História Dark Paradise - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Lana Del Rey
Personagens Lana Del Rey, Personagens Originais
Tags Diário, Drama, Romance
Visualizações 27
Palavras 259
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Meu primeiro esbarrão com John foi em 1962, mas, por motivos que só o destino conhece, eu estou me esquecendo e por isso eu vou relatar as coisas que eu me lembrar, sem uma ordem correta.

Capítulo 1 - 1 de março


Fanfic / Fanfiction Dark Paradise - Capítulo 1 - 1 de março

Sol forte, grama verde, céu azul, toalha quadriculada: O piquenique perfeito. O dia era bonito e nós éramos jovens.

- Sente-se aqui - ele pediu.

- Com muito prazer - eu retribui.

Ele abriu a cesta e mostrou-me o farto lanche que havia preparado com tanta ternura.

- Mais um pouco? - aguardava minha resposta

- Não posso recusar algo feito com tanto carinho - respondia com graça. Ele ria e eu não entendia o porquê, mas ria junto. Empurrava-o na grama e ele me puxava. Não ligávamos mais para a comida, que comida?

- Porque você me empurrou?

- Porque você riu de mim?

- Porque você é tão bonita?

- Porque você me elogia tanto?

- Porque eu te amo!

O silêncio que se formou, além de constrangedor, marcou em vermelho o meu rosto. Ele riu alto, me fazendo corar mais ainda. Nos refizemos e começamos a comer. Eu peguei uma longa pilha de waffles e um pouco do "suco" de uva. Enquanto comíamos eu comecei a encara-lo, ele era lindo. Tudo sobre ele combinava, com ele e comigo. Ele sorriu quando viu que eu o estava encarando, me levantei e o chamei para dançar comigo.

Ele colocou "P.S. I love you". Que suspeita essa música, eu pensei durante as risadas que ele me proporcionava. Cada vez que ele criava um passo ou me girava eu ria, o que era, basicamente, o tempo todo. Nossos risos e passos tortos terminaram num lindo beijo, que, quase toda noite, me pego pensando nele, já que não posso mais tê-lo.


Notas Finais


Me desculpem pela falta de objetividade, mas, como já disse, minha velhice esconde vários detalhes de mim.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...