História Dark Necessities - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Sehun
Tags Angst, Baekhun, Drabble, Drabbles, Sebaek, Yaoi
Exibições 77
Palavras 429
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Lírica, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Único.


    Quando você cruzou a rua, parou em minha frente e perguntou se eu queria sair, a resposta foi não, Sehun.

    Porque anos atrás, sentei-me perto de ti e perguntei se poderia brincar comigo, a sua resposta fora não, Oh Sehun.

    Quando disse de mim aos teus amigos, e me perguntou se eu poderia sentar contigo na aula de química, a minha resposta foi não.

    Eu queria dizer sim, meu coração mandava aquilo, mas você nunca me deu a oportunidade de dizer tudo o que me fez passar todos aqueles anos, então a resposta, mais uma vez, fora não.

    Quando quis saber se eu tinha sentido saudades suas, crispei os lábios e senti o estômago embrulhar, respondi que não.

    Não, porque você nunca demonstrou sentir saudades minhas. Você quem nunca respondia as perguntas, colocava aquele maldito cigarro na boca e saía tragando-o como se eu não existisse. Como se eu fosse invisível.

    O que nunca te contaram, Sehun, era que eu sempre estive lá. Estive quando cochichou no ouvido daquela garota, o quão ruim eu era na cama, segurou nos braços dela e acariciou-a, como fazia comigo, só que melhor. O quão estúpido eu fui, acreditando naquelas doces mentiras, elas saíam de ti, mas nunca consegui perguntar se gostava de mim ou não.

    Quando me ofereceu um copo de whisky, me perguntando se eu gostaria de dançar, respondi que não. 

    Porque você já dançava com todos os seus amantes, beijava cada centímetro da derme macia que eles tinham. Lembra-se de quando contava essas coisas pra mim? Levava suas mãos bruscas até meu pescoço, os acariciava falsamente, e dizia que eu não era bom o suficiente?

    Eu nunca quis ser bom o suficiente pra ninguém, apenas pra mim. Foi por isso, que naquele dia frio e escuro, quando se aproximou com a sua maldita moto velha, me perguntando se eu estava bem e queria ir contigo, respondi que não.

    Apontei aquela faca empoeirada pra cima de ti, mas não tive forças pra continuar. Mesmo sabendo o quanto eu sofri, apenas fechei os olhos e esperei que você despejasse aquelas palavras imundas sobre mim.

    Eu fui embora, esperando que respeitasse o meu prazo de silêncio. Se calou completamente, e me deixou com o gosto amargo da verdade sobre seus lábios.

    Quando eu te vi se entupindo de remédios e drogas ilícitas, eu disse não. 

    Quando me ligaram do hospital, dizendo que um tal Oh Sehun queria me ver, não consegui dizer não.

    Mas eu o disse, quando, você deu seu último suspiro e sussurrou entre os lábios: "Eu te amo, Byun Baekhyun." 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...