História Dark Sky - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8"
Visualizações 6
Palavras 1.368
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Nova fic? Seventeen?
Sim! 💕💕
Erros, ignorem!! :')

Capítulo 1 - --Run!--


Fanfic / Fanfiction Dark Sky - Capítulo 1 - --Run!--

Corri daqueles monstros de uma espécie conhecida e temida por todos os que acreditavam que ela existia. Eu não acreditava nela, até hoje...Corri...Corri pela minha vida enquanto eles corriam rapidamente atrás de mim, estava no meio da floresta e vi ao fundo uma mansão moderna, tinha que fugir de alguma forma.
Reparei na carrinha com as portas abertas e entrei na parte de trás, escondi-me por trás de um baú, o que faz um baú aqui? Ouvi os monstros que me perseguiam a falar, as suas vozes eram misturadas com a voz de uma pessoa. Provalvelmente era o dono da cara, suspirei devagar, e deixei de ouvir as vozes.
As portas fecharam-se e a carrinha começou a andar. Entrei em pânico de seguida, não era suposto ficar dentro da carrinha durante todo este tempo.
Olhei para o meu corpo, estava ferida, tinha cortes pequenos e marcas das correntes com que eles me prenderam. Olhei em volta...o baú onde eu estava parecia estranho. Olhei melhor para ele, não era um baú! Era um caixão, seria esta uma carrinha funerária? Ótimo, estou escondida numa carrinha funerária com uma pessoa morta dentro de um caixão.
Sentei-me melhor e tentei tirar os picos que estavam nas minhas pernas, devo ter-me ferido nas silvas quando cai em cima delas.
Acabei por soltar um grito de dor, cobri a minha boca para não sair mais som.
A carrinha continuou a andar, suspirei de alívio.
Desisti de tirar os picos e senti algum cansaço, apoiei a minha cabeça no caixão e antes que pode-se reagir o caixão abriu-se devagar, relevado dentro dele um rapaz lindo, arregalei os olhos, eu não tinha aberto o caixão!
Olhei para o corpo do homem e suspirei, ele abriu os olhos de repente, assustei-me e puxei o meu corpo para trás, batendo numa caixa.
O homem levantou-se, estava sério, parecia tentar se controlar ou algo assim. Ele olhou para mim e sorriu de lado, reparei nos seus dentes. Ótimo, um monstro, fugi de monstros para parar dentro de uma carrinha com um.
Ele olhou-me, parando nas minhas pernas cheias de feridas e sangue.
Pensei que era o meu fim, ele iria-me atacar e eu morreria.
????: Não tenhas medo, eu não vou fazer-te nada.
Olhei para ele, realmente não parecia ser malvado, mas ele ainda era um monstro! 
????: Como entraste aqui?
S/n: E-eu estava a fugir de...
????: Monstros, como eu?
S/n: Sim...
????: Aqueles cobardes ainda perseguem humanos!?
S/n: Tu não fazes o mesmo?
????: Não, eu e a minha família somos vegetarianos.
S/n: Monstros vegetarianos?
????: Vampiros.
S/n: Ah?
????: Nós somos vampiros, monstros também serve mas continuamos a ser vampiros.
A carrinha parou, as portas abriram e um homem apareceu, ele também era jovem mas parecia diferente.
"Vernon, quem é essa?"
Vernon...então era esse o nome do vampiro, assumi que o outro também fosse da mesma espécie.
S/n: Eu estava a fugir de vampiros...
O homem arregalou os olhos e olhou para o Vernon.
????: Tu fugiste dos Queers?
S/n: Os Queers? Eu não sei, eu só fugi.
????: Vem connosco.
Assenti, não é que tivesse escolha, eles são vampiros e a história de serem vegetarianos não é muito fiável.
O homem olhou para mim e sorriu.
????: Eu sou o Choi Seung Cheol, mas todos me tratam de S.Coups.
S/n: S.Coups?
Ele assentiu sorrindo.
"Quem é esta?"
Uma voz feminina fez-se ouvir, olhei para ela, era linda mas um pouco assustadora.
Vernon: Ela fugiu dos Queers.
????: Sério?
S.Coups: Sim, impressionante, não é!
????: Qual é o teu nome?
S/n: Ah, eu chamo-me s/n.
Vernon: S/n...nome bonito.
S/n: Ah....obrigado.
????: Eu sou a Evelyn!
S.Coups: Tu estás ferida não é?
S/n: Oh..estou.
S.Coups: Vem comigo para tratar disso.
Assenti e fui com ele. Estavamos numa mansão moderna, idêntica á outra, isso era um pouco estranho...duas mansões no meio da floresta. Entramos, e fomos para um quarto. Olhei para Coups, o que ele iria fazer?
O homem abriu uma gaveta e tirou um kit de primeiros socorros.
S.Coups: Deita-te.
Deitei-me na cama e Coups começou a tratar dos meus ferimentos.
Quando terminou guardou o kit e sorriu.
S.Coups: Aproveita para descançar, daqui a pouco vamos jantar.
S/n: Jantar? Mas vampiros não comem, ou melhor bebem, só sangue?
Ele riu.
S.Coups: Nós não somos só vampiros!
S/n: Ah? Isso quer dizer que todas as outras lendas também são verdadeiras.
Ele assentiu.
S.Coups: Eu sou um lobisomem, Vernon é um vampiro..Evelyn também é uma lobo, depois conheçes o resto, agora dorme,ok?
Concordei com a cabeça e adormeci passando um pouco.
Acordei com um toque na minha cara.
Abri os olhos e vi um Vernon envergonhado.
S/n: Oh, é hora de jantar?
Ele sorriu e assentiu.
Vernon: É, vamos?
Ele esticou a sua mão e ajudou-me a levantar. Descemos as escadas e entramos num grande  salão, lá estavam mais de 10 pessoas. Só reconheci Coups e Evelyn.
Olhei para todos e sorri.
S/n: Humm...Olá eu sou a s/n!
Alguns sorriram outros disseram olá.
Todos se aproximaram.
"Eu sou o Wonwoo, um bruxo"
Sorri para ele que voltou a se sentar.
"Eu sou Mingyu, e ele é o DK, nós somos vampiros"
Ambos sorriram e sentaram-se.
"Oi, eu sou Moon Eun-Ah, ele é o Jun, somos vampiros, e aquele tosco ali é o The8, ele é um híbrido.
Assenti e sorri.
"Olá!! Eu sou a Akemi, bruxa, ele é o Joshua, lobisomen e ele é o Jeonghan, é um bruxo.
Sorri, são muitos!!
Os últimos quarto vieram até mim.
"Eu sou Woozi, lobisomem e bruxo, bem vinda!"
Sorri para ele e agradeci.
"Nós somos Dino, vampiro e bruxo, Seungkwan, um híbrido e Hoshi um lobisomen!"
Dei-lhes um sorrisinho e olhei para Vernon que se riu com a minha cara, eram realmente muitos!
Sentei-me no lugar que Vernon apontou e vi a diversidade da comida. Sangue, frango e peixe. Interessante! Os vampiros bebiam o sangue e os outros comiam um dos dois pratos.
Eu peguei num pedaço de frango e comi devagar, não queria que falassem comigo, na realidade queria ir embora e esquecer tudo. O único problema era que eu não sabia onde estava...nem como voltar.
Coups sorriu e levantou-se.
S.Coups: Como devem saber, a s/n fugiu dos Queers! S/n, sei que deves querer ir embora, mas temos que te dizer algumas coisas antes.
Assenti.
Evelyn: Os Queers são muito poderosos, quem foge deles nunca fica vivo. A tua família corre risco e tu também.
Olhei para ela sorrindo.
S/n: Não tenho família. Sou órfã.
Todos olharam para mim meio tristes.
S/n: Morreram á uns anos atrás, os polícias e médicos assumiram que tinha sido um lobo. Agora sei que não foi um lobo normal, e sim um lobisomen.
Todos olharam para mim com curiosidade.
Vernon: Como tens tanta certeza disso?
S/n: Esses tais Queers disseram-me.
Todos ficaram confusos.
Akemi: Ok, vamos começar do início! Como foste apanhada pelos Queers?
S/n: Eu não me lembro muito bem, eu estava a entrar no meu apartamento, alguém me agarrou, depois disso só me lembro de acordar e estar numa jaula, haviam tronos á minha frente e  sentados neles estavam três pessoas, dois homens e uma mulher.
Vernon: Choi Ji-Hoon, Juliette e Daishi.
S/n: Eles olhavam para mim, como se estivessem no circo e eu fosse um palhaço, depois um rapaz qualquer veio até mim e soltou-me jogando-me para o meio da sala.
Um dos homens, assumo que era Ji-Hoon veio até mim e sorriu. Ele disse: "S/n, finalmente te apanho. Á anos que ando á tua procura! Aqui o Daishi fez um mal trabalho quando matou os teus pais e esqueceu-se de ti, uma jóia tão preciosa que acabou por escapar!"
Depois disso um homem entrou de repente na sala e todos dentro dela entraram num transe ou algo assim. Bem, todos menos a mulher, ela ficou enraivada e usou magia, eu acho, para matar o homem. Enquanto os dois lutavam eu aproveitei e fugi.
Todos olharam para mim surpresos.
Jun: Hyung, é possivel?
Dino: Sim, é possível que ela seja a Pérola?
Olhei confusa para todos, Pérola?
Coups: O nome Pérola diz-te alguma coisa, s/n?
S/n: A minha mãe costumava chamar-me de Pérola...
Todos arregalaram os olhos e olharam para Coups.  

Notas Finais


São tantos! 😂😂😢👍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...