História Dark Side - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ian Somerhalder, Nina Dobrev
Personagens Ian Somerhalder, Nina Dobrev
Tags Romance, Suspense
Exibições 19
Palavras 523
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Prólogo


 

"Lembrai, lembrai do cinco de novembro

A pólvora, a traição, o ardil

Por isso não vejo como esquecer

Uma traição de pólvora tão vil"– V de Vingança.

November 5, 2016.

Afobada, ansiosa, sem paciência.. Tudo isso descreve Amber Carter, minha melhor amiga.

- Chego em cinco minutos, Amber – pausei enquanto revirava meus olhos, mesmo sabendo que ela não poderia ver  – Estou a três quadras daí, prometo não me atrasar – digo por fim, desligando o celular em seguida e o guardando no bolso traseiro da calça.

Acabei rindo enquanto imaginava como seria o dia que Amber se casasse, se o dia de hoje nem era dela,  e a mesma já estava nervosa e ansiosa, imagina quando fosse o seu dia.

Revirei meus olhos quando senti o celular vibrar novamente, imaginando que poderia ser ela novamente. Mas parei no exato momento que vi que no chamador marcava um numero desconhecido.

Senti um arrepio percorrer em meu corpo, quando olhei para os lados e me dei conta de que o carro preto ainda me seguia, desde a minha saída da cafeteria.

Quando por fim decidi atender, o mesmo desligou. Continuei o segurando em minhas mãos enquanto olhava para atravessar a rua, atravessei a com um pouco de pressa, percebendo que o carro virava para a mesma direção que a minha.

Meu celular então vibro novamente, me fazendo ter um mini ataque cardíaco o qual passou quando percebi ser uma mensagem de Ian.

“Te vejo no altar, princesa?” Sorri com sua mensagem.

Me preparando em seguida para o responder.

“Eu serei a de branco” ri com a resposta enquanto apertava para enviar.

- Ei docinho – só então eu senti meu corpo recusar todos os meus comandos, eu queria correr para longe daquela voz, queria gritar para que ninguém o deixasse chegar perto de mim, porém meu mundo parecia ter parado de girar no exato momento que percebi o sedan preto parado ao meu lado.

Olhei de canto e percebi meu maior pesadelo na janela do carro, ele ainda carregava consigo o mesmo sorriso galanteador de sempre, em seus olhos eu ainda conseguia ver as mesma chamas de anos atrás.

Um arrepio percorreu por minha coluna, sentia meu sangue gelar e minhas mãos já começavam a soar frio.

Vamos lá, Elizabeth, corra. – repeti em minha cabeça, enquanto tentava ao menos me mexer.

- Me deixe em paz – sussurrei enquanto voltava a caminhar.

Eu poderia correr. Mas minhas pernas não obedeciam.

- Qual é, querida Lili, não está com saudades? – gargalhou alto, o carro andava devagar ao meu lado, acompanhando meus passos.

- Nunca vou sentir saudades – sussurrei novamente, eu não conseguia nem ao menos falar sem tremer dos pés a cabeça.

Ok, Elizabeth, corra! Corra garota! Vá para longe dele, vamos garota. – acelerei meu passo conforme repetia em minha cabeça, palavras de motivação, eu precisava ir para longe dele.

- Peguem ela – escutei então sua voz rouca comandar dois homens que desceram rapidamente do carro e vieram ao meu encontro.

Correr era minha única opção.

Eu corri o quanto eu pude.

E deixei as lágrimas escorrerem no mesmo momento que senti mãos fortes segurarem firmemente meu braço direito.


Notas Finais


Olaaaa!!!!!
Me digam, primeiro uma coisa, como nenhuma alma viva, me conto o quanto eu ficaria nervosa para postar essa fanfic????? E ansiosa.....
Mas vamos lá.. Quero ver a reação de vocês... E se vão gostar, espero, do fundo do coração, que gostem..
Antes de começarem a ler, tenho que informar vocês que:
- Prestem muita atenção em todos os capitulos, em todas as datas que aparecerem, principalmente, nas datas gente, foco nas datas.. Pois, tem capitulo que vai falar sobre os "dias de hoje" mas tem capitulos, que vão falar sobre, anos atrás, semanas atrás, dias atrás.. Então prestem atenção.
- Não, eu não sou a favor de violencia, estupro, e tudo que aparecer de errado.. Mas sou a favor da criatividade kkkkk e se isso ta tendo, nessa nossa mente psicopata, vamos lá né..
- Por ultimo, mas não menos importante, quero dedicar o capitulo, e toda a historia, a nossa querida Risy, vulgo, ~whydelena, pois sem ela, essa historia não estaria aqui. Então palmas para a Risy, hahaha.
Enfim, espero que gostem ❤
(estou ansiosa para a resposta kkkkk)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...