História Day X Day - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias B.A.P
Personagens Bang Yongguk, Daehyun, Himchan, Jongup, Youngjae, Zelo
Tags Banglo, Daejae, Deficiencia, Drama, Himup, Romance
Exibições 153
Palavras 1.338
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 9 - Nono olhar


- Não acredito! E depois o que você fez? - perguntou Daehyun, deitado na cama de Bang enquanto escutava a história do mais velho.

- Não fiz nada. Eu o deixei ir...

- Credo, você é burro? Será que depois de anos sendo obrigado a assistir filmes de romance com a Natasha você ainda não aprendeu nada? - indagou Yongnam, que mexia no computador da escrivaninha.

- Você falou que iria só terminar o trabalho, não que ficaria opinando nos declínios da minha vida.

- Porém eu sempre dou a minha opinião, e dessa vez não será diferente. Mas eu até te entendo, você é um ogro fantasiado de gente, não conseguiria fazer isso. - respondeu sem encarar o irmão, que estava espantado.

- Sabe, ele está certo. Tem dias que você está bem cuzão. - concordou Daehyun.

- Dias? Você quer dizer na maioria das vezes, né? Eu não entendo, tipo, eu posso ser cuzão, mas não tanto quanto ele, porque, nossa teve uma vez que-

- Vocês querem parar, pelo amor de Deus?! - interrompeu Yongguk. - Primeiramente, eu não consigo ver essa grosseria toda de que vocês falam, eu sou um amor de pessoa, e segundo: O que essa discussão vai ajudar no meu problema real?

- Nada, nós só estávamos comentando o quanto você é cuzão. - falou Daehyun rindo.

- Daehyun, melhor parar, porque senão ele te joga pela janela. - implicou Yongnam rindo. - Mas voltando, você precisa falar com ele. Imagina o quanto o pequeno Junhong deve estar solitário pensando no crush dele que não fala com ele faz dois dias e o quanto ele ficaria feliz em ver você fazendo um ato tão apaixonado como esse.

-... Olha, não vou mentir, o seu irmão está certo, e eu não estou falando isso porque o invejo por ser um gênio.

- "Gênio" por quê? Era eu que não estudava e gabaritava matemática. - falou Bang, tentando tirar o foco da conversa.

- "Gênio", eu não estudava para geografia e gabaritava, e você? Devo te lembrar de que você zerou as provas duas vezes? - O irmão tocou na ferida.

- E você, Yongnam, já sabe fazer bhaskara? - rebateu.

- Eu odeio você, não entendo como eu ainda tento te ajudar, mas enfim, vai pra casa dele ou não? - perguntou se levantando e indo para a porta.

- Vou sim.

- Então é melhor ir rápido, já são nove horas e se você for esperar até amanhã é capaz de perder a chance de usar o pouco de romance que ainda resta em você. - falou saindo e fechando a porta.

- Vamos, eu te dou uma carona. - Daehyun se levantou depois de um longo suspiro.

- Mas eu não disse nada!

- E nem precisa, eu sei que você quer fazer o que o seu irmão falou, mas só não quer admitir. - disse Daehyun, fazendo Bang sorrir minimamente. - Eu te conheço, Bang Yongguk.

 

 

♪ ♫

 

 

- Eu vou pela escada de incêndio.

- Quê? Fumou o que para ter essas ideias? - perguntou Daehyun, estacionando o carro do lado do prédio.

- Bem, melhor do que o porteiro avisar para ele, e eu ser expulso de lá. - respondeu pegando seu celular no bolso e saindo do carro.

- Okay, mas, por favor, não faça nenhuma merda, tá?! E não se preocupe, eu vou te esperar aqui. - falou tentando passar segurança a Bang.

- Obrigado. - agradeceu antes de seguir com o plano.

O prédio poderia não ser um dos mais caros do bairro, mas também não parecia o mais barato. Mesmo sendo um prédio moderno, ainda tinha as escadas de incêndio do lado de fora, que ficavam em um pequeno beco ao lado da residência e levavam até o terraço do local.

"Eu nunca pensei que faria isso por uma pessoa" - começou a devanear enquanto subia os lances da escada enferrujada. - "mas eu também tenho a opção de imaginar que ele não quer me ver, tipo, imagina se eu apareço e ele, sei lá, me empurra de raiva e eu caio, tá, isso é um absurdo de acontecer, porém não podemos esquecer até das mínimas possibilidades... Tá, eu tô nervoso... Okay, eu tô nervoso pra caralho".

Bang estava tão distraído com seus pensamentos que só se deu conta de que já estava de frente para a janela do mais novo quando o viu deitado em sua cama, lendo um livro e ouvindo música.

- Tá legal, a pior coisa que pode acontecer é ele me dizer um não, então mantenha a calma. - falou para si mesmo enquanto observava Junhong deitado na cama de frente para a janela, mexendo distraído no celular.

 

 

Junhong P.O.V.

 

"Eu nunca pensei que veria alguém batendo janela do meu quarto que nem louco às dez da noite, principalmente o Yongguk. Eu sei que pode parecer infantil, mas eu não quero abrir. Tipo, talvez eu não queira saber o que ele quer falar comigo, principalmente se for algo tão desesperador a ponto de ele estar agora na minha janela, ou se for algo sobre o ocorrido na praia... Mundo, não tem como eu me fingir de morto até ele ir embora?" - Junhong tomou coragem para levantar da cama, pegar o seu celular e abrir a janela, logo depois dando espaço para Yongguk entrar em seu quarto.

Você tem algum problema?

- Desculpa, eu não quis que o porteiro avisasse sobre mim e você me botasse para fora. - falou sem graça, vendo Junhong voltar a olhar para o celular.

Você sabe que eu nunca faria isso. – escreveu, dando começo a um silêncio incômodo entre os dois.

- Junhong, eu queria falar sobre aquilo de alguns dias atrás com você, mas antes disso eu tenho que te avisar que estou nervoso, então talvez eu fale coisas que não façam o mínimo sentido para você. - começou Bang, fazendo Junhong respirar fundo para manter o controle. - Olha, eu sei que demorei dois dias para contatar você e o quanto você deve estar puto comigo, e é, eu sei, eu sou um cuzão, mas olha, eu não sabia o que falar e, bem, você sabe que eu nunca fui o romance em pessoa, mas, olha, eu vou direto ao ponto, eu gosto de você. - disse de uma vez, fazendo Junhong ficar espantado.

Tá doente? - levantou o celular ainda confuso.

- Não, eu tô falando super sério agora, eu gosto muito, mas muito de você, Junhong, e estou muito arrependido de não ter falado isso para você na praia e de ter deixado você ir embora. - falou botando todos os seus sentimentos para fora e deixando Junhong cada vez mais espantado.

Eu não sei o que fazer nem o que dizer.

- Nem eu. - respondeu Yongguk.

Você é um idiota.  - mostrou o celular ainda sem reação.

- Tá, isso já é demais, por que eu sou idiota? Digo, eu fiz tudo isso pra você e no final recebo um “idiota”, sério?

Ao observar a reação do mais velho, Junhong sorriu debochado e aproveitou que Bang estava distraído enquanto falava sem parar e acabou dando um selinho rápido, nada demais, apenas um encostar de lábios inocente, o que deixou Yongguk em estado catatônico.

- Você é sempre assim? - perguntou Junhong, sorrindo com a reação do mais velho.

- Assim como?

- Quando você fica nervoso, você não para de falar um momento.

- Ah, tá. Acho que sim, tipo, eu sempre fiz isso quando era pequeno, mas eu nunca percebi, talvez seja por reflexo e... - parou de falar quando Junhong tampou sua boca com a mão.

- Eu já entendi... Mas não estou reclamando, estou achando até fofo. - falou tirando a mão da boca de Yongguk.

- Você também nunca fez isso comigo.

- Te beijar?

- Não, falar mais do que duas palavras. Eu não estou reclamando, mas gostaria de ouvir a sua voz mais vezes.


Notas Finais


Gente eu infelizmente tenho uma noticia para dar
Eu não sei quando eu vou atualizar a fic em dezembro
Bem e que ja foi terrivel tentar deixar o cap pronto por causa dos estudos e bem eu nem sei se eu vou atualizar em dezembro mesmo porque tudo depende das minhas notas na dep e na normal, mas enfim é isso
Espero que tenham gostado do cap
Comentem e favoritem por favor porque isso ajuda muito a euzinha aqui
Bjoos bye bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...