História "Daughter" Submissive. - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Bieber, Criminal, Justin, Rose, Submissive, Violencia
Exibições 88
Palavras 1.312
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura, espero que gostem !
Deixe seu comentário e me digam se gostaram !

Capítulo 29 - Sequestro.


Depois de Rose se acalmar eu decido sair imediatamente daquela casa. Se Tyller aparecesse na minha frente nesse momento eu o mataria sem pensar duas vezes, na verdade aquele era o meu maior desejo.
Ligo para o Justin e digo para ele ir até meu apartamento, eu precisava falar com ele, precisava dizer isso a ele para que nós possamos fazer algo. Eu não sabia como reagir, não sabia o que fazer, era.impossivel imaginar Rose sendo abusada daquela forma. Como alguem podia fazer algo assim com ela? Uma garota tão meiga, tão fragil..
Chego em casa e vejo que Justin já esta la. Antes mesmo de o cumprimenta-lo ele já me pede para dizer logo o que etava acontecendo.
-Fala logo caralho.
-A Rose...
-O que tem ela ? O que aconteceu Ryan, fala porra.
-Ela.. o Tyller ele estuprou ela. Ele a estupra dês de os seus 12 anos.
-Ela te falou?
-O que ? você sabia?
-Ela me contou, em um momento não muito agradavel. Mas isso não vem ao caso. Me chamou aqui só pra falar isso?
-Não, eu quero mata-lo, Justin. Eu não vou ficar em paz comigo mesmo enquanto não matar aquele filho da puta.
-Eu sei como ta se sentindo e eu já sei o que vou fazer. Mas eu vou pedir pra não falar para os caras, eu imagino que ela não vai gostar. Ela sente vergonha.
-Eu sei, eu não irei dizer. Agora fala, o que vai fazer ?
-Então, eu decidi [...]
Rose Pov.
Acordo com uma luz me incomodando, plena quinta sendo acordada com essa luz infeliz. Sinto alguém colocar a mão sobre minha testa.
-É, terá que ficar mais um dia em casa.
-Mas eu me sinto melhor, Hellena.
-Mesmo assim, ainda está com febre menina. Tome seu café da manha, você não comeu nada ontem.
-Ok, e o Josh? Está ai ?
-Ele saiu faz algum tempo, pediu para você ligar pra ele assim que acordasse.

Faço o que ela me pede, mas antes vou ao banheiro fazer minha higiene matinal de cada dia.
Ligo para o Josh que estava na casa dos Dalmolim e logo o obrigo a buscar Anne depois do colegio e a trazer aqui.
-SUA CACHORRAAA - Eu resolvi cochilar depois de um dia tedioso que passei sozinha e acordo sendo esmagada.
-Anne, some de cima de mim.
-Como você está?
-Melhor, por que está tão sorridente?
-Eu ? Por nada..
-Fala.
-É que.. o Ryan.
-Ryan? Que que tem?
-Ele me falou umas coisas, a sei la. Uns elogios clichês sabe?
-E você gamou nos eligios clichês dele né ?
-Logico que não, só achei fofo.
-Harram.
-Você vai no casamento do sr. Willians?
-Aquele velho vai casar?
-Sim, e será amanhã. Meu pai falou comigo e disse que Tyller não poderá ir mas você vai por ele.
-Como é? Quem casa em plena sexta? Sexta é dia de curtir.
-Ai você sabe como papai e Tyller são com esse cara né, um baba o ovo do outro. E no seu caso curtir o que ? Sua cama e seu travesseiro?
-Lógicamente. Eu sou obrigada a ir?
-Provavelmente.
-Nossa, que legal. Não vejo a hora. - Falo irônica, Anne e eu não suportavamos aquele velho, ele era muito amigo do pai dela e do Tyller, amigo de longa data e finalmente aquele cara arrumou alguém para casar. Uma mulher que tinha uns 26 anos, bonita, tinha idade para ser sua filha, mas vocês sabem né ? O amor, não o intere$$e.
E finalmente a sexta chegou. Tyller havia me ligado e me obrigou a ir para esse casamento. Mas tenho uma notícia boa : Ryan, Chris, Chaz e Jake irão para esse casamento. E uma notícia ruim: Justin também vai.
-Você acha que ficou legal esse penteado? - Anne me pergunta pela milésima vez.
-Anne, eu já falei que sim.
Anne estava deslumbrante com seu vestido rosa, o seu cabelo estava preso em um coque frouxo e uns fios caiam sobre seu rosto deixando tudo ainda mais bonito. E eu, com o meu vestido vermelho que Anne tinha escolhido, e até que tinha me caído muito bem.
-Anne, Roselly? - Tio Martino entra no quarto após bater na porta. - Estão simplesmente maravilhosas.
-Obrigada tio.
-De nada minha sobrinha. Podemos ir ? Estamos atrasados.
-Papai, você acha que esta bonito esse vestido?
-Sim Anne, esta uma verdadeira princesa. E Rose, você esta deslumbrante, está cada dia mais idenrica a Florence.
Vamos descendo as escadas cuidadosamente, mas como sempre não da muito certo. Vestido longo+salto 15= Anne caindo.
-Jesus, que mico.
-Relaxa Anne, ninguém viu.
E não mesmo, a não ser o pai dela que estava morrendo de rir e eu.
Chegamos na sala vendo Chris, Chaz e Jake entediados largados no sofá. Eles estavam devidamente vestidos com seus ternos e eu podia dizer que estava apaixonada por todos.
-Você está muito linda Rose. - Jake fala com aquele seu sorriso galanteador, eu estava maravilhada com tamanha beleza, e não imaginei que pudesse ficar mais até que Ryan e Justin aparecem na sala.
-Uou, Rose você está gatissíma!
O bobão do meu amigo fala e eu coro na hora, enquanto Justin me olha serio e sem falar nada. Agora percebo que Ryan não tira os olhos de Anne, que esta visivelmente envergonhada.
-Perdeu algo na minha filha, Butler?
-Nem sei quem é sua filha, Dalmolim.
Todos estavamos saindo da sala e eu fico para trás acompanhada por Justin que puxa meu braço e me encosta na parede.
-Porra Rose, você esta muito gostosa. - Ele fala encostando o rosto no meu pescoço, me fazendo arrepiar.
-Ta Justin, obrigada.
O afasto de mim saindo logo de la, se eu não fisesse isso logo eu o agarraria ai mesmo.
Chegamos no casamento e perdemos metade da cerimônia, o que eu achei maravilhoso.
Estávamos na festa e Chris não parava de comer a noiva com os olhos, sim a noiva ! E ela também parecia estar gostando.
-Não quer daçar ? - Justin pergunta se sentando ao meu lado, sínico.
-Não estou com vontade.
-Está brava comigo ?
-Não Justin, jamais estaria brava com você.
-Porra, que eu te fiz? -Ele me pergunta sendo sínico e decido sair dali antes de pegar no pescoço dele e apertar. -Anne, eu vou retocar a maquiagem, já volto.
Saio de la rapidamente e entro ao toalete que me custou alguns minutos para achar. Vou tirando o batom e o rimel da bolsa, estava com a cabeça baixa quando sinto algo ser encostado em minhas costas.
-Não olha pro espelho.
Percebo que era uma arma, e entro em desespero. Ele me fala para não olhar para o espelho, assim não iria ve-lo.
-Você esta maravilhosa Rose.
Justin pov.
Rose amava me deixar com cara de otario, mas eu iria acabar com aquilo agora. Vou atrás dela que esrava no toalete provavelmente, demoro para achar aquela porra mas logo a reconheço pelo seu vestido vermelho que tinha caído super bem naquele corpo maravilhoso, ela estava bem distante de mim e estava indo para a daída da festa. Ela estava acompanhada por um cara que eu não conseguia ver o rosto, andava com uma expressão nervosa e eu vou atrás para saber o que estava acontecendo. Ela olha pra trás e seus passos aumentam, o que eu acho etranho.
-Rose? -Grito para ela que finge não me ouvir, sai do local da festa e eu percebo o que esta acontecendo.
Saio correndo em sua direção e logo ela é puxada pelo cara e obrigada a correr, ele a joga dentro do carro e sai cantando pneu dali.
Pego meu celular rapidamente enquanto corro para o meu quarto para seguir aquele filho da puta.
-Fala dude? - Ryan atende o celular logo no segundo toque.
-Ryan, corre e segue meu carro. Sequestraram a Rose.
-O QUE?

Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...