História De Goldstein à Scamander - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Animais Fantásticos e Onde Habitam, Harry Potter
Personagens Newton Scamander, Porpetina "Tina" Goldstein, Queenie Goldstein
Tags Animais Fantásticos, Magia, Newt, Romance, Tina
Exibições 218
Palavras 1.206
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ficção, Magia, Romance e Novela, Saga
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não aguentei esperar, favoritem e divulguem por favor... Estou aberta à sugestões para novos capítulos nos comentários... bjs amores...

Capítulo 2 - O Problema de Ter Uma Irmã Legilimens


Tina ainda não havia notado que eles já tinham se separado, pois continuava com seus olhos fechados. Newt a observava com um sorriso bobo e o único pensamento que passava pela sua cabeça era de como ele havia conseguido ficar longe dela por tanto tempo.

- Eu sabia que você não deixaria que eu me hospedasse em outro lugar, só precisava que você comprovasse a minha teoria de que você também me ama... Agora é melhor irmos para a sua casa, pois tenho que alimentar essas belezinhas...

Os dois riram ao lembrar do que o que Newt chamava de belezinhas poderiam causar em Nove York.

- É melhor manter suas "belezinhas" aí dentro, não iria suportar ter que te entregar à MACUSA...

Newt pegou a mão de Tina e rumaram à casa das irmãs Goldstein

- Vamos Newt Queenie vai adorar vê-lo! Ai Meu Merlin! Por favor me diga que é um bom oclumente...

- Temos que ser sinceros com ela... - Os dois ouviram os gritos de Queenie da porta do prédio - Meu Merlin o que está acontecendo lá em cima?

- Ela já sabe... Newt...

O sorriso de Tina sumiu, mas Newt a interrompeu.

- Que bom, menos tensão para nós, já que o pedido não tem que sair da minha boca...

- Que pedido?

- De namoro é claro, ou você quer esperar mais?

- Nem mais um segundo...

Tina se jogou em Newt e beijou-o. O sorriso voltou em seus lábios assim que se separaram.

- Vamos então sr. Scamander, mas lembre-se da sra. Esposito, nada de homens no prédio...

Os dois entraram no prédio em silêncio e graças à Merlin chegaram ao apartamento sem ter que prestar explicações a ninguém. Quando abriram a porta Queenie correu para a irmã e abraçou-a.

- Quem diria a minha irmã trazendo o seu namorado para me apresentar, embora dispensemos apresentações não é sr. Scamander...

Newt interrompeu-a

- Então você...

- O que? Se eu aprovo? Mais é claro que sim!

Newt e Tina trocaram um olhar terno e feliz, agora eram namorados oficialmente, eles não poderiam estar mais felizes.

- Com licença senhoritas, mas tenho que desfazer minha mala.

- Claro, Tina pode te mostrar o quarto que ela arrumou várias vezes ontem, mesmo eu já tendo arrumado.

- Queenie! - As bochechas de Tina não poderiam estar mais vermelhas e Newt riu da situação.

- Eu teria feito o mesmo se estivesse no lugar dela...

O sorriso bobo e imensamente apaixonado de Tina voltou a brilhar em sua face.

- Que lindos... Ah Tina que bom que não falou bobagens quando viu o Newt...

- Queenie!

Queenie riu da irmã, pôs o seu casaco e bolsa e rumou em direção à porta.

- Adoraria ficar mais um pouco, mais tenho que ir à padaria, se cuidem. Tchau!

Assim que Tina viu que sua irmã atravessou a rua, voltou sua atenção novamente para Newt.

- Desde que obliviamos o sr. Kowalski ela tem ido com mais frequência à padaria, para ser mais precisa duas vezes por dia...

- Ela deve estar sofrendo com isso...

- No começo estava, mas sei que ela se encontrou com ele na semana passada e desde então está radiante novamente. Você não ia alimentar suas belezinhas?

- Já as alimentei há uma hora, agora elas podem esperar um pouco...

- Newt vamos na sala de estar?

Ele seguiu Tina até a sala onde sentaram-se no sofá. Ela estava animada, mas sem saber por onde começar, quando Newt colocou o braço em seus ombros.

- É estranho, não é? O fato de estar namorando é realmente assustador...

Newt depositou um beijo em sua testa

- Não se preocupe, você vai se acostumar... Como vão as coisas no departamento dos aurores?

- Muito bem, e eu fui promovida à chefe do departamento de investigação!

- Que bom, fico muito feliz Tina!

- E o que tem de novo na sua maleta?

- Encontrei uma acromântula incrível e o mais fantástico é que ela estava cheia de ovos, porém dei um deles à um homem que conheci em um pub

- Você deu um ovo de acromântula para um estranho?

- Não era um jovem especial, além de que me identifiquei muito com ele, não são muitos os jovens que gostam de animais diferentes...

- Ah entendi... Então se ele se parece tanto com você, presumo que o animal será bem cuidado...

- Tina você é muito especial, é diferente de todas as mulheres, você me entende, é corajosa...

- Newt...

O nervosismo de estar sozinha com um homem que agora se tornara seu namorado havia sumido. Tina beijou Newt apaixonadamente, foi diferente daquele dado na porta do prédio, ele era lento, tinha gosto de alcaçuz e cereja, o perfume dele já a entorpecia e ela sentia sua temperatura subindo, Newt puxou-a para ele para aprofundar o beijo quando Queenie entrou sorrateiramente, ficou parada observando o casal namorar no sofá e pigarreou baixinho.

- Desculpem-me, mas estava ficando constrangedor para mim...

Ela olhou de Newt para Tina e deu um sorrisinho meigo para a irmã.

- Queenie faz tempo que você está aí? – disse Tina com as maças do rosto vermelhas.

- Não, fiquei observando vocês uns 6 segundos e não consegui mais... Apesar de eu já saber o que houve aqui, tenho que lhe dizer Tina, seus lábios estão muito inchados...

- O que?

Ela voou para o espelho mais próximo e notou que seus lábios estavam inchados mas também vermelhos. Queenie foi para a cosinha preparar um lanche e deixou os dois à sós.

- Desculpe, vamos levar sua mala aos seus aposentos sr. Scamander...

Os dois riram da imitação feita por Tina de um concierge. O quarto estava impecável, mas mesmo assim ela analisava minunciosamente a reação de Newt ao olhar para cada lado do quarto.

- E então? Gostou?

- Tina está perfeito, muito obrigada! Agora venha vamos alimentar as minhas criaturas...

Newt abriu a maleta, eles entraram nela e Tina começou a observar tudo ao seu redor. Que homem grandioso era Newt, criou um universo maravilhoso de criaturas dentro de uma maleta, ele cuidava de cada uma delas com tanto amor. Seus pensamentos foram interrompidos por um pelúcio, aquele que havia fugido da maleta, e agora estava observando-a.

- Oi pequenino... Você não tem armado mais confusões por aqui, não é?

O pelúcio negou com a cabeça e Tina sorriu.

- Assim é melhor mesmo...

Newt estava observando a cena toda sorrindo, maravilhado com sua visão de Tina, que agora estava fazendo carinho no pequeno pelúcio. Então ele falou brincando:

- Ei ela é minha namorada agora!

O animalzinho entendeu e se afastou, mas Newt o pegou no colo e junto com tina acariciaram o pufoso.

Quando eles saíram da maleta estava tarde era 23:50. Tina despediu-se de Newt com um beijo e foi dormir na esperança de que Queenie já estivesse no sétimo sono, mas quando entrou em seu quarto deu de cara com a irmã sentada em sua cama.

 - Porpentina Goldstein conte-me cada detalhe!

Queenie estava tão entusiasmada com o novo status da irmã, e como Tina sabia que o interrogatório iria demorar, ela sentou-se junto à cama e entusiasmadas conversaram até 01:00.


Notas Finais


continuem lendo queridos e divulguem também pf


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...