História De Ponta Cabeça - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Logan Lerman
Personagens Logan Lerman, Personagens Originais
Tags Amizade, Logan Lerman, Romance
Exibições 11
Palavras 1.293
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 19 - That crazy


Pov Logan 

-Sai do banheiro, meu perfume ta ai dentro Lucas. 

-Você tem seu próprio banheiro Logan, não sei porque você cisma em espalhar suas coisas pela casa. 

-Vai logo . 

Ele sai do banho e consigo pegar meu perfume, a festa é daqui a algumas horas e não consegui terminar de me arrumar. 

-Será que as meninas vão? 

Olho para Lucas e sei que ele queria dizer Sam invés de meninas. 

-Não sei. Só vamos saber se Daniel aparecer lá. 

Termino de me arrumar e pego meu carro, Lucas e Dean já estão na garagem quando chego.  

Dirijo até a festa, está lotada, varias pessoas dançando, bebendo, se beijando, cruzo até o outro lado da casa, pego um copo, começo a dançar a conversar, Dean me deixa falando sozinho umas duas vezes para ir falar com garotas, na terceira vez que ele faz isso, ele tentar dar em cima de uma garota que está do outro lado, quando ela se vira vejo que é Sam, sinto meu coração palpitar, ela está linda, de jeans, uma camisa de mangas branca e seus cabelos estão soltos, está de batom claro e lapis nos olhos. Ela se vira e sorri de um jeito sem graça, ela percorre o lugar com os olhos que se encontram com os meus. Vejo ela respirar fundo e caminhar até mim. 

-Oi. 

-Então você resolveu vim? 

-Pois é, você conhece a Duda, quando ela enfia algo na cabeça é difícil tirar. 

-É eu sei. 

Coloco as duas mãos nos bolsos do meu jeans e respiro fundo. 

-Eae terminou?? -Duda aparece atrás da gente com dois copos nas mãos. -Sam, terminou de beber esse? 

-Acabei de pegar esse copo. 

-E ainda não virou? Qual é, quero ver você bêbada. 

-Nem vem com essa, Eduarda. 

-Ok ok, mas já já faço você beber mais. 

Duda arrasta Sam pelo braço ate um grupo onde aparentemente todos estão bêbados, ela fica olhando em volta dando gargalhada. 

No meio da festa, já tinha bebido muito, mas nada que me tire do foco, quando penso que será uma noite tranquila, uma pessoa me chama atenção, uma pessoa que não imaginei ver tão cedo, uma garota de cabelos ruivos até as orelhas, olhos azuis marcados pelo delineador, uma calça jeans preta e uma camisa verde de mangas, seu corpo está tão esbelto quanto eu me lembrava, Julie estava ali, a ultima garota antes da Sam que tentei conquista-la por uma aposta, mas com ela foi diferente, antes mesmo de algo acontecer, falei que não daria certo, ela sofreu é claro, mas não como Sam. Ela me vê e abre o sorriso, caminha até mim e pula nos meus braços falando que é muito bom me ver. 

-O que faz aqui Julie? 

-Vim passar o natal com a minha família. 

-A sim, a que bom, como você está? 

-Estou ótima e você como está? Ta namorando? 

A segunda parte da sua pergunta faz eu me sentir desconfortável, coloco uma mão na nuca e olho ao redor a procura de Sam, quando a encontro arregalo os olhos. 

-To bem também. -Desvio a conversa e continuo a olhar, Julie nota e procura onde meus olhos estão tão concentrados. Sam está de lado para nós com as costas encostada com as da Duda, com um copo na mão, parte do cabelo está na frente do rosto que está com um sorriso nos lábios e olhos fechados se balançando a cada batida da musica I want you to know (Zedd ft. Selena Gomez), ela vira o ultimo gole do copo e joga ele no chão, Daniel aparece ao meu lado sem notar Julie. 

-O que ta acontecendo com a Samantha?? 

-Cara queria muito saber. -Ela estava incrível, como se nada mais importasse, queria se divertir, ela continuava linda mesmo parecendo uma louca cantando cada vez mais alto, rebolando, indo até o chão, pulando e Duda gritava a cada movimento sensual de Sam, fico ali contemplando aquela imagem, como se não tivesse o clima cada vez pior entre nós. 

-Samantha? Esse é o nome da louca? 

Julie me tira do transe e me faz olhar para ela, Daniel se inclina e nota que ela estava ao nosso lado. 

-Julie? O que faz aqui? 

-Família, Natal, entendeu? -Ela sorri e noto que Julie sempre foi uma moça bonita e sempre muito curta e direta. 

-A sim claro, e sim, Samantha é o nome daquela doida. E eu estou amando ver ela assim. 

Ele se retira e vai atrás de Naty que está perto da cozinha, ele fala algo e aponta para Sam, ela pega o celular e começa a tirar fotos. 

-Então Logan... –Julie se coloca na minha frente, ela é quase da minha altura, colocando as mãos nos meus ombros. -Que tal a gente terminar o que começamos a alguns anos atrás? 

-Olha...-Tiro as mãos dela, mas continuo segurando por descuido. -Não vai rolar Julie, não to afim. 

-Mas por que? 

-Estou interessado em outras pessoa, e ela é incrível, estou tentando fazer de tudo para conquista-la, não vou desperdiçar me envolvendo com você, sinto muito. 

Vejo que ela está decepcionada, até um pouco com raiva por ser dispensada, ela nunca foi dispensada na vida, só por mim, e até agora, foram duas vezes. Ela se vira olhando para Sam. 

-É ela? -Ela da uma gargalhada. -Por favor né Logan, ela é patética. 

Sinto uma raiva crescendo, Sam não era isso, ela era a melhor garota que já conheci, mesmo depois de levar porrada da vida ela continua em pé e dançando como se nada importasse, como se aquilo não a parasse. 

-Desculpa, mas acho que você está se olhando no espelho. 

Ela abre a boca e me olha com raiva, então me beija, me segurando pelo rosto, seguro suas mãos pra afasta-la de mim e quando realmente consigo olho para Sam, ela está me olhando, mas sem parar de dançar, como se não se importasse, coloca seus cabelos para trás mostrando o olhar severo e auto protetor, então para de repente para e encara o chão, ando até ela, pode ocorrer duas coisas: ela vomitar ou desmaiar. Antes que eu chegue perto o suficiente ela largo o copo com bebida que estava segurando e cai, Duda a segura, ela não está totalmente apagada, ela está agarrada firmemente em Eduarda. 

-Sam? -Me abaixo e coloco as mãos em seus cabelos. -Você está bem? 

-Cai fora Logan, você não se importa. 

-Vai começar com isso de novo? 

-Não disse que ela era patética Logan. -Julie aparece atrás de mim com os braços cruzados, eu vou matar essa garota, puta que pariu. Todos do nosso grupo estão a nossa volta. 

Sam levanta o rosto e a encara, mesmo chapada continua encantadora, boca semi aberta, olhos desorientados, como uma gatinha que se perdeu na rua e está com medo de cada movimento. 

-Quem é a piranha? -Ju aparece ao meu lado com as mãos no quadril. 

-Como é que é? -Julie cerra os olhos. 

-Julie cai fora por favor. -Digo e olho para Sam, ela arregala os olhos e me encara, ela sabe pelo nome que ela é. 

-A festa não é sua Logan e nem dessa maluca ai, eu fico onde eu quiser admirando essa vista maravilhosa da garota que você gosta e tentando achar alguma qualidade nela. 

-Ótimo, vou ter que socar a sua cara aqui mesmo. -Ju empurra Julie e se coloca entre nós e ela. 

-A serio isso? Sua ruiva falsa. 

-SAI DAQUI JULIE. -Duda grita mais alto que a musica. 

-Não. Vou ficar aqui. 

-Ótimo. -Me levanto e pego Sam no colo, que não protesta e sim coloca as mãos envolta do meu pescoço e se acomoda no meu ombro. -Daniel você bebeu muito? 

-Não, por que? 

-Alguém tem que dirigir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...