História "Daughter" Submissive - Second season. - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Personagens Justin Bieber
Tags Bieber, Criminal, Justin, Rose, Sadismo, Submissa, Submissive, Trafico, Violencia
Visualizações 230
Palavras 1.027
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Amores do meu coração! Vocês pensaram que não teria capítulo hoje?

Sim, hoje tem capítulo, mas vou avisando logo que está uma bostinha e bem curtinho... PORÉM! Sim, temos um porém, pq a Bruna aqui é justa!
Mais tarde teremos mais um capítulo!

Boa Leitura e mais tarde respondo os comentários do capítulo anterior. ❤

Capítulo 15 - Seja bem vinda...?


                   

Termino de falar e Justin me olhava como se eu dissesse algo impossível. 
-Você está grávida amor? -Balanço a cabeça dizendo que sim e ele sorri, ele parecia contende enquanto eu estava quase entrando em depressão, esse garoto me surpreende. 
-Tá falando sério?
-Sim.
-Promete?
-Am?
-Rose você está grávida? Promete?
-Justin, eu fiz os exames.

               JUSTIN POV.

Eu olhava para Rose perplexo, sem acreditar no que estava ouvindo. Eu soava frio, meu coração estava acelerado e eu tremia como uma criança amedrontada, eu não estava acreditando nas palavras que haviam saído da boca dela. 
-Caralho.. caralho. 
-O que? E-eu não tenho culpa e...
-Não fala nada.

Ando em direção a Rose e a abraço como se fosse a primeira vez, pego ela me meus braços e ficamos ali abraçados. Era sério aquilo? Eu seria pai! 
A felicidade não cabia em mim, todos teriam que saber aquilo, eu serei pai! Eu terei um filho com a mulher da minha vida. 
-Eu não posso acreditar!
-Está feliz?
-Rose, esse bebê é fruto do nosso amor! Você acha que eu não ficaria feliz?
-É que..
-Quantos meses?
-Quase 3..
-Cara, daqui um mês saberemos o sexo... E se tivermos um molequinho? Porra, eu vou levá-lo pra jogar bola, pra ver as menininhas e...
-Justin.
-E de for uma menina? Bom, ela só vai casar com 30 anos e se algum moleque chegar perto dela eu vou matá-lo! 
-Justin.. 
-Ela tem que ser assim, como você. Tá legal, ela pode puxar também os traços do pai mais...
-Justin! -Rose grita me tomado a atenção e eu a encaro feliz da vida.
-Não crie expectativas...
-Por quê? Amor nós teremos um bebê!
-Ele... ele pode não ser seu. Não 

Rose solta a bomba e as lágrimas começam a rolar pelo seu delicado rosto, eu não sabia o que fazer; 
pular de alegria por que serei pai ou consolar minha namorada por que ela acha que o filho não é meu?
-Rose, vem cá. -Puxo ela para mais um abraço, para tentar conforta-la. 
-Mesmo que seja daquele infeliz, o que eu sei que não é! Nós seremos felizes, com o nosso bebê. Nada vai estragar isso, eu prometo. 
-Você acha? 
-Eu tenho certeza. 

Agarro ela e começamos com um beijo calmo, diferente do que éramos acostumados. Aquele beijo era mais do que simples desejo, era um beijo que falava por nós, ali tinha amor, carinho e uma imensa felicidade. Como se eu pudesse ser feliz agora, com a Rose e o meu filho! 

Acalmo Rose e ela finalmente para de chorar e cogitar ideias sem sentido, o final de semana passou, e adivinhem? Rose passou o final de semana na casa da loira vaca, sim a Anne! 
Ela está me dando um castigo, eu sei que mereço e sinceramente, isso está acabando comigo. 

Hoje é segunda e eu conheceria a nova integrante da nossa "irmandade", ela vinha do Texas e foi muito elogiada pelo meu pessoal de lá, vamos ver se ela é mesmo tão boa assim. 

-É... como se chama mesmo? -Chris pergunta pela terceira vez a garota que se chamava?... como é mesmo o nome dela?
-Se não puder gravar nem o meu nome, como iremos trabalhar juntos? - Ela pergunta e eu olho para Chris que olha indignado para a garota.
-Garota, você sabe com quem está falando?
-Não, pode me dizer?
-Eu sou o chefe disso aqui, tá legal? Depois do Bieber quem manda aqui sou eu, então vai baixando a bola, ok? -Agora é minha vez de olhar indignado para o Chris, que me olha com uma cara de "me ajuda nessa que eu fico te devendo uma" e eu logo entendo.
-Bom, pra trabalha conosco precisa entender que Chris, Ryan, Chaz, Jake e Josh são quem decidem qualquer coisa na minha ausência. 
-Sim Bieber.
-Você é ótima, tem uma boa mira, sabe como ninguém o manuseamento de armas e luta muito bem. Sabe desligar câmeras apenas mexendo no seu computador? -Pergunto pra ela enquanto lia um papel que minha "secretária" havia escrito. 
-Sim.
-Garota, seja bem vinda! 
-Obrigada!
-Ok, vá até a Abbie e diga que quero você com ela, até se acostumar com isso tudo. 
-Quantos anos tem?
-18. 
-Você é tão nova, como sabe tudo isso?
-Aprendi com a vida.
-Sabe que aqui não é um lugar de garotinhas, não é mesmo?- Chris pergunta debochado, algo me dizia que ele estava com medo da garota ser melhor do que ele no que ele faz. 
-Sim, eu sei. Não é atoa que vim parar aqui. E você, pode dizer o mesmo?
-Olha aqui sua...
-Tá bom, você pode se encontrar com a Abbie agora, ela vai te passar uns papéis pra você analisar  sobre uns mapas pra gente. 
-Mapas pra onde vão levar o tal carregamento de hoje?
-Exatamente. 

Ela sai da minha sala com aquele jeito marrento e os caras e eu começamos a rir da cara do Chris.
-Cara, essa garota é muito Marrenta! 
-Eu não gostei dela.
-Qual é Chris, os melhores casais começam brigando. Olha o exemplo do Ryan e da Anne. 
-Casais? Vai se foder Chaz. Vida de namoro é pro Bieber e pro Ryan, eu quero mesmo é ficar solteiro e pegar as garotas que eu quiser e não precisar dar satisfação da minha vida pra ninguém. 
-Tá, mas a grande questão é... Qual o nome dela? -Jake pergunta curioso e nós nos encaramos por algum tempo.
-Eu sei lá cara, deve ser Carla. 
-Isso Ryan! -Josh concorda com Ryan. -Carla! 
-Não mano, Karina, o nome dela é Karina. -Reviro os olhos e falo para eles.
-Negativo parceiro, o nome dela é Cristina. 
-Com licença. -A Karina/Carla/Christina entra na minha sala e paramos de palpitar o nome dela. Eu deveria ter guardado o papel com o nome da garota. 
-Eu analisei o mapa e por incrível que pareça eu conheço muito bem essa área. Deem uma olhada no que eu marquei e me digam o que acharam. 
-Obrigado... é... bom, pode ir. Nós iremos olhar. 
-Claro. E a propósito... -Ela chama nossa atenção antes de sair. - É Christiely. 

 

*LEIAM AS NOTAS FINAIS, NUNCA PEDI NADA PRA VOCÊS* <3


Notas Finais


GENTE... a reação dele❤❤❤❤
Justin mais fofo impossível!!!

E o que acharam da nova parceira dos garotos? Bom, já sabemos que Chris não gostou muito, ou será que estou errada?

Posso falar uma coisa pra vocês?
Bom, essa garota vai abalar as estruturas de um dos meninos.

E outra coisinha? A partir do próximo capítulo, a fic começará a ter as emoções que eu tanto aguardei!!

Vocês vão surtar e querer me matar!

Mas lembrem-se: se me matarem não irão saber o final!

Amo vocês!❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...