História De outras vidas - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Drama, Ffifth Harmony, Revelaçao, Romance
Exibições 71
Palavras 2.009
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Outro capítulos.. revelações kk u.u

Capítulo 3 - Capitulo 3


Fanfic / Fanfiction De outras vidas - Capítulo 3 - Capitulo 3

Lauren Narrando

- Então, O que acha - minha família estava sentada cadeira da sala de reunião olhando pra mim

Quando eu ia responder uma morena alta entra com tudo na sala, olhando cada rosto que estava na sala até parar em mim

- QUANDO VOCÊ PRETENDIA ME FALAR QUE VOLTOU PRA CIDADE - gritou - SUA CADELA

- Eu posso explicar - coloquei as mãos pro alto como se eu tivesse sendo assaltada

- Sem drama Dinah - tay falou e depois voltou sua atenção pra o celular

- Como assim sem drama - colocou a mão no peito - Você - apontou pra mim - me esqueceu?

- E começou - Chris revirou os olhos

- Cala a boca - Dinah e eu falamos ao mesmo tempo

- Fala a verdade eu aceito numa boa, me esqueceu arrumou uma outra Dinah? por que não foi me procurar?

- Dinah eu... - fui interrompida por ela

- Não fala nada, não fala nada, me esqueceu eu sei - olhou pra minha mãe - Ta vendo como ela é? me esquece facil, aposto que já encontrou outra melhor que eu, EM LAUREN?? RESPONDE

- Mais... - Dinah me interrompeu de novo

- Quer saber eu...

- CALA A BOCA CARALHO - Apontei pra Dinah - se você me deixasse falar eu acharia bom

- Desculpa - sorriu amarelo

- Quando eu saísse da impressa eu ia te procurar sua dramática - sorri - eu nunca ia te esquecer, nem que eu perdesse a memoria eu ia saber que podia sempre contar com você - me aproximei dela - e nem vem com drama ate porque a gente se falava todos os dias

Dinah me puxou pra um abraço apertado, e quando eu falo apertado que dizer apertado mesmo, tenho certeza que se demorasse mais um pouco ia me quebrar

- Dinah tá matando ela - meu pai falou pela primeira vez com um sorriso divertido

- Não tô tio,só mais um pouquinho

- Ela ta ficando meio roxa ne Tay? - Chris olhou pra tay que agora estava rindo

- Dinah vai matar ela - tay tirou uma foto

- Dinah tô ficando sem ar - tentei me afastar - me solta demonio

- Opaaaa - fez um bico - não sou demonio

- E sim - me aproximei - meu demonio - puxei ela e abracei um abraço calmo agora

- Senti saudades branquela

- Também senti - rir - que gay você tá

- Olha quem fala - me olhou - novidades, quero saber

- Depois - olhei pra minha mãe que estava sentada com a expressão não muito boa

Dinah sempre foi da família, a gente se conhecer desde de pequena, quando a gente se viu pela primeira vez acho que já viramos amiga de cara, depois disso eu vivia na casa dela ou ela vivia na minha casa, ela sempre me ajudava com minhas loucuras ou com a Camila, na verdade sempre foi ela e a Maria

- já que se viram - minha mãe se levantou da cadeira - podemos voltar?

- Claro - falei com ironia e Dinah me beliscou - Dinah senta ai, depois vamos sair

- Tudo bem - sentou do lado do Chris

- Olha não vou menti, a situação da impressa não tá nada boa, eu tô me perguntando até agora o que aconteceu? - olhei para meu pai que estava com a cabeça abaixada - essa impressa sempre foi umas das mais importante do país, mesmo ela sendo de cidade pequena - olhei pra minha mãe - tô vendo que as coisas mudaram pra o pior não e?

- Não me venha com sermões - minha mãe me olhou com uma certa raiva - me venha com soluções Lauren

- Não posso te dar uma solução se vocês não me dão respostas - olhei pra meu pai que ainda continuava com a cabeça baixa - o que aconteceu?

- Não aconteceu na.. - a fala da minha mãe foi cortada pelo do meu pai

- estamos falindo Lauren - me olhou, seus olhos eram tristeza pura - estamos indo de mal a pior

- Mike...

- Cala a boca Clara - Mike olhou pra Clara com um certo ódio - cansei de te esconder a verdade, filha sua mãe faliu a gente, ela começou a comprar coisas que não precisamos só pra mostrar que pode ter tudo

- Só eu tenho culpa disso? - estava claro o ódio que um sentia pelo outro - seu pai começou a gastar tudo em jogos também, passou a ficar trancado no escritório dia e noite a gente mal via ele

- Claro, estava tentando arrumar as merdas que a gente fez, eu sei Clara eu sei muito bem as merdas que eu fiz, e me arrependo principalmente sobre Lauren

Opaaa como assim sobre mim, o que será que aconteceu? preciso descobri isso logo. Olhei pra Dinah e os meninos que ate agora não disse nenhuma palavra, Chris estava mexendo os dedos e Tay olhando para o nada, eu sentia que eles estava sofrendo com isso, isso me deixou mal

- O que eu tenho haver nessa historia? - olhei seria pra meu pai

- Tudo filha - pela primeira vez vir uma lagrima descendo do rosto do meu pai

- CHEGA MIKE - Clara se levantou e bateu na mesa - CHEGA

- NÃO, CHEGA VOCÊ - me olhou - FILHA EU TAVA CEGO POR ESSA MULHER QUE VOCÊ CHAMA DE MÃE, EU ESTAVA CEGO, me perdoa

- O que tá acontecendo? - olho para os dois

Meu pai se sentou e minha mãe estava olhando pra o Mike de uma forma que eu sabia que não existia mais amor, minha mãe se tornou uma pessoa de pouco fé, uma pessoa que se deixou levar pela ambição pelo o desejo de ter tudo nas mãos, ela mudou pra pior

- A culpa foi nossa, a gente que fez você ir embora - meu pai me olhou com tristeza - a gente que fez a Camila ir embora

- Não Mike, por favor - minha mãe colocou a mãe no ombro do meu pai - não

- Para com isso, senta e fica quieta, chega de mentiras - ele tirou a mão dela do ombro dele - A gente humilhou ela da pior forma possível

- O que? - uma lagrima desceu no meu rosto

Dinah se levantou e sentou do meu lado, colocou a mão no meu ombro e falou que tudo ia ficar bem, eu estava olhando pra minha mãe, ela estava com o nariz em pé como sempre

- Um dia antes dela ir embora ela foi na nossa casa, sabe a gente sabia de tudo - minha mãe que estava calada olhou pra mim - Sabíamos que vocês estava juntas e felizes - sorriu ironicamente - não foi assim que eu criei você Lauren, não te criei pra ser uma pessoa fraca ou muito menos uma pessoa que se apaixona e por uma mulher

- Você queria que ela fosse uma copia perfeita de você Clara - Meu pai falou com a cabeça baixa - Mais ela não foi - sorriu pra mim - antes da Camila ir na nossa casa a gente te deu um suco lembra?

- Lembro - fechei os olhos lembrando - o gosto estava estranho, mais vocês falaram que era por causa da fruta, depois disso me deu um sono e fui dormi

- Sim - meu pai sorriu triste - sua mãe pagou uma menina pra deitar com você - olhou pra Clara que estava olhando pro nada - Ela pagou a menina pra simular que tinha transado com você, e depois a Camila viu tudo isso e sua mãe fez questão de ir na casa de Camila e humilhar ela e a família dela

Me levantei da cadeira com tudo, fiquei andando de um lado para o outro e todo mundo calado olhando pro nada

- Vocês sabem porque eu sair dessa droga de cidade? - olhei especialmente pra minha mãe - por causa de você dois, sabe vocês não me deixava respirar, sempre tinha que se do jeito de vocês - uma lagrima desceu - vocês nunca me aceitaram NUNCA, sempre fui algo descartável pra vocês, na próxima vez que vocês se meterem na minha vida eu juro por Deus que nunca mais olho na cara de vocês e sabe de uma coisa - olhei pra meu pai que estava chorando também - A impressa já tá falida, aproveita e enterra vai ver vocês passam a ser honesto uma vez na vida - quando eu ia saindo da sala meu pai me chamou

- Isso não e tudo

Olho pra ele que agora estava em pé na minha frente, minha mãe olhando pra gente, Chris e Tay chorando de cabeça baixa

- Sobre a Maria - meu pai abaixo a cabeça - ela... ela e sua avo

- O que - saiu mais como e sussurro

- Ela e minha mãe - Clara se levantou

- Vocês são uns monstros - fechei os olhos - quando ia me contar isso?

- Se dependesse de mim, NUNCA - minha mãe gritou

Sair da sala de reunião correndo, tinha que sair dela, entro no elevador e quando olho pra trás a Dinah estava lá sorriu triste pra mim, não segurei abracei ela e chorei, chorei tudo que estava entalado aqui dentro, Quando o elevador abriu Dinah me puxou para fora de impressa e quando vi já estava em um carro

- Pra onde vamos? - minha voz saiu meio estranha por causa do choro

- Comer - Dinah nem seria parava de ser engraçada - e depois vou te levar pra conhecer meu escritório

- Dinah eu não..

- Para Lauren, olha seu estado - Dinah ligou o carro dela

- Ok

Camila Narrando

- Ally eu Já falei que não quero sair agora - eu estava deitada no sofá morrendo de preguiça

- Para Cami, você disse que ia comigo conhecer meu escritório, por favor Cami - fez carinha de fofa

- Eu odeio você - ela bateu palminha e eu revirei os olhos - volto já

Subi as escada e fui tomar um banho rapidinho, coloquei um short e uma blusinha, nada chique, roupa de sair pra um passeio

- Estou pronta

- Nossa demorou em - Ally levantou

- Esava falando com quem? - ouvir ela falando com alguém no celular só não sei quem é

- Ninguém - sorriu de um jeito que ia aprontar algo

- Sei

- Vamos logo - me puxou pela mão - eu dirijo

Chegando lá vi que era um local muito agradável, tinha cor, não era igual aqueles escritório sem graça, mais notei outra coisa, notei que tinha alguém lá porque estava ouvindo vozes

- Tem alguém aqui Ally

- Vem comigo - me puxou

- DINAH

- AQUI

Assim que entramos encontrei uma cena, Lauren sentada com a cabeça baixa, não dava pra ver o rosto dela e Dinah sentada do lado dela, como se tivesse conversando algo muito serio com ela

- Olha quem e viva sempre aparece - Dinah se levantou e me abraçou

- Oii Dinah, quanto tempo - sorri

- Falo o mesmo, e olha tô vendo que ainda tá com uma bunda enorme

- Dinah - ally repreendeu ela

- O que? - olhou pra Ally - tô mentindo

- Vendo por essa lado, não tá não

Elas estava falando mais eu não estava prestando atenção, eu estava olhando a Lauren que até agora não olhou nem nenhuma vez pra minha cara, eu conhecia isso, conhecia esse jeito. Me aproximei dela e sentei do seu lado

- Oii - falei baixinho

- Oii - ela me olhou como se ainda não tivesse me visto - O que faz aqui?

Conheço aquela cara, ela andou chorando isso fez eu querer pegar ela e colocar no meu colo

- Ally me trouxe pra conhecer o escritório - sorri



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...