História Darkness ( Imagine Baekhyun ) - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun
Tags Byun Baekhyun, Drama, Fluffly, Imagine, Sobrenatural, Violencia
Visualizações 427
Palavras 1.560
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OIIII GENTE <3

Como estão vocês?

consegui postar dois dias seguidos, o que é um milagre, palmas para mim.

\(^0^)/
Brincadeira.

Espero que vocês gostem do capítulo, e me desculpem se houver algum erro não tive tempo de revisar novamente.

Kissus e boa leitura .

Capítulo 13 - Never More


Fanfic / Fanfiction Darkness ( Imagine Baekhyun ) - Capítulo 13 - Never More


    


                  •••

Acho bom você ter se escondido muito bem _____!

Eu irei te assombrar meu amor, não se preocupe. Mesmo que você tente fugir ou se esconder de mim, eu irei te achar. Nem que pra isso eu vá até o inferno, mas eu irei. Irei entrar no seu pior pesadelo e farei dele uma realidade.Vou revirar sua vida, destruir tudo que há de bom nela. Até que não sobre mais nada, apenas a desgraça. 


Eu vou fazer você sofrer...Sofrer até que você rasteje aos meus pés implorando por favor.

Sabe, as vezes me passa pela cabeça, Como seria se eu te matasse. 

Iria ser tentador, Porém triste ao mesmo tempo. Por mais que eu tenha vontade de te matar, eu não posso. Seria Horrível.

Se eu te matasse, O que seria de mim? 

                   [***]

Abri vagarosamente aquela porta. Sem muito barulho adentrei aquele pequeno e simples apartamento totalmento escuro. O cheiro daquele lugar era realmete agradável.

O silêncio do apartamento era extremamente notável, isso sem dúvidas me incomodava. 

Apreciava cada mínimo detalhe daquele cômodo, iria guarda-lo comigo. Até porque nesse lugar eu não piso mais, e talvez, nem ela pise mais aqui também.



- _____? Cadê você meu amor - Talvez não seja tão difícil acha-la, normalmente os outros apartamentos desse prédio, costumam ser menores, diferente do meu. 


Melhor ainda! 


- Eu irei te achar! - A cada passo que eu dava, minha vontade de socar aquele pequeno rosto aumentava. 


Ela devia ter ido embora quando a mandei, mas não! ___ é muito teimosa. Será que eu deveria sentir pena dela, por ser tão imbecíl? hm... Acho que não.

Ela quis ficar, então tem que aguentar! Garota desgraçada! Entrou na minha vida pra acabar de me fuder. Eu me amaldiçoou todos os segundos por te me apaixonado por você. Porque logo você? Uma garota irritante e infantil. Eu te odeio sua cadelinha! 

Graças a _____, que minha psicose  vêm aumentando.


Eu posso te espancar, agredir ou qualquer outra coisa. Eu não realmente não me importo, apenas quero me divertir! 

____ Você me decepcionou, agora tem que pagar pelo que fez. 


           * FlashBack On *




- Momo brinca comigo, Por favor- Naquela época Momo era minha melhor amiga, eu gostava dela. Gostava até demais. 


Era uma paixão platônica de infância, uma coisa passageira, que toda criança tem. passava o dia pensando nela. O jeito da Momo sorrir me arrancava o ar, como ela fazia as coisas com o maior cuidado e delicadeza era realmente encantador, tudo nela me encantava. 

Porém chega uma hora que tudo acaba, todo aquele amor desaparece em um estalar de dedos, Assim como poeira ao vento. 

Eu era apenas mais um trouxa.


- Eu brinco só se for de esconde-esconde e você tem que contar - Ela nunca contava, isso era extremamente chato. Eu sempre, Sempre tinha contar.



Suspirei...- Tá bom, mas só até 10, porque o recreio já deve estar acabando- 


- Começa a contar, e não pode olhar, viu baekhyun? - Apenas concordei positivamente, eu sabia brincar de esconde-esconde mas para Momo, Não. Ela sempre dizia que eu olhava, porque não aceitava perder.


Eu não iria contar até 10, não mesmo. 


coloquei minhas pequenas mãos sobre os olhos e comecei a contagem.

- 1...2...3...6...9... Já vou eu- isso não era roubar, eu só era esperto. 



Não muito longe avistei ela junto a um garoto de cabelos castanhos escuro , bem mais alto que eu, ou qualquer outra criança naquele pátio. Aquilo de algum modo, me incomodou. Andei rapidamente em direção aos dois, que agora se encontravam de mãos dadas.



- Momo... Era pra você se esconder, isso não vale, agora é sua vez de contar - a mesma nem deu a miníma para mim, fingiu que não havia me escutado nem sequer notado minha presença ali.


- Momo!! - A chamei, finalmente conseguindo sua atenção.


- Sai daqui Baekhyun! Vai procurar outra pra brincar contigo, Eu não gosto de você, seu garoto infantil! - Senti uma pontada em meu peito, aquilo me magoou profundamente. Não esperava receber essas palavras vindo da Momo. Eu pensei que ela gostasse me mim também, mas infelizmente, estava enganado.


- Mas...- Fui interrompido com um empurrão vindo daquele garoto. Meus olhos nesse momento, concerteza estavam marejados, porém estava me segurando ao máximo para não chorar na frente deles. Eu era muito inocente, não sabia me defender verbalmente muito menos fisicamente.


  

      * FlashBack Off *


Eu já fui muito machucado, mas com a _____ seria diferente. Não irei mais abaixar minha cabeça pra uma garota, Não mesmo. 

Se caso ela me machucar, também irei machuca-la. 


Mais ainda. 


                [•••]


Haviam vários quadros espalhados por todos os lugares, eram totalmente ridiculos! Porém, apenas um me chamou a atenção. 

Era um quadro em que _____ estava abraçada à um garoto. Eles deviam estar bem felizes. O sorriso que estampava na cara deles dois não negava isso. E se eu não estiver enganado... aquele garoto da foto era, Sehun. 


Porque ela ainda possui foto dele? 

Será que ____ ainda gosta daquele miserável?Talvez sim, até porque naquele dia ela disse que gostava dele. E ainda por cima teve a coragem de me enfrentar pra defender aquele verme. Mas porque _____ está comigo sendo que ela ainda gosta do Sehun? Sinceramente, quando à chamei de vadia, eu não estava mentindo. Era a pura verdade. Ela é uma vadia mesmo, e isso só alimenta mais o meu ódio de querer socar a cara dela, ou o que resta.


Não irei perder meu tempo dentro desse lugar insuportável procurando aquela retardada, sabe lá aonde. Como ela é sonsa deve estar com o celular ligado.


Retirei meu celular de dentro do blazer preto que usava, discando rapidamente o número de _________.


Pude escutar o toque de seu celular ecoar por aquele pequeno cômodo. Ela estava perto. 


        * ______ POV *

Apenas sentia o medo tomar conta de mim aos poucos, Meu corpo soava frio e o desespero era grande, ele iria me achar, logo... logo. Acabei deixando meu celular ligado, o que piorou tudo. 

Eu sou uma idiota. 



- _____ Apareça ou será pior - Sua voz me dava calafrios, eu realmente estava com medo, mas não podia me entregar. 


- Eu vou arrebentar sua cara se você não aparecer! - será que eu devo? Não... concerteza ele irá me bater de qualquer jeito, então o melhor que posso fazer agora é rezar pra ele não me achar.

- Não vou perder meu tempo te procurando! - Escutei a porta ser fechada bruscamente. Será que ele foi realmente embora? esperarei alguns minutos pra ter a certeza.


26 minutos depois...


Suspirei aliviada.... ele se foi.

Quando abri a porta do armário que ficava no balcão da cozinha, me deparei com Baekhyun parado à minha frente.


Aquilo me assustou por completo, Senti toda a extensão de meu corpo estremecer. Os batimentos cardíacos que antes eram normais, agora eram desrregulados. Só estava faltando meu coração sair da boca. meu peito ia e  voltava rapidamente. 


Baekhyun não estava com uma aparência boa, era extremamente horrível. Suas olheiras eram profundas e roxas em um tom avermelhado. Seus olhos me encaravam de um jeito totalmente desconhecido. Os cabelos levemente bagunçados. Seus lábios inchados. Eu realmente não o conhecia.

Não conheço esse Baekhyun parado à minha frente. Se o olhar dele me matasse, eu já estaria morta a dois minutos atrás.



          * _________ OFF * 



- Te Achei, meu amor! - Puxei com extrema agressividade seus cabelos a puxado até a sala, jogando a mesma naquele chão gelido. 


- Porque fugiu de mim? - Perguntei tentando manter a calma, pra não fazer alguma besteira. 



- desculpa...eu...não queria- disse _______ enquanto mantia sua cabeça abaixada.


- Me diz alguma mentira boa pra eu não quebrar sua cara, ãn?  Me diz tudo aquilo que eu ando louco pra ouvir da sua boca. Sussura, então. Ou me ensina a ter paciência contigo, Porque você já estourou minha cota de bondade! - Agachei em sua frente, ficando na mesma altura que ela.


Queria ver se ______ Sabia mentir.



- Olha _______, Eu não deveria gostar tanto assim de você, eu sei. Não deveria nem ser tão obssecado por você, mas sou. Olha o que você faz comigo, você me deixa louco! - Apertava fortemente seu pesçoco, deixando o local totalmente vermelho. A mesma mal conseguia respirar. 



- O que eu devo fazer com você, ãn? - Assim que disse isso, escutei a porta principal ser aberta. 

Era ele. 


- Larga ela seu pertubado! Eu sabia que você não prestava Baekhyun- Jura? Nem ligo. Mas pera ai, como esse parasita sabia que eu estava aqui?


Larguei o pesçoco de ____ rapidamente, enquanto olhava fixamente para Sehun, que se mantia parado a minha frente. 


- Acho que você tem que aprender à não se meter na vida dos outros seu engomadinho de merda! -Hoje seria o dia em que Sehun faria uma visita especial ao demônio. 


Mataria numa boa, Oh Sehun. _____ estava desacordada, era minha chance. Saquei do bolso minha pistola  prateada, mirando em direção aquele desgraçado. 


- Calma Cara pega leve, abaixa essa arma- levantou seus dois braços acima da cabeça em sinal de rendição.





- Cala a boca seu idiota! - disparei a arma, acertando em cheio sua cabeça, voando sangue pra todos os lugares daquela sala. 


- Descanse no inferno - Limpei o sangue que havia em meu rosto, pelo menos minhas roupas eram escuras.



Tenho que dar um jeito de sumir com o corpo desse infeliz, antes que _____ acorde. 


     Nunca mais, Oh Sehun irá ficar no pé da _____.


    Nunca Mais :)









Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...