História Dark Walk - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Feia Mais Bela, A Regra do Jogo
Personagens Aldo Domenzaín, Alicia Ferreira, Atena Torremolinos, Fernando Mendiola, Letícia "Lety" Padilha Solís, Márcia Vilarroel, Romero Rômulo dos Santos, Tomás Moura Gutiérrez
Tags Colegial, Drama, Escolar, Mistério, Romance
Exibições 69
Palavras 936
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Desculpem a demora mas aqui está o capítulo

Boa leitura

Capítulo 21 - Capitulo-20


Londres; Dockland; Sábado; 11:40 da manhã;

Josh e Omar estavam na garagem da casa do primeiro rapaz, tentando tocar algumas músicas de seu reportório sem o auxílio de Nando, que, como de costume, estava atrasado para o ensaio. Quando o portão foi levantado alguém do lado de fora, Josh fechou a cara e Omar abriu um amplo sorriso.
- Nando! - disse animado ao ver o amigo, descendo do pequeno palco improvisado para vê-lo melhor.
O garoto tinha os olhos rodeados por olheiras e o cabelo bagunçado. Estava mais do que claro que tivera uma péssima noite de sono.
- Você está péssimo. - Omar disse, sinceramente preocupado.
- Obrigado pela parte que me toca. - Fernando deu um sorriso seco e jogou-se sentado no palco. Josh observou os garotos.
- Legal. - ele disse suspirando. - então temos aqui hoje dois pólos.
- O que quer dizer? - Nando resmungou.
- O Carvajal está que nem pinto no lixo. - apontou pro garoto com o queixo. Esse, por sua vez sorria radiante. - E você está que nem pinto na merda.
- Cala a boca, Josh. - mostrou o dedo do meio.
- Queria passar um pouco do meu bom-humor pra você, margarida. - Omar falou, com o tom leve.
- Posso saber o motivo de toda essa alegria? - o outro perguntou, soltando o instrumento e se sentando ao lado de Nando.
- Nada. - Omar cantarolou olhando inocentemente pra cima. - Ok, ok. - se deu por vencido, andando empolgado de um lado pro outro. Fernando bufou. - Talvez eu tenha ficado com a garota mais linda da escola.
Nando sentiu um desconforto no estômago, trancando mais ainda seu rosto.
- A Missy? - Josh sugeriu. - Pensei que tivesse ficado com ela naquele dia em que... - engoliu a fala imediatamente, quando se lembrou do exato dia em que isso tinha acontecido. Olhou para Fernando de rabo de olho. Esse deu um sorriso sombrio e disse:
- Pode falar em que dia isso aconteceu. Eu não vou ficar chateado. - "mais chateado", ele quis dizer.
Nando sabia muito bem que nenhum dos amigos gostava de falar no assunto. Nenhum dos dois gostava de falar do assassinato. Mas não os culpava, afinal, ele mesmo era assim.
Muitas vezes preferia ignorar a existência daquele acontecimento, mas, por mais que tentasse, era impossível. Aquilo tinha estragado sua vida para sempre.
- No dia em que a Ally foi atropelada. - Josh concluiu, engolindo em seco.
- Sim, mas eu não estou falando da Missy. - Omar alternou seu olhar de Josh para Nando, que estava cabisbaixo. - Desculpe não ter estado lá para ajudar, margarida. - estava pesaroso.
- A culpa não foi sua. - murmurou.
- A culpa foi minha, na verdade. - Josh disse chamando repentinamente a atenção dos dois. - Se eu não tivesse bebido até desmaiar, o Omar não precisaria ter me arrastado pra casa, e nós poderíamos ter estado lá.
- Isso não importa mais. - Fernando balançou os ombros, fingindo completo desinteresse. - Eu não ligo.
- Mas então, - Josh mudou de assunto, virando-se para o outro amigo. - quem é a vítima?
Nando girou os olhos com impaciência, enquanto o outro voltava ao seu semblante alegre.
- Ela não é vitima. - Omar respondeu tranquilo. - E ela se chama Letícia Domenzaín. - Fernando prendeu a respiração por um momento.
- Da sala do Nando? - Josh apontou e o rapaz consentiu. - Ela realmente é um pedaço... Mas quem diria que ela daria bola pra você! - riu com gosto.
- Por que seria diferente? - o garoto retrucou.
- Ela tem cara de que daria bola pra mim, agora a você... - brincou, enquanto o outro dava o dedo.
- Ah, calem a boca. - Fernando caiu deitado sobre o palco, sentindo-se extremamente incomodado. - Odeio quando começam com papos fúteis e infantilidades... É ridículo.
- Qual parte exatamente foi a da infantilidade, Fernando? - O moreno de cabelos curtos e crespos levantou uma das sombrancelhas. - A parte que eu falei que ela era gostosa ou a parte que eu falei que ela não daria bola pra o Omar?
- Aí você se enganou nas duas suposições amigo. - o garoto disse cheio de si. - Primeiro porque sim, ela não só daria como deu bola pra mim, e segundo porque ela não é apenas gostosa, ela é muito gostosa. Precisava ver ela na festa, dude. Minha boca até salivava! - deu uma risada.
- Ridículo. - Fernando revirou os olhos.
- Eu hein. - Josh disse, encarando-o confuso. - Que bicho te mordeu?
- Eu sei que bicho é esse. - Omar disse com ar de conhecimento. - Se chama "tensão sexual reprimida". Já a minha. - sorriu. - Está completamente satisfeita desde ontem à noite. - Josh deu um assobio de aprovação.
- Cala a boca, porra! - Nando estourou, surpreendendo os dois amigos. - Vai à merda com essa sua tensão. Eu não dou a mínima. - levantou-se rapidamente. - Quer saber? Eu vou embora. Não aguento nem mais um segundo falando dessa babaquice.
Andou decidido até fora do portão da garagem, descendo o mesmo rapidamente até batê-lo. Quando o ambiente ficou em silêncio, Omar e Josh se olharam estáticos e completamente confusos com a atitude do garoto.
- O que será que deu nele? - Josh perguntou e o outro balançou levemente os ombros, desentendido.
Enquanto Nando andava a passos largos em direção ao Audi, sua cabeça trabalhava em busca de motivos para sua irritação instantânea.
'Estúpido.' Pensou consigo mesmo.


Notas Finais


Espero que tenham gostado até o próximo capítulo Bjx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...