História Days in Oregon - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls, Ib, ParaNorman
Personagens Bill Cipher, Candy Chiu, Dipper Pines, Garry, Gideon Gleeful, Grenda, Ib, Mabel Pines, Norman Babcock, Pacifica Northwest, Personagens Originais, Soos Ramirez, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines, Waddles, Wendy Corduroy
Tags Bill Cipher, Macifica, Yaoi, Yuri
Visualizações 16
Palavras 1.727
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Estou aproveitando cada segundo antes que isso aqui se torne uma tragédia...
Espero que gostem...
Boa leitura...

Capítulo 26 - Seventh day -I wanted to be the first!


A raiz do mal reside no fato de insistir demasiadamente no êxito da competição está à principal fonte de felicidade..

---

Seventh day

11:33 PM- Acampamento- Bill Cipher.

Estávamos todos um uma enorme pista cheia de obstáculos, eu fui escolhido para representar o time vermelho, o inutil do Garry o azul, Dot imundo maldito o verde, e Brad meu um dos caras do meu time de futebol americano no colégio o representava o amarelo, claro que tinha minha torcida gritando meu nome nem sabia o nome da maioria delas mais gritavam eletricamente e esteriacas, me alongava antes do capitão Edward apita - se o maldito apito as meninas me acendiavam mais só olhava para ele e todas as pessoas que estava lá gritando por mim, ver seu sorriso de longe me deixava seguro de que ia ganhar.

Então Edward apitou, saímos em disparada, indo para o primeiro de todos os desafios seria a incrível e impolgante tirolesa, que era uma merda se não colocasse a merda do sinto direito e caísse e morresse, logo sai correndo até ela me logo me segurando que estava tudo perfeitamente bem colocado para nenhum acidente:

- Toma cuidado Garry.- falei conseguindo a atenção dele.- Você pode morrer.

E logo desci sentindo uma imensa adrenalina, uma adrenalina que adorava, sentindo o vendo em meus cabelos, e um frio na barriga como se eu pudesse voltar a voar outra vez, olhando para o lado e duas bichas gritando ao meu lado, como se nunca estivesse indo em uma na vida, desci de pressa, logo vendo Dot descer junto a mim, éramos os primeiros deixando Garry e Brad para traz, e chegando a próxima prova que no caso era tiro ao algo, eu já me garantia em tudo, já usei armas de verdade, achando que uma arminho de brinquedo que trazia umas bolinhas de tinta ia me preocupar, acertei eles em poucas tentativas, Dot teve um pouco de dificuldade em acerta - las, mais logo cumprio ficando um pouco para traz de mim, Eu realmente era sensacional, entrando logo no labirinto, para tomar a frente para o meu time, alguma coisa mais sossegada para variar, logo ao entrar olhando para os lados sempre pegando o caminho mais óbvio, mais sentindo que Dot estava em minha cola:

- Você é um merda mesmo.- Falei a ele olhado pra traz e o vendo.

- Oque você quer agora em seu Doritos.- falou ele.

- Você tem poderes poderia muito bem trapacear sem ser pego.- Falei dando uma idéia para ele.

- Não vou fazer isso, isso é uma coisa que você faria.- falou ele irritado.

- A claro vai me dizer oque que estava fazendo isso pelo time de otarios e não para " IMPRECIONAR O MISAKI"- falei infatizando o final.

- Cala a boca eu e ele só somos amigos, só sinto um afeto de amizade com ele.- Falou ele ficando corado.

- Eu e ele tivemos uma tranza bem gostosa esses dias, pena que você não estava atraz da porta para escutar os gemidos dele, seu pevertido de merda.- Falei deixando - o irritando.

Quando vimos a bandeira, e logo ele pulou por cima de mim me impedindo se ser o primeiro como sempre fui:

- Dessa vez não Cipher, você sempre ganha fica com a glória para você, os humanos, a adoração, os louvores.- falou ele por cima de mim enquanto tentava esticar o braço para pegar a bandeira.- Queria ter conhecido o Masaki antes de você assim ele seria meu.

- Cala a boca seu desgraçado.- O empurrei pegando a bandeira soltando o sino de primeiro lugar, enquanto a equipe vermelha gritava vangloriando meu nome, logo ele puxando a verde tocando o de segundo lugar, quando Garry chegou depois puxando o azul, e Brad por último ficando muito irritando chutando as coisas que estavam ali:

- Eu te odeio seu desgraçado.- falou ele serrando os olhos, e me empurrando.- Vou te fazer uma mancada também.

- Eu não dou a minima para você disquete de merda.- Falei debochando dele.

Logo me retirei do labirinto, sendo recebido pela equipe vermelha, que me deu um caloroso Abraço de várias meninas, mais fiquei o olhando dando um sorriso, fui saindo da multidão para o abraçar, era o único de quem eu queria estar perto agora era dele, e subimos juntos, coloquei ele sobre o ele em minhas costas segurando suas pernas com meus braços e ele se agrava em meu pescoço, então o carreguei até a parte de cima do acampamento, para ver a pontuação, fomos conversando até chegar a parte de cima:

- Bill você não tem medo das pessoas te jogarem por esta me carregando até lá em cima?- Perguntou ele mordendo minha orelha.- Afinal você que fez o percurso deve estar cansado.

- Que nada quero que ele saibam que você tem um dono, Sabe principalmente esse retardados.- Falei e virei meu rosto vendo umas meninas cochichando.- Pessoas como elas eu não teria coragem de de dizer "Oi", você eu te pedi em namoro na frente de uma escola eu ate foderia gostoso com você na frente de toda escola, para ensinar eles oque e fazer uma foda com classe.- Falei rindo o deixando vermelho.

- Eu também quero que ele se fodam.- Falou ele rindo também.

- E assim que se fala my little.- Falei rindo junto com ele.

Após chegar na parte de cima do acampamento, sentei ao seu lado colocando minha mão em sua cintura o deixando mais perto de mim, ele apoiou a cabeça sobre meu peito, e a acareciei, logo vendo o capitão subir em cena sobre o palco, colocando o vermelho com cem pontos, o verde com noventa , azul oitenta, e amarelo setenta, toda a galera da minha equipe começou a gritar e zuar a outra equipe, mais eu normalmente participaria da fará, mais apenas fiquei olhado dessa vez, olhando também Dot que me encarava mortalmente do outro lado:

- My little- Ele tirou a cabeça de meu peito.- Somos namorados não é?

- Oque acha em?- Ele me deu um beijo rápido que a menina de traz falou eca.

- Para quem pensa que está falando eca, em sua nojenta escrota?- Perguntei me levando não gostando do seu comentário.

- Para você Bill esperava mais de você, mais você é um homossexual de merda que fica comendo o cú desse otario.- falou ela me encarnado.- Me come garanto ser muito melhor que ele.

- Bill deixa isso pra lá.- falou ele e quando olhei seu rosto logo me acalmei.

- Eu não me importo pelo fato de você ser mulher, mais você sua escrota está merecendo apanhar.- falei e logo sai da arquibancada com my little.

Ele se agarrou em meu braço, e fomos para um lugar só nosso ele pegou uns cookies antes no refeitório, e fomos para fora pulando o cercado do acampamento, e aproveitaria o resto da tarde só com ele, e me deu umas cookies em minha boca sorrindo de um jeito doce me deixando com desejo de o beijar loucamente que só aumentava:

- Bill, andei pensando sobre oque conversamos outro dia.- Falou ele corado abaixando a cabeça.

- Sobre xingar na hora da foda.- falei rindo.- Quer isso mesmo eu tenho o vocabulário bem variado para ofensas.

- Não eu isso.- falou ele me empurrando com a mão.- E sobre meu passado.

- O você já tinha pegado outros homens sabe só pra saber?- Perguntei a ele me apoiando sobre meus cutuvelos.

- Não, você é o primeiro em que me envolvo.- falou ele sentando sobre me colo.- E você, foi só eu e o Dipper?

- Sim, eu costumava ser bem mulherengo, mais sei la, achava elas muito frias em relação a fodas, as que costumava me envolver fazia muito cu doce.- falei me erguendo e colocando a mão sobre sua bunda a apertando ela.

- Mais não é isso que eu vim conversar.- falou ele se aconchegando em meu membro.- sobre minha mãe adotiva.

- Uau você órfã?- Perguntei apertando mais ele sobre mim.

- Sim, é bem minha mãe verdadeira ela.- ele engoliu seco.- Se matou por meu pai não querer ficar com ela, não sei se é verdade mais e oque todos dizem.

- Uau ela era uma louca depressiva?- Perguntei e ele olhou para mim segurando lágrimas.- Eu também sou babasicamente órfã.

- Toca aqui órfãs.- falou animadado mudando sua face triste.- Mais ai eu fui adotado, por uma mulher muito legal Mary, eu a realmente a amava como uma mãe, mais ela me abandonou para ir com um cara aos meus treze anos.- falou ele me abraçando.- Todos me abandonam, Por favor não me abandone Bill.

- Eu…- falei o abraçando de volta.- Nunca vou ir embora nem mesmo que você implore.

Logo senti me levitar do chão, fazendo Misaki se agarrar mais em mim, e gritar abafando em minha blusa:

- Bill?- Falou ele olhando assustado para o chão.- Eu tenho medo de altura.

- Agora você admite?- Perguntei rindo e agarrando seus braços de modo que ele ficasse seguro e comecei a voar.- confie em mim, e aproveite a vista.

- Eu confio em você.- falou ele olhado a bala vista e vendo o prazer de voar comigo.

Mais logo fui descendo lentamente por não esta tão forte para poder ficar só voando e também para carregar alguém:

- Nossa que foda, você é mágico?- falou ele sorrindo.

- Vejo que isso não é um problema para você meu anjo.- falei colocando o polegar e o dedo indicador em seu rosto.

- Como fez aquilo?- Perguntou ele fazendo uma cara completamente interessada.- E isso não é problema, isso é um updates, mais sendo que eu tenho medo de altura, mais imagina quão foda isso é.

- Shhhh…- falei colocando meu dedo indicador em seus lábios.- Apenas…

E o beijei, com ele correspondendo meu beijo, e logo aumentando a intensidade do Beijo, coloquei minhas mãos sobre seu corpo passando levemente sentindo seu calor:

- Temos que ir, para o vestiários para tomar um banho.- falou ele.- Você pode ser um demonio mais cheira como um humano.- Falou rindo.

- Okay.- falei mordendo sua bochecha.

Então fomos quer dizer eu em uma distância quase minima do chão e ele foi andando, pulamos a cerca, e fomos indo até o vestiários, e logo entrando no banheiro tinha algumas pessoas ainda tomando banho:

- Olha e uma pena mais parece que nao vamos poder tomar banho juntos dessa vez.- entao ele fez um biquinho.

- Tão triste.- Falou dando uma risada gostosa.

Entao entramos cada um em um banheiro diferente, tomei meu banho normalmente, até sentir que alguém estava no banheiro, especificamente Dot.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...