História Dangerous Woman - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Michael Jackson
Personagens Ariana Grande, Michael Jackson, Personagens Originais
Tags Amante, Ariana Grande, Ceo, Dinheiro, Michael Jackson, Namorado, Romance, Sexo
Exibições 82
Palavras 2.224
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi pessoas do meu coração!!! Bem esta é a minha terceira história, e eu espero que vcs gostem. Como eu tenho outra fanfic, irei dedicar um pouco mais à ela, então, tentarei postar um capitulo aq a cada dois lá.
Essa fic é meio uma fusão de duas músicas q fiz, Dangerous e Dangerous Woman. O titulo da capa aqui embaixo é Dangerous Woman, mas a legenda é um trecho da musica Dangerous.
Na realidade quem me inspirou a fazer essa fic, foi o clipe e musica Side To Side. Mas preferi nomear a fic como Dangerous Woman, pq tem mais haver com o tema.
Bem, eu acho q é so isso. Se tiverem interesse deem uma olhada na minha outra fanfic You Rock My World. E se você gostou desta, favorite e comente, o comentario é extremamente importante para mim. Bjos

Capítulo 1 - Um Novo Trabalho


Fanfic / Fanfiction Dangerous Woman - Capítulo 1 - Um Novo Trabalho

Ariana Grande

Levantei da cama, tentando fazer o mínimo de barulho possível, para não acordar o homem que estava dormindo ao meu lado. Recolhi minhas roupas do chão, e segui para o banheiro, para me vestir. Estava em um quarto de motel, na noite passada fui até uma festa, conheci um homem, e o seduzi.
   Nunca conheci meus pais, já que eles me abandonaram com minha tia Katy. Ela é tudo pra mim. Toda a minha vida, nós moramos em um bairro pobre, ela não tinha muito dinheiro, então eu não podia ter tudo aquilo que queria. Várias meninas da minha idade, ostentavam suas novas bonecas e jogos, enquanto eu, tinha que me contentar com uma única boneca de pano, tinha somente uma amiga, que acabou mudando de cidade me deixando sozinha, com aquelas pessoas que me despresavam por causa da minha condição social, mas acabei conhecendo Sophie. Além disso, nossas condições sempre traziam coisas ruins à nós. Tia Katy sempre trabalhou como empregada doméstica, ela não recebia tão mal assim, mas infelizmente nós mal víamos a cor do dinheiro, pois ela sempre foi muito doente e precisa tomar vários remédios caros. Ela é viúva, eu não cheguei a conhecer meu tio, ele morreu muito novo.
   Os anos foram se passando e eu fui crescendo, sempre fui muito elogiada e invejada por conta de minha beleza. Mas eu aprendi a ignorar tudo aquilo de ruim, e também aprendi à usar minha beleza, ao meu favor. Na escola, aos meus doze anos, eu já ficava com garotos também da mesma idade, a fim que eles me decem o que eu queria. E assim eu fiz até agora. Perdi minha virgindade aos quinze anos, com o meu namorado da época, ele me regava de presentes e agrados, nosso relacionamento acabou quando ele se apaixonou por outra garota, fiquei triste no princípio, pois posso dizer que ele foi a única pessoa que eu era apaixonada, além de Katy. Depois disso, tive alguns namorados, mas todos eu fui à procura de dinheiro, não quis e não quero me entregar de corpo e alma assim como fiz com meu primeiro relacionamento. Eu prefiro namorar homens por um determinado tempo, pois assim, posso ganhar muito mais dinheiro, além de vários presentes. Esse é o meu "trabalho". Mas hoje, como estava sedenta por sexo, e precisando de grana, resolvi ir até uma boate chique, e trazer o primeiro que me interessasse para a cama.
   Saí do banheiro já vestida e arrumada, verifiquei se o homem ainda dormia e fui a procura de sua carteira. Procurei um pouco até que à encontrei nos pés da cama. A peguei, e de dentro dela, retirei uma boa quantia em dinheiro, que logo guardei em meu bolso. O homem se mecheu um pouco na cama, mas não chegou a despertar, eu me retirei daquele quarto e motel o mais rápido possível, passando a caminhar pelas ruas sem rumo algum, à procura de um táxi ou um ônibus que passasse por ali.
   Adentrei a minha casa e encontrei minha tia chorando, últimamente ela anda bastante melancólica. Sentei ao seu lado e abraçei minha tia.
- O que houve ? Não chore por favor, Katy.- Ela enxugou suas lágrimas e me encarou com uma expressão triste.
- Está tudo dando errado.- A abraçei mais forte ainda.- Me mandaram embora Ariana. E agora o que vamos fazer ?
- Ah... Vamos dar um jeito nisso, eu irei conseguir um trabalho.- Minha tia não sabia desse meu jeito de ganhar grana fácil, a única coisa que ela sabia é que eu ajudava a minha amiga Sophie, a cuidar de seu priminho, ganhando assim uma miséria. Lógico que isso é mentira, uso essa desculpa para poder saír, mas Sophie quando questionada por minha tia, concorda com tudo que eu digo.- Irá dar tudo certo.
- Mas Ariana, agora você não pode trabalhar. E o seus estudos querida ? Eu sei que você ganha uns cinquenta dólares por mês, ajudando a sua amiga a cuidar do primo dela. É só diminuírmos alguns gastos.- Sim, eu estava fazendo um curso. Assim que terminei meus estudos, queria seguir a vida como uma dançarina, mas titia me obrigou a fazer esse curso depois de uma descussão feia.
- Isso não importa. Eu irei conseguir um trabalho, e depois é só ajustar meus horários e está tudo perfeito, tia. Afinal, ninguém consegue sobreviver com apenas cinquenta dólares.- Depositei um beijo em sua testa e me levantei.
- Obrigada minha querida. Saiba que eu te amo muito.- Ela sussurrou baixinho, também me declarei a ela e fui para o meu quarto.
   Eu não acredito que vou ter que conseguir um trabalho! Já não bastava esse curso idiota? Mas tudo bem, farei isso por minha tia, ela é a única pessoa que eu realmente amo. O dinheiro que ganho com esses meus namorados são uma ótima quantia, mas entrego nas mãos de Katy apenas cinquenta dólares. Como sou eu que saíu para pagar as contas e faço a contabilidade da casa, retiro do meu dinheiro para pagar aquilo que falta, deixando minha tia achar que seu dinheiro paga todas as contas. É, faz um tempo que as coisas não estão boas. O resto de meu dinheiro que sobra, compro coisas para mim, e alguns agrados para minha tia. Já algumas jóias que ganho de uns homens, guardo em uma caixa em meu guarda-roupa, minha tia não meche em minhas coisas, mas caso ela descobrir a caixa, não poderá abri-la, pois eu sempre ando com a chave comigo. Quando as coisas estão extremamente difícieis, e nem meu dinheiro e de minha tia, consegue pagar todas as dívidas, eu pego uma jóia, e a vendo; nunca fui de me apegar à coisas materiais.
   Fui tomar um banho para tirar o cheiro daquele homem do meu corpo. Troquei minha roupa, e saí de casa, iria visitar minha amiga, Sophie. Ela é a única pessoa que sabe tudo sobre mim, e eu sei tudo sobre ela. Sophie me ajudou muito, após minha antiga amiga ir embora para outra cidade, ela se aproximou de mim, me ajudando assim, a ignorar tudo aquilo de ruim, que falavam de mim. Saí e fui andando mesmo, ela não mora muito longe.
- Sophie, você não vai acreditar!- Assim que ela abriu a porta de seu apartamento, eu entrei lhe abraçando.
- Menina, o que aconteceu ?
- Vou ter que arrumar uma merda de trabalho.- Revirei os olhos bufando, e me jogando no sofá.
- Então sua tia descobriu o que você, é ?- Ela riu cínica e arqueou uma sombrancelha.
- Não, isso nunca vai acontecer.- Me ajeitei no sofá, cruzando os braços e pernas.- Ela foi demitida do seu trabalho. Você está com o jornal, Sophie ? Preciso olhar alguns tipos de trabalho.
- Claro, está na mesa.- Ela apontou para sua pequena mesa de jantar. Me levantei e fui até lá.
- Ótimo... Agora vamos ver o que temos de bom aqui.- Minha amiga também se levantou, e veio até mim.
   Procurei por diversos trabalhos, naquele jornal. Sophie anotava números de telefones e endereços para mim, enquanto eu lia tudo atentamente. Sophie trabalha na lanchonete de sua mãe, mas infelizmente, no momento, não estão contratando. De todas aquelas ofertas de emprego, apenas duas me chamaram atenção, ser uma secretária de um CEO de uma empresa, ou lojista em uma loja. Sim, são trabalhos um pouco distintos, mas foram os que mais me chamaram atenção. Já que em ambos pagam uma quantia generosa, eu não precisaria ter experiência no ramo, e bastava apenas enviar um e-mail, com meu corrículo, e se aprovado, eu seria convidada para uma entrevista.
   Usei o computador de Sophie para essa tarefa. Liguei para casa e avisei Katy sobre as novidades, também deixei claro que dormiria na casa de minha amiga. À ajudei a preparar o jantar, e arrumar algumas coisas, tomei um banho e coloquei um pijama; uso o mesmo tamanho que Sophie e tenho algumas peças de roupas minhas aqui, em sua casa. Estou orgulhosa de mim, não sou muito de gostar de trabalhar, mas mesmo assim, irei fazer minha tia alegre e também isso ajudará a esconder esses meus namorados endinheirados.Queria ficar no apartamento de Sophie, pois assim, eu poderia acessar meu e-mail o quanto antes, e analizar se minha resposta esta lá ou não.

- Ariana, acorda!- Sophie me balançava.- Rápido, levanta!
- Ei, não está vendo que estou dormindo, não ? Esperava mais de você, Sophie.- Me virei para seu lado contrário.
Ela chegou bem perto de meu ouvido, me fazendo revirar os olhos.- Seu e-mail chegou, sua idiota. Tem certeza que não quer ir ler ?
- Por que não avisou antes ?- Me levantei da cama em um salto, corri até o computador e minhas respostas estavam lá.
   Sophie já sabia do que se tratava, pois ela tinha aberto as mensagens antes de me acordar, mas mesmo assim, ela estava anciosa, assim como eu. Abri cada uma delas, e li atentamente ambas. Uma dizia que estavam gratos pela minha escolha, mas infelizmente, não tinham uma vaga para mim. Já à outra mensagem, me parábenizava por eu ser uma das escolhidas, e me dava instruções. Eu teria que ir para uma entrevista, ouvir algumas regras, e aprender um pouco sobre minha função, eu também conheceria o meu futuro chefe e dono da empresa, o homem a qual eu seria sua secretária, também irá fazer algumas perguntas.
- Perfeito, Sophie me empresta alguma roupa. A entrevista é agora, às duas da tarde.- Corri para seu quarto, já abrindo todas as portas do guarda-roupas.
- Ariana, calma.- Sophie era calma demais, e às vezes isso me irritava um pouco.- Agora são onze, e você ainda nem almoçou.
- Eu vou comer alguma coisa no caminho. Você viu o endereço ? Essa empresa não fica muito perto.- Começo a tirar minha roupa na frente de Sophie, somos amigas. E não irei mentir, em uma festa eu e ela estávamos muito bêbadas, e acabamos nos beijando. Isso foi para nossa lista de histórias engraçadas.
  Coloco uma calça jeans clara de cintura alta, uma blusa preta à qual deixa um pouco de minha barriga aparecer e um tênis branco. Talvez eu não deveria usar esse tipo de roupa para uma entrevista de emprego, mas como irei ser entrevistada pelo dono da empresa, não irei perder à oportunidade de jogar meu charme. Assim também será mais fácil de conseguir esse cargo.
   Saíu da casa de Sophie e pego um ônibus até o endereço. Eu sempre fui determinada o suficiente para poder fazer tudo ao meu alcance e um pouco mais, para ajudar minha tia. Mas é claro que eu também sonho em um dia em ser rica, por isso procuro homens ricos que possam me dar o que eu quiser. Assim posso comprar o que eu quiser, desde roupas e sapatos ao meu celular. Continuarei fazendo isso, e não quero parar tão cedo.
   Desci do ônibus, e me apresentei na recepção do local. Uma mulher pediu que eu a seguisse até uma sala no terceiro andar, onde as outras candidatas ao cargo estavam, e assim fiz. A mulher me olhava de cima a baixo, ela dava sorrisos cínicos e reviradas de olhos, com certeza não estava gostando do meu jeito de si vestir, e torcendo para que eu não pegasse a vaga. Adentrei a sala, e vi mais duas candidatas, estava faltando mais uma candidata para chegar, e como a entrevista com o dono da empresa seria por ordem de chegada, eu seria a penúltima. Fiquei quieta esperando até que a última mulher chegasse, para começarem a nos falar as regras e instruções.
- ...Bem, as regras são poucas e claras.- Todas nós já estávamos naquela sala. A mulher que me guiou até lá, se pôs à frente e começou a falar.- A roupa é o uniforme da empresa, e saia ou calça. O sapato não importa qual.
   Uma mulher fez algumas perguntas. Esta mulher estava apreenciva e anciosa. Eu estava normal. As outras duas mostravam em suas faces e sorrisinhos cínicos que achavam ser as ganhadoras da vaga. Eu irei tentar encantar um pouco aquele CEO, para ter mais chances da vaga.
- Se tiverem problemas com algum funcionário daqui, deverão deixar as diferenças de lado e trabalharem profissionalmente.- A mulher me encarou com cara de deboche, ela não pareceu gostar muito de mim.- Serem educadas, respeitarem a privacidade do Sr. Jackson, sabe ele recebe algumas visitas importantes.- Então esse é o nome do dono da empresa... Aquela chata mordeu a ponta de sua caneta e sorriu, talvez ela seja uma das visitas importantes na sala do Sr. Jackson.- Bem, não quero falar muito. Aqui está, nesses papéis contém as outras regras e instruções. Irei ver se está tudo pronto para a entrevista
   Peguei dois papéis de sua mão, e ambos eram frente e verso, com regras e instruções. Li aquilo enquanto esperava minha vez de ser entrevistada. As duas mulheres que estavam na minha frente, demoraram cerca de trinta minutos, a entrevista de cada uma. Eu estava um pouco anciosa, mas nada que eu não consiga desfarçar...
- Ariana, é a sua vez.- Me levantei e segui a mulher até uma porta.

  


Notas Finais


E ai gostaram ? O que será q vai acontecer nessa entrevista, em? Favorite e comente. Até o próximo, bjinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...