História Darkness - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 16
Palavras 387
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Epílogo


Fanfic / Fanfiction Darkness - Capítulo 1 - Epílogo

 

     Me lembro de quando nós estávamos na beira da praia sentados na areia assistindo o por do sol, seu cabelo estava desgrenhado por conta do vento, você me olhou com esses seus olhos castanhos penetrantes e sorriu, meu coração acelerou e começo a bater mais rapidamente do que alguma vez já havia batido, seu simples sorriso me fez arfar, enquanto você me olhava minhas bochechas coravam

"Por que você fica vermelha toda vez que eu te olho?"

"Porque eu me sinto incomodada com você me olhando desse jeito"

"Desse jeito como?"

"Você me olha como se pudesse ver a minha alma, e eu não quero que você se contamine com a escuridão que habita nela"

"Eu posso ser a sua luz se você aceitar" ele falou na esperança de poder me ajudar, mas ele mal sabia que a escuridão já havia me consumido.

"Eu te amo" ele disse de repente, me lembro de te-lo olhado com os olhos arregalados.

"O amor não existe" eu disse fria e sem um pingo de emoção.

"É claro que o amor existe!" Ele disse indignado.

"Você não me ama, por favor não me iluda, já está sendo difícil o suficiente do jeito que está, não torne as coisas mais pesadas para mim" digo sentindo um nó se formar na minha garganta.

"Por que você é assim? Sempre fechada com todo mundo,não acredita quando as pessoas dizem que gostam de você e nem quando dizem que te amam" ele fala e sinto seu olhar sob mim enquanto observo o horizonte.

"Pessoas mentem o tempo inteiro, eu não confio em mais ninguém, amor é uma coisa inexistente no meu vocabulário"

"Eu só queria saber uma coisa, quem te machucou desse jeito? Por que você se tornou uma pessoa tão fria" pergunta impaciente.

"O melhor seria você me perguntar quem não me machucou, pessoas te machucam o tempo inteiro e não percebem, mas chega uma hora que você canse e vê que a melhor opção é não sentir nada" respondo.

Ele abre a boca para falar alguma coisa, mas logo a fecha e bufa indignado.

Se ele soubesse o quanto eu gosto dele, se ele soubesse o quanto eu tento lutar contra esse sentimento, se ele soubesse a vontade que tenho de me jogar em seus braços e o beijar. Ah se ele soubesse...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...