História DC: Guerra Civil - Capítulo 3


Escrita por: ~

Exibições 16
Palavras 718
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Magia, Romance e Novela, Super Power, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Silêncio no espaço


Fanfic / Fanfiction DC: Guerra Civil - Capítulo 3 - Silêncio no espaço

A Torre de Vigilância da Liga da Justiça nunca esteve tão silenciosa antes. O único som que se ouvia eram os passos de J'onn J'onzz, passando timidamente pelos corredores da Torre. Esteve fora durante o acontecimento com Superman, que ficou conhecido como Tragédia de Metrópolis. Os heróis estavam utilizando pouco a Torre ultimamente, Oliver Queen removeu os itens de seus aposentos á oeste da Torre, seguido por Poderosa, Caçadora, Gladiador Dourado e Guy Gardner. Os demais heróis passavam na Torre muito raramente, e quando passavam, não ficavam muito mais que quarenta minutos. 

J'onn entrou na sala principal da Torre: um imensa sala circular com uma mesa de projeção holográfica no meio; um grande vidro dava vista para o espaço, com a Terra ao fundo. J'onn ficou imaginando os terráqueos naquele momento, não pisou em solo terrestre desde que chegou da galáxia Zeniah após conseguir controlar a infestação de parasitas intergaláticos que ameaçavam sua existência. Passou os dias na Torre, sozinho. Vez ou outra se comunicava com Batman para saber como estavam as coisas na Terra, mas ele sempre tinha á seu dispor a mesa holográfica para reproduzir o que passava nos jornais terráqueos. 

-Exa, criar holograma da Terra.- Pediu J'onn á Exa, a inteligência artificial que Batman instalou na Torre, para facilitar as coisas. Um holograma azulado da Terra surgiu sobre a mesa, girando no sentido horário.

-Mostrar Estados Unidos, por favor.- O holograma deu um zoom no país, e o que era uma reprodução da Terra passou a ser apenas dos EUA.

- Quero ver o que está passando nos jornais.- Os EUA desapareceu e em seu lugar foram reproduzidos títulos de jornais, manchetes e etc.

"O presidente da Russia Mikhail Gorbachev chega hoje ao país.",  dizia uma publicação do Jornal de Boston.

"Manifestações contra os super-heróis tornam-se mais violentas.", era a principal notícia nos jornais do Texas.

"O herói que os Estados Unidos nunca terá igual."

Ao ver que essa última foi escrita por Lois Lane, J'onn não pode deixar de abrir um pequeno sorriso. Ficou um tempo lendo as notícias quando ouviu um barulho ao longe na Torre.

-Exa, mostrar mapa interno da Torre.- Assim surgiu o mapa.- Mostrar quantos indivíduos se encontram nela.

No mapa, apareceram dois pontos, um estava sendo mostrado na sala do holograma, obviamente era J'onn J'onzz; o outro apareceu ao longe, correndo por um corredor ao sul da Torre, prestes a entrar num quarto. 

Kara, como pude me esquecer dela?

Depois que Superman faleceu, Kara não ficou em Metrópolis, tampouco na Fortaleza da Solidão de Kal, mas sim se confinou na Torre. Ficava a maior parte do tempo em seu quarto e quase nunca conversava com quem ficava na Torre. J'onn resolveu ir vê-la, saiu da sala do holograma e seguiu para o sul da Torre, novamente só se ouvia seus passos ecoando pelo corredor. Parou frente á porta do quarto de Kara e bateu.

-Kara, está tudo bem?

Nada veio em resposta.

-Kara, sou eu, o J'onn, quer alguma coisa?

Novamente, nada veio em resposta.

Vou entrar.

Ficou intangível e atravessou a parede. Kara estava deitada na cama em posição fetal, chorando baixo. Não esboçou reação nenhuma ao ver o Caçador de Marte atravessar sua parede.

-Vai embora.- Falou fracamente Supergirl.

No entanto , J'onn não saiu, mas sim puxou uma cadeira e sentou-se ao lado da cama de Kara.

-Precisa de algo?- Perguntou J'onn. Kara não respondeu nada. Esticou a mão para tocar seu ombro, e ao fazê-lo, Kara estremeceu.

-VAI EMBORA!- Supergirl levantou em um salto da cama com os olhos vermelhos. J'onn levantou-se da cadeira e recuou.

O silêncio caiu sobre a sala. Kara encarava de olhos vermelhos e punhos cerrados J'onn, e J'onn encarava tranquilamente Kara. Então, sem se preocupar com qualquer reação, abraçou-a. Imaginou-se sendo arremessado pela parede, mas Kara nada fez. Sentiu o corpo dela se tranquilizar e ela tombar a cabeça em seu ombro.

-Quer conversar?- Perguntou calmamente J'onn. Kara balançou a cabeça em sinal afirmativo. E assim J'onn ouviu o desabafo de Kara, escolhendo cuidadosamente cada palavra ao se dirigir á Supergirl.

-Você precisa comer alguma coisa. Eu... vou tentar fazer umas panquecas.

Kara sorriu e J'onn sorriu de volta.

-J'onn...- O Caçador de Marte estava saindo pela porta quando Kara o chamou. E quando virou a cabeça...

...ela o beijou.


Notas Finais


Eu shippo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...