História Dark Secret - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Badboy, Drama, Mistério, Romance, Suspense
Exibições 6
Palavras 696
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Esta é minha segunda fic, espero que gostem

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction Dark Secret - Capítulo 1 - Prólogo

 

Júlia é uma menina bastante quieta na maior parte do tempo, porém só não gosta de ser irritada e pode ter alguns momentos em que tem ataques de raiva; é gótica, e sempre senta lá no fundo da classe, não tem amigos; mas o mais interessante, é que ela não haje assim por qualquer motivo, então porque será?

                                    Pov's Júlia

Meu nome é Júlia Gomez..... e outro nome que não há necessidade de falar, estudo em um internato chamado Frik Colegge, onde só tem patricinha, e mesmo com pessoas que não são desse tipo não gosto de me aproximar e não explicarei o porquê.

Hoje coloquei uma calça jeans e uma blusa preta colada com uma jacketa de couro por cima, e um converse preto, não sou muito de usar cores alegres.

Chego na sala e vou lá para o fundo, sinto olhares sobre mim, mas nem ligo; pego meu celular e começo a ouvir música bem alto, até que vejo alguém puxando o fone de mim, e vejo que foi um dos espertinhos badboys do colégio

-Que mal gosto hem- falou enquanto tirava o fone de ouvido.

-Posso te mostrar umas músicas melhores na hora do lanche que acha?- disse com um sorriso malicioso, e fazendo uma cara fofa com qual todas as meninas caem ao seus pés.

-Foi mal, mas eu dispenso- disse, mudando de cadeira para ficar longe do imbecil.

-Você vai se arrepender garota

-Duvido muito- falei arrogante, não dou atenção para ninguém, porque ele acha que com ele seria diferente?

Quando chega a hora do lanche, pego qualquer coisa que tinha no meu armário e vou lá para o pátio onde tem um gramado e uns baquinhos, mas geralmente fico de baixo de uma árvore que fica bem escondida do resto das pessoas; continuo ouvindo minha música e acabo lembrando de algo que minha mãe me disse antes de morrer, que foi aos meus oito anos de idade, isso mesmo, não tenho mãe, só vivo com o meu pai em uma mansão mas que para mim tanto faz se fosse uma casa, um casebre ou qualquer coisa, a única coisa que desejo, não posso ter, mas se pudesse daria tudo para ter de volta, minha mãe.

Flash Back on

-Se lembre de que não pode contar para ninguém o que você soube tudo bem?- falou ela de modo carinhosa

-Mas.....

-MAS NADA, É ISSO OU PODE ACONTECER COISAS TERRÍVEIS, VOCÊ TEM NOÇÃO DA GRAVIDADE DISSO?- agora ela pareceu bastante irritada

-Tabom, eu prometo- falei, apertando a mão dela

-Me desculpe meu anjo te tratar assim, mas precisava que prometesse antes de.....- ela começou a tossir muito, aí foi que eu vi que tinha um corte enorme em seu peito, não vi antes porque minha mãe estava virada

-Mãe você vai ficar bem, eu vou ligar para ambulância- falei chorosa

-Ju-Juli não tem ma-mais jeito querida, só queria que me prometesse que não iria contar o segredo antes de morrer, mas agora eu tenho que ir minha linda, eu te amo- disse ela deixando cair uma última lágrima antes de seu coração parar.

-NÃÃÃÃÃÃÃÃOOOOO

Choro bastante, grito de angústia e tive vontade de me suicidar, mas quando fui fazer isso, chegou meu pai que havia viajado e um monte de policiais, corri para os seus braços, e ele chorou junto a mim, e perguntou o que tinha acontecido, e eu só continuei a chorar pois não podia contar nem sobre a morte nem o segredo, vários policiais pediram para fazer entrevistas comigo para saber sobre o caso da minha mãe, mas meu pai expulsou todos pois sabia que não iria mais falar sobre aquilo tão cedo.

Flash Back off

Atualmente, as perguntas voltaram, pois ainda não descobriram o que aconteceu, porém nunca respondo.

Quando dei por mim, percebi que estava chorando com as lembranças, e vi que alguém se aproximava, então corri para o banheiro e comecei a lavar meu rosto.

Como eu queria que tudo o que aconteceu tivesse sido apenas um pesadelo terrível em que eu acordasse de madrugada e corresse para os braços de minha mãe, mas não, é tudo real, e eu não posso nem desabafar com ninguém.....


Notas Finais


Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...