História "Daughter" Submissive. - Capítulo 32


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Bieber, Criminal, Justin, Rose, Submissive, Violencia
Exibições 60
Palavras 1.864
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi Oi gente, mais um capítulo pravcs e esse ficou enooooorme. Espero que gostem, boa leitura !

Capítulo 32 - Resgate.


O dia amanheceu e nada de encontrarmos Rose, estávamos exaustos pois passamos a noite toda acordados.
-Vão descançar um pouco, logo iremos retornar ao trabalho.
-Não cara, não podemos ir.
-Concordo com o Chris, não podemos descançar um só minuto.
-É melhor irem. Deitei um pouco, comam algo e já voltamos a procura-la. Enquanto isso eu preciso pesquisar algo algo. Josh, pode me acompanhar?
-Ok.
Vou caminhando até meu quarto, havia uma coisa me incomodando e eu tinha que tentar. Chegando em meu quarto entro no closet e abro um pequeno armário que estava trancado.
-Por que me chamou?
-Espera. -Abro o armário e pego todas as caixas que estavam lá, aponto para elas indicando para Josh me ajudar a carrega-las até o quarto.
-Pra que isso tudo?
-Não fica me enchendo de perguntas, abre as caixas e procure uma foto.
-Foto?
-Sim, uma foto que estamos você, Patrick os caras e eu.
Abrimos todas as caixas e procuravamos essa bendita foto, ela era minha última esperança e eu tinha quase certeza de que minha mãe havia guardado.
Procuravamos atentos e o telefone de Josh toca chamando atenção.
-Puta que pariu, o Tyller.
Ele fala preocupado e logo atende o celular colocando no viva voz, mas antes pede pra mim ficar quieto.
-Oi Tyller.
-Josh, onde Rose está?
-A Rose?
-Sim, eu ligo pra ela e ela não me atende.
-É que a Rose não mehorou e eu a trouxe ao hospital.
-O que ela tem?
-Estão fazendo alguns exames, assim que eu tiver noticias eu te ligo.
-Ok Josh, até mais.
Ele desliga o celular e suspira de alívio.
-Ele não pode nem sonhar com isso.
-É, não mesmo.
-Já olhamos tudo Justin, não tem foto aqui.
-Caralho, eu jurava que estava aqui.
Desisto de procurar ali e juntamos novamente as caixas, encosto algumas perto de alguns cabides enquanto vou buscar as outras e de repente escuto um barulho.
-Garoto esperto, presta atenção carai. -Falo para Josh que havia tropeçado nas caixas e esava estirado no chão.
-Você deixa essas porras aqui no meio-Ele fala indo se levantar, mas algo chama sua atenção. Ele estica o braço pegando algo que estava de baixo do armário. -Um envelope.
-Abre.
Falo para ele que se levanta do chão e abre o envelope revelando a bendida foto que estavamos procurando.
-Caralho, é essa a foto?
-Essa mesma! Você lembra onde foi isso?
-Na casa dos avós dele, antes deles falecerem.
-Exatamente, e você lembra onde ficava essa casa?
-Já faz muito tempo, não me lembro. Mas por quê?
-Por que se Patrick fosse para algum lugar se enconder ele não iria para a antiga casa dele, e ele provavelmente está duro, sem dinheiro algum. Então, o que sobra?
-Aquela casa velha dos avós dele, como não lembramos disso antes? Mas, e se ele não estiver lá?
-Não custa tentar. Vamos falar com os outros e ver se eles lembram.
Josh e eu fomos correndo para o escritório encontrando os caras lá, eles não haviam saído dali nem quando eu mandei eles irem descançar.
-O seus viados. -Chamo eles que estão vidrados no trabalho, mas logo olham pra mim.
-Fala Bieber.
-Lembram dessa foto? -Mostro a foto para eles que no início fazem uma cara de que não faziam ideia de quando havíamos tirado a tal foto, mas logo Ryan parece lembrar.
-Tiramos essa foto na casa dos avós do Patrick, certo?
-Caralho, realmente. Mas por que ta mostrando isso?
- Por que o único lugar que o Patrick pode estar é lá.
-Faz sentindo, mas onde é mesmo esse lugar ?
-Ta ai o problema. Tentem achar esse lugar, procurem na internet qualquer coisa. Precisamos saber onde é isso.
Mais algumas horas se passam e não paravámos por nada, agora parecia que tudo ia dar certo, tinhamos uma oportunidade e teriámos que tentar de qualquer jeito.
-ACHEI ! - Chris grita nos fazendo correr para perto dele.-É esse lugar mesmo, fica a mais ou menos 2 horas daqui. É um lugar bem tranquilo e de pouco acesso. Provavelmente ele deve estar lá. -Jake reconhece a area e logo ficamos animados, nós encontraríamos Rose.
-Chaz, avise os homens para estarem preparados em 10 minutos, e vocês também. Vamos invadir aquela porra.
Corremos todos para nos preparar, iriamos apostar tudo naquela opção que realmente era a única que tinhamos. Nunca fui um cara religioso, mas eu pedia a Deus que tudo desse certo e que Rose ficasse bem. Já o Patrick, era bom ele correr por que se ele aparecer na minha frente eu o mato sem pensar duas vezes.
-Todos prontos? - Pergunto para os 5 que estavam vestidos com roupas prestas e carregando suas armas.
-Sim, todos prontos.
Ryan responde e eu dou uma arma para Josh que me olha sério.
-Bem vindo de volta.
-Não por muito tempo.- Ele toca na minha mão e logo saímos de casa, entramos nos carros. Eu estava confiante que trariamos Rose para casa, de hoje não passava!
Nos separamos em 3 carros, os mais rápidos que tinham lá. Ryan, Josh e eu viemos em um enquanto Chris estava com Jake e Chaz com Mark que comandaria tudo o que iríamos fazer. Os outros carros que estavam o resto dos homens nos seguiam em velocidade máxima, não podiamos perder mais.tempo.
Chegamos perto de lá e saímos todos dos carros, não poderíamos ir até o o final de carro pois Patrick iria perceber e com certeza ele não estava sozinho.
-Destravem as armas e se preparem, assim que eu der o sinal invadimos.
Mark fala e fizemos o que ele disse. Caminhamos alguns minutos e logo vimos a casa que Patrick provavelmente estava, nos escondemos no meio do mato e observamos tudo em nossa volta. Na frente haviam 2 caras, provavelmente vigias.
-Ótimo, é quase certeza que o filho da puta esta lá. Ryan e Jake , colocam o silenciador nas armas e atiram nos dois vigias que estavam na frente da casa.
-Eu quero vocês -Aponto para alguns homens - aqui fora caso aconteça algo, estamos com o ponto no ouvido então fiquem atentos e qualquer coisa entrem.
-Sim sr. Bieber.
-Preparados ?- Mark pergunta e todos balançamos a cabeça em forma positiva. -Ok, preparem... Vamos !
Começamos a correr em direção a casa, chegamos na frente da porta e Jake a chuta arrombando a mesma e fazendo um puta barulho assustando os caras que estavam la dentro.
Chris acerta o primeiro tiro em um deles e logo todos começamos a atirar contra eles. Procuramos o porão da casa, que era onde Rose provavelmente estava, todas as portas que passavamos na frrente nós colocavamos a baixo para ver se encontravamos algo.
Descemos umas escadas que davam para um quarto, lá havia uma pequena porta e eu a coloco para baixo logo sendo recebido por tiros que viam de Patick e mais 6 homens.
-Então quer dizer que meus velhos amigos vieram me fazer uma vizita? -Patrick pergunta colocando Rose em sua frente e apontando uma arma para acabeça dela.
-Você tem três segundos para solta-la se não quiser que eu estoure seus miolos.
-Hahaha. Atira Bieber, atira que além de você me matar você mata também a sua garota. Vai, atira.
-Não Justin, não arrisca. -Ryan fala tentando me acalmar, eu realmente não podia arriscar.
-Josh, Ryan.. -Rose chama por Josh e Ryan, o que me faz ficar triste. Por que ela não me chamava? Por que ela não se sentia segura comigo?
-Solta ela Patrick!
-Oon, Josh. Preocupado com a irmãzinha?
Enquanto tentavamos convencer Patrick a soltar Rose Chaz se afasta cuidadosamente indo para perto de Rose e Patrick, logo os caras e eu percebemos o que ele estava tentando fazer estavamos tentando distraí-lo o máximo que podiamos.
-Solta ela Patrick, ela não nada a ver com o que aconteceu.
-E ela sabe o que aconteceu Bieber ? VOCÊS TIVERAM CORAGEM DE CONTAR?
Quando ele menos espera Chaz o ataca com um golpe na cabeça, ele cai soltando Rose que sai correndo para os braços de Ryan que a arrasta para trás de uma mesa que ele derruba fazendo de escudo. Logo os tiros começam, eu acerto na cabeça de um dos caras que estavam com Patrick enquanto Chris acerta mais dois. A arma de Josh cai, e ele se defende com um pedaço de ferro que estava largado no chão, logo ele derruba o cara e quebra seu pescoço.
-Olha, ele ainda sabe algo! -Chaz fala acabando de matando outro dos caras que estavam lá. Olhamos para o último, que se debatia com Jake, os dois estavam desarmados. Eu miro na perna de Patrick, aperto o gatilho e logo ele cai no chão.
-FILHO DA PUTA! -Ele grita com dor eu começo a soca-lo.
-NUNCA MAIS OUSE ENCOSTAR UM DEDO NELA SEU FILHO DA PUTA.
-Um dedo Bieber? -Ele ri mostrando seus dentes cobertos de sangue.- essa noite eu encostei bem mais que isso nela. Ta explicado o por que de você querer tanto que ela fique inteira.
-CALA A BOCA. -Acerto a cara daquele filho da puta amaçando ainda mais seu rosto, logo escuto um tiro e o sangue de Patrick voa em meu rosto.
-Chega Bieber, já deu.- Josh fala e ergue sua mão para me ajudar a levantar.
-Cadê ela ? Cadê a Rose, Josh?
Ele aponta para Ryan que tinha Rose em seu colo.
-O que aconteceu? Ela esta bem?
-Desmaiou, ela esta fraca. Não deve ter comido nem bebido nada. Ainda bem que chegamos logo. Vamos, temos que leva-la logo para cuidar desses ferimentos.
Todos vamos saindo dali, Josh coloca Rose no banco de trás, deitada em seu colo e seguimos viajem até a minha casa.
Não dava para acreditar que ela estava ali, do meu lado. Assim que chegamos em casa Josh e eu ajudamos Rose a tomar um banho. A colocamos na cama e Josh começa a fazer curativos nela enquanto eu a observo. O telefone de Josh começa a tocar e ele tem que sair para atender, provavelmente era Tyller.
Pego um algodão e coloco um liquido que eu nem sabia o que era, na verdade eu não sabia nem por onde começar. Eu definitivamente não sabia fazer curativos.
-Você sabe o que esta fazendo?-Rose me pergunta com a voz arrastada.
-Esta acordada? Pensei que estivesse exausta.
-E estou.
Ela me fala o que eu devo fazer e eu a obedeço sem questionar.
- Rose?
-Sim?
-Ele te fez algo? Tipo..
-Me estuprou?
-É..
-Não, ele não fez isso. Pelo menos de um eu me livrei não é?
-Não fala assim.. Eu fiquei preocupado com você.
-É?
-Sim, não descansamos até achar você.
-De onde conheciam ele?
-Depois conversamos sobre isso.-
Termino o curativo e me sento ao lado dela que me olha sem graça.
-E a Melanie? ..
-Qual é Rose, esquece isso. Eu estava fora de controle, bebado. Eu não quero saber dela.
-Certeza?
-Sim, certeza. Agora só quem me interessa é você.
Dou um leve beijo em seus lábios e ela encosta a cabeça em meu peito. Em questão de minutos ela cai no sono e eu logo depois. Como era bom estar ao lado dela novamente.

Notas Finais


Genteee, tadinha da Rose. Será que ela e Justin se acertam agora ???
E como será que eles vão explicar tudo pra Rose??
Me digam, o que acharam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...