História De repente... - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sasuke Uchiha
Tags Amor, Comedia, Drama, Lemon, Naruto, Romance, Sasuke, Sasunaru, Yaoi
Exibições 146
Palavras 2.808
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oioioi meus amores...
Então, falei que voltaria semana que vem, mas aí me lembrei que semana que vem eu talvez não teria tempo pra postar, então adiantei bastante o capítulo e já adianto... Tem lemon! Então pra quem não gosta de ler lemon, pule o capítulo okay?

E lembrando o fato de que eu não sei escrever lemon muito bem e ainda sou insegura e tals.
Enfim... espero que gostem, seus pervertidinhos e.e

Beijoos, boa leitura. ♡

Capítulo 8 - Oitavo capítulo.


Fanfic / Fanfiction De repente... - Capítulo 8 - Oitavo capítulo.

- Sasuke! - O repreendi, mas ele só soltou um murmúrio de reprovação, ainda beijando meu pescoço. - Sasuke... Não podemos continuar!

- E por que não? - Ele parou por um momento e me olhou com o cenho franzido. - Por que não podemos continuar?

- Esqueceu do motivo de eu ter vindo pra cá? Eu vim porque...

- Porque eu te pedi ajuda, e quer saber? Não tá ajudando ficar falando que tudo vai se resolver e o caramba. - Sasuke cuspiu as palavras e se levantou, nervoso, me deixando assustado e irritado. Respirou fundo e olhou pra mim de novo. - Desculpa, Naru... eu só estou muito confuso, não queria ter descontado em você.

Soltei o ar que havia prendido sem perceber e o respondi:

- Tudo bem, Sasuke... - Me levantei. - Eu também ficaria nervoso ou confuso se esse problema todo estivesse acontecendo comigo.

- Eu não tô confuso por causa dos problemas da minha família. - Engoli em seco. - O motivo da minha confusão é você.

Olhei para Sasuke, aflito por um momento.

- Do... do que está falan...do? - Falei já corado.

Sasuke sorriu e pareceu juntar toda a coragem que tinha para enfim soltar o ar lentamente e se aproximar de mim novamente.

Fez uma carícia gostosa e demorada em meu rosto, passando a ponta dos dedos por minha pele, lentamente, de modo delicado como uma demonstração de afeto.
Fechei os olhos e apreciei o carinho, sem me lembrar de toda a tensão da cena anterior. Eu sabia o que estava pra acontecer, mas minha mente não me deixava raciocinar direito, então apenas esqueci um pouco dos outros problemas e resolvi aproveitar a sensação de ter quem eu realmente queria ao meu lado.

Senti a respiração de Sasuke bater contra meus lábios e automaticamente sorri, ainda com os olhos fechados.

Ao contrário do que eu havia pensado, Sasuke não me beijou, ele simplesmente arrastou os lábios dele, roçando pela minha bochecha até chegar ao meu ouvido. Um arrepio me correu dos pés à cabeça.

- Acho que não preciso dizer o que sinto por você, não é? - Ele sussurrou e mordeu o lóbulo logo após.

Meus lábios se curvaram em um sorriso cínico.

- Precisa! Seus sentimentos ainda não estão claros para mim. - Sasuke soltou uma risada fraca e me deu um beijo na bochecha, se demorando ali e logo depois voltando ao meu ouvido.

- Eu estou completamente apaixonado por você, Usuratonkachi! ... Assim está bom? - Disse num sussurro com a voz rouca.

- Hum... Acho que ainda não. - rocei os meus lábios nos dele, sentindo-o umedece-los a medida que eu fazia menção de me aproximar.

- O que quer que eu fale então? O que fez eu me apaixonar por você, Uzumaki? - Assenti e ele riu. - Esse seu jeito petulante, esse seu sorriso lindo e essa risada gostosa. - Sasuke me roubou os lábios de repente. - Essas marquinhas do seu rosto... Os seus olhos. - Automaticamente abri meus olhos e o encarei, agora mais sério. Sorri com aquela visão. Ter os olhos negros que eu tanto amava me olhando daquela forma acabou me deixando mais nervoso ainda. - Esses olhos azuis que contém um brilho que eu nunca havia visto... São lindos, Naru. -Sasuke sorriu mais ainda e parou o olhar sobre meus labios. - Mas acima de tudo, seus lábios. Seu gosto... o gosto do seu beijo, a maneira como você é o sentimento em pessoa. Isso me fez te amar desde os fios de cabelo loiro até o dedinho do pé, que por sinal é seu único defeito. - Dei uma risada e o Uchiha me acompanhou. - Agora está bom?

- Uhum... - Senti a respiração pesada se aproximar de meus lábios. O único barulho que eu ouvia era o do meu coração, acelerado.

Sasuke tomou meus lábios novamente, afoito. As mãos dele, ora vinham nos meus cabelo, ora na minha cintura e lá ficavam, apertando-a fortemente, enquanto minhas mãos exploravam a parte de cima de Sasuke: ombros, nuca, rosto e por fim, cabelo. Eu tinha uma fissura pelo cabelo dele.

Em um momento desisti de tomar o controle daquele beijo, já que o Uchiha praticamente devorava minha boca, explorando cada cantinho dela, ansioso por mais, como se eu fosse sair dali a qualquer momento.

Perdi o fôlego com facilidade, e Sasuke finalizou o beijo me dando uma mordida fraca no lábio inferior, me fazendo resmungar um pouco e depois rir ao conseguir me soltar das mãos fortes dele.

Abracei o pescoço de Sasuke e deixei minha cabeça afundar em seu peito, ainda coberto pela blusa. Estávamos ofegantes. O peito de ambos subia e descia descontroladamente como se estivessem buscando por oxigênio.
Sorri mais largamente ao me lembrar das palavras de Sasuke... Reciprocidade é uma maravilha!

- Eu também... estou completamente... apaixonado por você... seu Uchiha idiota! - Eu disse de repente, aumentando mais ainda meu sorriso ao ouvir uma risada de Sasuke.

Olhei para cima, buscando os olhos do Uchiha e quando eles se encontraram com os meus, todo o meu corpo tremeu, talvez de excitação.

- Eu não ouvi, Uzumaki. - Sasuke disse, me tirando do transe.

- Eu me apaixonei completamente por você... Por seus olhos, por seu cabelo, por esse sorriso cínico que só você consegue ter um tão bonito. Por sua prepotência, autoconfiança, seu jeito idiota de me irritar. - Sorri e passei a mão no cabelo bagunçado dele. - Me apaixonei pelo problema em pessoa, já que quase apanho das suas "fãs" que não conseguem um minuto da sua atenção enquanto eu vivo próximo a você, seja te enchendo o saco... seja te ajudando ou o que for.

Sasuke sorriu mais largamente e de novo tomou meus lábios.

- No fim das contas, acabamos nos ferrando... - Falei ao nos separarmos e vi a expressão confusa de Sasuke. - A paixão é uma coisa tão corrosiva.

- Tá querendo virar poeta, dobe? - Sorri novamente.

- É o que a paixão faz com as pessoas, teme. - Dei de ombros e sorri selando nossos lábios novamente.

Sasuke mais uma vez aprofundou o beijo, apertando minha cintura cada vez mais forte, me prensando na parede de modo que qualquer movimento pudesse faze-lo descobrir o tamanho de minha excitação.
O Uchiha jogou o quadril para frente e pude sentir que ele estava na mesma situação que eu. Aquele movimento me fez arfar e isso pareceu despertar a atenção de Sasuke, que só pra me constranger deu uma risada rouca no meu ouvido.

Os beijos continuariam se não fosse a quebra de contato para retirar a minha camisa e a dele, apressadamente.
Sasuke pareceu me analisar por alguns segundo e depois estalou a língua no céu da boca.

- Tão gostoso. - Ele disse com um sorriso sacana que me fez sorrir e corar na hora.

Voltei a o beijar, talvez pra disfarçar a vergonha, e Sasuke me impulsionou para cima, ainda me beijando e automaticamente cruzei as pernas em volta de sua cintura, de modo que nossos membros excitados acabaram se tocando ainda por cima da roupa, me fazendo dar um resmungo e pensar " por que em algumas situações, roupas são tão inúteis? "...

Percebi uma movimentação e logo senti que Sasuke havia se sentado na cama, comigo no colo dele. Senti o volume contra a minha bunda e sem pensar comecei a rebolar em seu colo. Quando consegui arrancar um gemido de Sasuke, corei mais ainda.
 
Continuamos a nos beijar até que o fôlego faltasse, e sem perder tempo, Sasuke novamente desceu os beijos pelo meu pescoço, fazendo questão de marcar minha pele - marcas essas que só percebi depois. - e beija-la de modo obseno.

Sorri, nervoso ao sentir a mão do Uchiha passear pelo meu abdômen e descer um pouco mais, parando na barra da minha calça moletom, fazendo menção de puxa-la e depois subindo de novo, dedilhando cada parte de minha barriga e arranhando-a de leve, parando no meu peito, me fazendo ofegar.

Sasuke parecia ter começado um jogo, pra ver o que me provocava mais: a pressão de seu membro contra minha bunda ou as carícias e chupões em meu peito.

Alguns gemidos escaparam de meus lábios, e senti Sasuke arfar, ainda beijando meu pescoço.

Fui deitado na cama, de repente,  nem tinha percebido o quão minha calça - folgada - estava ressaltando a minha excitação. Sasuke estava parado, em pé, me observando.
Ri ao ve-lo arquear a sobrancelha, com um sorriso sacana nos lábios.

- Pra quem não queria continuar, até que você está bem animadinho, não acha? - Corei violentamente e desviei o olhar, prendendo o riso por causa do nervosismo e logo senti a mão de Sasuke no meu queixo, me fazendo olhar diretamente nos seus olhos.

O Uchiha acariciou meu corpo, de forma constrangedora e parou as mãos em minha coxa, puxando o tecido da calça, bem devagar como se me torturar desse mais prazer a ele.

- Vou te contar um segredo... - Ele sussurrou, rouco em meu ouvido. - Eu estou tão excitado quanto você.

- Isso não é segredo desde que eu sentei no seu colo... - Só depois entendi o que havia falado e acabei corando novamente com a risada que Sasuke deu.

Minha calça foi retirada antes mesmo de eu pensar em protestar sobre isso. Senti minha pele queimar ao sentir os olhos de Sasuke em mim, observando cada parte de meu corpo semi nu, que estava coberto apenas por uma samba canção.

- Nerd. - Sasuke disse risonho, chamando minha atenção. - Jura que até sua cueca faz referência a Harry Potter?

- Teme! São as relíquias da morte... e eu gosto dessa cueca, ela é confortável.

- Vai me dizer que foi amor a primeira vista?

- Talvez... - Dei uma risada e vi Sasuke abaixar a calça dele.

Okay, eu não consegui não olhar.

Ele usava uma cueca box branca e isso dava maior destaque a seu membro. Corei. Fiquei vermelho como um pimentão quando levei meu olhar da cueca de Sasuke até seu rosto e percebi que ele olhava para mim com aquele sorriso de canto.

Pelos deuses, Sasuke era muito sexy! Os cabelos dele estavam bagunçados, caídos em seu rosto suado e ele sorria como uma criança nada inocente.
Mal o olhei e vi que ele se aproximava de novo para me beijar.

Sasuke se deitou em cima de mim, apalpando minhas pernas e parando as mãos em cima das minha nádegas, logo apertando-as possessivamente. Sorri entre o beijo e o empurrei, ficando por cima, sentado em seu colo, ainda sem quebrar o contato do beijo.
Aquela maldita excitação que não me deixava pensar direito!
Rebolei em cima do membro de Sasuke novamente, fazendo ele arfar e sinceramente, esqueci uma parte de minha vergonha e sorri, mordendo o lábio inferior dele.

As mãos dele continuaram em minhas nádegas, apertando-as cada vez mais forte e ora ou outra ele desferia algum tapa em uma delas, me fazendo ficar mais excitado ainda.

- Já chega! - Ele disse após eu rebolar mais uma vez, me empurrando e ficando por cima de mim novamente.

Ele desceu os beijos pelo meu abdômen, até chegar perto da minha virilha.

A vergonha voltou e eu inconscientemente me encolhi um pouco, arrancando mais algumas risadas de Sasuke.

- Isso é embaraçoso. - Falei colocando as duas mãos no rosto vermelho, ao o sentir retirar minha cueca e acariciar meu membro, provavelmente afim de me torturar.

- O que é embaraçoso, Naru? - Ele disse rouco e sem esperar minha resposta, envolveu meu membro em sua boca e logo o retirou, rindo após isso. - O fato de eu estar fazendo um bo...

- Sasuke! - O repreendi e ele riu. -Por que eu tenho a sensação de que você está levando tudo isso na brincadeira?

- Porque eu estou... pelo menos isso deixa o clima menos pesado. Não sinta vergonha, Naru, você nunca foi tímido assim. - Suspirei ao sentir meu membro dentro da boca quente de Sasuke novamente.

Segurei fortemente no lençol quando os dentes de Sasuke  passaram por toda a extensão e enfim chegaram à glande, dando leves mordidinhas.

- Hum... Sa...suke! - Gemi quando o Uchiha introduziu um dedo em meu ânus. Foi incômodo e prazeroso ao mesmo tempo e ele tapou minha boca, rindo.

- Quer mesmo acordar todo mundo da casa? - Ele sussurrou, risonho em meu ouvido, me fazendo tremer e ficar ainda mais excitado.

- Sasu... - Falei num sussurro manhoso. - Você ainda está de cueca. - Ele riu novamente.

- Está curioso? Tudo bem, vou terminar de me despir só pra você. - Sasuke se levantou, se afastando de mim, e arrancou a cueca, expondo o membro ereto e voltando a se sentar na cama, apenas um pouco longe de mim. - Vem cá, Naru... senta aqui óh. - Ele disse dando batidinhas no próprio colo.

Engatinhei até ele, e me sentei em seu colo, roçando a extensão de seu membro entre minhas nádegas, fazendo ele gemer ainda mais excitado.

Sasuke mordeu meu ombro e segurou mais forte em minha cintura.

- Eu não aguento mais, Sasu...ke. - Gemi ao senti-lo envolver meu membro em sua mão.

- Então pede! - Achei não ter ouvido direito aquela frase. O nervosismo apenas crescendo e meu corpo cada vez mais quente.

Mal percebi quando meus lábios se abriram e eu sussurrei:

- Eu... preciso de você dentro de... mim, agora! - Sasuke suspirou, impaciente e me suspendeu, segurando na base do próprio pênis, o introduzindo devagar em meu ânus. Gemi com a dor e Sasuke tomou meus lábios, afim de me distrair.

O vai e vem começou um tempo depois, quando eu me acostumei um pouco com a sensação de "preenchimento".
Ah, fala sério, eu nuca tinha tido nenhuma experiência daquele tipo, por isso estava tão constrangido.

Só notei que algumas lágrimas caíam de meus olhos quando senti o polegar de Sasuke passar pela minha pele, carinhosamente, limpando-as com toda a delicadeza do mundo. Sorri, apreciando o carinho e o beijei, subindo e descendo cada vez mais rápido, sentindo o membro do Uchiha ficar cada vez mais excitado dentro de mim.

Sasuke acelerou a masturbação em meu membro, me arrancando mais alguns gemidos e de repente se retirou de dentro de mim. Notei o sorriso sacana novamente e sabia que ele estava tramando alguma coisa.

- De quatro! - Ele ordenou, sorrindo.

- Não acredito que...

- Anda logo! - Ele me lançou um olhar assassino e eu acabei obedecendo, fechando os olhos e mordendo o lábio, para conter um gemido.

Senti a sensação incômoda novamente e não consegui me controlar. Gemi mais e mais alto, sempre abafado com a mão livre de Sasuke e isso só piorou quando ele passou a atingir minha próstata freneticamente.

- Aaah... Naruto! - Ele gemeu de repente e abaixou um pouco, colando o abdômen nas minhas costas para sussurrar em meu ouvido. - Goza pra mim, meu amor.

E aí aconteceu. Acabei gozando ao sentir minha próstata ser atingida mais uma vez e logo ouvi mais um gemido de Sasuke, denunciando que ele provavelmente havia chegado ao seu ápice.

Caímos cansados na cama, perdidos pela sensação do pós orgasmo.

 Estávamos ofegantes, e eu senti meu corpo pesar e meus olhos quase se fecharem.
Depois de um tempo deitados na cama, Sasuke me pegou no colo e foi a caminho do banheiro.

- O... o que...

- Precisamos de um banho, não acha? - Ele disse e selou nossos lábios, rapidamente.

- Como ainda pode ter energia pra me pegar no colo?

- Não sei... - Ele deu de ombros, logo entrando dentro do banheiro do próprio quarto.

Senti Sasuke me sentar na bancada fria de mármore e o incômodo na parte de trás voltou.

 - Hum... - Reclamei.

- Logo passa. - Ele riu e eu tive vontade de enfiar minha cara em um buraco.

- Teme! - Desci da bancada, ainda um pouco dolorido e o abracei por trás. - Uchiha idiota. - Sussurrei, sorrindo.

- Uzuratonkachi. - Ele também sorriu. - Senta aí, eu vou pegar uma bucha.

- Bucha pra que? - Perguntei confuso.

- Pra te dar um banho. - Sasuke riu e deu uma piscadela, logo se afastando para ir até o armário e pagando uma bucha.

Me sentei dentro da banheira, resmungando de vez em quando, a beira de xingar Sasuke por causa daquele sorrisinho malicioso.

Após o banho, nos deitamos na cama. Sasuke me envolveu em seus braços e afundou o rosto em meus cabelos loiros.
Eu sinceramente não sei quando ele dormiu, porque foi só sentir o calor do corpo dele envolvendo o meu, que eu adormeci, sentindo todo o peso do meu corpo sumir bem devagar.


Notas Finais


Okay, relativamente foi um capítulo grande! Espero que tenham gostado do lemon, hehe...

Muito obrigada se você leu até aqui e me desculpe qualquer erro!
Obrigada pelos favs e comentários! Amo vocês... ♡

Enfim, até o próximo né e.e
Beijoos ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...