porta e me impressionei ao ver quem era quando ele a abriu.

Eu: Jimin ? O que está fazendo aqui ?



Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...