História De cabeça para baixo... - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Dimitry, Iris, Kentin, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nina, Peggy, Rosalya, Violette
Tags Adultério, Alexy Hetero, Ambére, Ambere Vadia, Ambre, Amor, Amor Doce, Armin, Castiel, Dake, Dakota, Debrah, Diabrah, Dimitry, Hentai, Loucura, Lysandre, Magia, Melody, Nathaniel, Nina, Putaria, Rosalya, Sadomasoquismo, safadeza, Sexo, Submissão, Violencia, Violette, Yaoi, Yuri
Exibições 57
Palavras 2.099
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gentee, como eu na postei ontem, eu trouxe esse capítulo enooorme pra vocês hoje!☺☺

Esse capítulo tem muita putaria, se você não gosta desse tipo de coisa não leia, pois é muita putaria mesmo!

Espero que gostem, boa leitura...

Capítulo 9 - Festa de despedida - parte 01


Fanfic / Fanfiction De cabeça para baixo... - Capítulo 9 - Festa de despedida - parte 01

    Resolvi fingir que não tinha acontecido nada e desci para a festa que já parecia ter começado.
   Eu vi a Rosalya e o Alexy juntos conversando e rindo muito e de vez em quando via Rosalya me encarar... Eu queria ficar lá com eles, mas não sabia como reagir... A Rosalya deu em cima de mim, ela tentou me COMER!... Eu sei que no fundo eu gostei, há muito tempo queria ficar perto dela e sentir sua mão macia e delicada pelo meu corpo, e por isso mesmo não sei como agir....

  - Oi Mya! - disse Castiel passando a mão na frente do meu rosto, me fazendo sair de meus pensamentos...

 - Oi Cast ! - falei o olhando quando eu percebi o que tinha falado... - Desculpa, Castiel....

 - Não precisa pedir desculpas, pode me chamar de Cast, eu gostei! -disse ele com um sorriso que me fez sorrir como uma boba... Que droga!!

 -Ta bom...Cast! -disse e ele riu, eu nunca tinha visto ele dar uma gargalhada... Ele é mais lindo assim...

 - Melhorou! -disse Castiel com um tom brincalhão e depois me olhou um pouco mais sério...

 - Que foi?

  - Me desculpa por ter me afastado de você, eu só não sabia como falar com uma pessoa que...- ele parou nessa parte, suspirou e olhou pra outro lado. - me faz tão bem e meche tanto comigo...- disse ele voltando a me olhar, ele estava meio corado....Que bonitinho!!

 - Agora eu que te falo: Não precisa pedir desculpas, eu sei que o primeiro dia na escola foi rápido demais, e eu também estava com vergonha!- olhei para ele, e ele estava com cara de queria ouvir mais de mim... - Eu também me sinto muito bem quando estou perto de você! - falei e dei um beijo no seu rosto

 - Só mereço isso? - Ele disse e me puxou pela cintura, fazendo nossos corpos se baterem e me  beijou. No começo era um beijo suave, mas com um tempo o beijo ficou mais intenso, mais selvagem. Só nos separamos por falta de ar, então ele  desceu com os beijos pro meu pescoço me fazendo arrepiar....

  - Vamos pro meu quarto! - falei quando vi que ele estava levantando o meu vestido...

   Quando subimos ninguém prestou atenção, pois a música estava bem alta e todos estavam dançando...

   Quando entramos no quarto, ele me jogou contra a parede e  me beijou ferozmente, começou a abrir meu vestido e com a outra mão ele ia apertando minha intimidade...

  - Ahh....ah...

   Ele só sorriu e tirou meu sutiã. Ele ficou olhando por um tempo meus seios fartos e começou  apertar um, e chupar o outro.
Depois que ele parou de chupa-los, eu tirei sua blusa e sua calça e comecei a beijar toda a extensão do seu peitoral e fui descendo com o beijo até sua cueca e a tirei. Seu pau já estava duro, então comecei a beijar a cabeça de seu pênis, e depois comecei a chupa-lo. Eu alternava entre rápido e lento.

  -Vai minha... putinha...coloca tudo na boca... Quero ver você se engasgar com meu pau...- falava entre gemidos

   Coloquei seu pau todo na boca... podia sentir boa parte na minha garganta, mas eu estava adorando... Com umas três vezes eu fazendo garganta profunda ele se gozou na minha boca... Me levantei e o beijei, fazendo com que ele sentisse seu próprio gosto...

  Ele me pegou no colo, me jogou na cama e pegou uma calcinha minha do armário...

  - Pra quê essa calcinha?- perguntei meio confusa.

  -Eu vou te vendar, daqui pra frente você não vai ver mais nada! - disse ele com um sorriso malicioso e me vendou. Depois de um tempo senti ele amarrar meus braços na cama.

 - Prometo que você nunca vai se esquecer dessa noite! -disse no meu ouvido me fazendo me arrepiar dos pés a cabeça com aquela voz meia rouca e super sexy... - Você é virgem?

  -Sou, mais não precisa ser bonzinho comigo!

  -Eu não disse que seria! - falou e começou a chupar meu pescoço enquanto apertava meus seios, ele apertava com vontade, não me machucava, me fazia sentir uma sensação que eu nunca tinha sentido. Depois ele desceu a mão bem devagar até chegar na minha intimidade, ao chegar lá ele rasgou minha calcinha e começou a estimular meu clitóris de um jeito delicado mais firme que me fazia gemer feito uma louca, eu já nem me importava de alguém estar ouvindo meus gemidos ...ou melhor meus gritos, eu não estava simplesmente gemendo, eu estava gritando, gritando de prazer, eu podia sentir minha lubrificação escorrendo, eu estava doida pra ele me foder, eu precisava de sentir sua piroca alargar meu canal vaginal...

  - Quer que eu foda você? -perguntou enquanto descia seus dedos bem devagar até a entrada da minha vagina...

  - Ahhh.... Ah... Q-que-ro..ah...

  - Oi? não ouvi fala mais alto! - falou apertando um pouco mais meu clitóris e parando na entrada da minha vagina...

  - Ahhh....ah.. Quer-o, quero, eu preciso sentir... Seu pau dentro da minha buceta...ahhh... Quero que você me foda por completo...ahhh... Me come..ahh...me fode... Eu sou toda sua-a...ahhh -gritei com toda força que eu tinha.

   Pude ouvir sua gargalhada de puro divertimento de me ver nesse estado, mas eu não podia me fazer de forte, eu precisava dele dentro de mim.

  Ele enfiou os dois dedos um pouco mais pra dentro, eu nem senti dor, tudo que eu conseguia sentir era prazer de sentir aqueles dedos entrando dentro de mim. Ele começou a fazer movimentos de vai e vem seguidos de movimentos de como se tivesse chamando alguém...

  - Ahh...aiii... Vaii mais r-rápidooo...ahh...-Quando ele ouviu isso ele parou de me masturbar, e pelo barulho da cama ele tinha se levantado...

 -Castiel??? - perguntei achando que ele poderia ter saído do quarto.

  -Calma minha putinha, eu tô aqui, eu sou mal, mas nem tanto! -disse e ouvi o barulho da cama, que deveria ser ele sentando denovo...- Me diz, minha putinha gosta de dor?

  -Oi? Eu gost...Ahh...- quando eu ia acabar a frase ele me bateu com o que eu acho que foi um chicote, ele não bateu forte mais machucou um pouco, mas gostei, mas da onde ele tirou?

  -Ainda gosta de dor?- disse ele me dando outra chicotada só que mais forte.

  - Ah.. G-gosto..ahh...- ele não parava de me dar chicotadas, tava doendo, mas eu não conseguia achar aquilo ruim... era como se fosse uma forma de sentir prazer...

   Ele continuou com as chicotadas enquanto chupava meu pescoço de uma forma feroz, até que senti uma onda de prazer muito forte, que me fez gemer muito alto...

 -Ahhhhhhh....- tinha sido um gemido intenso que eu nem sabia que eu aguentava dar...

  -Isso, goza, goza pra mim vai! -sua voz estava repleta de prazer...

   Depois de gozar, ele começou a chupar minha intimidade. Sua lingua era habilidosa e entrava cada vez mais dentro de mim, me fazendo delirar...

  -Ahh...v-vaii...ah...m-mais fundo
..ah...- O que eu pedia ele fazia, até que veio a mesma onda de prazer e eu gozei novamente só que agora foi na sua boca... Ele se levantou tirou a venda de mim e deu um sorriso satisfeito ao ver que eu estava de olhos fechados. Quando eu abri o olho, ele me deu um beijo apaixonado e eu achei que tinha acabado...

   - Fica de quatro!- disse isso com um sorriso malicioso e eu obedeci. -Que delicia em!!- falou ao me ver de quatro e me deu um tapa na bunda.

  -Ahhh

   -Já tá gemendo amor?!- falou me dando outro tapa que mais uma vez, não deu pra segurar o gemido, mas dessa vez ele só sorriu e colocou seu pênis na minha entrada.

      Ele introduziu tudo de uma vez só, e eu não contive o gemido, que era de prazer e um pouco de dor também, porque o pau dele era bem grosso e comprido, mas a sensação de ter ele dentro de mim era maravilhosa. Aquela tortura toda valeu muito a pena, eu não conseguia parar de gemer, e quanto mais eu gemia mais fortes eram as estocadas dele em mim...

  - M-mais ...r-rápido...Ahh...

  -Ta bom meu amor...v-você que manda...- disse entre gemidos. Ver ele gemer era muito excitante pra mim e outra vez veio a onda de prazer pelo meu corpo...

  - C-Cast...ahh eu vou...g-goz...

   -Eu... também vou amor...- ao acabar de ele falar isso, senti jato quente dentro de mim. Era tão gostoso senti aquele jato, que acabei gozando logo após, era tão gostoso senti minha vagina apertando o pau dele...

  - Você tem vibradores? -perguntou depois de ter tirado seu pênis de dentro de mim...

  -Tenho 3! - quando eu disse isso ele me olhou com uma cara muito safada. -Rosalya que me deu de presente de aniversário, bobo!! Eu nunca usei! Ta naquela caixa alí! - Falei apontando pra uma caixa que estava perto do banheiro.

  - Que má criação é essa? Agora vou ter que te punir por ter me chamado de bobo! -disse ele voltando com dois vibradores na mão. - fica de quatro denovo!

 - O que você vai fazer? -perguntei meio que com medo, mas o obedeci.

  - Shiii!! Você vai ver... ou melhor sentir! - ao acabar de falar ele enfiou um vibrador todo de vez na minha vagina, e quando eu ia reclamar ele ligou na potência máxima.

  - Ahh...C-Castiel...Ah...- ao ouvir meu gemido ele retirou o vibrador todo de dentro de mim esperou eu o olhar e colocou todo de uma vez denovo.

   - Ahhh... Ahh...que delíciaa...ah...

  - Vai ficar melhor minha putinha! -ele enfiou um dedo dentro do me cu e ficou fazendo movimento de vai e vem, até eu acostumar, depois ele enfiou mais um continuou no movimento até enfiar o terceiro... Não vou mentir, tava doendo um pouquinho mais tava muito bom, e eu só conseguia gemer o nome dele...

  -C-Cast... C-Cast...vai...

   Ele retirou os dedos de dentro de mim e quando eu virei pra ver o que ele estava fazendo,e vi ele passando lubrificante no outro vibrador, percebi o que ele ia fazer{sim, ela é lerda}. Ele pegou o vibrador e foi enfiando no meu cu devagar pra eu não sentir dor, mesmo assim eu tava sentindo uma dor muito ruim, era como se ele fosse me rasgar no meio.

  -Aiii...ah...

  - Calma, já vai passar, eu vou esperar você se acostumar! - disse ele com um sorriso e eu consenti.

     Quando eu senti que já tinha acostumado, eu rebolei e ele ligou também na velocidade máxima. É a dor foi passando e dando espaço ao prazer, que cada vez era maior.

  - Chupa! - disse ele se sentando na minha frente e apontando pro pau dele. Eu logo obedeci, afinal era uma delícia ter aquele pau todo na minha boca. Comecei a chupa-lo com vontade, como se minha voda dependesse daquilo... Era uma delícia estar com o pau dele na minha boca e estar sendo fodida por dois vibradores, eu não parava de gemer, mas também não parava de chupa-lo. Um tempo depois de eu estar com dois vibradores em mim eu acabei tendo orgasmos múltiplos e ele também gozou umas três vezes em minha boca. Quando nossas respirações voltaram ao normal, tomamos um banho e fomos deitar,mas Alexy começou a bater na porta.

  - O que você tá fazendo nesse quart...- ele parou de falar quando viu Castiel deitado na cama só com um lençol por cima. -Entendi, vou falar que você prefere ficar aqui em cima!

  - Obrigada!

  -  Depois me conta como foi em?! -sussurrou Alexy antes de eu fechar a porta.

  - Pode deixar! - falei e Fechei a porta
 
  -Eu aposto que nunca vai esquecer da sua primeira vez!! -disse convencido. Só olhei para ele como se não fosse verdade, e me deitei na cama.

 - Eu te amo. -disse ele olhando pra mim

 - Eu também te amo Castiel.- disse meia surpresa com a declaração dele, mas não era mentira, eu amava ele e eu não ia esquecer daquele dia não só pelas coisas que aconteceram, mas sim por ser com ele...

    Ficamos deitados até dormi, não precisávamos mais de festa para nos divertirmos, a maior diversão já tinha acontecido ali.


Notas Finais


Espero que tenham gostado
E se gostou favorita??!

Beijinho da tia Elena 💋💋💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...