História Dangerous Woman - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, One Direction, Selena Gomez, Zayn Malik
Personagens Chloë Grace Moretz, Justin Bieber, Selena Gomez, Troye Sivan, Zayn Malik
Tags Bradford, Selena Gomez, Texting, Zaylena, Zayn Malik, Zelena
Exibições 188
Palavras 2.720
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura babes <3333 !!!!

Capítulo 21 - Twenty


Fanfic / Fanfiction Dangerous Woman - Capítulo 21 - Twenty

 

 

Point Of View Zayn Malik

 

 

07:30 PM.

 

Desnorteado, eu estava sem saber o que fazer enquanto segurava a garota desacordada em meus braços no banco de trás de um táxi. Para onde eu iria levá-la? Não fazia ideia onde a mesma morava, troquei poucas palavras com ela, éramos praticamente desconhecidos. Aspirei seu perfume que impregnava todo o carro e cocei o nariz ao reconhecer a fragrância. Era o mesmo perfume da garota que mandava mensagens, mas será que... Sacudi a cabeça e me livrei desses pensamentos sem sentido algum, pois é óbvio que Selena não manda aquelas mensagens, e nem parece ser do tipo ousada que agarra alguém no escuro de uma boate.

Vou procurando em minha lista de contatos nomes que poderiam me ajudar, e vejo o nome do primo dela, suspirei já sabendo para onde levá-la. Apertei a tecla verde para avisar ao Shawn sobre o ocorrido, porém assim que o número começou a ser discado o celular desligou repentinamente, pois estava com um por cento de bateria. Revirei os olhos totalmente impaciente e falei o endereço ao taxista.

 

 

◆◆◆◆

 

Fechei a porta do táxi e o mesmo deu partida. Com a garota em meus braços, andei ligeiramente até a porta da casa, apertei a campainha e ouvi um berro acompanhado de passos. A porta foi aberta revelando Shawn, que arregalou os olhos ao ver sua prima desacordada. Adentrei a casa quase o atropelando, e coloquei a morena sobre o grande sofá, enquanto o garoto me fazia inúmeras perguntas.

Expliquei o acontecido a ele, que continuou sem saber o que fazer.

 

— Selena, Selena... – Deu algumas tapinhas nas bochechas da garota, mas ela sequer se mexeu.

— A sua mãe está em casa? – Indaguei, pois certamente a mais velha iria saber como acordar uma pessoa desmaiada.

— Não, ela acabou de sair com a Violet. – Ele murmurou, agora balançando a garota de um lado para o outro.

Assenti e olhei para o relógio em meu pulso, arregalando os olhos em seguida. – Shawn, eu preciso ir, tenho que estar no trabalho em uma hora. – Me levantei e fiz um toque de mão com ele. – Amanhã eu apareço aqui para saber como ela está.

— Tudo bem! – Sorri e saí em direção à porta. Peguei meu skate que estava encostado na parede da casa e subi em cima do mesmo, indo direto para minha casa que ficava a quatro quadras dali.

 

 

◆◆◆◆

 

 

 

Narrador on.

 

— Domingo. —

                 

 

05:40 PM.

 

Selena lia um livro antigo, a mesma se encontrava deitada no quarto de hóspedes da casa de sua tia. Ela se recusou a voltar para sua casa, e pediu para que eles não informassem aos seus pais que ela estava lá, pois tinha certeza que eles iriam fazê-la voltar. Ouviu três batidas na porta e murmurou um entra. Logo a porta fora aberta revelando um certo moreno com uma garotinha pequena em sua frente. Os dois adentraram o quarto sorrindo, e observando Gomez, que tinha os olhos arregalados.

— Selena! – Safaa gritou afobada, e correu em direção a mesma, abraçando-a com força. A morena grunhiu sentindo dor em seu braço engessado, e a garotinha a soltou se desculpando.

— Que surpresa maravilhosa. – Gomez falou, apertando a bochecha da menina. – Oi Zayn! – Acenou para o moreno que estava com os braços cruzados e escorado na parede, observando-as.

— Oi. – Sorriu e se aproximou vagarosamente, sentando-se ao lado da irmã. – Está melhor?

— Estou sim, obrigada por se preocupar. – Ela sorriu largamente, e franziu o cenho ao ver Safaa retirar do bolso um papel roxo brilhante, e estendê-lo em sua direção.

— Vim convidá-la para a minha festa de aniversário. – Selena pegou o papel, e abriu-o. – Vai ser daqui a três semanas, espero que você vá. – A garotinha juntou as mãos e fez biquinho.

— Claro que eu vou! – Selena exclamou eufórica, e sentiu um frio na barriga só de pensar em conhecer os familiares Malik’s. – Obrigada pelo convite. – Abraçou a garotinha, que sorriu e se despediu, avisando que iria brincar com Violet.

Gomez ainda sorria olhando o convite guardou o mesmo na cômoda ao lado da cama, e fitou o moreno, que parecia querer falar alguma coisa.

— O Shawn falou que você acordou logo depois que eu saí. – Zayn falou, olhando diretamente para ela.

— Foi sim, ele pesquisou no Google formas de acordar pessoas desmaiadas. – Deu de ombros. – Me desculpa te fazer passar por isso, certamente deve me achar uma verdadeira maluca, né? – Entortou os lábios e desviou o olhar, observando brevemente as vestimentas do moreno, calça jeans clara, regata preta e camisa xadrez vermelha.

— Não acho. – Respondeu rapidamente. – Fica tranquila, o médico disse que desmaiar seria algo normal. – Pegou em mãos seu celular, que vibrava e tocava insistentemente. – É a minha namorada, eu já volto. – Ele se levantou e foi até o corredor para atender a chamada.

Selena revirou os olhos com ódio.  Droga de garota — Pensou e tentou voltar a ler o livro, mas obviamente não conseguiu. Ficou distraída observando o moreno e ouvindo murmúrios que saiam de sua boca. Após alguns minutos ele se virou, encerrando a ligação e guardou o celular no bolso. Voltou para onde estava antes e ficou olhando para um ponto qualquer, pensando se deveria ou não perguntar o que lhe incomodava e estava deixando-o curioso.

Selena segurava o livro na altura dos olhos para disfarçar o constrangimento de encará-lo e não ter assuntos suficientes para conversar com ele. Sussurrava as palavras que visualizava no livro apenas para fingir que o lia.

— É... – Ele começou. – Por que não queria ir para sua casa? – Indagou de uma vez, fitando o rosto da morena, que deixou o livro sobre o colo e o encarou.

— Ahn... – Balbuciou, umedecendo os lábios. – É complicado. – Mordeu a parte interna da bochecha e encolheu os ombros.

— A Safaa certamente não irá querer ir embora tão cedo, então se quiser contar... – Zayn deu de ombros, deixando a frase no ar.

— Tudo bem. – Selena relaxou os ombros e desviou o olhar para suas mãos. – A minha meia irmã resolveu voltar do Texas... – Hesitou receosa, mas ao erguer o olhar e ver que o moreno a encava demonstrando interesse no assunto, decidiu falar de uma vez. – A gente nunca se deu bem, ela meio que implicou muito comigo durante a infância... – Sentiu o ódio crescer em seu peito, porém tentou se manter o mais neutra possível. – Os meus pais estão felizes e empolgados com a sua volta, mas eu não. Por conta disso briguei com eles e fugi de casa. – Suspirou.

— Entendi. – Malik piscou os olhos e assentiu compreendendo. – Então quando eu te “atropelei” – Fez aspas e sorriu de lado. – Você estava em plano de fuga? – Questionou, tentando entender melhor.

— Sim. – Ela sorriu minimamente. – Eu estava desesperada. Argh! – Grunhiu raivosa. – Acho que surtei um pouco. – Deu de ombros e franziu o cenho.

— E os seus pais não te procuraram? – Ele quis saber.

— Procuraram sim, mas acho que desistiram. – Sorriu brincando com os próprios dedos. – Eles vieram aqui na casa da minha tia também, e foram embora pouco antes de chegarmos, fora que ligaram desesperados para os meus amigos, e certamente foram também na faculdade. – Revirou os olhos. – Precisei ligar e avisar que estou bem para eles não colocar a polícia atrás de mim. – Explicou e sentiu uma mão em seu queixo, levantando- para cima.

Zayn retirou sua mão do queixo dela, e sacudiu a cabeça, não entendendo o que tinha lhe passado na cabeça para fazer tal ato.

— Então está tudo resolvido, né? – Indagou, após longos minutos em silêncio. Ouviram uma música da Beyoncé começar a tocar no andar de baixo e se encararam com os olhos estreitos.

— Será que é as meninas? – Selena riu, pensando nas duas pestinhas dançando ao som de Single Ladies.

— Acho que sim. – Ele sorriu, e olhou para o braço dela. – Não acha que esse gesso está meio sem graça? – Questionou, tendo algumas ideias.

— Sim, mas infelizmente ninguém que saiba desenhar veio aqui. – Deu de ombros e mordiscou o lábio inferior.

— Desse jeito você me ofende. – Zayn entortou os lábios e se levantou. – Você tem canetinhas ou canetas permanentes? – Analisou o quarto à procura de algo que servisse para ele desenhar no gesso.

— Eu tenho em casa e na faculdade. – Arqueou as sobrancelhas. – Você desenha? – Curvou-se para alcançar a mochila e a pegou com o braço bom.

— Costumo desenhar e grafitar. – Deu de ombros, colocando as mãos nos bolsos da calça jeans e ficou observando o jeito estabanado da garota.

Selena vasculhou sua mochila com certa dificuldade. Retirou da mesma, livros, meias, peças de roupas e quando já iria desistir por sentir seu braço pinicar, finalmente encontrou o seu estojo com símbolos hippies de paz e amor. Puxou o zíper e sorriu ao visualizar as canetas que geralmente usava para fazer seus esboços. Entregou-o para o moreno e ficou olhando para ele, totalmente curiosa para ver os desenhos que ele iria fazer em seu gesso.

Zayn sentou-se consideravelmente perto da morena, e puxou o braço dela com cuidado. Pegou uma caneta preta, balançou a mesma e começou a fazer diversos desenhos, e letras, que logo iriam ganhar formas.

Selena prendia a respiração vez ou outra, engolia em seco e tentava se controlar. Não era uma tarefa fácil, já que o moreno estava a centímetros de si, e ela ao menos poderia tocá-lo da forma que ansiava desde que ele entrara no quarto.

Os olhos quase fechados deixando os cílios dele visivelmente maiores, a concentração estampada em seu rosto, às tatuagens à mostra em seu braço. Tudo em Zayn era perfeito e ela sabia disso, sabia que estava ferrada, e que à essa altura do jogo não havia mais desistência.

 

A porta foi escancarada assustando os dois que estavam concentrados demais para ouvirem os passos pesados no corredor. Uma cabeleira loira em forma de coque, e um cabelo castanho bagunçado foram observados. Ariane e Kendrick chegaram ao quarto e ficaram com os olhos extremamente arregalados ao verem a amiga e seu amado tão próximos. Sorrisos e olhares maliciosos foram trocados entre os dois, que entraram no quarto, após Gomez chamá-los.

Eles se cumprimentaram rapidamente e foram finalmente apresentados para Zayn, que os encarou por breves minutos e logo voltou a desenhar no gesso.

— Selena sua louca. – Kendrick falou alto. – Seus pais estavam desesperados ontem, o que você tem na cabeça para fugir de casa?

— Achei que eles fossem revistar a minha casa. – Ari dramatizou e ficou olhando os desenhos quase terminados.

— Desculpa. – Foi a única coisa que a morena murmurou. – Eu não queria que eles ficassem assim, e nem que perturbassem vocês. – Explicou olhando o moreno trocar a caneta por uma mais colorida.

— Sem problemas, não é Ken? – Ari indagou e o garoto prontamente assentiu. – Fora esse gesso, você está bem agora?

— Sim, estou ótima. – Olhou para Zayn fazendo gesto com os olhos e suspirou piscando os olhos.

Os dois amigos sorriram um para o outro e fizeram um coração com as mãos, mas assim que Zayn se virou para pegar outra canetinha, eles fingiram arrumar a roupa e assobiaram olhando para o teto.

— Enfim... – Ken se pronunciou incomodado com o silêncio. – Viemos justamente para ver como você estava e também para te avisar que vai rolar o Happy Holi daqui a duas semanas. – Notificou estendendo um panfleto para ela.

— Esse ano meu tio que está organizando praticamente todo o evento, e sobrou para eu e o Ken distribuirmos os flyers. – Ari resmungou bufando.

-— Já? – Selena questionou arregalada, e leu os nomes dos dj’s que iriam se apresentar no festival.

— O ano está voando. – Ari murmurou.

— Você vai né? Quer dizer... Nós vamos certo? Ainda mais com música eletrônica e bebidas de graça. – O garoto sorriu animado e bateu palminhas.

— Eu não perderia por nada. – Sorriu largamente. – Ainda mais com dj’s gatos como esses. – Alfinetou rindo, e viu a feição do moreno transformar-se numa careta, porém ele continuou calado. – Você vai, Zayn? – Indagou, arqueando a sobrancelha.

Ele assentiu enquanto retocava o último desenho e se afastou assim que acabou. – Pronto. – Murmurou, fitando vários símbolos de super heróis, caveiras e o nome da garota escrito em letras maiúsculas e minúsculas.

— Wow! – Todos no quarto menos Zayn exclamaram.

— Maneiríssimo. – Ken soltou um gritinho e todos gargalharam.

— Ficou maravilhoso que talento é esse Zayn? – Selena bateu no braço dele e riu.

O moreno sorriu fechado e apenas deu de ombros, voltando a encarar os amigos da garota.

— Bom... Nós já estamos de saída, precisamos entregar esses outros flyers. – Levantou o empilhado de papéis. – Nos vemos amanhã. – Ken e Ari se despediram, deixando-os sozinhos novamente. Porém não durou muito, Zayn logo saiu do quarto, alegando ir recuperar sua reputação em uma disputa de vídeo game com Shawn.

 

Selena suspirou desistindo de ler o livro. Levantou-se, e saiu do quarto indo para o andar inferior brincar um pouco com as garotinhas.

◆◆◆◆

 

 

Fazia duas horas que Violet e Safaa pulavam afobadas enquanto ouviam música.

— Não vai mais dançar com a gente, Sel? – Let gritou para que a morena pudesse ouvir.

Selena encontrava-se jogada em um canto da sala, em frente ao piano. A garota estava cansada, não aguentou acompanhar as meninas dessa vez. O gesso a incomodava e pinicava muito, no entanto, ela preferiu ficar observando a vitalidade e energia das garotinhas, que pareciam não cansarem nunca.

— Não gente, estou morta. – Falou se abanando com a mão. – Acho que vou tomar banho, arrumar as minhas coisas e hibernar pelo resto do ano. – Se espreguiçou e logo após se levantou. Deu um beijo na bochecha de cada uma e subiu as escadas feito uma velha.

Adentrou o quarto e fechou a porta. Pegou suas peças intimas a tolha e foi em direção ao banheiro, trancando a porta em seguida.

 

◆◆◆◆

07:55 PM.

 

— Ganhei mais uma vez... Yes! – Zayn se vangloriava por ter vencido Shawn em todas as partidas.

— Eu te deixei ganhar, óbvio. – Se defendeu e pegou um caderno, a fim de revisar a matéria passada na aula do cursinho pré-vestibular que fazia.

— Pode chorar, eu deixo. – Debochou, pegando o celular e vendo várias lligações perdidas e mensagens desesperadas de Lisie. Revirou os olhos e bloqueou o celular sem paciência.

— Cala a boca, Malik. – Shawn mostrou o dedo médio, e voltou a ler as atividades.

— Eu vivo cercado por nerds! – Zayn bufou e se despediu do garoto, avisando que iria para casa.

 

Ficou tanto tempo entretido jogando que nem percebeu que já tinha anoitecido.

— Está tudo bem querido? – Summer perguntou ao vê-lo descendo as escadas de forma apressada.

— Está tudo ótimo. – Sorriu para a mais velha, que assentiu e voltou para a cozinha.

 

— Já está tarde, precisamos ir. – Ele falou, puxando a garotinha para perto de si.

— Já? – Ela indagou desgostosa. – Vamos ficar só mais dez minutinhos, por favor, Zaynie? – Pediu com os olhinhos brilhando.

— Safaa... – O moreno sacudiu a cabeça negando.

— Por favor? – Apertou as bochechas do irmão, e fez biquinho.

— Tudo bem! – Revirou os olhos por ter uma irmã chantagista. – Estou contando os dez minutos a partir de agora. – Ele apontou para o relógio em seu pulso e a garotinha correu para conseguir terminar de colorir seu desenho a tempo.

 

Zayn analisou atentamente a sala, a procura de Selena, mas não a encontrou. Foi até a cozinha perguntar para Summer, e a mesma disse que a viu subindo para o andar superior.

O moreno subiu as escadas novamente, preocupado, queria saber como ela estava e também iria se despedir.

Chegou em frente a porta e resolveu não bater, apenas girou a maçaneta e adentrou o cômodo que tinha a iluminação fraca, porém dava para enxergar perfeitamente. Ele fechou a porta atrás de si, e percorreu seus olhos pelo local, arregalando-os ao ver a morena agachada apenas com uma toalha em volta do corpo. Ela estava procurando uma roupa para vestir na gaveta da cômoda, tão alheia em pensamentos que nem percebeu a movimentação no quarto.

 

Selena se levantou normalmente, mas ficou estática assim que o viu petrificado, encarando-a com a boca aberta em um enorme “O”.

— Zayn? – Ela sussurrou, achando estranho e sentindo-se incomodada com os olhos dele queimando sua pele. Foi então que Selena sentiu frio em suas costas. Ao olhar para baixo ela viu o porquê de ele estar a olhando espantado. A toalha havia caído no chão, deixando-a apenas com suas peças intimas de renda.

 

Oh, Droga! – Gomez exclamou sem saber o que fazer e sentindo todo o seu corpo entrar em combustão.

 

 

 

 


Notas Finais


Continua?????????






Xoxo babes ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...