História "Daughter" Submissive. - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Bieber, Criminal, Justin, Rose, Submissive, Violencia
Exibições 94
Palavras 1.072
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá minha gente, mais um capitulo pra vocês. Olha só, revelações e personagem novo chegando!
Boa leitura!! <3

Capítulo 33 - Recomeço.


       JOSH POV.

-Ok Tyller, assim que ela acordar amanhã ela te liga.

Desligo finalmente o telefone, Tyller as vezes passava dos limites com sua super proteção com Rose, mas eu não tirava sua razão.

Subo até o quarto de Justin, ele estava lá terminando de fazer os curativos em Rose. Chegando la bato na porta uma ves, duas, tres vezes e nada, então decido entrar, e me arrependo pois a cena que vi não era muito agradavel. Rose estava dormindo tranquilamente nos braços de Justin, e ele também dormia um sono profundo. Meu sangue ferve na hora, minha única vontade era de tira-la dali dos braços dele e quebrar cada parte do corpo dele, mas não! Eu não faria isso com Rose, eu sei que isso iria doer nela e o que eu menos queria era machuca-la.

Decido ir para casa, amanhã voltaria para busca-la. Os outros caras já estavam em casa, menos Ryan que ficou na casa de Bieber para se caso Rose precisasse. Realemente Rose havia conquistado cada um daqueles caras, Ryan a amava e não escondia, porém seu amor por ela era de irmão, o que não me preocupava muito. Chris a considerava parte da familia, ela era como uma irmã para Anne, então automaticamente passava a ser para ele também, mas com uma intensidade menor do que o sentimento de Ryan. Jake a adorava, sim quem não adoraria aquele corpo? Aqueles olhos, sorriso.. Jake a considerava, mas é logico que com uma pitada de segundas intenções. E Chaz, bom ele simplesmente a adorava, como ela sempre me diz "Ele ama me pergar no colo e me girar, como se eu fosse um bebê", ele adorava ela. E Justin... Era impossivel não perceber o jeito que ele a olhava, o jeito que ele ficou quando ela sumiu. Ele jamais havia ficado tão pocesso, somente quando Cassie sumiu. Definitivamente ele estava gostando dela, e isso partia meu coração. Imagino que vocês não sabem o que é amar uma pessoa e ela não te amar do mesmo jeito. Rose me amava sim, era apaixonada por mim sim, mas como um irmão, o que eu sempre fui pra ela, mas eu? A amava como mulher, queria ela do meu lado não como irmã, queria poder chama-la de minha.

Chego em casa e me deito na minha cama vazia, sentindo falta de quando Rose vinha dormir comigo por estar com medo de algo. Penso em como seria minha vida com Rose, ela sendo minha e eu dela, eu amava me iludir pensando nisso. Enfim, acabo caindo no sono.

JUSTIN POV.

Acordo com uma claridade em meu rosto, ótimo deixei a cortina aberta. Olho pro lado e Rose dorme profundamente agarrada a mim, como se estivesse se sentindo protegida ali onde ela estava, nos meus braços. Um sorriso se forma em meu rosto, como era bom te-la ali em meus braços novamente.

Me levanto com cuidado e vou fechar a cortina, logo após vou ao banheiro e escovo os dentes rapidamente. Deixo Rose dormir tranquila, pego meu celular na comoda e saio do quarto indo preparar um café para ela. Desço as escadas cuidadosamente enquanto lia algumas mensagens, uma delas me chama atenção.

"Ei bebê, adivinha quem está de volta em Atlanta e está louca para passar a noite com você?

Me diz que horas podemos nos encontrar, beijinhos da sua garota!

Lottie "

- Charlotte? -Pergunto pra mim mesmo não acreditando, mas não daria a minima pra isso.

Peço para maria preparar um café da manhã para Rose e eu, enquanto isso vou até o jardim para tomar um ar. Encontro lá Jhon cuidando das flores que minha mãe tanto amava.

-Bom dia sr. Bieber.

-Bom dia Jhon, belas flores.

-Sim, dona Pattie me fez prometer que cuidaria delas muito bem enquanto ela não volta da viajem.

-A sim, pode me dar uma?

-Pro sr? -Ele pergunta confuso. -Claro, qual quer ?

-Qualquer uma.

-Que tal essa ? -Ele me estende uma rosa vermelha.

-É, essa ta legal. Obrigado Jhon.

Saio em direção a cozinha e vejo que Maria já preparou o café, dou um beijo em seu rosto e vou novamente para o meu quarto encontrando Rose da mesma forma que estava quando eu sai.

-O preguiçosa, acorda. -Falo baixinho pra ela e ela não acorda, ok a garota morreu. -Rose? -Chamo novamente e ela se mexe, o que era um bom sinal. Começo a destribuir vários beijos em sei rosto e finalmente ela abre os olhos.

-Bom dia gatinha.

-Bom dia. -Ela fala com um lindo sorriso no rosto.

-Te trouxe um café bem reforçado.

-Estou morrendo de fome. Só espera um pouco que vou ao banheiro. -Ela me da um selinho e vai para o banheiro.

Começo a comer os morangos que estavam ali e ela chega me xingando por estar comendo os morangos "dela".

-Ok egoísta, me desculpe.

-Ta desculpado. E essa Rosa?

-Trouxe pra você.

-Pra mim?

-Não, tô falando com o travesseiro. Trouxe pra ele.

-Seu grosso. -Ela revira os olhos e faz uma carinha de brava, o que me da vontade de agarra-la. Puxo ela para um beijo e ela retribui com um sorriso no rosto.

-Justin? ...

-Hm?

-E agora, como nós ficamos?... -Ela pergunta tímida e imediatamente abaixa a cabeça corada.

-Nós?

-Sim, nós..

-Estamos juntos.

-Juntos como?

-Bom, o que acha de recomeçar?

-Eu acho bom..

-Ok, então iremos recomeçar. Agora será diferente.

-Promete?

-Sim, agora sim você é a minha garota.

Pisco para ela que ri e se joga em cima de mim me enchendo de beijos. Se ficar com ela significava ter aqueles beijos e corpo pra mim eu estava mais que satisfeito.

A tarde chega e Josh ainda não tinha aparecido, o que eu adorei. O meu dia.inteiro foi dedicado a ela, ficamos a tarde toda de baixo do corbertor, abraçados e vendo uns filmes bem chatos, mas até valeu a pena por que minha mão sempre parava em aguma parte do corpo dela.

-Justin querido, cheg.. Rose? -Minha mãe se assusta ao nos ver ali aos beijos, mas logo abre um sorriso imenso ao reconhecer Rose.

-Pattie. -Ela fala levantando.

-Não precisa se levantar meu amor, fique como está. Não vou atrapalhar vocês.

-Obrigado mãe, agora pode ir.

-Claro filho, mas antes quero falar uma ultima coisa.

-Diga.

-Rose, eu lhe disse que você seria minha nora, não disse?

Ela fala batendo palminhas animada, Rose arregala os olhos corada e eu dou risada das duas. Aquele dia não tinha como ficar melhor! 


Notas Finais


Eitaaa, Josh ama Rose ? Como assim meu povo???
E essa Lottie? Quem será?
E a minha parte favorita: NOSSO CASAL ESTÁ RECOMEÇANDO.
Justin foi um fofo né? Ele está um amorzinho<3
O que acharam ??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...